Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Segunda-feira, 24 de janeiro de 2005 - Nº 1205 Edições Anteriores

Litoral Virtual Casa na Fortaleza

Região
Greenpeace faz campanha no litoral
Ambientalistas cobram fiscalização
Perigo na Praia
Controle de borrachudos recebe atenção em vários municípios
Câmaras Municipais do Litoral Norte podem trabalhar juntas
Tempo fechado esvazia movimento nas estradas

Caraguatatuba
Banhista perde espaço na praia e corre perigo com jet skis
Embarcações e pesca na praia geram reclamações
Samba e Marchinhas na folia de Carnaval em Caraguá

Ilhabela
Festa de N. Senhora D'Ajuda integra bairros de Ilhabela
Câmara Municipal promove discussão sobre Segurança em Ilhabela
Programação do Carnaval de Ilhabela

São Sebastião
'TrilhaSub' revela a vida marinha
Cebimar abre para visita monitorada
ONG cobra 'austeridade' na Câmara
Esburacado, trecho urbano da SP-55 será recapeado após a temporada

Ubatuba
Ubatuba vista do alto
Paraquedistas prometem espetáculos no aeroporto de Ubatuba
Ubatuba aprova redução do salário de vereador
Fundart tem novo presidente
Prefeitura faz balanço dos estragos e prepara plano de recuperação
Escolinhas de Esportes abrem inscrições
Evento reúne academias de Jiu Jitsu em Ubatuba
Região Sul ganhará novo cemitério e velório municipal
Entidades Assistenciais recebem visita da Presidente do Fundo Social
CPD da Prefeitura inicia mudanças no atendimento ao contribuinte

Seções
Artigos
Opinião
Carta do Leitor
Foto do Dia


Notícias da Região Topo

Greenpeace faz campanha no litoral

Litoral Norte - O Greenpeace realiza pela primeira vez uma ação ambiental no Litoral Norte. O projeto Verão Greendicas acontece nas praias de Maresias, Boiçucanga e Juquehy, em São Sebastião.
O projeto leva propostas a moradores e turistas sobre consumo sustentável de água, energia, meios de transporte, entre outros, procurando sensibilizá-los sobre a preservação do meio ambiente.
Segundo Gisleyne Bechilia, coordenadora do projeto, o objetivo é fazer com que as praias fiquem mais limpas, o trânsito flua melhor e que não haja desperdício de água.
O Greenpeace aproveita ainda para cadastrar novos sócios. O Greenpeace é uma organização não-governamental independente, que não aceita recursos de governos e nem de patrocinadores. Todas as suas ações são financiadas pelos 15 mil sócios espalhados pelo país.
O projeto Verão Greendicas também procura conscientizar as pessoas que pretendem construir nas cidades do Litoral do Norte a evitarem o uso de madeiras ilegais e em extinção, bem como o uso do amianto em suas obras. O projeto será realizado até o final do Carnaval.
Nosso objetivo com a campanha Verão Greendicas nas praias de São Sebastião é fazer com que as praias fiquem mais limpas, o trânsito flua melhor e que não haja desperdício de água. Gisleyne Bechilia é integrante do Greenpeace. (Fonte: ValeParaibano)

Ambientalistas cobram fiscalização

Litoral Norte - Representantes de ONGs (Organizações Não-Governamentais) estão cobrando das autoridades do Litoral Norte maior fiscalização nas praias.
Segundo as ONGs, os abusos cometidos nas praias estão prejudicando moradores e turistas na temporada.
André Miragaia, da Vale Verde, frequentador da praia Martim de Sá, em Caraguatatuba, disse que as autoridades devem coibir o excesso de mesas e cadeiras em alguns quiosques e também o som alto.
"A prefeitura deveria estabelecer um critério, um limite para mesas e cadeiras na areia, caso contrário, os banhistas continuarão sendo prejudicados", afirmou.
Miragaia disse que, com relação ao volume do som nos quiosques, a prefeitura deveria ampliar a fiscalização. "O som é muito alto e incomoda os banhistas, principalmente as crianças", disse.
Na Martim de Sá é proibido música ao vivo a partir das 22h. Gisleyne Bechilia, do Greenpeace, disse que muitas leis não são respeitadas nas praias da região, entre elas, a que proíbe a presença de animais na praia e a navegação de lanchas e jet skis em áreas exclusivas para banhistas. (Fonte: ValeParaibano)

Perigo na Praia

Litoral Norte - Principais abusos cometidos à beira mar
- Nos quiosques, o uso excessivo de mesas e cadeiras na faixa de areia e volume de som muito alto
- À beira-mar, prática de pesca por arremesso em área frequentada por banhistas, principalmente, crianças. Além do perigo da atividade, é comum os pescadores abandonarem iscas, linhas, anzóis e chumbadas na areia
- Na faixa destinada ao banho de mar, embarcações, lanchas e jet skis navegam a menos de 200 metros da faixa de arrebentação, levando risco aos banhistas
Fonte: Ambientalistas e turistas. (Fonte: ValeParaibano)

Controle de borrachudos recebe atenção em vários municípios

Litoral Norte - A prefeitura, através do setor de Vigilância Sanitária, está realizando uma ação para prevenir a proliferação do borrachudo. O trabalho consiste na avaliação do incômodo que a espécie de mosquito pode causar ao ser humano.
As medidas são tomadas em 22 locais distintos, tendo como base, dentro da normalidade, dez picadas/hora/homem. Segundo a assessoria de imprensa da prefeitura, quando é detectada uma quantidade de picadas acima do normal, é reavaliada a situação do foco envolvido, com busca ativa de larvas, limpeza do córrego, avaliação de novos cursos d’água no local, cálculo da vazão d’água do córrego verificando e dosagem correta de aplicação de um larvicida (BTI).
O processo é feito em 336 focos, num total de 1.573 pontos. Ainda de acordo com a assessoria, o ciclo aproximado da BTI é de 15 dias, com uma média de gasto mensal de 200 litros.
As áreas compreendidas são desde o Jabaquara ao bairro dos Frades e Bonete. A secretaria conta hoje com 21 funcionários na equipe em sede própria. O grupo é formado por um supervisor, dois encarregados, 14 dedetiza-dores, dois motoristas, dois funcionários para manutenção da sede e dosagem de BTI e três veículos de apoio.
Ubatuba e Caraguá - Em Ubatuba a prefeitura, através da Vigilância Sanitária, intensificou o combate ao borrachudo em todo o município. Há 26 agentes distribuídos nas áreas de maior incidência, como da praia das Toninhas ao Félix e Região do Horto Florestal e “Pé da Serra”.
A equipe está atuando em 332 focos, sendo oito na Região Sul (da Tabatinga a Enseada), atendendo 251 focos e cinco na região norte (do Prumirim ao Camburí e Divisa com o RJ), combatendo 187 focos.
Em Caraguá existem ações emergenciais em execução. Há também a aplicação de larvicida de 15 em 15 dias em 177 focos espalhados por toda a cidade. Segundo a assessoria, os borrachudos costumam estar sempre em áreas habitadas, próximos à água limpa, além da mata próxima a cachoeiras.
O borrachudo é encontrado no território brasileiro nos estados de Mato Grosso, Minas Gerais, Bahia, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, tanto no interior como no litoral. São de tamanho relativamente pequeno, de cor geralmente frisado à negro ou tons castanhos amarelos.
Os adultos, tanto as fêmeas como os machos, podem viver na natureza de 3 a 4 semanas. As fêmeas depositam os ovos sobre pedras, galhos e folhas, substratos encontrados em cachoeiras, rios ou córregos. Cada fêmea coloca em média 200 a 300 ovos, amadurecendo em torno de 5 a 6 dias, dependendo da temperatura da água e da espécie. O raio de vôo dos borrachudos adultos é aproximadamente 40 km. de distância, a partir do curso d’água.
A prevenção contra picadas de borrachudo dá-se com o uso de repelentes tópicos podendo ser naturais como citronela, óleo de alho e outros. Uma outra alternativa é a ingestão de vitaminas B6, horas antes de se expor aos borrachudos.
Usar camisa de manga comprida, calça, meias ou botas evitando que fiquem partes do corpo expostas. Evitar as áreas que se concentra grande densidade de borrachudos no horário de pico de suas picadas (nos períodos da manhã e tarde), é um meio de se proteger.
No Litoral Norte do Estado de São Paulo, a Sucen (Superintendência de Controle de Endemias), desenvolve projetos com o objetivo conhecer melhor as espécies existentes, adequando e aperfeiçoando a metodologia utilizada no Programa de controle químico e biológico. (Fonte: ValeParaibano)

Câmaras Municipais do Litoral Norte podem trabalhar juntas

Litoral Norte - A proposta de criação de uma Câmara Regional, levada pelo presidente da Câmara Municipal de Ubatuba, Jairo dos Santos - PT, foi bem recebida pelos presidentes de Câmara de São Sebastião, Wagner de Oliveira - PV, de Ilha Bela, Luiz Lobo - PL e de Caraguatatuba, Juarez Pardim - PPS.
Os vereadores concordam que, em grupo, terão maior poder de ação junto aos órgãos Estadual e Federal para que as necessidades comuns dos quatro municípios do Litoral Norte sejam melhor atendidas. Eles pretendem se reunir, nos próximos dias, para estabelecer uma agenda de trabalho. (Fonte: Câmara Municipal de Ubatuba)

Tempo fechado esvazia movimento nas estradas

Litoral Norte - Apesar da proximidade do feriado de aniversário de São Paulo --na próxima terça-feira--, o tempo fechado nas cidades do Litoral Norte afetou o movimento nas rodovias em direção à região, que foi abaixo dos 68 mil carros (Tamoios) e 27 mil veículos (Oswaldo Cruz) estimados pela Polícia Rodoviária Estadual. A polícia recomenda que os motoristas que vão para Caraguá (via Tamoios) e Ubatuba (via Oswaldo Cruz) hoje e amanhã evitem trafegar pelas estradas entre 8h e 17h, quando o movimento deverá ser mais intenso. No retorno do Litoral Norte, o horário de pico de trânsito deve ser entre 15h e 21h hoje e na terça-feira. (Fonte: ValeParaibano)

Notícias de Caraguatatuba Topo

O Guaruçá BIL -= Bolsa de  Imóveis do Litoral Salete

Banhista perde espaço na praia e corre perigo com jet skis
Turistas não têm para onde fugir: na areia, mesas e cadeiras em excesso, no mar, trânsito de lanchas e motos aquáticas

Caraguatatuba - A falta de fiscalização por parte das autoridades na praias do Litoral Norte acaba penalizando os banhistas, que cada vez mais perdem espaço nas areias e correm risco no mar. Os ambientalistas cobram providências das autoridades.
As reclamações são muitas --excesso de mesas e cadeiras em quiosques à beira-mar, que reduzem o espaço dos banhistas na areia, som alto nos quiosques durante o dia, além de lanchas e jet skis muito próximos da área de banho no mar, desrespeitando às normas de navegação, e a pesca de arremesso feita em áreas ocupadas por banhistas.
Nas praias Martim de Sá, Tabatinga, Cocanha e Mococa, em Caraguatatuba, os banhistas reclamam do excesso de mesas e cadeiras e do som alto nos quiosques.
Os quiosques Sol & Cia e Ponto 6, no canto esquerdo da praia Martim de Sá, colocam cerca 120 mesas --480 cadeiras-- em um trecho de pouco mais de 30 metros de faixa de areia.
Não sobra espaço para o banhista. O gerente do quiosque Sol & Cia, José Benedito da Silva, disse que a prefeitura não limita o número de mesas e cadeiras na areia.
Segundo ele, nos fins-de-semana fica tudo lotado. O gerente do quiosque Ponto 6, Cícero Aráujo, afirmou que nunca houve qualquer restrição e nem fiscalização por parte da prefeitura.
O secretário de Urbanismo, Leandro Borela, afirmou que realmente não existe uma limitação quanto ao número de mesas e cadeiras na areia da praia.
"Agimos com bom senso, quando existem reclamações, solicitamos aos proprietários que reduzam a ocupação da areia", disse.
SOM - Com relação ao volume do som nos quiosques durante o dia, Borela afirmou que a prefeitura adota a mesma medida. Segundo ele, a prefeitura está criando um Conselho Municipal de Urbanismo para tratar desses assuntos a partir de março.
Em Ubatuba, a prefeitura permite apenas 30 mesas por quiosque e 50% da área em frente ao estabelecimento livre para o banhista. Quem desrespeita pode ser multado em R$ 4.569,63 e até perder a concessão do estabelecimento.
O presidente da Associação de Quiosques de Caraguá, Mozzart Russomano, disse que os estabelecimentos à beira mar oferecem uma melhor estrutura para os turistas que frequentam a região.
"Quem reclama é o veranista, aquele que possui moradia na praia e não quer a ocupação da areia", afirmou. (Fonte: Salim Burihan/ValeParaibano)

Embarcações e pesca na praia geram reclamações

Caraguatatuba - As reclamações sobre os riscos oferecidos pela pesca de arremesso nas praias são frequentes. A pesca à beira mar, mesmo em áreas ocupadas por banhistas, não é proibida, segundo a Polícia Ambiental e o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis). A única exigência é a licença de pesca amadora, que custa R$ 20. A Capitania dos Portos informou que o proprietário de embarcação ou jet sky que for encontrado navegando a menos de 200 metros da arrebentação recebe multa de cerca de R$ 1.800. (Fonte: ValeParaibano)

Samba e Marchinhas na folia de Carnaval em Caraguá
Prefeitura quer aumentar a segurança no Carnaval. Não serão permitidas espumas e garrafas de bebidas na Praça, que terá festa popular com samba e marchinhas.

Caraguatatuba - A prefeitura de Caraguá está priorizando a segurança para o Carnaval 2005. O prefeito José Pereira de Aguilar e o secretario municipal de Turismo, Ricardo de Lima Ribeiro, programaram uma festa de carnaval com shows musicais gratuitos, desfile de blocos puxados por carros de som e trio-elétrico, na região central e norte da cidade.
No centro, a festa será animada pela banda Palace, que fará um baile popular, com marchinhas e muito samba durante cinco noites. Para garantir a segurança, a Praça de Eventos será fechada. Não será permitida a entrada de espumas, garrafas de vidro e nem mesmo latas de cerveja. A medida foi tomada para evitar brigas e confusões. A prefeitura irá contratar 70 seguranças para atuar durante todo o Carnaval.
Segundo informações da Polícia Militar, grande parte das brigas no Carnaval são iniciadas pela espuminha, por isso o seu uso será proibido. As garrafas de vidro não serão permitidas no local, assim como a entrada com latinhas de cerveja, para evitar entrada de canivetes ou outros utensílios perigosos.
Os blocos de carnaval também animarão a festa. No sábado, às 17 horas sai o tradicional Bloco das Piranhas. Da concentração, próximo a Ponte do Rio Santo Antonio, o bloco segue para a Praça de Eventos, passando pelo centro da cidade. No domingo, a festa fica por conta do Bloco do Urso, que sai do Bar do Hélio, às 18h30 e vai até a Praça de Eventos. Outros blocos interessados em desfilar devem fazer cadastro na Secretaria de Turismo, que disponibilizará o carro de som para acompanhar.
Na região Norte, o Carnaval será animado pela banda Free Lance, que toca quatro noites, de sábado a terça-feira, no coreto da Praça. O Bloco da Cheirosa e o Trio Elétrico ‘Marlone Som’ farão a festa nas quatro noites,
do início da Avenida Maria Carlota e seguindo até a Praça Santa Cruz, onde haverá uma infra-estrutura para a banda e para o público. Os shows começarão à meia noite.
Outra atração será o 'Carnaval de Antigamente', promovido pela Fundação Cultural e Educacional de Caraguá. A programação acontece nas cinco noites de Carnaval, na Praça Cândido Mota, no centro, e na Praça do Travessão, com diversas bandas e concurso de fantasias. (Fonte: PMC)

Programa Ação Litoral

Notícias de Ilhabela Topo

Vulcano Portal da Palmeira

Festa de N. Senhora D'Ajuda integra bairros de Ilhabela
Moradores de vários bairros se reúnem para realizar homenagem à santa

Ilhabela - Cerca de 150 moradores dos bairros Barra Velha, Perequê, Praia Grande, Curral e demais comunidades de Ilhabela promoverão, em conjuto com a prefeitura e a igreja, a festa da Nossa Senhora D'Ajuda que começa na próxima terça-feira.
A festa acontecerá na Igreja Nossa Senhora d'Ajuda e tem a expectativa de receber cerca de 3.000 pessoas entre moradores, fiéis e turistas da ilha.
Serão nove dias de missas, shows e quermesse. O evento também faz parte da comemoração do Bicentenário de Ilhabela e tem o objetivo de preservar a história e a tradição da cidade.
Os moradores estão ansiosos e a expectativa para a Festa Nossa Senhora D'Ajuda é muito boa para os envolvidos.
Segundo a dona-de-casa Santina Heidorn Reale, 70 anos, a festa está sendo organizada com muita dedicação e carinho por todos os moradores. "A gente trabalha na organização fazendo um pouco de tudo. Na quermesse deste ano trabalharei na barraca onde acontece os sorteio de prêmios. Será muito divertido, adoro toda essa festividade", disse.
Santina, que mora há 45 anos em Ilhabela, disse que sempre ajudou nos anos anteriores e sua participação é fundamental, pois é uma ajuda a mais.
"Todas as festas são boas. Espero que este ano o resultado seja ainda melhor do que o ano passado. Estamos nos empenhando muito e o evento faz com que todos os moradores fiquem mais unidos. Para mim é importante as pessoas se conhecerem, pois só assim nós criamos afeto e respeito entre as comunidades", afirmou Santina.
AÇÃO SOCIAL - Para a aposentada Deize Cardial de Tullio, 76 anos, a festa desse ano será bem melhor do que os anos anteriores. "Teremos várias barracas na quermesse. Trabalharei vendendo artigos religiosos, e o melhor de tudo é que o lucro das vendas serão voltados para a finalização da obra do salão comunitário da Igreja Nossa Senhora D'Ajuda", disse.
Para a decoradora Deise Dória, 59 anos, que frequenta a festa há oito anos, o evento promove a harmonia entre os moradores. Deise, que vai todos os anos acompanhada do marido, disse que participará da festa todos os dias .
"O interessante é que a quermesse está sendo organizada pela própria comunidade, e o destino do lucro é para uma boa causa. Todos participam, desde crianças até os mais velhinhos. É uma festa bonita e alegre que vale a pena conhecer e colaborar", afirmou.
EXPECTATIVA - Segundo o padre Vilson Dias de Oliveira, 46 anos, diversos pregadores e padres celebrarão as missas diariamente. Entre eles, o bispo Fernando Mason da Diocese de Caraguatatuba.
"A participação da comunidade está sendo boa e importante. O povo da ilha está muito empolgado com a festa. Após as missas, teremos shows de bandas e diversas apresentações culturais, além das barracas com comidas típicas e sorteio de vários prêmios", afirmou.
Oliveira disse que a expectativa do público para cada dia da semana é de 150 pessoas e para o final de semana 800 pessoas. "Com o dinheiro arrecadado na quermesse iremos terminar a obra do salão comunitário da Paróquia Nossa Senhora D'Ajuda." (Fonte: Rodrigo Machado/ValeParaibano)

Câmara Municipal promove discussão sobre Segurança em Ilhabela

Ilhabela - A Câmara Municipal de Ilhabela irá promover na próxima quarta-feira, dia 26 de janeiro às 19 horas em suas dependências, uma reunião para discutir a questão da segurança no município.
A iniciativa é do presidente da casa, vereador Luiz Antônio dos Santos, Luiz Lobo(PL) e contará com a presença do prefeito Manoel Marcos, do Tenente do 20° batalhão da Polícia Militar, André Luiz Paes, do Delegado titular da Polícia Civil de Ilhabela, Dr. Vanderlei Pagliarini Filho além de outras autoridades relacionadas do município.
“É muito importante que a população participe também, para saber como agir numa situação de risco além de saber como preveni-las”, diz o presidente Luiz Lobo, que se diz preocupado com os últimos incidentes ocorridos na Ilha. “Só neste mês de janeiro foram 15 boletins de ocorrência de furtos, isso sem contar as pessoas que não registram boletim”.
Outra questão a ser discutida será a postura de alguns empresários da Ilha, que tomaram atitudes isoladas distribuindo cartazes sobre o assunto pela cidade. “É preciso fazer uma divulgação adequada, pois trata-se de um problema delicado, pois somos uma cidade turística”, ressalta Lobo.
O próximo tema que o presidente quer discutir através de reuniões com autoridades e a comunidade é questão da ocupação desordenada, “outro tema polêmico, mas que precisa ser enfrentado para o bem estar do município”, diz Lobo. (Fonte: Câmara Municipal de Ilhabela)

Programação do Carnaval de Ilhabela


Sábado – dia 5 de fevereiro a partir das 22 horas:
- Abrindo o Carnaval de Ilhabela, o desfile da Rainha e do Rei Momo e o desfile dos Blocos Carnavalescos estreantes:
- Bloco Carnavalesco “Segurando o Bagre”
- Bloco carnavalesco “Pequeá”
- Bloco Carnavalesco do “Ditinho”

Domingo – dia 06 a partir das 22 horas
 - Desfile dos 4 Blocos Carnavalescos Oficiais
- “Água na Boca”
- “Azul e Branco”
- “Unidos da Folia”
- “Recreativo do Morro”
- “Banda das Bonitas”

Segunda–Feira – dia 07 a partir das 22 horas
 - Desfile das Escolas de Samba
- “Unidos da Padre Anchieta”
- “Mocidade do Sul da Ilha”
- “Mocidade Independente da Vila”
- “Unidos do Garrafão”

Terça-Feira – dia 08
- Às 10 horas – abertura dos envelopes das notas, apuração dos vencedores
- Ás 13 horas – Desfile dos Blocos para o “Banho da Dorotéia”
- Às 22 horas – Apoteose – Desfile das Escolas e Blocos vencedores do Carnaval 2005.

Os Desfiles acontecerão na Vila, Rua Dr. Carvalho, onde será montada a passarela do Samba, e as arquibancadas. Nas quatro noites de Carnaval, após os Desfiles, acontecerá Show mecânico onde todos poderão participar. (Fonte: PMI)

Notícias de São Sebastião Topo

Litoral Virtual Superchic

'TrilhaSub' revela a vida marinha

São Sebastião - O Cebimar/USP (Centro de Biologia Marinha da Universidade de São Paulo), após seis meses de expectativa, lançou na última quinta-feira o projeto educacional TrilhaSub, que revelará a biodiversidade marinha que existe no canal de São Sebastião.
O projeto oferece aulas gratuitas, de quinta a domingo, na sede da instituição, na praia do Cabelo Gordo. O passeio acontece ao redor de uma pequena ilha, onde os mergulhadores podem observar as diversas espécies de organismos que existem nos costões rochosos, como ouriços, corais, moluscos, estrelas-do-mar, cavalos marinhos e muitos peixes coloridos.
Antes de iniciar a trilha, os monitores reúnem os alunos para uma série de recomendações, quando orientam sobre técnicas não destrutivas de mergulho e ensinam alguns exercícios de alongamento para evitar as cãimbras.
"O objetivo é mostrar ao homem como a vida marinha é frágil e suscetível aos impactos ambientais. Observando as espécies em seu habitat natural esperamos que as pessoas fiquem sensibilizadas e preservem a natureza", explica a monitora Sandra Eliza Beu, 27 anos.
Durante o trajeto, o mergulhador também pode observar os experimentos que são feitos pelos biólogos do Cebimar no fundo do oceano já que na área são proibidas a pesca e a coleta de animais e vegetais.
"Há 20 anos quando vim trabalhar aqui era permitida a coleta e, por isso, já não tinha quase nenhum organismo vivo. Com a área sob proteção especial, destinada somente a pesquisa e ao ensino, conseguimos recuperar quase 100% da flora e da fauna", disse a bióloga responsável pelo TrilhaSub, Valeria Hadel, 48 anos.
Ela conta que os experimentos, além de ser um dos pontos mais bonitos do passeio, são muito úteis em situações em que a vida marinha é colocada em risco como acontece quando ocorre vazamento de óleo no canal.
"Com essa iniciativa sabemos que espécie foi atingida e como reagir a esse tipo de impacto ambiental."
VIDA MARINHA - Para Mariene Mitie Nomura, 22 anos, o passeio foi uma oportunidade de conhecer o mar do litoral e relaxar um pouco. "Achei a idéia da trilha aquática muito interessante", afirma.
Mesmo a bióloga Ana Paula Plaza, 27 anos, que conhece a vida marinha, quis fazer o passeio. "Sempre existe algo a ser descoberto", afirmou.
A estudante Michelle da Silva Libério, 21 anos, de Brasília (DF), ficou encantada com o passeio. "Vimos peixes enormes e coloridos. No mar a gente perde a noção do tempo", disse.
Para o monitor Renato Gimenes, 35 anos, quem fizer a trilha vai ter uma agradável surpresa. "Olhando para o mar não dá para ter noção do mundo maravilhoso que existe sob as águas", disse. (Fonte: ValeParaibano)

Cebimar abre para visita monitorada

São Sebastião - O Cebimar mantém outros programas de educação ambiental em São Sebastião, além da trilha aquática. O instituto está aberto a visitação acompanhada por monitor até o dia 6 de fevereiro, de quinta a domingo, das 14h às 17h. A entrada é franca. No domingo, das 18h às 19h, todas as espécies marinhas que ficam expostas em aquários são soltas no mar. As crianças podem participar da atividade. O Cebimar fica numa área onde antigamente era feita a captura de baleias e ainda há resquícios de antigas construções. "Muitos ossos de animal já foram desenterrados no local e não é raro aparecerem algumas baleias", disse a coordenadora do TrilhaSub, Valéria Hadel. (Fonte: ValeParaibano)

ONG cobra 'austeridade' na Câmara

São Sebastião - A ONG (Organização Não-Governamental) Federação Pró-Costa Atlântica, que reúne 17 sociedades amigos de bairro em São Sebastião, divulgou ontem um manifesto cobrando mais 'austeridade e moralidade' por parte da Câmara.
O documento, que está sendo distribuído a moradores e autoridades, faz críticas ao Legislativo por ter mantido o mesmo número de assessores, apesar do número de vereadores ter sido reduzido de 15 para 10 na atual legislatura.
O manifesto também cobra redução no Orçamento previsto este ano para o Legislativo de R$ 8 milhões para R$ 5,6 milhões.
"A sociedade sebastianense cobra uma reforma administrativa, com redução do número de assessores e do orçamento previsto, bem como que as contratações sejam feitas através de concurso público", afirmou Regina Helena de Paiva Ramos, secretária da ONG.
Segundo ela, os vereadores devem seguir o exemplo dado pela Câmara de Ubatuba, que pretende reduzir os salários e o número de vereadores.
Regina Helena, afirmou ainda que a ONG está surpresa com a proposta do presidente Wagner Teixeira (PV) de construir um novo prédio para o Legislativo. "Entendemos que existem outras prioridades no município", disse.
SURPRESA- Teixeira afirmou ontem ter ficado surpreso com o manifesto elaborado pela Federação Pró-Costa Atlântica. Ele disse que acabou de assumir o Legislativo e que a estrutura existente é antiga. "Pretendo fazer uma reforma administrativa", afirmou.
Segundo ele, a presidência pode preencher 27 cargos de comissão, cujos salários variam de R$ 1.420 a R$ 4.920. Entre os cargos indicados pela presidência estão cinco procuradores, cinco assessores do presidente, cinco diretores e até arquiteto e assistente social.
"É claro que existem salários abusivos, que também não concordo, mas acabei de assumir", disse. (Fonte: ValeParaibano)

Esburacado, trecho urbano da SP-55 será recapeado após a temporada

São Sebastião - Tomado por buracos e ondulações no asfalto, o trecho urbano da Rodovia Manoel Hyppólito do Rego (SP-55), localizado entre os bairros Topolândia e São Francisco, será recapeado a partir de março. A informação é do prefeito Juan Garcia.
Ele recebeu a notícia esta semana, durante encontro com o secretário estadual de Transportes, Dario Rais Lopes. A obra será custeada pelo Governo do Estado de São Paulo, que investirá R$ 3 milhões.
De acordo com o prefeito, os serviços serão executados da mesma maneira que os demais pontos já recuperados da rodovia. Ou seja, com interdições de pista.
Quanto à rotatória da Enseada, que também deve ser construída em março, Juan Garcia disse que resta apenas definir o local. Técnicos da prefeitura devem estudar a melhor área para o contorno, já que hoje o bairro não dispõe de nenhum acesso para veículos que trafegam no sentido São Sebastião-Caraguá.
A recuperação do trecho urbano da SP-55 é esperada há anos por moradores. “Já aconteceram vários acidentes por conta dos buracos. O carro da frente freia ou desvia e quem vem atrás tem que se virar”, disse o mecânico Álvaro Alexandre de Oliveira, de 32 anos.
Para o ciclista Paulo Eduardo Siqueira, de 21 anos, o recapeamento favorece quem costuma andar de bicicleta neste trecho. “Como não tem ciclovia, a gente anda no acostamento. Só que com os buracos, os carros vêm para cima, não respeitam”, apontou.
Medidas paliativas foram tomadas nos últimos anos, mas não solucionaram o problema. A última operação tapa-buracos foi realizada há dois meses.
Obras estaduais - Além destas obras, o governador Geraldo Alckmin anunciou esta semana outros investimentos na malha viária do Litoral Norte, incluindo rodovias de acesso. Em Ilhabela, a SP-131 será asfaltada (R$ 2,42 milhões). Já em Ubatuba, o Governo do Estado vai restaurar o trecho de serra da rodovia Oswaldo Cruz (SP-125). Fonte: Imprensa Livre)

Notícias de Ubatuba Topo

Restaurante Solar das Águas Cantantes Mary´s Casa na Fortaleza

Ubatuba vista do alto
Descubra novos cenários de Ubatuba em um vôo de helicóptero

Ubatuba - A sensação é indescritível. Você literalmente vê o chão "sumir sob seus pés". Ganhando altura, o helicóptero Robinson 44 da BS Helicópteros leva você sobre o mar em plena baía de Ubatuba. De cima pode-se ver um cenário inédito. Avista-se o Tenório, a Praia Grande e o Itaguá, tudo ao mesmo tempo. Os barcos e carros ficam pequenininhos e a sensação de liberdade libera a adrenalina em todo seu corpo.
Presente durante todo o verão (e em todos os feriados prolongados durante o ano), a BS Helicópteros trouxe para Ubatuba uma forma diferente de ver as belezas da região. Vôos panorâmicos a preços acessíveis podem ser feitos diariamente a partir do Aeroporto Estadual Gastão Madeira de Ubatuba.
São três roteiros inesquecíveis a disposição:
1 - Região Sul 1: Praias do Cruzeiro, Itaguá, Tenório, Praia Grande, Toninhas, voltando pelo mar, ao preço de R$ 50,00 por pessoa;
2 - Região Sul 2: Praias do Cruzeiro, Itaguá, Tenório, Praia Grande, Toninhas, Enseada e Saco da Ribeira, voltando pelo mar, ao preço de R$ 80,00 por pessoa;
3- Região Norte: Praias do Itaguá, Itamambuca, Félix, Promirim e Ilha do Promirim, voltando pelo mar, ao preço de R$ 120,00 por pessoa.
Segundo Carlos Alberto Salomão (Comandante "Beto"), Ubatuba merece ter um serviço de táxi aéreo e vôo panorâmico, pois além de estar localizada em uma região estratégica entre Rio e São Paulo, possui belezas sem igual. "Já voei por todo litoral brasileiro, e em toda costa não existe belezas com as de Ubatuba", revela o piloto e sócio da BS Helicópteros.
Visando a importância deste serviço, Beto encaminhou ao DAESP um pedido solicitando a homologação de um heliporto noturno em Ubatuba, o que seria de grande utilidade em casos de emergências e urgências.
BS Helicópteros é uma empresa prestadora de serviços aéreo atuando na área de vôo executivo, táxi aéreo e vôo panorâmico, foi fundada em 2004 por Carlos Alberto Salomão (Comandante "Beto") e sua noiva Paula Galhardo. A empresa integra uma linha vôo executivo para São Paulo, Rio de Janeiro, Angra dos Reis e Parati, e trabalha em parceria com a NAT Táxi Aéreo, do Rio de Janeiro, que também funciona como escola de preparação para pilotos de helicópteros. Com mais de 5 mil horas de vôo, a NAT realiza vôos executivos entre Rio de Janeiro, Angra dos Reis e Búzios.
O comandante Beto possui mais de 2 mil horas de vôo em helicópteros, tendo realizado inclusive 5 idas a Torrance, na Califórnia, EUA, fabricante do helicóptero de sua propriedade, um Robinson RH-44, um dos helicópteros a pistão mais vendidos no mundo, tendo mais de 3 mil unidades em cerca de 80 paises. O Robson 44 também é considerado uma das aeronaves mais seguras fabricadas atualmente. Simplicidade e eficiência são suas principais qualidades.
A BS Helicópteros opera no Aeroporto Estadual Gastão Madeira de Ubatuba. Contato pelos telefones (12) 3832.1992 ou (16) 9773.3303.

Paraquedistas prometem espetáculos no aeroporto de Ubatuba

Ubatuba - Começa hoje, no aeroporto Gastão Madeira, o tradicional Boogie de Pára-quedismo, promovido pela Azul do Vento, escola de paraquedismo de Campinas.
O evento, que promete reunir alguns dos principais atletas do país, colorirá o céu de Ubatuba até o dia 8 de fevereiro. A organização pretende realizar cerca de 400 saltos nas modalidades FQL (formação em queda livre), Freefly (onde o paraquedista efetua manobras radicais atingindo velocidades de até 400 Km/h), Skysurf (com a utilização de uma prancha) e saltos recreativos.
Quem quiser aventurar-se neste radical esporte aéreo poderá iniciar com saltos duplos. O Boogie de Ubatuba acontece desde 1996 e já recebeu paraquedistas de renome internacional. Para este ano os organizadores decidiram concentrar as atividades nos finais de semana: 22 a 25, 29 e 30 de janeiro e 5 a 8 de fevereiro, das 8 da manhã até o pôr-do-sol. IMP

Ubatuba aprova redução do salário de vereador
Em sessão 'relâmpago', Câmara revoga projeto que previa aumento de 28% para a remuneração dos parlamentares

Ubatuba - A Câmara de Ubatuba revogou na última sexta-feira à noite projeto de lei aprovado em dezembro passado que aumentava em 28% os salários dos vereadores para a legislatura 2005-08.
A redução dos salários de R$ 3.840 para R$ 3.000 vai gerar uma economia de R$ 108 mil aos cofres públicos este ano.
A sessão foi 'relâmpago' --durou cerca de 20 minutos. Votaram a favor redução dos salários os vereadores Jairo dos Santos (PT), Luciana Machado (PDT), Osmar de Souza (PFL), Romerson Oliveira (PFL), Edilson Félix (PSC) e Marcos Francisco (PSC).
Não compareceram à sessão os vereadores Charles Medeiros (PSDB), Ricardo Cortes (PFL) e Gerson de Oliveira (PMDB), que tinham votado a favor do aumento dos subsídios em 2004.
Os três, segundo apurou o ValeParaibano, entendiam que o reajuste era legal e que deveria ser mantido. Nenhum deles foi localizado ontem, após a sessão, para comentar a redução dos salários.
LEI- A lei 2.618, aprovada por unanimidade em dezembro de 2004, foi proposta pela então mesa diretora da câmara formada pelos vereadores Rogério Frediani (PTB), Pastor Samuel (PP) e Marcos Francisco (PSC).
A mesa concedeu o reajuste com base nos vencimentos dos deputados estaduais. Por decisão do TRE (Tribunal Regional Eleitoral), o número de vereadores foi reduzido de 13 para 10 em Ubatuba. Uma das vagas ainda depende de decisão do TRE para ser ocupada.
Francisco, reeleito, decidiu desta vez votar a favor da revogação do aumento. "Naquela ocasião (dezembro) votamos por impulso. Agora entendo que o reajuste do salário foi ilegal e desnecessário", afirmou.
O presidente da Câmara, disse que, ficou satisfeito com a decisão tomada pelos cinco vereadores. "Não poderia cumprir o reajuste por entender que era ilegal e imoral", afirmou. Ele tinha parecer da assessoria jurídica da casa contrário ao aumento.
COTAS- O novo presidente do Legislativo disse ainda que também vai propor nas próximas sessões a redução do número de assessores de 39 para 30 e das cotas de telefonia celular e valores das diárias dos vereadores.
"Não havia limite para o gasto com telefonia celular, agora quero garantir uma cota de R$ 300 mensalmente para cada vereador", disse Santos.
Os novos vereadores mostravam euforia com a redução dos salários. "Queremos mudar a cara do legislativo de Ubatuba", afirmou a vereadora Luciana Machado.
Souza, atual vice-presidente da Casa, afirmou que os vereadores novos pretendem valorizar a imagem do legislativo local, 'com medidas que garantam economia aos cofres públicos'. Salim Burihan/VALE

Fundart tem novo presidente
Martiniano Nelson Viana é o novo presidente da Fundação de Arte e Cultura de Ubatuba

Ubatuba - Da lista sêxtupla apresentada pelos conselheiros da Fundart – Fundação de Arte e Cultura de Ubatuba, o prefeito Eduardo César (PL) escolheu o nome de Martiniano Nelson Viana para presidir a entidade nos próximos dois anos. Faziam ainda parte da lista os nomes de Cícero José de Jesus Assunção, Júlio César Mendes, Bruno Pizzutto, Ézio Rizzi e Edna Monik de Oliveira.
Martiniano Nelson Viana, tem 47 anos, é formado em engenharia civil pela Faculdade de Engenharia de Itajubá e tem um longo histórico de atuação em movimentos culturais. Foi o fundador e organizador do Movimento Cultural de Itajubá e do Movimento Cultural Mineiro, membro diretor da OCCA – Opção Cineclube Acadêmico de Itajubá, membro e fundador do “Olho na Tela”, organização cineclubista que divulgava o cinema da periferia de Itajubá; foi o introdutor do trote cultural na Faculdade onde estudou, com promoção de palestras e shows com Ziraldo, Henfil, Mautner, entre outros, abolindo de vez o trote violento.
Martiniano também foi o organizador do “Debates para Constituinte” em 1986; fundador do bar cultural – um local com palco integrado a um bar, no estilo do Canecão, com apresentações semanais de artistas locas das diversas áreas culturais; fundador dos jornais “Detergente”, “Jornal dos Trabalhadores” e “Jornal dos Estudantes”, organizador da Biblioteca Karl Marx; membro organizador do Projeto “Música na Praça”, em Jacareí, participação ativa nos grupos setoriais de cinema, fotografia e vídeo e história e geografia. Foi também o ganhador do Prêmio de Poeta do ano em 1995 e recebeu prêmio especial de poesia, num concurso organizado pela Escola de Direito de Pouso Alegre.
Além das atividades culturais, Martiniano atuou por vários anos na sua área de formação, trabalhando na prefeitura de Itajubá, como projetista de área de saneamento básico, planejamento de trânsito, foi funcionário concursado do Banco do Brasil, proprietário de vários empreendimentos comerciais, professor do Objetivo e atuamente é funcionário concursado e licenciado da Caixa Econômica Federal. (Fonte: PMU)

Prefeitura faz balanço dos estragos e prepara plano de recuperação
Prejuízos ainda não foram calculados, mas Secretaria de Obras já prepara relatório que será encaminhado ao governador Geraldo Alckmin

Ubatuba - Durante toda a semana, a maioria dos funcionários da Prefeitura ligados a Secretaria de Obras estiveram envolvidos numa grande operação de limpeza e de consertos e reparos dos inúmeros estragos causados pelas fortes chuvas que atingiram o município na noite de domingo para segunda-feira. Segundo o secretário de Obras, João Paulo Rolim, ainda não é possível fazer uma estimativa de valores dos prejuízos. “Durante todos esses dias estivemos dedicados a trabalhar na recuperação dos pontos atingidos já que havia a previsão de novas chuvas, que poderiam provocar danos ainda maiores, caso não fosse feita essa prevenção”, lembra o secretário.
Segundo ele, estão sendo preparados os relatórios que o prefeito Eduardo César (PL) deverá encaminhar ao governador Geraldo Alckmin, solicitando ajuda. O próprio governador, em entrevista na última quarta-feira pela rádio Costa Azul disse que estava acompanhando a situação de Ubatuba pela Defesa Civil do Estado e que iria verificar com o prefeito como poderia colaborar com a recuperação da cidade.
O trabalho do setor de Obras esteve concentrado na retirada de barreiras, atendimento às comunidades mais distantes, onde várias vicinais foram interrompidas e também na limpeza de valas, bueiros e bocas de lobos nos pontos mais prejudicados, entre eles, os bairros do Itaguá, Estufa II, Centro, Praia Grande e Toninhas. “Em função desse caráter emergencial tivemos que paralisar momentaneamente os serviços de capina e limpeza que vinha sendo feito ao longo da ciclovia e também nas marginais ao longo da BR 101”, explicou o secretário. João Paulo lembrou ainda que houve pontos onde foi preciso quebrar a tubulação para dar vazão a água.
Causas dos alagamentos - Segundo o secretário, vários fatores contribuíram para os alagamentos e deslizamentos ocorridos em vários pontos da cidade. “Ubatuba é uma cidade muito plana, havia muita sujeira acumulada nas valas e bueiros e estávamos em plena maré cheia que impede a saída das águas das chuvas para o mar”, explicou João Paulo. Além disso, segundo ele, existem muitas construções nas margens de rios e córregos que não respeitam a legislação o que impede a entrada de máquinas da prefeitura para fazer a limpeza da área. Um outro fator é a rodovia BR 101 que acaba sendo um grande bloqueio na vazão das águas para o mar. “Em alguns casos, como o dos moradores da proximidade da rua América, na Praia das Toninhas, o projeto é relativamente simples e já estamos tomando as primeiras providências, entre elas, a autorização do DER para dar início as obras, afirmou o Secretário.
Recuperação de estradas - Algumas comunidades, como as localizadas no Estaleiro do Padre, na região do Ubatumirim e também na Almada sofreram isolamento temporário com a obstrução de estradas. Porém, segundo João Paulo, medidas paliativas foram adotadas imediatamente e ainda na segunda-feira o tráfego naquelas regiões foi restabelecido. “Assim que firmar o tempo voltaremos nesses pontos para recuperar o acesso de forma definitiva”, contou.
Também na região sul, algumas vicinais sofreram interrupção por apresentarem grandes valas provocadas pela água. “Já providenciamos o processo de compras de materiais, como emulsão asfáltica, para fazermos os reparos. No caso de algumas delas, será necessário um recapeamento, porém, não há verbas no orçamento desse ano, mas estaremos estudando com o prefeito a possibilidade de colocarmos essas questões no orçamento de 2006 e também pedir auxílio ao Governo do Estado.
Barreiras - A Prefeitura também apoiou as ações de responsabilidade do Governo Federal, na desobstrução das várias barreiras que caíram ao longo da BR101, na região norte do município. De acordo com João Paulo, os funcionários da Prefeitura trabalharam durante toda a madrugada de segunda-feira na desobstrução das barreiras que caíram entre o Camburi e a Praia Vermelha do Norte. “Esses pontos ainda estão instáveis e, se ocorrerem novas interrupções, a Prefeitura tem condições de revertê-las. Porém eles devem ser vistoriados pelo DNIT – Departamento Nacional de Infra Estrutura e Transporte – para providências definitivas”, lembrou o secretário. (Fonte: PMU)

Escolinhas de Esportes abrem inscrições
Lazer para todas as idades

Ubatuba - A Secretaria de Esportes e Lazer de Ubatuba comunica as datas de rematrícula e novas inscrições para as escolinhas de esporte em 2005. Os que participaram das atividades no ano passado devem comparecer ao Ginásio de Esportes Tubão no período de 10 a 17 de fevereiro para efetuar a rematrícula. Os alunos da terceira idade serão recadastrados nos bairros de origem. O período entre os dias 21 e 28 é reservado para quem pretende se iniciar em alguma área esportiva. É necessário levar duas fotos 3X4 e cópia da certidão de nascimento. Serão abertas vagas em dois períodos para futebol, vôlei, basquete e surf, este com aulas na Praia Grande, Perequê Açu e Maranduba.
O secretário municipal de Esportes e Lazer, Bittencourt Jr., espera uma grande afluência de interessados “Resolvemos centralizar as inscrições no ginásio, pois é um espaço mais amplo e o atendimento será dinamizado. A procura pelas vagas é grande e o nosso objetivo é beneficiar a todos, tentando acabar com a fila de espera em algumas modalidades”. (Fonte: PMU)

Evento reúne academias de Jiu Jitsu em Ubatuba
Atletas de diversas partes do Brasil se enfrentam no tatame em Ubatuba

Ubatuba - O Ginásio de Esportes Tubão será palco da 8ª Copa Verão de Jiu Jitsu. Nos dias 29 e 30 de janeiro os principais atletas dos estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Rio de Janeiro estarão em Ubatuba mostrando toda a técnica dessa milenar arte marcial que chegou ao Brasil nos anos 20. Antes dos atletas irem ao tatame, acontece um curso de arbitragem na sexta-feira, dia 28, no Centro de Artes Marciais de Ubatuba. Podem participar atletas, professores e instrutores.
O curso tem início às 20 horas e as inscrições podem ser feitas na rua D. João III, 165. No sábado, 29, a partir das 9 horas acontecerá a disputa da primeira etapa do Circuito de Subfigth (sem kimono) nas categorias Feminino, Master, Adulto e Profissional. No domingo, 30, é a vez do Jiu Jitsu (com kimono), nas categorias Masculino e Feminino, em todas as idades e faixas, também a partir das 9 da manhã.
Ubatuba será representada por cerca de 70 atletas da equipe do Mestre Wilson, todos com chance de bons resultados. A 8ª Copa Verão de Jiu Jitsu, é organizada pela FESP (Federação do Estado de São Paulo) e conta com o apoio da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer. (Fonte: PMU)

Região Sul ganhará novo cemitério e velório municipal
O prefeito Eduardo César pretende atender antiga reivindicação da comunidade local

Ubatuba - O Chefe do Serviço Municipal Funerário, Lucio Flávio da Silva, esteve na última quarta-feira 19, visitando a região sul do município a pedido do prefeito Eduardo César. O objetivo da visita foi levantar subsídios para implantar o velório municipal, bem como indicar uma área para construção de um novo cemitério municipal para atender a comunidade local.
Mario Clarassotti, administrador da Regional Sul, acompanhou Lúcio durante mais de três horas na busca por uma área para instalação do novo cemitério e do velório municipal, para atender aos moradores ainda neste semestre.
“O cemitério da Maranduba já está há bastante tempo estagnado. Além do difícil acesso para realizar novos sepultamentos, o local não dispõe de espaço suficiente para abrigar, com segurança novas urnas. É necessário que seja destinada uma nova área de no mínimo 50mx50m, para que seja construído um novo cemitério, com inovações e melhor segurança sanitária para a comunidade. É preciso criar columbários (gavetas) com três módulos verticais, para que as urnas deixem de ser acondicionadas no chão”, disse Lúcio. Segundo o chefe do SMF, dentro de quinze dias solicitará uma equipe para realização de limpeza e conservação do cemitério local, que não recebe essa atenção há pelo menos seis meses.
Velório - Há pouco mais de 3 anos, a comunidade da região reivindicou do município a construção de um velório municipal para atender aos moradores que não dispõem de um local para velar seus entes queridos. Logo no início da primeira semana da nova administração, Mario Clarassoti recebeu a visita de moradores, que lembraram esse antigo anseio. “Em função desses apelos, informei ao prefeito a importância desse atendimento para uma população que vive há 33km do centro da cidade que, além da perda de seus entes queridos, têm que passar por situações constrangedoras no momento mais difícil de suas vidas. A centralização desse serviço trará mais conforto para essas famílias,” disse o administrador.
Outros bairros - Ubatuba dispõe de mais quatro cemitérios municipais: no centro da cidade, Ipiranguinha, Ubatumirim e Camburí. No Ipiranguinha e centro da cidade, a seção funerária já iniciou os trabalhos de conservação e algumas reformas estão sendo programadas. Na região Norte (Ubatumirim e Camburi), Lúcio pretende iniciar projetos de reforma e até de construção de outra unidade. “O cemitério do Ubatumirim fica na parte baixa do bairro e próximo à praia. É um local que também já está defasado e necessita de uma outra área para instalação. Estudaremos na próxima semana uma forma de solucionar esse problema, após a visita que faremos na Região Norte”, concluiu Lúcio. (Fonte: PMU)

Entidades Assistenciais recebem visita da Presidente do Fundo Social
Primeira-Dama do município verifica condições de atendimento

Ubatuba - A presidente do Fundo Social de Solidariedade de Ubatuba, Denise Montemor César, visitou, na primeira quinzena de janeiro, algumas entidades assistenciais da cidade como objetivo de conhecer mais de perto as necessidades básicas de cada uma delas. Denise afirmou que as visitas deverão acontecer regularmente: “Nesse primeiro contato pudemos notar que bons trabalhos acontecem em nossa cidade. Fomos muito bem recebidas, inclusive com surpresa por algumas entidades que não esperavam uma visita nossa logo no início da administração. Para trabalharmos bem, precisamos saber a real situação das entidades, aí sim, poderemos atender conforme as necessidades específicas de cada entidade”.
Nesse primeiro momento foram visitados o Lar Vicentino, Fundac/Lar do Menor, Associação dos Aposentados e Associação dos Deficientes (Aduba). Outras visitas já estão sendo agendadas para os próximos dias. “Essas entidades trazem resultados importantes a sociedade e temos que valorizá-las”, acrescentou Denise. (Fonte: PMU)

CPD da Prefeitura inicia mudanças no atendimento ao contribuinte
Mudanças visam facilitar o acesso do cidadão e dar transparência às informações da Prefeitura

Ubatuba - O Centro de Processamento de Dados da Prefeitura está ampliando suas atividades para melhor atender ao contribuinte. Entre as novidades, estão novos serviços, como a disponibilização na Internet, de informações que visam facilitar a consulta e possibilitar a emissão de boletos para pagamentos dos impostos municipais.
A prefeitura se prepara para disponibilizar também a prestação de contas da sua atuação à comunidade na Internet. Todas as informações sobre arrecadação e aplicação do dinheiro público poderão ser acompanhadas pela população, a partir de março. O site trará informações detalhadas sobre as compras, divulgando itens adquiridos, empresas contratadas e valores. O coordenador do CPD, Alessandro Terra Palhares explica que essas medidas democratizam a informação e geram transparência. “Nossa idéia é levar a prefeitura para a casa do cidadão”.
Outra novidade para 2005 é o uso mais intensivo do telefone. Inicialmente será instalado um moderno sistema de Call Center, que disponibilizará uma série de serviços. Uma das principais funções deste Call Center será a “Ouvidoria” da Prefeitura, um serviço especializado em conversar com o cidadão, ouvindo críticas e sugestões, orientando a população, colocando em prática mais uma etapa da proposta de política participativa do governo municipal.
Mas hoje, o cidadão que precisa de uma 2ª via do IPTU ou do ITBI, bem como pesquisas de processos e débitos mobiliários e imobiliários ele já pode encontrar esse serviço através da internet. O contribuinte pode acessar essas informações pelo site www.ubatuba.sp.gov.br.
Pedido de desculpas ao contribuinte - O CPD, em nome da Prefeitura de Ubatuba, pede desculpas ao contribuinte que compareceu ao Paço Municipal durante essa semana para resolver assuntos diversos e se deparou com quedas no sistema que atrasaram o processo. As interrupções no sistema de informática foram decorrentes de problemas elétricos, que já estão sendo adaptados para suportar as mudanças que vêm acontecendo desde a sua construção. Segundo o analista de sistemas do CPD, Adriano Félix, muitos equipamentos e seções foram incorporados ao Paço Municipal ao longo dos anos e as instalações elétricas não acompanharam essa evolução e por isso, estão sobrecarregadas. “Nós estamos enfrentando esse problema desde 2003. Agora, é necessário que se façam adaptações para que possamos adequar os novos serviços à estrutura da Prefeitura Municipal”. (Fonte: PMU)

Ação Litoral
 
Artigo Topo

Quanto é Natural?
Ronaldo Dias

Tenho dedicado algum tempo para estudar a inter-relação entre diversas populações, seus hábitos, costumes, atitudes e comportamentos. Também, e as resultantes das interferências humanas e, principalmente, das interferências da própria natureza nestas populações. Em tese, sem a interferência humana, deveria haver o que conhecemos como equilíbrio, entre elas. Apenas em tese. O assunto é por demais complexo e, não consegui ainda, coletar literatura competente e convincente, principalmente das interferências em ambientes naturais (sem ação ou resultante de ação humana). Apenas recentemente, estamos dando a devida importância na proteção e na manutenção da biodiversidade. Como fazer sem interferir? Esta é, ainda, a grande pergunta. As ações humanas interferindo no controle de populações no ambiente natural, mesmo as amparadas por critérios técnicos e conservacionistas, tem sido, em muitos casos, totalmente equivocadas. A maioria destas interferências tem sido, na prática, um desastre, causado pela supressão dos efeitos do elemento “natureza” ou, a sua ordem (acontecimentos naturais, sem previsão de períodos ou intensidade). Nos meios ambientes naturais, em que não há interferência humana, em que a “vontade” da natureza predomina nas ações, tem-se registrado, curiosamente e, sem explicações compreensíveis, até mesmo o extermínio de determinadas espécies e de populações inteiras. Lamentavelmente, passo a crer, pelo menos até prova em contrário, que a recuperação ou repovoamento de espécies ou populações, em ambientes naturais, carece ainda de muitas experiências laboratorias, com resultados devidos e, exaustivamente comprovados, que avalizem estas intervenções. Na prática, tendo os bichos como exemplo, seria descobrir a fórmula que a natureza distribuiria, naquele período, quantos micos-leão dourado, por quilometro quadrado, quantos Tagarás por mamoeiros, sabiás, por laranjeiras, garoupas por parcéis e, Guaiás, por metro quadrado de costeira...Quando se trata de equilíbrio quem somos nós perante a força e a sapiência da natureza?

Ronaldo Dias
Ubatuba, SP

Opinião Topo

Por uma política de austeridade e moralidade administrativa
Manifesto da Federação Pró Costa Atlântica


Muito se fala em austeridade, aperto de cintos, moralidade, ética na política e na administração pública. Fala-se muito e faz-se pouco. Em vez de diminuir os gastos a Câmara Federal se prepara para aumentar o já vergonhosamente alto salário dos deputados. Que além de salários recebem as conhecidas mordomias como passagens aéreas, salário para assessores, verbas de gabinete, verbas para correio e outras quireras. As Assembléias, nos Estados, vão atrás. E as Câmaras Municipais, país a fora, nem pensam em programas de contenção de despesas e de ética e moralidade. Passa longe do pensamento da maioria dos vereadores e dos presidentes das Câmaras quaisquer medidas para diminuir gastos, que o Município poderia aplicar em necessidades essenciais.
Vejamos, por exemplo, o caso de nossa Câmara Municipal. Eram quinze vereadores. Um número, a nosso ver, demasiadamente grande para o Município. Cada um dos quinze tinha direito a dois assessores. A Justiça determinou que o número de vereadores fosse reduzido para dez. Ótimo. Só que o número de assessores na nossa Câmara Municipal aumentou para três. Então são trinta salários. Que saem do bolso do contribuinte.
Já o Gabinete da presidência da Câmara tem direito à contratação de cerca de cinco assessores, com nível salarial de perto de 5 mil reais. No mesmo nível são contratados também – sem concurso de admissão – 4 advogados, além de engenheiro, técnico de informática e assistente social. Para todas essas funções se deveria exigir concurso público, pois são profissões regulamentadas. A livre nomeação só deveria existir para cargos de diretoria e de assessoria. Não é o que acontece nem na nossa e nem na maioria das Câmaras Municipais deste país, onde são privilegiados os amigos, amigos dos amigos e pessoas cujo perfil convém aos Presidentes das Câmaras. Isto quando os cargos não são “negociados” para que se consiga a presidência da Câmara, o que não é nem moral e/ou ético e nem dignifica quem assim age. Podem nos contestar afirmando que são procedimentos corriqueiros e normais em várias Câmaras Municipais. E responderemos que está mais do que na hora das coisas mudarem e serem mais transparentes, mais éticas, mais corretas.
Parece-nos estranho, aliás, que nenhum dos candidatos à Presidência da Câmara Municipal de São Sebastião tenha pensado em divulgar uma proposta de redução de gastos para o mandato que se inicia. E julgamos que o atual presidente da Câmara, para adequar-se aos tempos modernos e à moralidade administrativa da qual tanto se fala deveria iniciar uma política administrativa austera e capaz de conquistar a comunidade pelos seus valores éticos e de responsabilidade cidadã.
Um projeto de reforma administrativa na Câmara Municipal de São Sebastião, com diminuição de número de assessores, cortes de despesas, regulamentação rígida de “saídas” de viaturas para prestar clientelismo político, estabelecimento de concursos públicos para admissão de funcionários e muita austeridade seria bem-vinda por toda a população. Foi reduzido o número de vereadores, de 15 para 10, e, portanto, seria de esperar que o orçamento da Câmara Municipal de São Sebastião também fosse reduzido na mesma proporção, ou seja, que passasse de 8 milhões de reais para cerca de 5,6 milhões.
A Federação Pró Costa Atlântica aplaudiria de pé atitudes como estas. Se elas se concretizarem. Se não se concretizarem, estaremos atentos aos deslizes e a gastos inúteis que apenas oneram o erário público e não levam a nada. Pra quê, por exemplo, prédio próprio e novo para a Câmara Municipal - já se fala em compra de terreno – quando todos sabemos que a Prefeitura de São Sebastião está atravessando e continuará a atravessar um período de vacas magras? O dinheiro da compra do terreno sairá do bolso do contribuinte. O da construção do prédio também. E o contribuinte, que já paga impostos altíssimos, quer ver cintos apertados, quer ver políticas sérias de planejamento orçamentário, quer ver moralidade administrativa, quer ver os vereadores que elegeu trabalhando com afinco pela cidade e contribuindo para tirar as finanças da Prefeitura Municipal da situação de indigência em que se encontram. Afinal, de onde saem os recursos da Câmara Municipal? Não é da Prefeitura? E de onde saem os recursos da Prefeitura? Não é do bolso do contribuinte? Compra de terreno e prédio novo só se justificariam se os valores para tanto saíssem do orçamento já existente para a Câmara Municipal. Solicitar verbas extras da Prefeitura Municipal para ostentar riqueza a nós nos parece de uma rara falta de habilidade política e insensibilidade para com os problemas do Município, que são inúmeros: lixo, saneamento básico, moradia popular, saúde, educação, preservação ambiental.
A população gostaria de ver as coisas mudarem neste Município e em todos os municípios brasileiros. É preciso mudar o País, sim, e a mudança deve começar pelos Municípios.
A Federação Pró Costa Atlântica, que engloba as 17 sociedades de amigos da Costa Sul de São Sebastião - sociedades estas que escreveram uma parte da história desta região - se propõe neste momento a agir indicando caminhos, sugerindo medidas administrativas de modernidade política, apontando erros e colaborando no que for de interesse público. E, sobretudo, exercendo vigilância constante e permanente.
Conclamamos as demais ongs do Litoral Norte a marchar conosco nesta missão.

Teo Balieiro – presidente
Regina Helena de Paiva Ramos – 1ª. secretária
Federação Pró Costa Atlântica

Carta do Leitor Topo

Agradecimento à população de Ubatuba - O Fundo Social de Solidariedade agradece a toda a população de Ubatuba que se fez presente em mais um momento de dificuldade enfrentado por alguns moradores de nossa cidade. Tão logo chegaram as noticias dos primeiros desabrigados, dezenas de pessoas se mobilizaram para prestar auxilio aos necessitados. Nossos agradecimentos especiais às empresas e entidades: Supermercado Rosado, Paróquia Imaculada Conceição, Ubatuba Palace Hotel, AEL Distribuidora de Água, Igreja Evangélica Ágape, Supermercado Paulista, Restaurante Orégano, Hipermercado da Carne, Restaurante 100 Miséria, Padaria El Shaday, Frangolândia, Ubadesklimp, Padaria Skinapão,Center Carnes, Supermercado Semar, Casa de Carnes Nilo, Supermarcado Maná e aos cidadãos que se dispuseram a colaborar nesse momento difícil. Agradecimentos também à Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, Policia Militar, Policia Ambiental, Voluntários da Pastoral, Voluntários da Igreja Ágape e aos funcionários das Secretarias de Obras, Promoção Social, Esportes, Saúde e demais secretarias que estiveram direta ou indiretamente envolvidas nessa situação de emergência. Essa é a verdadeira face do povo de Ubatuba, um povo unido e participativo, que atende ao chamado sempre que necessário.

Fundo Social de Solidariedade
Ubatuba, SP


Contaminações nas Enchentes - A concentração de altos índices pluviométricos, aliada à desídia, com o assoreamento dos rios e córregos centrais e, a falta de consciência ambiental dos ribeirinhos, que tem como hábito, o uso dos leitos dágua, para descarte de esgotos sanitários, lixo doméstico, mobiliário e, eletrodomésticos imprestáveis, são os maiores responsáveis pelos resultados perniciosos das enchentes. Perniciosos, porque além dos prejuízos matérias, há os prejuízos invisíveis. Estes, mais graves, pois coloca em risco a saúde de toda a população das áreas atingidas. A falta de tratamento de esgotos, ou onde existe o tratamento, mas não há ligação e, onde há as duas condições (tratamento e ligação), porém, a estação não funciona, há extravasamento e transbordamento das fossas conhecidas como sépticas e sumidouros; estes, encontrados em praticamente todo o município e, pela importância geográfica e pelo volume populacional que atende, vou citar sua presença, em todos os prédios da Praia Grande (antes das ligações à rede de “tratamento” da Coambiental). Da Praia Grande, estes sumidouros contribuem, pelo lençol freático, à putrefação do rio Acaraú e, sua respectiva Barra, no encontro do mar, em frente ao Camping Igawa, no Itaguá. Ufa! Quanta merda. As recomendações do especialista Dr. Rui de Andrade Dammenhmain em “Perigos depois das enchentes” (Revista Guaruçá) são muito pertinentes e, de baixo custo, como tentativas de evitar maiores riscos (não citados na matéria) das possibilidades epidêmicas. Vou, com a licença do amigo (Arquiteto) Sergio Abreu, transcrever sua opinião, publicada ontem no Litoral Virtual, com sugestão para que esta situação, pelo menos, se amenize no próximo verão. ....”Os fortes temporais que desabaram sobre Ubatuba nesta ultima semana, aliados ao aumento populacional devido à temporada de verão, deixaram a cidade submersa e caótica; se trouxeram desconfortos (no mínimo) e situações de calamidades, indicaram de forma clara os locais mais problemáticos, facilitando-nos o pensar com clareza suas soluções, tais como; o redirecionamento do fluxo de águas pluviais executados apos um competente levantamento planialtimetrico por parte dos técnicos da prefeitura (eles existem e são competentes); a adoção de políticas de educação da população no tocante ao não assoreamento de riachos, valas e córregos; o impedimento de construções em áreas de riscos e de proteção ambiental, todas elas medidas de baixo custo financeiro e alto impacto na melhoria da qualidade de vida da cidade” Sergio Abreu. Com certeza, não há recursos municipais para investimentos em grandes obras para a supressão destes e, de tantos outros problemas, causados pelo uso excessivo dos espaços públicos e, as superocupações (muito acima dos parâmetros estabelecidos pelas tabelas de engenharia) de imóveis tidos como residenciais e, utilizados como comerciais. Será necessário que o Governo do Estado assuma sua responsabilidade, fazendo todos os investimentos necessários na construção e na instalação de (toda) infraestrutura para que Ubatuba possa continuar recebendo, centenas de milhares de paulistas, sem correr o risco de exterminar (totalmente) sua maravilhosa paisagem.

Ronaldo Dias
Ubatuba

Foto do Dia Topo

Para participar desta seção basta enviar as fotos com crédito do autor e legenda, no tamanho mínimo de 1024 x 768 pixels com resolução de 72dpi para fotododia@litoralvirtual.com.br
O envio de foto caracteriza autorizada a sua publicação e identifica o remetente como autor.

São Sebastião-SP

Luar do Cantão de Boracéia - Carlos Valim


Luar do Cantão de Boracéia
©Carlos Valim


Para instalar a foto como papel de parede (wallpaper)
Clique na foto acima. Após carregar a foto ampliada, clique com o botão direito do mouse sobre a imagem e escolha "Definir como papel de parede" ou "Definir como fundo de tela". Para ajustar a imagem em tela cheia, clique em qualquer lugar da área de trabalho com o botão direito do mouse, escolha "Propriedades" / "Fundo de Tela" ou "Papel de Parede" / "Ampliar".

Arquivos:  Foto Saudade  -  Foto do Dia

 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão no Litoral Virtual:
Clique Aqui


As notícias, fotos e cartas publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo. O envio de qualquer material para nosso e-mail
será considerado como autorizado a sua publicação e assumida a total responsabilidade pelo seu conteúdo.
As cartas devem conter nome completo, RG, endereço, telefone de contato e um e-mail válido.
Reservamos o direito de não publicar cartas que não contenham a devida  identificação do autor.

Editor Chefe: Emilio Campi
Editora Assistente: Jullyany Roberta Cruz


GRÁTIS!!
Receba as Últimas Notícias do Litoral em seu e-mail:

Quero receber GRATUITAMENTE o boletim Últimas Notícias do Litoral:

e-mail:
Cidade:



Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:

Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br

©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor