Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Segunda-feira, 21 de março de 2005 - Nº 1243 Edições Anteriores

Litoral Virtual Disk Denuncia

Região
Sobe 200% o número de mulheres presas no LN
Cadeias da região estão superlotadas
Polícia "caça" turistas com dólares falsos


Caraguatatuba
PM pega 15 anos por morte em Caraguá
ONG cobra passe livre para deficiente físico de Caraguá
População inicia pré-conferências sobre Saúde
‘Escolinha de Circo’ do CIASE diverte alunos do Travessão no Dia do Circo
Manoel Marcos não vê com bons olhos o projeto de liberação para a prática de naturismo
Polícia Ambiental apreende barcos de pesca
Manoel Marcos contesta parecer jurídico da Câmara sobre PPP`s
Comunidade do Jaraguá recebe secretário da Saúde
Prefeitura assina termo inédito de acordo coletivo
Acidente em porto deixa um ferido


Ilhabela
Manoel Marcos não vê com bons olhos o projeto de liberação para a prática de naturismo
Polícia Ambiental apreende barcos de pesca
Manoel Marcos contesta parecer jurídico da Câmara sobre PPP`s

São Sebastião
Comunidade do Jaraguá recebe secretário da Saúde
Prefeitura assina termo inédito de acordo coletivo
Acidente em porto deixa um ferido


Ubatuba
Emoção e novo percurso marcam a Paixão de Cristo em 2005
Casarão do Porto sofre com a degradação por falta de recursos
Medalha para o Mountain Bike de Ubatuba
Museu Washington de Oliveira reabre suas portas com muita história
Setur organiza exposições que mostram símbolos de Ubatuba
Região Norte receberá o benefício dos telefones públicos
Mercado Municipal de Peixe se prepara para a Semana Santa
Prefeito propõe aumento de distribuição de cestas básicas para funcionários
Surfistas de Ubatuba mostram a força do surf feminino
Prefeito de Ubatuba faz aniversário na próxima sexta-feira, 25
Eduardo César recebe prefeito de Silveiras
Ubatuba brilha no Dança Verão
Ubatuba ganhará uma viatura de incêndios e resgates terrestres
Prefeitura terá ponto facultativo na próxima quinta e sexta-feira
Claudinho participa de sua primeira sessão da câmara como vereador
Ubatuba poderá contar com uma vara do trabalho instalada na cidade


Seções
Artigo
Crônica
Carta do Leitor
Foto do Dia


Notícias da Região Topo

Sobe 200% o número de mulheres presas no LN
Equivalente aos últimos dois anos, estatística aponta que metade delas estão envolvidas com tráfico de drogas

Litoral Norte  - O número de mulheres presas por envolvimento com a criminalidade no Litoral Norte cresceu cerca de 200% nos últimos dois anos. As detentas aguardam julgamento ou cumprem parte de suas penas na Cadeia Pública de Ubatuba.
A cadeia de Ubatuba, que abrigava 16 mulheres em 2003, hoje aloja 47. O local foi transformado em cadeia feminina em 1999, para abrigar as detentas da região.
A cadeia fica na região central da cidade, tem cinco celas e capacidade para 24 pessoas. Das 47 presas, apenas 14 são de Ubatuba. As demais vieram de Caraguatatuba (16), São Sebastião (16) e uma de Ilhabela.
Um total de 23 presas, cerca de 50% da cadeia, aguarda condenação por envolvimento com o tráfico de drogas; outras oito delas, por roubo à mão armada; seis, por furto; cinco, por porte ilegal de armas ou munição; três, por homicídio; uma por receptação.
Três das 47 presas têm 18 anos de idade; duas aguardam condenação por tráfico de drogas, e a terceira por prática de furto. A mulher mais idosa do local tem 57 anos e também foi presa por tráfico de drogas. Cinco detentas estão grávidas.
Entre as 47 presas, apenas sete já receberam condenação e aguardam transferência para unidades do Vale ou capital. Uma das condenadas, natural de Caraguatatuba, cumpre pena de 15 anos de reclusão, por participação em um sequestro.
Uma das presas condenadas, que aguarda transferência para uma unidade prisional do Vale do Paraíba, poderia estar cumprindo sua pena em regime semi-aberto -- trabalharia durante o dia e retornaria a cela à noite--, caso estivesse em uma penitenciária ou em um centro de ressocialização. Este benefício, no entanto, não é possível para quem está numa cadeia.
O diretor da cadeia, delegado Eduardo Cembranelli, afirmou que o aumento do número de mulheres presas no Litoral Norte deve-se ao aumento da violência e da desigualdade social.
Cembranelli disse que apesar da superlotação, a cadeia feminina não registra fugas ou rebeliões há três anos. Ele acredita que a implantação do CDP (Centro de Detenção Provisória) do Litoral Norte ajudará a 'devolver' as presas às cadeias de suas cidades.
Segundo ele, com a transferência das presas para as cadeias das cidades vizinhas, a delegacia poderia ser reformada e ampliada, o que garantiria melhores condições de trabalho aos funcionários e agilidade no atendimento ao público.
Reclamação - Presa por tráfico, a detenta V., acredita que o ideal seria alojar as presas da região em um local mais apropriado.
'Um CDP ou um presidio feminino ofereceriam melhores condições", disse V.. Para a detenta B., acusada de assalto a um caixa eletrônico, voltar para Caraguá possibilitaria a ela ficar mais próxima da filha de seis anos.
Na cadeia, as detentas têm como regalias programas de TV a cabo, banho de sol e visitas íntimas às quintas-feiras.
A Secretaria de Segurança Pública afirmou que a situação da cadeia feminina será normalizada com a criação de novas vagas para mulheres no sistema penitenciário. (Fonte: ValeParaibano)

Cadeias da região estão superlotadas

Litoral Norte - As cadeias de Caragua e São Sebastião, que abrigam os presos da região, permanecem superlotadas. Atualmente, a cadeia de Caraguatatuba aloja 116 presos, apesar de ter capacidade para apenas 48 detentos. A cadeia de São Sebastião com capacidade para 60 presos, abriga 116 pessoas. A situação nas celas continua bastante precária. Em Caraguá, por exemplo, cada uma das oito celas abriga 14 pessoas. A prefeitura da cidade confirmou na sexta a compra de uma área no bairro do Pirassununga, por R$ 200 mil, que será destinada ao CDP e à construção de um centro de reabilitação para dependendentes químicos, com capacidade para 768 presos -- apenas homens.  (Fonte: ValeParaibano)

Polícia "caça" turistas com dólares falsos

Litoral Norte - As polícias Civil, Militar e Federal do Litoral Norte estão à procura de três mulheres estrangeiras suspeitas de passarem dólares falsos na região. As turistas estão pagando despesas em hotéis, restaurantes e lojas com notas falsas de U$S 100. O Hotel Newton, que fica na praia da Enseada, em Ubatuba, está na listas dos prejudicados. As três turistas gastaram anteontem U$S 400 ( R$ 1.080,00) no restaurante e lojas do hotel. O proprietário do hotel, Fernando Carvalho, revelou que as mulheres são da cor negra e falam em castelhano.  (Fonte: ValeParaibano)

Notícias de Caraguatatuba Topo

O Guaruçá BIL -= Bolsa de  Imóveis do Litoral Salete

PM pega 15 anos por morte em Caraguá
Júri popular condena policial reformado por matar dois agentes de trânsito durante discussão em 2001

Caraguatatuba - O policial militar reformado Wilson Roberto Martins, 50 anos, foi condenado na última quinta-feira, por seis votos a um, a 15 anos de prisão pela morte de dois agentes de trânsito em Caraguatatuba.
O crime ocorreu em 28 de dezembro de 2001, durante uma fiscalização de trânsito no bairro da Prainha, onde o ex-policial tinha um comércio. Martins teria atirado nos agentes após uma discussão.
O julgamento durou 13 horas. Cerca de 80 pessoas acompanharam e a segurança foi reforçada no Fórum para evitar manifestações.
O júri foi presidido pelo juiz Alexandre Dalberto Barbosa. A acusação foi feita pelo promotor Gustavo Albano Dias da Silva e o advogado Marcos Ribeiro de Freitas fez a defesa do acusado.
Defesa - Freitas tentou alegar que o acusado teria agido em legítima defesa, mas os jurados rejeitaram a alegação por seis votos a um. A promotoria insistiu nas teses de que o crime teria sido cometido por motivo fútil e que as vítimas em nenhum momento tiveram qualquer chance de defesa.
Assim que o juiz anunciou a sentença, Martins decidiu assinar o pedido de recurso, ainda em plenário.
O advogado de defesa terá oito dias para apresentar as alegações da apelação. Martins permanece preso no Presídio da PM Romão Gomes, na capital. (Fonte: ValeParaibano)

ONG cobra passe livre para deficiente físico de Caraguá
Grupo denuncia prefeitura e empresa de ônibus por descumprir Lei Orgânica

Caraguatatuba - A ONG (Organização Não-Governamental) Olho Vivo apresentou denúncia anteontem ao Ministério Público contra a Prefeitura de Caraguatatuba e a empresa PraiaMar Transportes, por descumprimento da Lei Orgânica que concede transporte gratuito aos deficientes.
Segundo o presidente da ONG, João Lúcio Teixeira, a Lei Orgânica Municipal garante aos portadores de deficiência física ou mental a gratuidade no transporte coletivo no município, mediante credenciais distribuídas pela administração, o que não está sendo respeitado pela prefeitura e pela PraiaMar.
"Os deficientes, apesar de terem se submetido a exames médicos, não receberam suas credenciais. Eles estão sendo obrigados a irem até a Secretaria de Assistência Social para retirarem de oito a dez passes mensalmente", disse.
A ONG questiona ainda o fato de a prefeitura comprar os passes, uma vez que a lei fala em gratuidade do serviço.
Antônio Alves Monteiro, 55 anos, que portador de necessidade especial, afirmou que está havendo um grande desrespeito com os deficientes da cidade.
Monteiro, que mora no bairro do Tinga e trabalha no centro, disse que a credencial foi distribuída até 2001.
OUTRO LADO - A secretária de Assistência Social, Antônia Marcelino afirmou que a prefeitura deverá regularizar a situação das credenciais a partir do ano que vem.
Segundo ela, não foi incluído no Orçamento deste ano as despesas referentes ao transporte de deficientes.
Ela disse que a prefeitura compra 5.000 passes por mês para distribuir aos 500 deficientes cadastrados. Segundo ela, será feito um recadastramento dos deficientes para evitar fraudes na concessão das credenciais
A diretora da PraiaMar, Simone Oliveira, disse que as credenciais foram suspensas em 2001, devido à comprovação de muitas pessoas utilizavam o documento indevidamente.
Ela disse que não existe Legislação que garanta a gratuidade do transporte aos deficientes. Segundo Simone, até o ano passado a empresa doava 4.500 passes à prefeitura para distribuir aos deficientes. (Fonte: ValeParaibano)

População inicia pré-conferências sobre Saúde
A comunidade já está se reunindo para discutir o SUS nas pré-conferências municipais. A população pode participar de qualquer reunião agendada ou marcar uma nova reunião por meio de alguma associação, entidade ou clube.

Caraguatatuba - A população de Caraguá está se mobilizando para realizar as pré-conferências municipais de Saúde para discutir o tema 'O SUS que temos no município e o SUS que queremos'. As primeiras pré-conferências acontecem no próximo sábado, dia 19. As reuniões são abertas ao público.
A primeira pré-conferência vai acontecer no Centro de Convivência da Terceira Idade - Estrela do Mar, (Rua Al. Ilha Bela, 239, Sumaré), às 10h; e a Segunda, às 15h na Comunidade Terapêutica Luz do Caminho - antigo Renascer (Estrada da Porteira Preta, 1.385, Rio Claro).
Na segunda-feira, dia 21, às 14h é a Associação dos Aposentados que se reúne (Av. Brasília, 157, Jd. Jaqueira); às 18h acontece a pré-conferência da Pastoral da Criança, na Paróquia Santo Antônio.
Na terça-feira, dia 22, a Santa Casa fará a sua pré-conferência, às 16horas, no Salão Padre Américo.
Na quinta-feira, a Associação de Combate ao Câncer de Caraguatatuba estará reunida às 14h (Rua Sebastião Mariano Nepomuceno,, 149, Centro). No mesmo dia, acontece a pré-conferência da SAB (Sociedade Amigos do Bairro) do Massaguaçu e CONSEG, às 15h, no CIEFI Benedito Inácio Soares (Rua Regina Margarete Passos, 400, Massaguaçu.
No próximo sábado, 26, as pré-conferências acontecem na SAB do Canta Galo, que se reunirá na Igreja Nossa Sra. De Fátima (Estrada do Canta Galo, 1.425, Canta Galo) às 10h; e na SAB Olaria, (Clube Forró da Teca - Rua Benedito Roque dos Santos, 141, Olaria), às 16h.
A APAE agendou duas pré-conferências para o dia 29, às 10h e às 14h, (Av. Bahia , 633 Indaiá). No mesmo dia, a Centro Espírita Amor e Caridade (Rua Santa Cruz , 379, Centro) fará a sua reunião, ás 16h.
O agendamento para as pré-conferências devem ser feitos no período de 1 a 31 de março, das 8h30 ás 16h, na Rua São José dos Campos, nº 127, Centro, ou pelos telefones 3883-9966 ou 3882-2291, com Fabiana.
O objetivo é discutir com a população, nas pré-conferências, as propostas para melhorar o SUS-Sistema Único de Saúde, no município. Todas as propostas serão debatidas na Conferência Municipal de Saúde que vai acontecer nos dias 6 e 7 de maio, no Teatro Municipal Mário Covas, sob o tema 'O SUS que temos no município e o SUS que queremos'.
Podem participar das Pré-conferências, igrejas, sab´s, associações e clubes, conselhos, enfim, toda sociedade constituída. É necessária a apresentação do registro da entidade no ato da inscrição e, para que a mesma participe da IV Conferência, terão que ser eleitos dois delegados e ainda um suplente na Pré-conferência.
Nas pré-conferências, serão apresentados à equipe, os objetivos da IV Conferência Municipal, um breve histórico do SUS, o regimento interno, em seguida um debate. Em cada pré-conferência serão eleitos dois delegados e um suplente, que representarão o seu grupo ou bairro na conferência municipal. (Fonte: PMC)

Escolinha de Circo’ do CIASE diverte alunos do Travessão no Dia do Circo
A ‘Escolinha de Circo’, que já tem 28 alunos, está com vagas abertas

Caraguatatuba - A ‘Escolinha de Circo’ do CIASE-Centro Integrado de Ações Sócio Educativas, em Caraguá, marcou o ‘Dia do Circo’, comemorado oficialmente no dia 15 de março, no CEI-Centro Educacional Infantil do Travessão. Os alunos tiveram motivos para comemoração nos últimos dias, pois ganharam um Cirquinho para brincar e receberam a equipe da ‘Escolinha de Circo’ com as brincadeiras tipicamente circenses.
Durante a semana, as crianças puderam se divertir com o monitor Michael Rodrigo Susuki, que é aluno do último ano do curso de Educação Física das Faculdades Integradas Módulo. Susuki e sua equipe apresentaram para as crianças um show de malabaris com bolinhas, aro, lenço, e movimentos circenses de equilíbrio como cambalhotas, pontes, estrelas e parada de mão e outras atividades circenses.
Segundo o monitor, além de divertir, o circo ensina movimentos que a maioria das crianças não exercita mais, pois nem todas têm a oportunidade de subir em árvores, andar em cima de muros, correr livremente pelas ruas. ’O circo proporciona a aprendizagem motora das crianças, estimulando a noção espacial e corporal, lateralidade e equilíbrio’, disse.
“Tudo isso ajuda a melhorar o desempenho das crianças em outras atividades, como jogar tênis, vôlei, queimada, pega-pega e até mesmo dentro de casa ou na escola”, explica.
A ‘Escolinha de Circo’, que já tem 28 alunos com idade entre 5 e 17 anos, todas dos bairros da Zona Sul, está com vagas abertas. As aulas acontecem às quartas, sextas e sábados, no período das 8h às 12h e, das 13h30 às 17h. Mais informações pelo telefone: 3887-9431.
O projeto é mais uma alternativa oferecida pelo CIASE, onde os moradores podem participar de atividades gratuitas nas horas vagas. Tudo é oferecido por meio da parceria entre a Prefeitura Municipal e as Faculdades Integradas Módulo. (Fonte: Módulo)

Programa Ação Litoral

Notícias de Ilhabela Topo

Vulcano Portal da Palmeira

Manoel Marcos não vê com bons olhos o projeto de liberação para a prática de naturismo

Ilhabela - A polêmica levantada pelo presidente da Câmara de Ilhabela, Luiz Antonio dos Santos (PL), o Luiz Lobo, em reapresentar um projeto de lei para a liberação de uma praia para a prática do naturismo não foi vista com bons olhos pelo prefeito Manoel Marcos (PTB).
O projeto ´livre, leve e solto` de Lobo aponta a praia das Caveiras (extremo sul do arquipélago) como o local ideal para os adeptos da filosofia.
Manoel Marcos acredita que não seria a liberação de uma praia para o nudismo que alteraria ou provocaria um crescimento no turismo da cidade.
"Hoje, nossa preocupação é aumentar as paradas de navios, construir um Centro de Convenções, incrementar nosso ecoturismo, ou seja, medidas que fomentariam em muito o nosso turismo", explica.
"Além disso, a proposta da taxa que vem sendo debatida e estudada seria a oportunidade de termos um turismo de qualidade. Isso sim é
importante para o município".
Ele acredita também que a praia escolhida pelo vereador não seria habilitada, pois próximo ao local existem comunidades tradicionais e isso, constrangeria os caiçaras.
Entretanto, Luiz Lobo, bate na tecla de que liberando a praia para os adeptos dessa filosofia de vida, a cidade estaria livrando outros locais de eventuais transtornos provocados por ´nudistas não autorizados`.
Em relação à escolha da praia, ele explica que o local é desabitado.
"O acesso até ela praticamente só é possível de barco, o que possibilitaria a proteção dos freqüentadores dos curiosos e ao mesmo tempo, seu isolamento das comunidades mais conservadoras".
Lobo deixa claro que antes de reapresentar o projeto pretende ouvir a população e as autoridades municipais. Mas acredita que além da liberação da praia das Caveiras para a prática do naturismo seria necessária a criação de um organismo para administrá-la, que neste
caso seria a Sociedade Naturista da Praia da Caveira regulamentada por outro órgão a ser criado, a Sonai (Sociedade Naturista de Ilhabela).
A polêmica foi lançada e o ´prazer de andar sem roupa` na visão dos naturistas - em uma praia de Ilhabela. (Fonte: Correio do Litoral)

Polícia Ambiental apreende barcos de pesca

Ilhabela - As embarcações de pesca Star fish, do Rio de Janeiro e Tucano, de Santa Catarina, foram apreendidas ontem em Ilhabela pela polícia ambiental. As embarcações estariam pescando em área proibida pelo novo zoneamento costeiro do Litoral Norte. A apreensão das embarcações ocorreu às 10 horas de ontem, nas proximidades da praia do Barreiro, no norte da ilha. Os dois barcos foram levados para o pier da Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A), em São Sebastião, onde foram aplicadas as autuações pela polícia ambiental. (Fonte: ValeParaibano)

Manoel Marcos contesta parecer jurídico da Câmara sobre PPP`s

Ilhabela - O prefeito de Ilhabela, Manoel Marcos (PTB), disse que o projeto das PPP's (Parcerias Público-Privadas), enviado à Câmara no mês passado, é pura e simplesmente uma cópia do que foi aprovado a níveis estadual e federal.
Por esses motivos, ele contesta o parecer jurídico da Câmara, que atesta inconstitucionalidade do projeto.
"Se o mesmo projeto foi aprovado em Brasília, em São Paulo e até em Vitória (primeira cidade do País a ter uma PPP), como o jurídico da Câmara avalia a proposta como inconstitucional ?", questiona Manoel Marcos.
O parecer, assinado pela procuradora chefe da Câmara de Ilhabela, Ivone Lopes Granado, diz que o projeto de lei 04/05, que institui o Programa Municipal de Parcerias Público-Privadas, é inconstitucional.
Ela alega que o mesmo não está em consonância com as normas gerais fixadas pela Lei 11.079/04, que institui regras para licitação e contratação de Parceria Público-Privada no âmbito da administração pública.
"Revela notar que os contratos das PPP´s não podem ser aplicados para execução de obra pública e dos contratos de concessão comum, que continuarão regidos pela Lei de Licitações e Lei de Concessões", cita a procuradora, no parecer.
Manoel Marcos disse que o jurídico da Prefeitura deve encaminhar outro parecer à Câmara comprovando a constitucionalidade da proposta.
"Ela (procuradora) questiona muito a questão da licitação. Nosso objetivo é mostrar transparência e fiscalizar as obras".
O projeto original enviado por Manoel Marcos à Câmara foi protocolado no dia 22 de fevereiro de 2005. Na justificativa, o prefeito alega que a limitação do Orçamento da cidade para fazer frente aos investimentos obriga o administrador a buscar soluções alternativas que importem em melhor custo benefício no gasto público.
Segundo Manoel Marcos, duas obras estariam em seus planos e poderiam ser concretizadas depois da aprovação da PPP municipal: o Centro de Convenções e uma marina de grande porte, que custariam em torno de R$ 12 milhões. (Fonte: Correio do Litoral)

Notícias de São Sebastião Topo

Litoral Virtual Superchic

Comunidade do Jaraguá recebe secretário da Saúde

São Sebastião - O Centro Comunitário do Jaraguá recebeu na noite de ontem, (17/03), a visita do secretário municipal da Saúde, Dr. Guilherme Duarte de Carvalho, e de sua equipe técnica para discutir questões ligadas a saúde na região da Costa Norte. Segundo o presidente do Centro Comunitário do Jaraguá, Ricardo Ribeiro dos Santos, a reunião foi solicitada pela comunidade que estava com algumas dúvidas.
Mais de 60 pessoas compareceram para ouvir as explanações do secretário. Também esteve presente o vereador Robson Ceará.
As dúvidas mais freqüentes foram sobre a atual situação dos Postos de Saúde da Família (PSF´s) e dos agentes comunitários de saúde que neles atuam, sobre as farmácias municiais, o quadro atual dos profissionais disponíveis na rede e sobre o risco de uma epidemia da dengue.
Para auxiliar durante a reunião o secretário levou uma equipe formada pela diretora do departamento de coordenação das unidades, Maria de Fátima Borges de Carvalho; pela coordenadora de Odontologia, Eliete Aparecida Tourinho; pela coordenadora dos PSF´s, Margarteh Umeda; pela coordenadora de enfermagem dos PSF´s, Eliane Mello e pelo diretor administrativo, Darcy de Souza. Segundo o secretário cada um deverá registrar as reclamações e sugestões da área que lhe cabe, ficando responsável por atender, na medida do possível, o solicitado pela comunidade.
O secretário afirmou que o objetivo da Secretaria da Saúde (Sesau) assim como o de toda a administração é atuar ouvindo a comunidade. “Queremos manter uma proximidade com a população. Estamos empenhados em trazer melhores condições para a saúde no município, dentro do que se pôde fazer em três meses de administração”, disse. Ele lembrou ainda que algumas pessoas estão descontentes, pois está se mudando radicalmente a maneira de administrar. “Estamos mudando da água para o vinho. A população pediu por mudanças, por isso assumiu uma nova administração. Estamos tentando mostrar respeito pelo dinheiro público. Nesse ponto seremos enérgicos principalmente no que diz respeito a contensão de gastos, só assim poderemos começar a investir no município”, explica.
Sobre a situação nos PSF´s o secretário conta que em breve, haverá uma reestruturação dos PSF´s, com a capacitação dos agentes comunitários de saúde e um novo cadastramento da comunidade.
Sobre o fechamento de algumas farmácias ele justificou que está cumprindo determinação legal. “Existe uma lei que determina que toda farmácia, para funcionar, precisa ter um farmacêutico responsável. Muitos municípios recorreram desta decisão e hoje continuam oferecendo o serviço. São Sebastião, por inércia da administração passada não recorreu. Agora estamos tentando ver com o nosso departamento jurídico se conseguimos mudar isso. Em toda a rede temos apenas três farmacêuticos, o que não dá para atender todas as farmácias”, conta.
Segundo ele, uma outra saída seria o concurso público. “São Sebastião cresceu, se desenvolveu e nós não temos funcionários suficientes para atender a demanda, por isso temos intenção de abrir concurso público em breve”, afirma. (Fonte: PMSS)

Prefeitura assina termo inédito de acordo coletivo

São Sebastião - A Prefeitura de São Sebastião assinou hoje (18/03) um termo de acordo coletivo com o Sindicato dos Servidores (Sindserv) que estabelece, num prazo de seis meses, uma nova carga horária para funcionários do Detraf, Defesa Civil e Guarda Patrimonial. O acordo prevê uma carga horária de 12x36 (12 horas trabalhadas e 36 horas de descanso em dias alternados).
O acordo foi aprovado mediante votação entre os funcionários. “Dos 170 que compareceram a eleição apenas três se manifestaram contra”, afirma Afonso da Silva Vale, presidente do Sindserv. Ele conta ainda que nesse tempo em que está a frente do sindicato nunca vivenciou uma experiência como essa.
Sobre este mesmo assunto o secretário municipal de Assuntos Jurídicos, Dr. Celso Luiz dos Santos, diz que este é um acordo inédito na história da administração pública do município e que o funcionário deve valorizar essa iniciativa. “Nunca se viu um acordo deste tipo, sentar para definir valores, carga horária, com igualdade de direitos algo que fosse melhor para toda a classe e com apoio da Prefeitura. Isso demonstra que esta administração está aplicando os princípios da legalidade, da moralidade, da eficiência e também social, pois o funcionário hoje vai trabalhar sabendo quando, como e quanto vai ganhar e isso é muito importante”, conclui.
Para o presidente do Sindserv, esta é uma atitude positiva. “A Prefeitura solicitou este acordo para que ela pudesse reorganizar seu quadro de funcionários. Como muitos contratados pela lei 1.027 foram dispensados ela optou por fazer esse acordo com o servidor ao invés de contratar novos funcionários até a abertura de concurso público. Este tipo de despesa que ela está deixando de ter, faz com que os cofres públicos tenham mais recursos em caixa e que estes possam retornar para o próprio funcionário público em melhorias futuras”, explica. Ainda segundo ele o acordo foi firmado sem nenhum impedimento por parte da categoria.
O Prefeito falou sobre como pretende tratar o funcionalismo público. “Todas as atitudes que administração tomar tem um único interesse que é o de fazer justiça, portanto, a nossa administração não irá privilegiar ninguém, para isso foi criada esta estrutura para tentar atender a maioria que agora terá estabilidade salarial, que antes não tinham. Estamos detectando outras ‘anomalias’ e na medida do possível vamos reestrutura-las também”, explicou o Prefeito. (Fonte: PMSS)

Acidente em porto deixa um ferido

São Sebastião - O operário Luiz Antonio Costa, 39 anos, contratado pelo Ogmo (Órgão Gestor de Mão-de-Obra) do porto de São Sebastião, foi atingido anteontem por uma carga contendo 1,5 tonelada de açúcar quando acondicionava o produto no armazém da Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A).
A Ogmo informou que a queda do fardo de açúcar sobre o operário foi um acidente. Até o início da noite de ontem, Costa permanecia internado em estado grave na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do hospital da cidade.
Segundo informou o hospital, Costa sofreu politraumatismo no crânio, tórax e abdômen.
Esse é o segundo acidente de trabalho esta semana. Na última quarta-feira um operário morreu quando prestava serviço na Villares. (Fonte: ValeParaibano)

Notícias de Ubatuba Topo

Restaurante Solar das Águas Cantantes Mary´s Cunhambebe vem ai...

Emoção e novo percurso marcam a Paixão de Cristo em 2005
O evento reúne pessoas de todas as idades, religiões e culturas, movidas pela fé e pelas tradições culturais

Ubatuba - Na próxima sexta-feira, 25, acontece a tradicional apresentação da Paixão de Cristo em Ubatuba. O espetáculo, nesse ano, promete surpresas e muita emoção aos espectadores. A apresentação inicia às 21horas, com o nascimento de Cristo e se desenrola até o seu julgamento num palco montado no Aeroporto.
Este ano, o itinerário sofreu alterações, utilizando alguns lugares do Centro como cenários. Depois do Aeroporto, o grupo vira na Rua Liberdade e segue pela Rua Salvador Correia. A primeira queda de Cristo acontece em frente ao cemitério, a segunda em frente à Igreja e a terceira em frente à Fundart. Depois, a crucificação acontecerá no Morro da Prainha.
O evento é realizado pela Fundart e conta o apoio da Prefeitura. Segundo o prefeito Eduardo César, o incentivo a esse tipo de manifestação cultural e religiosa é muito importante para manter vivas as tradições da comunidade. “Temos orgulho em apoiar um espetáculo que retrata a vida de Cristo e dá a todos nós um exemplo de humildade, persistência e compaixão”.
O espetáculo envolve cerca de 200 pessoas, entre artistas, organizadores e figurantes. O ator Bado Todão, que vive o papel de Jesus Cristo desde 1989, diz que um aspecto interessante da encenação é o envolvimento da comunidade. Ele diz que acaba sendo um encontro de diversidade cultural, religiosa e artística. “Trabalhamos com artistas amadores em sua maioria, unidos pela fé e pela tradição. Poucos eventos têm esse poder de unir tantas pessoas em torno de um objetivo”.
As inscrições para a figuração da Paixão de Cristo ainda estão abertas. Quem quiser participar desse belo espetáculo deve comparecer à Fundart. Os ensaios estão acontecendo todas as noites, a partir das 20h. No Sábado, o ensaio acontece às 15h. (Fonte: PMU)

Casarão do Porto sofre com a degradação por falta de recursos

“Trata-se de um edifício interessantíssimo, tanto do ponto de vista histórico, como arquitetônico, de caráter apalaçado. É tradição que seu traço e cantaria vieram trazidos do Portugal.”
Mário de Andrade


Ubatuba - Atual sede da Fundart, o Sobradão do Porto é uma das únicas arquiteturas históricas que ainda resistem ao tempo em Ubatuba, mas está se degradando a cada dia por conta da falta de recursos para restaurá-lo. A Fundação acumula uma dívida com o INSS, o que impede a captação de recursos junto aos governos estadual, federal e fundações.
O edifício sofre de goteiras múltiplas, instalações elétricas precárias e madeiramento deteriorado. O terceiro andar já foi desativado por conta do risco de desabamento. Quando chove, os eventos no auditório não podem ser realizados porque a água cai em grande volume dentro do espaço. O presidente da Fundart, Martiniano Viana diz que é lamentável o estado de conservação do prédio. “Nós herdamos a Fundart sucateada, em termos de equipamentos e ainda enfrentamos os problemas de conservação do casarão, que prejudica o nosso trabalho, queima aparelhagens e não comporta o movimento que temos todos os dias .”
A atual administração está buscando alternativas para sanar as dívidas e recuperar o casarão. Foi feito um acordo de parcelamento do INSS. As articulações para captação de recursos já começaram. A Deputada Ângela Guadagnin (PT) visitou o casarão no início do ano e mostrou-se interessada em colaborar para que a restauração aconteça. Martiniano diz que para o ano que vem, há boas perspectivas para o casarão. Estão sendo feitos contatos com o senador Aloísio Mercadante, Fundação Roberto Marinho, a Petrobrás e a Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo.
A história - O Casarão do Porto foi construído em 1846 e representa a materialização de uma época de prosperidade em Ubatuba. No tempo em que a cafeicultura marcava a economia do Vale do Paraíba e Ubatuba fazia parte da rota do café, o comerciante português, Manoel Baltazar da Cunha Fortes, mandou erguê-lo, misturando técnicas da arquitetura colonial e caiçara.
A técnica caiçara da construção com pau-a-pique foi curiosamente utilizada nos andares superiores do edifício. Esse fator colabora com a manutenção do prédio, uma vez que deixa paredes mais leves e assim, comprometem menos a estrutura do Sobradão. Composto de três andares, o térreo servia de armazém, onde se guardavam e negociavam mercadorias produzidas em Ubatuba e no Vale. O segundo e terceiro andares eram utilizados como residência da família Fortes.
Quando a estrada da "rota do café" que ligava o sul de Minas ao porto de Ubatuba perdeu importância, por conta da construção de ferrovias entre São Paulo e Rio de Janeiro; São Paulo e Santos, a economia de Ubatuba ficou comprometida. Esse foi também o início da degradação do Sobradão do Porto. Ele passou por diversas mãos até chegar à atualidade. Sem condições de mantê-lo, o neto de Baltazar, Oscar Batista da Costa, primeiramente alugou-o e o casarão virou o Hotel Budapest, em 1923. Em 1934, a família Félix Guizard, proprietária do CTI (Companhia Taubaté Industrial), comprou o edifício, utilizando-o inicialmente como colônia de férias. Em 1959, o Sobradão foi tombado pela IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). Depois disso, abrigou a casa de artesanato de Ubatuba, foi desapropriado pela prefeitura, passando a ser sede da Fundart desde 1987 até os dias de hoje. (Fonte: PMU)

Medalha para o Mountain Bike de Ubatuba
Ciclista vai ao pódio em torneio interestadual

Ubatuba - O ciclista Agnaldo dos Santos do Ubatuba Clube de Ciclismo, esteve com o prefeito Eduardo César na última quinta-feira, 17 para lhe mostrar a medalha obtida na primeira etapa do Campeonato Interestadual de Mountain Bike, realizada dia 13, na cidade de Vinhedo. Agnaldo subiu ao pódio com o quinto lugar obtido na categoria Sub 45.
Na categoria Sub 23, Luiz Felipe Ennes chegou na 27ª posição enquanto Breno Poiares concluiu a prova em 33º. Fechando a participação dos atletas de Ubatuba, Livio Poiares Telles foi 21º na categoria Júnior. No ranking de equipes, Ubatuba ocupa a 73ª posição. A próxima etapa do Campeonato Interestadual de Mountain Bike acontece dia 10 de abril em Itupeva (SP). (Fonte: PMU)

Museu Washington de Oliveira reabre suas portas com muita história

Ubatuba - O resgate à identidade cultural e histórica de Ubatuba iniciou. Esta é a principal meta da Fundação de Arte e Cultura de Ubatuba, que reinaugurou na última sexta-feira, 18, o Museu Histórico ´Washington de Oliveira`, instalado no antigo presídio de Ubatuba.
Dentre os principais objetos do acervo se destacam as rodas de engenho de açúcar, objetos de Ciccilo Matarazzo e de Seu Filhinho e utensílios indígenas.
O assessor patrimonial da Fundart, Marcelo Rezende, diz que para a cidade essa inauguração significa o resgate cultural do município.
"O museu tem a importância de preservar a história, cultura e a arqueologia".
Também é pelo museu que se obtém fragmentos da história de Ubatuba, representados por objetos arqueológicos, peças do tempo dos engenhos de açúcar e dos escravos, quadros e pertences de personalidades que marcaram época na cidade.
Sobre a situação de abandono, Rezende lamenta a falta de cuidado que a gestão anterior teve para com o local.
"Na gestão passada, ele abriu somente em alguns momentos e de forma inadequada", garante. "O prédio funcionava precariamente".
Várias peças que o museu abriga chamam a atenção, mas algumas delas se destacam - como um crânio humano pré-histórico, encontrado em Ubatuba, e utensílios indígenas feitos de ossos e vestígios arqueológicos encontrados nas regiões do Itaguá e Tenório.
Além disso, a fazenda também guarda utensílios usados em determinadas épocas e ciclos econômicos. Lá se encontram, por exemplo, objetos de grandes fazendeiros, peças de alambiques e prensas de mandioca.
População - Uma das principais metas do museu é fazer com que a população participe ativamente de sua manutenção, contribuindo com o seu acervo histórico.
"O museu contém muitas peças da história de Ubatuba, mas também, em muitas casas de ubatubenses há relíquias que ajudam a incrementar o acervo da cidade".
E declara: "Esperamos que essas pessoas façam doações, para contribuir com o engrandecimento da cidade".
Muitas pessoas já começaram a contribuição para acervo do museu, fazendo doações de peças que antes ficavam guardadas nas casas e que agora estão expostas.
Rezende faz um convite à população para usufruir de mais essa conquista do povo ubatubense. "O povo está convidado para utilizar desse meio de informação e saber de sua cultura, de onde veio e como foi o desenvolvimento de
Ubatuba". (Fonte: Correio do Litoral)

Setur organiza exposições que mostram símbolos de Ubatuba

Ubatuba - Até o próximo dia 22 ainda é tempo de quem quiser conhecer um pouco mais da mata nativa de Ubatuba, retratada em telas, desenhos e esculturas de artistas locais, ir até o Centro de Informações Turísticas para ver a exposição “Flores e Mata Atlântica”.
São trabalhos em óleo, aquarelas e desenhos, onde a única exigência é seguir o tema proposto. Segundo o assistente técnico da secretaria de Turismo (Setur), Carlos Rizzo, não há restrições a técnica e material utilizado, qualquer artista que quiser tem espaço para expor seus trabalhos. É o caso do pintor local, Popô, que pela primeira vez está com seus quadros expostos.
Segundo Carlos Rizzo, é uma boa oportunidade para os artistas: “O uso deste espaço é muito importante por ser o elo entre o turista e a cidade. Na temporada recebemos entre 400 e 500 pessoas por dia e fora da temporada esse número gira em torno de 80 pessoas por dia. O turista que vem aqui está aberto e fica conhecendo a cultura local”.
Os trabalhos expostos estão à venda, mas quem estiver interessado deve procurar o artista diretamente, já que a Setur, por ser um prédio público não pode efetuar vendas.
Anteriormente à exposição “Flores e Mata Atlântica”, a Setur estava com trabalhos relacionados ao tema “Pássaros”. “A idéia é mostrar os símbolos de Ubatuba. Na primeira exposição mostramos o tangará-dançador, pássaro símbolo; nesta temos a Buganvile ou primavera, planta símbolo e na próxima vamos mostrar o Corcovado de Ubatuba, que pode se tornar o símbolo geográfico”, diz Rizzo, que é também observador de pássaros bem conhecido em Ubatuba.
A partir do dia 22 próximo já pode-se visitar o Centro de Informações para ver a nova exposição: “O Corcovado de Ubatuba”. Artistas de qualquer gênero podem expor, desde sigam o tema proposto.
O Centro de Informações fica na Av. Iperoig, no Centro da cidade e funciona diariamente das 8h00 às 18h00. (Fonte: Ana Gabriela Fernandes/Imprensa Livre)

Região Norte receberá o benefício dos telefones públicos

Ubatuba - O prefeito Eduardo César, juntamente com alguns vereadores recebeu no último dia 18, a visita do superintendente regional da Telefônica, João Francisco Carvalhaes e o consultor regional Luiz Eduardo Daruiz Correia. Essa visita teve como objetivo trazer a boa notícia de que telefones públicos serão instalados em diversos bairros da Região Norte de Ubatuba, até o fim desse ano. Entre as localidades, serão beneficiados bairros como: Casanga, Sertão do Ingá, Poruba, Cambucá, Ubatumirim, Morro do Tiagão e Almada. O bairro da Casanga poderá contar também com o serviço de linhas individuais. No próximo dia 12, equipe da Telefònica estará novamente em Ubatuba, numa reunião com os vereadores e prefeito para apresentar um plano de metas da empresa para os próximos anos bem como a sua atuação nos últimos anos no município. (Fonte: PMU)

Mercado Municipal de Peixe se prepara para a Semana Santa
Produtores devem colocar um pescado em promoção

Ubatuba - O Mercado Municipal de Peixe de Ubatuba esepra um aumento da procura de pescado nos próximos dias, principalmente a partir de quarta-feira. Peixes para todos os gostos, para todos os bolsos. As ofertas são variadas. O preço médio do quilo do cação está em 12 reais, o filé de pescada varia entre 12 e 15 reais. A sardinha pode ser encontrada a 5 reais e o carapau a 8. O camarão limpo congelado sai a 10 reais o quilo.
O administrador do Mercado, Edgard Marques, diz que “a expectativa dos produtores é boa. O consumidor pode ter a certeza que irá adquirir um produto de boa qualidade”, afirmou Marques. Existe ainda a expectativa de uma promoção especial para a Semana Santa. “Os produtores estiveram reunidos com a administração e chegaram a um consenso que um pescado será colocado em promoção à partir de quinta-feira. Eles apenas esperam a chegada dos barcos que estão no mar, para definição do tipo e do preço. Tanto a população da cidade quanto o turista aproveitarão a promoção”, garantiu. O Mercado Municipal de Peixe de Ubatuba funcionará nos dias 24, 25 e 26 das 7 às 18 h. No domingo de Páscoa, dia 27, o mercado estará aberto das 7 às 14 h.
Características de pescado fresco - Peixe - Carne firme, rosada com reflexos madrepérola (brilhante), elástica, resistente à pressão dos dedos e presa as espinhas, cauda firme na direção do corpo, cheiro fresco característico, escamas bem aderidas a pele, ventre não deve estar abaulado, a pele brilhante, úmida e não pegajosa.
Camarões – Carne fresca, firme, de cor branca acinzentada quando cru, e rosado quando cozida de cheiro característico e agradável.
Lagosta, siri e caranguejo - Adquirir caranguejo e siri vivo, lagosta de preferência viva e cozinhar ainda viva, o que faz a cauda se curvar para baixo. Se congelada observar a direção da cauda. Caso contrário demonstra qualidade duvidosa.
Ostras - Conchas frescas e duras e ao comprimir não provocar som, carne sólida , cor clara e brilhante, sem água e de cheiro agradável. (Fonte: PMU)

Prefeito propõe aumento de distribuição de cestas básicas para funcionários
Projeto do Executivo propõe distribuição de cesta básica para servidores que recebem até a referência 12

Ubatuba - O prefeito de Ubatuba, Eduardo César, encaminhou para a Câmara Municipal ontem, 17, projeto de lei que regulamenta a concessão de cesta básica aos servidores municipais. Hoje 930 funcionários, inclusive inativos e pensionistas, têm direito ao benefício, desde que seus vencimentos líquidos não ultrapassem o valor de R$ 892,85. A Lei propõe que passem a ter direito todos servidores que recebam até o salário base da referência 12 (R$ 892,85), excluindo benefícios como gratificações, horas extras, quinquênios e outros.
Com a alteração a cesta será distribuída para 1099 servidores. Segundo a Lei, o servidor que tiver três faltas injustificadas, no mês anterior a concessão, perderá o direito de recebimento de sua cesta básica. “O que estamos propondo é a eliminação de injustiças e o aumento de servidores atendidos pelo benefício, já que muitos perdiam suas cestas porque ultrapassavam valores mínimos do permitido”, explica Sizenando Cristo, secretário de Administração.
Cada cesta básica é composta por cinco quilos de açúcar, 400 gramas de leite em pó, dez quilos de arroz, 200 gramas de aveia, um quilo de café, 200 gramas de achocolatado em pó, duas latas (330 gramas) de molho ou extrato de tomate, um pacote de bolacha doce (200 gramas), três quilos de feijão, um quilo de fubá, dois quilos de macarrão, quatro latas de óleo de soja, oito rolos de papel higiênico, cinco peças de sabão em pedra, uma caixa de sabão em pó (900 gramas), quatro sabonetes, duas caixas de creme dental, um pote de tempero completo. Hoje o custo unitário de cada cesta básica é de R$ 89,98. (Fonte: PMU)

Surfistas de Ubatuba mostram a força do surf feminino
O campeonato foi patrocinado pela Dream Girls em comemoração ao Dia Internacional da Mulher

Ubatuba - Na semana passada, o assunto em todas as mídias foi sobre o Dia Internacional da Mulher. Direito conquistado em 1910, graças a uma conferência internacional realizada na Dinamarca, onde foi decidido comemorar o 8 de março como o Dia Internacional da Mulher, em homenagem as operárias têxteis de uma fábrica em Nova Iorque que morreram queimadas.
O motivo foi a greve promovida por elas, em 1857, no intuito de reivindicar a redução do horário de trabalho. Em represália, cerca de 130 mulheres foram sacrificadas no fogo. Desde então, a luta feminina pelos seus direitos vem aumentando consideravelmente. Tanto que já não é nenhuma surpresa vê-las ocupando cargos ou freqüentando locais, antes exclusivamente do público masculino.
E no surf não é diferente. O aumento de meninas com pranchas debaixo do braço é notório em qualquer litoral do mundo. Pesquisas apontam que na maioria das escolas de surf, a predominância entre os alunos é do sexo feminino. E elas estão vindo com tudo.
Comprovando essa força, no último sábado, dia 12 de março, as meninas de Ubatuba participaram do Torneio Dream Girls de Surf Feminino para comemorar a data. Entre várias atividades que ocorreram na Praia Grande, a mais marcante foi a disputa de equipes no sistema Tag Team, vencida pelas Super Poderosas, nome bastante significativo para a data.
A equipe campeã foi formada por Carol Araújo, Priscila, Nyoray Bettero e Claudete, que foi substituída pela Dani na fase final. Em segundo lugar ficaram as North Girls e as Tchutchucas finalizaram em terceiro. Além de mostrar todo o talento nas ondas, as meninas também contribuíram com a limpeza da praia, coletando os lixos deixados e espalhados na área por pessoas que não respeitam a própria vida.
O Torneio Dream Girls de Surf Feminino foi organizado pela Secretaria de Esporte e Lazer de Ubatuba. (Fonte: Fama Assessoria)

Prefeito de Ubatuba faz aniversário na próxima sexta-feira, 25

Ubatuba - Quem aniversaria na próxima sexta-feira, 25 é o prefeito de Ubatuba, Eduardo César, que completará 39 anos. Eduardo nasceu em São Paulo e reside em Ubatuba há 17 anos. Desde a sua vinda para o município, está envolvido com os assuntos da comunidade. Sua trajetória política começou cedo. Aos 26 anos, ele foi eleito vereador pela primeira vez. Ao todo, foram três mandatos seguidos como vereador. Aos 38 anos, Eduardo César candidatou-se a prefeito pela primeira vez e ganhou as eleições, derrubando candidatos fortes em Ubatuba.
Por formação, Eduardo é professor de Língua Portuguesa e conclui o curso de Direito este ano. Casado com a professora Denise Montemor César, Eduardo tem três filhos ubatubenses: Eduardo César Filho, Maria Eduarda e Ana Luiza.
Parabéns prefeito, pelo aniversário e pela história de vida! (Fonte: PMU)

Eduardo César recebe prefeito de Silveiras

Ubatuba - O prefeito Eduardo César recebeu na última quinta-feira, 17, a visita do prefeito de Silveiras, Edson Mota. Mota estava acompanhado do presidente da Câmara Municipal de Silveiras, Sidnei Ferreira. Os visitantes foram recebidos também por Jairo dos Santos, presidente da câmara de Ubatuba e pelos vereadores Claudinho, Luciana Machado e Osmar de Souza, que se encontravam no Gabinete do Prefeito. (Fonte: PMU)

Ubatuba brilha no Dança Verão


Ubatuba - A cidade de Ubatuba foi brilhantemente representada no III Festival Dança Verão, que aconteceu no Teatro Municipal de São Sebastião,no último final de semana. As bailarinas Daniela Origuela e Roberta Zamarion da Academia Biodance, conquistaram o primeiro lugar no estilo Jazz, categoria Sênior do Festival. A dupla contou com o apoio da Secretaria de Esporte e Lazer. (Fonte: PMU)

Ubatuba ganhará uma viatura de incêndios e resgates terrestres
Realizando um compromisso assumido em campanha, o prefeito Eduardo César está somando forças para estruturar e implantar a Brigada de Incêndios em Ubatuba

Ubatuba - O prefeito Eduardo César reuniu-se, na manhã dessa sexta-feira, 18, com oficiais do Corpo de Bombeiros para discutir a implantação de um Serviço de Incêndios e Salvamentos Terrestres em Ubatuba. A boa notícia é que, num prazo de 45 dias, Ubatuba receberá a doação de uma viatura de incêndios e resgates, doada pelo Corpo de Bombeiros do Estado.
Atualmente, Ubatuba não possui esse serviço, portanto, quando ocorre incêndio, é preciso recorrer ao corpo de Bombeiros de Caraguatatuba. Por essa razão, desde o início de seu mandato, o prefeito Eduardo César está empenhado na implantação de uma brigada de incêndios no município. “Quando acontece alguma emergência, nós não podemos esperar que o socorro venha de outra cidade, mesmo que ela seja vizinha. Precisamos de agilidade no atendimento para diminuir o risco de acidentes com vítimas e para que os danos materiais sejam minimizados”, diz o prefeito.
Estiveram presentes na reunião o Comandante do Corpo de Bombeiros do Estado, Cel. PM. Jair Paca de Lima; o Tenente Alexandre Rodrigues de Passos; o Major Celso Payão Rosa Cruz; o Capitão Carlos Eduardo Smicelato e o Capitão José Eduardo Stanelis de Aquino.
Discutiu-se também a instalação de hidrantes em pontos diversos da cidade, numa parceria entre a prefeitura, a Sabesp e o Corpo de Bombeiros, para facilitar o trabalho do controle de Incêndios. A prefeitura estuda também a possibilidade de colocar uma caminhonete, de tipo S10 à disposição do Corpo de Bombeiros, para transporte de materiais e controle de incêndio na mata. Para tanto, será adaptado um reservatório de mil litros e uma pequena bomba de água. (Fonte: PMU)

Prefeitura terá ponto facultativo na próxima quinta e sexta-feira

Ubatuba - O prefeito de Ubatuba, Eduardo César (PL), decretou ponto facultativo na próxima quinta e sexta-feira, 24 e 25. As repartições da Prefeitura encerrarão suas atividades na quarta-feira, 23 e reabrirão somente na segunda-feira, 28. Os postos de saúde também estarão fechados. Os atendimentos ocorrerão na Santa Casa e no Pronto Atendimento da Maranduba (24 horas). A coleta de lixo funcionará normalmente em toda a cidade durante o feriado prolongado. (Fonte: PMU)

Claudinho participa de sua primeira sessão da câmara como vereador

Ubatuba - O vereador Cláudio Francisco Gulli, o Claudinho (PMDB) participou pela primeira vez, como vereador, da sexta Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Ubatuba, na terça-feira, dia 15. Ele prestou juramento e declarou seus bens, avaliados em aproximadamente 115 mil reais.
Emocionado,Claudinho prometeu fazer o melhor por Ubatuba e se colocou à disposição de todos.
Depois de um minuto de silêncio pelo falecimento de Lia Barros, Secretária de Turismo na gestão de Ciccillo Matarazzo, a tribuna foi utilizada pelos munícipes Agnaldo Aparecido Haka e José Roberto Siqueira.
Haka, técnico em radiologia, se queixou da situação da Santa Casa onde, segundo ele, a falta de higiene é total, desde os banheiros até as salas de atendimento. Ele pediu aos vereadores que fiscalizem o hospital e cobrem dos dirigentes mais respeito aos ubatubenses.
José Roberto Siqueira, morador de Ubatuba Country, na rodovia Oswaldo Cruz, revoltado, pediu providências sobre o fornecimento de iluminação pública na área onde mora que é estritamente particular, com mais de 200 mil metros quadrados. Siqueira afirma que o fornecimento da energia é patrocinado pela Prefeitura, o que, segundo ele, é injusto, uma vez que existem centenas de moradores nos morros que não possuem iluminação pública.
José Roberto pediu para que fosse formada uma comissão para acompanhar os processos administrativos, principalmente os que se referem às taxas de iluminação pública e IPTU.
Na votação da Ordem do Dia, os destaques foram um requerimento e um pedido de informação.
No pedido de informação, o vereador Charles Medeiros (PSDB) requisitou um levantamento sobre os caminhos de servidão em toda a cidade. De acordo com o vereador, muitos caminhos estão fechados com arame farpado, porteiras, ou até mesmo em alguns pontos, desviados para locais impossíveis de se caminhar, deixando descendentes de índios e escravos isolados, perdendo o direito constitucional de ir e vir.
O vereador Gerson de Oliveira (PMDB) pediu uma audiência pública com ambientalistas para discutir o problema do esgoto no Município. Segundo ele, a conclusão do Sistema de Esgoto está 7 anos atrasada e chegou a hora de cobrar da Sabesp a Estação de Tratamento, que foi prometida.
O presidente da Casa, Jairo dos Santos, concordou com os dois vereadores e os parabenizou pela importância do pedido de informação e do requerimento.
Antes do encerramento, o vereador Claudinho falou da humilhação que sentiu, em dezembro, na diplomação dos vereadores. Ele disse que só ficou sabendo que não seria diplomado na hora da solenidade. Ficou surpreso quando chamaram o nome de Sílvio de Paula (PTB) no lugar do dele.
Segundo Claudinho, ninguém o avisou da decisão judicial que na ocasião deu parecer favorável ao candidato do PTB. A Justiça Eleitoral considerou válidos os votos do candidato Benedito Julião, que já tinham sido judicialmente anulados por ele apresentar dupla filiação. Com a decisão, os votos foram computados para o PTB partido pelo qual Julião concorreu.
No recurso, Claudinho ganhou a causa e hoje ocupa a décima cadeira da Casa de Leis. (Fonte: Câmara Municipal de Ubatuba)

Ubatuba poderá contar com uma vara do trabalho instalada na cidade

Ubatuba - A luta do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – subsecção Ubatuba, Luiz Celso Rocha, que dura mais de 7 anos pode estar chegando ao fim. Ubatuba poderá contar com uma Vara do Trabalho instalada no Município. Isso, graças a uma parceria entre o Tribunal Regional do Trabalho de Campinas, interior paulista, e a Prefeitura de Ubatuba. O Juiz Laurival Ribeiro da Silva Filho, presidente do TRT da 15ª Região, recebeu, na quarta-feira, 16, a comunidade ubatubense, representada pelo vice-prefeito Domingos dos Santos, pelo presidente da OAB subsecção de Ubatuba, Luiz Celso Rocha, e pelo vereador Cláudio Francisco Gulli, o Claudinho (PMDB), além dos advogados Orlando Vicente Sales e Adriano Rico Cabral e o assessor parlamentar, Maurício Domingues da Costa, em nome dos vereadores e da Câmara Municipal.
Estavam também presentes no encontro o Juiz Auxiliar da Presidência do TRT, André Augusto Ulpiano Rizzardo, e o Diretor Geral do Tribunal, Adlei Cristian Carvalho Pereira.
A instalação da Vara do Trabalho em Ubatuba deverá agilizar os processos trabalhistas da cidade, que hoje são ajuizados na Vara do Trabalho de Caraguatatuba. (Fonte: Câmara Municipal de Ubatuba)

Ação Litoral

Artigo Topo

A PAZ para sempre!
Ronaldo Dias

Sempre é bom lembrar das crônicas do Renato Nunes. A Maldição... E, Manhas e Artimanhas do Cacique Cunhambebe, são primores que dão vida e, as devidas “explicações” da “origem” e das “causas” de todos os nossos problemas. Desde a publicação destas crônicas, até hoje nada mudou. Assim com o a licença do amigo Renato reedito a segunda, para relembrar e interpretar as atualíssimas falas deste nosso Cacique guerreiro. Aproveito a oportunidade para somar minha opinião pela justa e exclusiva homenagem a ele. Que no dia paz de Iperoyg a paz seja para sempre!

Manhas e Artimanhas do Cacique Cunhambebe

Depois que eu decidi contar neste jornal o que é, como surgiu e o que deve ser feito com a "maldição de Cunhambebe" que inferniza Ubatuba há mais de três séculos, fui procurado por muitas pessoas interessadas em maiores detalhes sobre o veterano cacique. Pouco pude acrescentar ao que eu já havia dito, mas para espanto meu, aconteceu uma coisa extraordinária. O próprio Cunhambebe apareceu em minha casa anteontem durante a madrugada. Como moro na avenida do Cruzeiro, disse-me que é por ali que passa seus dias, organizando todos os movimentos para ver permanentemente cumprida sua conhecida maldição, e depois que eu a revelei resolveu se apresentar, quis me conhecer e se dar a conhecer. Realmente a história tem razão, é um tipo grandalhão, de fala mansa e gago. Me pareceu um sujeito alegre e gozador apesar do aspecto sombrio, dos olhos terríveis e duros e da enorme cicatriz que vai de um lado a outro do peito. Contou que observa quem chega, quem sai e o que fazem na cidade, aí então vai desfazendo as iniciativas, pondo pedras no caminho e trabalhando há séculos para irritar e prejudicar os descendentes, amigos e convidados daqueles portugueses que humilharam seu povo. Disse-me que anda meio cansado desse assunto mas, como foi ele que lançou a maldição, ficou eternamente comprometido com sua perfeita realização. Outros caciques o ajudaram nos primeiros duzentos e cinqüenta anos, porém acharam que já era demais e se foram. Ele, teimoso e determinado como sempre, se mantém ligado em tudo que acontece. Comentou que a cidade cresceu muito ultimamente, com muita gente que veio de fora sendo também vítimas de sua maldição, mas que era isso mesmo que ele queria. Quanto mais gente, mais problemas e pior os governantes, foi o que ele disse.Conversa vai, conversa vem convidei-o a dar uma volta para que me mostrasse como agia para que as coisas não dessem certo por aqui. Levou-me para o alto do morro do Matarazzo que ele chamou de Curuçá-mirim dizendo que de lá, onde estava antigamente sua aldeia, podia avistar toda a baía e a cidade, acompanhando os passos das pessoas e o que faziam. Disse que ficava por lá porque se sentia bem naquele terreno velho conhecido, e que sua condição de cacique secular o permitia estar em todos os lugares e ver tudo ao mesmo tempo. Contou que a primeira coisa que fazia era retirar das pessoas sua capacidade de reclamar e de cooperar, introduzindo em seu lugar o sentimento de inveja e a prática da futrica. Só isso, disse ele, era suficiente para paralisar tudo porque as pessoas se destruíam sozinhas. Deu como exemplo o seguinte: qualquer um que começasse a se destacar em algum trabalho comunitário seria logo chamado de candidato a prefeito para que despertasse naqueles que pretendiam candidatar-se, a preocupação com o futuro concorrente. Aí então trabalhavam contra ele. O pessoal da administração pública, vereadores e chefes partidários passavam-lhe toda espécie de rasteira, negando-se ainda a atendê-lo em seus pedidos em favor do bairro para destruí-lo perante a população, só porque achavam que chegaram antes na fila dos candidatos a prefeito. Como a população já tinha sido privada da capacidade de reclamar e cooperar, viravam as costas para o sujeito, acreditando nas futricas que lançavam contra ele, negando-lhe qualquer apoio. Assim era mais um que se ia e tudo ficava na mesma. Outra artimanha do velho cacique, contada em meio a enormes gargalhadas, era a cegueira seletiva que aplicava nas pessoas. Produzia uma cegueira no cidadão que o impedia de ver só o que ele, cacique, não queria que a pessoa visse. Por exemplo, os policiais encarregados de manter a ordem para criar um clima favorável aos turistas que deveriam trazer dinheiro para a cidade, ficavam cegos em relação ao montão de mendigos que perseguem as pessoas atrás de uns trocados, ou cegos quanto aos motoristas de cidades do interior que ligam um som altíssimo nos seus automóveis toda noite nas principais ruas da cidade, embolando as calçadas e xingando as pessoas que estiverem a passeio ou em suas casas que, aborrecidos e ofendidos vão-se embora achando que a cidade não oferece segurança. Os policiais são bem intencionados, mas o cacique se diverte criando neles a cegueira seletiva porque isso reforça os efeitos da sua maldição sobre a cidade. Também se diverte muito com o golpe da cegueira aplicado na privatização do espaço público, isto é, o que é de todos fica sendo apenas de um, com a concordância e prejuízo de todos, e todos riem. Funciona assim : vêm uns caras e montam um quiosque no meio da calçada ou na beira da praia, de preferência em algum lugar bonito e tranqüilo. A seguir, enchem a sua volta de mesas e cadeiras, metem um som barulhento durante a noite toda até a madrugada. Ninguém vê o abuso, mas o pessoal da cidade, os moradores do lugar, todos se aborrecem. Sua paz vira um inferno mas todos toleram porque dizem que a zorra é para alegrar os turistas. E é aí que o cacique se diverte mais. Diz que conseguiu pôr na cabeça das pessoas que aquela zorra atrai turistas, e ninguém percebeu que é justamente o contrário, espanta os visitantes. Assim, os próprios chefes da cidade afugentam aqueles que tem dinheiro e gostariam de gasta-lo em Ubatuba, ficando por aqui, rebolando "quinem doidos nos quiosques", como disse o velho morubixaba, apenas as pessoas que andam de Kombi 79, Opala 68 e Brasília qualquer ano. Esses não tem dinheiro nenhum mas como são muito numerosos, enganam as pessoas da cidade que, sem saber que estão afetadas pelo golpe da cegueira, dizem que o futuro vai ser bom porque a cidade está cheia. Cheios ficaram aqueles que viraram as costas para Ubatuba e foram gastar seu rico dinheirinho noutras cidades do litoral, menos bonitas mas mais organizadas e inteligentes, arrematou às gargalhadas o gigante Cunhambebe. Nesse momento, como o sol já estava querendo aparecer no horizonte do mar do Itaguá, lançando uns raios de fogo contra as nuvens ainda escuras da noite e fazendo as águas da baía parecerem uma enorme planície negra, o cacique, voltando-se para mim com um olhar sério e cansado, disse que estava na hora de caminhar sozinho por aquela superfície em direção ao astro rei. E foi-se. Ainda vi seu enorme vulto andando contra o vermelho da alvorada quando parou, virou a cabeça em direção à praia e gritou, "qualquer noite voltarei para contar mais uns truques que faço com alguns chefes desse vilarejo, para que aceitem umas galinhas e um pouco de peixe com farinha para mudar as leis e desorganizar tudo, e ainda assim continuando a ser respeitados e tratados como pessoas importantes". Ouvi uma enorme gargalhada e o perdi de vista.”

Renato Nunes
Ubatuba, SP

Crônica Topo

Ubatuba é sui generis
Luiz Moura

Ontem, quando comentava com uma amiga sobre a reinauguração (?) do Museu Histórico Washington de Oliveira, ela me informou que não haviam pintado a parte lateral externa dos fundos do prédio projetado por Euclides da Cunha e que abrigou a cadeia pública por um longo período (ainda não entendi o porque teimosa e erroneamente vem sendo chamado de antigo presídio).
Achei que fosse uma brincadeira, mas como ela falou com muita firmeza, hoje de manhã, mudei o trajeto de minha caminhada matinal e... Lá estava a parede sem pintura.
Ao voltar para casa, a vontade de escrever sobre o assunto fluiu naturalmente, contudo, a temperatura de meu escritório, agradavelmente diversa das outras dependências de minha casa (em razão do ar condicionado), fez com que eu marotamente telefonasse para um amigo e tentasse convencê-lo a escrever em meu lugar. Não consegui e ainda recebi o conselho de que tomasse cuidado com o que escrevesse, pois a administração municipal passa, internamente, por um momento de crise.
Comecei a escrever pensando na poltrona que em breve ocupará lugar de destaque em meu escritório. Se ela estivesse aqui, com certeza, eu não estaria escrevendo e sim lendo, empoleirado sobre suas almofadas.
Vou seguir o conselho de meu amigo e ficar quieto, mas fico pensando: 79 dias da administração Resgate Ubatuba e...
Ubatuba é um município sui generis. Qualquer um pode constatar.

Luiz Roberto de Moura
Engenheiro civil e consultor de informática. Iniciou no jornalismo em 1970 como colaborador da Folha da Baixada. Na administração pública, em Ubatuba, dirigiu várias secretarias municipais.
É o responsável pelo UbaWeb - O Portal de Ubatuba
.

Carta do Leitor Topo

Pergunto?? - Por que ao invés de se criar uma taxa pura e simples em Ilhabela, não se cria um kit para o turista contendo: informações turísticas, onde ficar, sacos para lixo, etc, etc, etc... Acho que sairia mais barato e não teria esse impacto meio inibidor. E põe fiscalização para trabalhar...

Paulo Tadeu Coelho Sampaio
Ilhabela, SP

Plano Diretor e Responsabilidade Fiscal - A Lei de Responsabilidade Fiscal estabelece normas de finanças públicas voltadas para a responsabilidade na gestão fiscal, mediante ação planejada e transparente, sendo a transparência assegurada pelo incentivo à participação popular e realização de audiências públicas, durante os processos de elaboração e de discussão dos planos, lei de diretrizes orçamentárias e orçamentos.
O Estatuto da Cidade determina que as diretrizes e prioridades contidas no Plano Diretor devem ser incorporadas pelo plano plurianual, diretrizes orçamentárias e orçamento.
Segundo o mesmo Estatuto, o Plano Diretor, aprovado por lei municipal é o instrumento básico da política de desenvolvimento e expansão urbana.
Uma das várias diretrizes da Política Urbana definidas pelo Estatuto é a regularização fundiária e urbanização de áreas ocupadas por população de baixa renda mediante o estabelecimento de normas especiais de urbanização, uso e ocupação do solo e edificação, consideradas a situação socioeconômica da população e as normas ambientais;
O município de Ubatuba tem aplicado recursos de forma pontual em desapropriações (Ipiranguinha, Sesmaria, Taquaral, etc), sem contudo buscar solução geral que deveria vir através do Plano Diretor. Talvez por isto, tais problemas, ao invés de serem resolvidos, tem se agravado e multiplicado por todo o município, com sérias conseqüências que todos conhecem.
A lei complementar 1103/91 que dispõe sobre o sistema, o processo de planejamento e a participação comunitária no desenvolvimento do Município de Ubatuba, complementou e regulamentou vários dispositivos da Lei Orgânica Municipal, viabilizando e incentivando a implantação do Planejamento com a participação da comunidade.
Esta lei não foi devidamente aplicada.
Não seria este o momento de retomar o processo de planejamento participativo e transparente, tal como agora é exigido pela Lei de Responsabilidade Fiscal e pelo Estatuto da Cidade, bem como pela própria legislação municipal ?
Com a palavra agora, o Executivo e os senhores Vereadores, para que não tenham que se explicar tardiamente.

José Nelio de Carvalho - advogado
Ubatuba, SP

Carapuça - Não sou dono da verdade, muito menos pretendo ser juiz, para julgar quem quer que seja. Assim, na condição de cronista, quando escrevo sobre determinado assunto, não tenho a intenção da ofensa pessoal, em qualquer uma de suas formas, muito menos a gratuita, a quem quer quem seja, independentemente de sua cor, raça ou credo. Uma crônica é simplesmente uma crônica. Só. O que não posso impedir são algumas identificações pessoais, com, ou nos fatos relatados. Aí, é o “mea culpa”. Não há quem possa evitar. Quem quiser ser julgado, que se apresente, como réu confesso, ao juiz. Na linguagem popular, diz-se vestir a carapuça. Aos “vestidos”, se assim se entenderem, quero esclarecer que não me curvo e não me intimido com ameaças. Questão de têmpera.

Ronaldo Dias
Ubatuba, SP

Saúde em Ubatuba - Só conhecemos as pedras que existem no caminho, quando percorremos passo a passo, então vou contar:
Tive um problema de saúde, fortes dores no cotovelo direito, que estava dificultando meu trabalho, realmente eram dores muito fortes que não conseguia mover o braço, dirigi-me ao Posto de Saúde do Sertão da Quina, fui atendida pela Dra. Sandra, medicada, a mesma pediu alguns exames, que eu fizesse enquanto estava com a dor, pois alguns exames não acusam quando a dor passa. Sabendo que pelo SUS não se consegue exames imediatos, fui obrigada a pagar por eles, no dia 11/03 (sexta-feira) pela manhã já estava com os resultados, procurei a Dra. Sandra, mas a mesma havia sido convocada a uma reunião em outro local, perguntei se na Unidade Mista da Maranduba havia médico para olhar meus exames, a resposta foi que não, lá só teria no sábado, então esperei com dor ainda e fui lá no sábado, também não havia médico e a informação que tive é que o médico não abriria meus exames, mesmo eu explicando que estava com muita dor, precisava ser medicada, a resposta foi que nem que eu fosse à Santa Casa, pois o Pronto Atendimento não abre exames. Então fui trabalhar com dor, até que na segunda-feira dia 14/03 consegui passar pela Dra. Sandra, ela verificou que tratava-se de uma inflamação local, medicou novamente e encaminhou para o ortopedista, ai começou a segunda maratona, no dia seguinte eu estava as 5:20 da manhã na Santa Casa para poder pegar senha que seriam distribuídas 30 as 6:00 hs, consegui ser a numero 9 (obs. quem mora aqui na Região Sul e depender de ônibus, nunca vai conseguir estas senhas e nem marcar consultas, pois se negam a agendar) e continua a longa espera, às 7:30 já tinham na sala de espera 63 pessoas, sendo que 16 sentadas (pois ali só haviam este número de cadeiras) e 47 pessoas em pé (vejam que absurdo, se ali tem 16 cadeiras, distribuem 30 senhas para ortopedia, pessoas idosas, mancando, engessada, fora todos os outros atendimentos que vão chegando, quem conseguia, se sentava no chão, outros se escoravam pelas paredes, parecia um filme de guerra) e a espera continuou até as 9 horas quando começou a chamada e para encerrar este atendimento VIP, daí a 15 minutos eu já estava na rua, foram 4 horas de espera para uma consulta de 3 minutos que quando perguntei o porque daquela dor, tive uma outra pergunta como resposta: LAVA MUITA PANELA ? (ACABOU DE PASSAR O DIA INTERNACIONAL DAS MULHERES, E CONTINUAMOS SENDO SUBESTIMADAS EM NOSSAS CAPACIDADES) sai do consultório sem entender direito o que aconteceu com um encaminhamento para 10 fisioterapias (para vir 10 dias seguidos do Sertão da Quina até Ubatuba), mais uma receita, diclofenaco que também não tinham para fornecer, pois até o dia 15 não haviam recebido a medicação para este mês.
Temos que mudar o final desta história: Dr. Marcos, Secretário da Saúde de Ubatuba, eleito Vice-Presidente do Conselho dos Secretários Municipais de Saúde (COSENS), nem tudo depende de recursos, um pouco de boa vontade por parte de cada um dos responsáveis da área já mudaria muito, porque o Pronto Atendimento não pode abrir exames ? Porque não há agendamento para ortopedia ? estamos muito longe do centro da cidade. Porque não colocar mais cadeiras na sala de espera se há espaço ?
São estas e muitas outras pedras que com um pouco de boa vontade tiraríamos do caminho, alem de que em um levantamento oficial feito na Prefeitura, ficamos sabendo que a Região Sul é responsável por 40% da arrecadação do município, merecemos um atendimento melhor, merecemos uma Unidade Mista da Maranduba funcionando com médico todos os dias, RX, fisioterapias, especialidades, ...
Merecemos mais respeito

Bel Dergham
Sertão da Quina
Ubatuba, SP

“Cuidado com os abutres” - A recomendação do título recebi, quatro anos atrás, de um professor, técnico em aplicação das verbas da educação, que convidei para ministrar um curso, de oito horas, aos diretores das escolas municipais e a todos aqueles que teríamos responsabilidade na administração dos recursos destinados,por lei, para manutenção da educação As recomendações foram veementes e simpáticas, tanto durante as explicações do curso, quanto em conversa particular que mantivemos.
Perguntei quem seriam os prováveis abutres. Antes de responder a minha pergunta explicou os que, provavelmente, não seriam.
“Não serão abutres o Sr. Prefeito, o Secretário de Finanças, o de Administração e o Chefe do Serviço de Contabilidade. Na maioria das ações, serão responsáveis, junto com você, e te ajudarão a bem administrar os recursos da educação. Mesmo assim, cuidado também com eles.
Possíveis abutres podem ser todos os outras secretários. O mais afoito e insistente, pela minha experiência, costuma ser o Secretário de Esportes. Pedirá que construas piscinas, com dinheiro da educação, para ele usar, quadras cobertas, ônibus e o que você possa se imaginar. Diga não às piscinas. Piscina na escola é um perigo, difícil de manter, vai onerar a educação para o resto da vida e criar problemas sérios para você. Afaste o abutre. Já com as quadras a coisa é diferente. A quadra, se possível coberta, deve fazer parte da estrutura da escola para atender os alunos e, nas horas vagas, outras atividades. A finalidade é o aluno. Tem muita gente querendo fazer festa com verba da educação e os municípios não atendem o essencial. Pedir-te-á também professores para atender atividades que ele não tem dinheiro para atender. Diga não. É desvio de função proibido pelo inciso VI, do artigo 71, da Lei 9394-96, Lei de Diretrizes e Bases da Educação. Pode te ocasionar sérias dores de cabeça e até casar o Prefeito.
O Secretário de Saúde também pode propor parcerias. Não vá nessa onda. “A assistência médico-odontológica, farmacêutica e psicológica, e outras formas de assistência social” estão proibidas, no inciso IV, do artigo e lei citados acima. O atendimento, à Saúde, está municipalizado e tem que cuidar também dos alunos com a sua verba própria.
Vereadores, Associações Amigos de Bairros, Assuntos Comunitários, etc vão assedia-lo constantemente. Não ceda. Seja firme. A educação é mais importante.
Igrejas pedirão ajuda para suas obras de caráter educacional e assistencial. Afaste-os da Secretaria.
Donos de academias falidas, de piscinas sem movimento, de hotéis com instalações esportivas e dificuldade para as manter na baixa temporada proporão alugueis para a realização de atividades especiais. Diga não. Educação se pratica na escola. Não se iluda com ilusionistas. Você tem que cuidar daquilo que é essencial.
Organizações não governamentais ambientalistas ou assistencialistas virão solicitar patrocínio, professores, prédios, etc.Não atenda.Os professores são contratados ou nomeados para estarem na sala de aula ou nas atividades diretamente ligadas à Secretaria. Mande os professores para a sala de aula. Afaste os outros. São abutres.
Não devem faltar em Ubatuba aqueles professores que não querem dar aula, mas que desejam salvar o mundo com programas especiais (projetos) de educação ambiental para terceira idade, comunidades rurais, crianças em situação de rua etc. Nada disso é de sua responsabilidade e competência. Quaisquer ações, nesses campos, desviam pessoas e recursos de suas funções específicas. Não seja condescendente. São abutres. Abutre que é abutre tentará conseguir seus objetivos mesmo prejudicando você, a Educação, o Sr. Prefeito. Geralmente são pessoas sem escrúpulos. Afaste-os para longe.
Tenha sempre presentes os artigos 70 e 71 da Lei 9394-96. Lei de Diretrizes e Bases da Educação. No artigo 70 explica o que pode ser feito. No 71 proíbe aqueles vícios mais arraigados na cultura brasileira e que são usados como desculpa para desviar o dinheiro da educação. Além dessas proibições outras terá que observar para impedir os desvios que, historicamente, tem impedido o desenvolvimento da educação e a sua qualidade. Seja vigilante. O dinheiro da educação é bastante cobiçado pelos abutres. Se a educação for mal atendida, por casa dos desvios, o responsável será você. O Tribunal de Contas do Estado tem um livrinho com orientações complementares. É bom. Siga suas orientações.”
Esse curso foi nosso guia, nos processos educacionais, durante os quatro anos. Atitudes firmes, nos primeiros momentos, foram fundamentais para administrar, a Secretaria, mantendo os abutres afastados de nossos ambientes.
Essas orientações podem ser úteis para quaisquer administradores da educação e para que diretores, professores e funcionários reivindiquem o afastamento imediato e urgente de possíveis abutres intrometidos ou, quem sabe, entronizados, na Secretária Municipal de Educação.
Cuidar-se dos abutres é uma atitude saudável para todos que lidam com verbas da educação.

Corsino Aliste Mezquita
RG 2.976.292-3
Ubatuba, SP

Será o fim do aterro “insanitário” do Ipiranguinha/Ubatuba - A mais de 12 anos o aterro “insanitário” polui o rio Grande de Ubatuba, se
contarmos os lixões anteriores o bairro do Ipiranguinha já é despejo ou privadão a mais de 20 anos, conta a lenda que nossa área era chamada de “ Chiqueirão”, mas não é por isso que devemos pagar pela incompetência da administração pública, e continuarmos por tantas décadas como a privada de Ubatuba. Sem contar que durante anos falou-se na despoluição do rio grande, e com a poluição freático alem dos veios que levavam a contaminação ao rio Grande.
Nosso bairro apesar de marginalizado em todos sentidos, está crescendo e muito, hoje somos um município dentro de Ubatuba com mais de 20.000 habitantes, três escolas ( e esperamos que a quarta seja construída), uma unidade mista ( que esperamos funcionar um dia, como o atual secretário sonhou), posto de gasolina, supermercados, cachoeiras ( que não aparecem em mapas turísticos), trilhas históricas( idem), enfim somos uma cidade dentro de outra, porém tratada com desdém Esperamos que a saída do lixão ( ou aterro sanitário como queiram ), seja fato e, não só uma discussão entre prefeitos , pois o Ipiranguinha, mais especificamente o Parque do Ministérios e a escola municipal que lá se encontra ( bem perto do “aroma matinal” do nosso maravilhoso aterro), merecem respeito e, além do mais não da para em alimentação, saúde, bem-estar e ecologia com um lixão a beira do rio.
Tenho esperança que a discussão tenha um bom rumo e que o lixão vá para longe de nossas crianças, e que estas possam daqui alguns anos tomar banho no rio grande durante os dias de sol, e não precisem faltar na escola por causa de uma virose desconhecida.

Marcos Antonio Flausino Santos - professor
Morador do bairro do Ipiranguinha-Ubatuba
marcos.flausino@ig.com.br

Foto do Dia Topo

Para participar desta seção basta enviar as fotos com crédito do autor e legenda, no tamanho mínimo de 1024 x 768 pixels com resolução de 72dpi para fotododia@litoralvirtual.com.br
O envio de foto caracteriza autorizada a sua publicação e identifica o remetente como autor.

Caraguatatuba

Cocanha e Massaguassu - Emilio Campi

Cocanha e Massaguassu
©Emilio Campi


Para instalar a foto como papel de parede (wallpaper)
Clique na foto acima. Após carregar a foto ampliada, clique com o botão direito do mouse sobre a imagem e escolha "Definir como papel de parede" ou "Definir como fundo de tela". Para ajustar a imagem em tela cheia, clique em qualquer lugar da área de trabalho com o botão direito do mouse, escolha "Propriedades" / "Fundo de Tela" ou "Papel de Parede" / "Ampliar".

Arquivos:  Foto Saudade  -  Foto do Dia

 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão no Litoral Virtual:
Clique Aqui


As notícias, fotos e cartas publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo. O envio de qualquer material para nosso e-mail
será considerado como autorizado a sua publicação e assumida a total responsabilidade pelo seu conteúdo.
As cartas devem conter nome completo, RG, endereço, telefone de contato e um e-mail válido.
Reservamos o direito de não publicar cartas que não contenham a devida  identificação do autor.

Editor Chefe: Emilio Campi
Editora Assistente: Jullyany Roberta Cruz


GRÁTIS!!
Receba as Últimas Notícias do Litoral em seu e-mail:

Quero receber GRATUITAMENTE o boletim Últimas Notícias do Litoral:

e-mail:
Cidade:



Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:

Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br

©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor