Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Segunda-feira, 09 de maio de 2005 - Nº 1276 Edições Anteriores

Litoral Virtual Inteligraph

Região
Estado prepara megaoperações para conter aumento da criminalidade no Litoral Norte
PM reforça o combate às drogas
Entidades cobram mais policiais
Prefeitos discutem iniciativa
Mountain bike: abertas as inscrições para o 4° Power Bike
Carro da Câmara de Ilhabela atropela mulher


Caraguatatuba
Cachorro acompanha celebração de missas e procissões em Caraguá
Padre já escreveu 60 peças de teatro
Religioso considera cão seu 'parente' no Brasil
Moradores e turistas terão opções de entretenimento durante o mês
Caraguá resgata Escolas de Samba
Caraguá Rodeio Fest
Fome, Fé, Trabalho e Liberdade são temas do espetáculo “No Olho da Rua”
Copa Tiradentes chega ao fim com confraternização
Fundacc realiza Concurso de Contos abrindo as festividades do Mês de Santo Antonio
Inscrições abertas para o Curso de Máscaras com Alejo Linares na Fundacc
Dupla rouba dinheiro de açougue no Travessão


Ilhabela
Ilhabela faz ato de apoio ao prefeito
Ilhabela incentiva a prática de mergulho
Caça ao Tesouro submarina irá reunir mergulhadores em Ilhabela

São Sebastião
Prefeito fala sobre situação do Hospital de Clínicas durante reunião do Comus
Moradores de Maresias demonstram preocupação com o “congelamento” de áreas do bairro
Deputados apelam a Lula pelo fim dos tiros em Alcatrazes
Marinha recorre das autuações
Trio rouba motorista de entrega de ração no Canto do Mar
PM prende quatro após roubo no litoral

Ubatuba
Justiça garante uso de arma para Guarda Municipal de Ubatuba
Prova pedestre tem novo percurso
Prefeito Eduardo César recebe guardas municipais
Prefeito de Ubatuba inicia congelamento de ocupações irregulares no município
Mercado de Peixe sob nova administração
Cesta básica terá nova distribuição
Ubatuba se destaca na aprovação de projetos do Fehidro
Escola da Praia Dura foi desocupada para reforma
Grupo de apoio à mulher com câncer é criado em Ubatuba
SUS realiza mutirão de mamografia em Ubatuba
Tabatinga recebe melhorias
Secretaria de Saúde e Comus irão formar Conselhos Gestores
Osmar pede urgência para o conserto da Estrada do Sertão da Quina
Vereador em Ação
Motorista reduz carro para passar lombada e é assaltado por motoqueiros na Rio-Santos
Rodoviária Federal leiloa carros apreendidos durante fiscalização

Seções
Artigo
Carta do Leitor
Foto do Dia


Notícias da Região Topo

Estado prepara megaoperações para conter aumento da criminalidade no LN
Em encontro de prefeitos, delegado-geral anuncia aumento de efetivo e ações de equipes do Deic e Denarc

Litoral Norte - O governo do Estado decidiu aumentar o efetivo da Polícia Civil nas quatro cidades do Litoral Norte e adotar ações especiais para tentar reduzir a criminalidade na região, principalmente o número de homicídios e o tráfico de drogas.
As medidas foram anunciadas sexta-feira (07) pelo delegado-geral de Polícia Civil do Estado, Marco Antônio Desgualdo, durante reunião do Codivap (Consórcio que reúne as 39 prefeituras do Vale do Paraíba, Serra da Mantiqueira e Litoral Norte), realizada em Cachoeira Paulista.
O chefe do Deic (Delegacia Especializada de Investigação Sobre o Crime), Godofredo Bittencourt, também participou do encontro.
Desgualdo ministrou palestra aos prefeitos sobre segurança pública, destacando a queda da criminalidade no Vale do Paraíba e na maioria das cidades do Estado no 1º trimestre deste ano em comparação com o mesmo período do ano passado.
Na média das 39 cidades do Vale, o número de homicídios dolosos (em que há intenção de matar) caiu 18,16%. No entanto, nos quatro municípios do Litoral Norte, foram 34 homicídios dolosos este ano, contra 18 do mesmo período de 2004 --aumento de 88,88%.
Em Caraguatatuba, o número dobrou. Entre janeiro e março do ano passado, a cidade registrou 7 casos e, este ano, 14. São Sebastião teve 12 casos no período, contra 9 do 1º trimestre de 2004. Ubatuba e Ilhabela tiveram índices idênticos: de 1 homicídio para 4.
"Na área do Litoral Norte, já identificamos que um dos principais fatores que concorrem para os homicídios é a briga entre viciados em drogas, gangues e traficantes. Então, temos que atacar os entorpecentes de forma enérgica. Estamos fortalecendo a investigação através da Delegacia Seccional de São Sebastião", disse Desgualdo.
Segundo ele, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) já autorizou o aumento do efetivo da Polícia Civil nas quatro cidades do litoral.
"Vamos mandar mais policiais, reforçando as equipes com o pessoal que está saindo das academias de polícia. O governador já possibilitou a abertura de novos concursos para delegado de polícia. Também vamos fazer cada vez mais ações com o Deic e o Denarc (Departamento de Narcóticos)", afirmou o delegado-geral, que não informou o número de policiais que será deslocado para a região.
XERIFE - Desgualdo defendeu também a presença mais efetiva dos delegados nas ruas para inibir a criminalidade.
"O delegado tem que se mostrar presente em toda a região do Vale do Paraíba e Litoral Norte. É a volta, por que não, do xerife. Tem que colocar ordem, não pode continuar como está. Tem que combater todos os crimes e mandar um recado para o submundo do crime, de que fez, vai pagar."
O comando da Polícia Militar na região informou ontem que a corporação já iniciou uma ação preventiva e ostensiva no Litoral Norte, com o objetivo de reduzir os casos de homicídio (leia texto nesta página).
Prefeitos do Litoral elogiaram as iniciativas anunciadas por Desgualdo (leia texto nesta página).
MEMÓRIA - A situação mais crítica envolvendo homicídios e tráfico de drogas no litoral ocorre em São Sebastião. Nos últimos três anos, têm se intensificado as brigas entre traficantes nos morros Olaria, Itatinga e Topolândia.
O aumento das ocorrências obrigou o governador a antecipar a Operação Verão deste ano, normalmente realizada a partir de janeiro, para dezembro do ano passado. (Fonte: ValeParaibano)

PM reforça o combate às drogas

Litoral Norte - O comando da Polícia Militar na região informou ontem que a corporação já iniciou uma ação preventiva e ostensiva no Litoral Norte, com o objetivo de reduzir os casos de homicídio.
Além de intensificar operações e o serviço de rondas escolares, uma equipe da Rota (Rondas Ostensivas Tobias Aguiar) é deslocada em quase todos os finais de semana para a região.
Segundo o coronel Sérgio Teixeira Alves, comandante do CPI-1 (Comando de Policiamento do Interior), o aumento de casos foi detectado a partir de um mapeamento e os dados estão sendo analisados. Alves disse que uma das conclusões foi que a maioria dos casos tem sua origem relacionada às drogas --seja tráfico ou uso.
"O crime de homicídio é difícil de prevenir. Adotamos ações permanentes direcionadas ao foco do problema --as drogas", disse.
Segundo o coronel, a situação mais crítica, neste tipo de crime, está em São Sebastião. A cidade é a única que apresenta aumento de crimes desde 2003. As demais tiveram queda no ano passado e voltaram a registrar crescimento este ano.
EFETIVO - O comandante disse que o planejamento da ação no litoral não prevê aumento de efetivo, o que, segundo ele, não surte efeito.
"O problema também está relacionado às questões sociais. O litoral sofre com o crescimento desordenado e estas questões repercutem na segurança", disse.
Segundo Alves, na segunda quinzena deste mês será feita uma avaliação das ações já adotadas. "Vamos saber se estamos no caminho certo." (Fonte: ValeParaibano)

Entidades cobram mais policiais

Litoral Norte - Apesar de o comando da Polícia Militar alegar que aumento de efetivo não resolve o problema de violência no litoral, entidades da região afirmam que o número de policiais não acompanhou o crescimento populacional das cidades nos últimos anos.
O presidente do Conseg (Conselho Comunitário de Segurança) da região sul de São Sebastião, Celestino Jorge Monteiro, afirmou ontem que as operações especiais colaboram para a queda da criminalidade, mas que o mais importante seria o Estado aumentar o efetivo da Polícia Militar no Litoral Norte.
"A região teve a população triplicada, mas o efetivo da PM permaneceu o mesmo nos últimos dez anos", afirmou Monteiro.
Segundo ele, desde 1987, a região vem cobrando do Estado o aumento do efetivo da PM, sem sucesso.
O presidente da Associação Comercial de Caraguatatuba, Jorge Washington de Camargo, disse que o interesse da Polícia Civil em aumentar o combate ao tráfico é visto com "bons olhos" pelos moradores da cidade. "Acredito que vai reduzir a criminalidade na região", afirmou Camargo.
A delegada titular de Caraguatatuba, Elizabeth Maluf, afirmou que as operações especiais feitas pela Polícia Civil sempre deram bons resultados na região.
Segundo ela, após as operações, a criminalidade diminui muito nos meses seguintes. "Os traficantes e bandidos praticamente desaparecem da cidade", disse a delegada. (Fonte: ValeParaibano)

Prefeitos discutem iniciativa

Litoral Norte - Prefeitos do Litoral Norte elogiaram as iniciativas anunciadas ontem pelo delegado-geral de Polícia Civil, Marco Antônio Desgualdo, para tentar diminuir a criminalidade na região.
"Eu já tinha feito essas reivindicações ao doutor Desgualdo na última terça-feira em São Paulo e ele havia me garantido que aumentaria o efetivo e aparelharia melhor a polícia na região", disse o prefeito de São Sebastião, Juan Pons Garcia (PPS).
Ele informou que fez as mesmas reivindicações ao governo do Estado antes de assumir o mandato em janeiro.
"Em São Sebastião estamos convivendo com um crime diferenciado. Portanto, são necessárias ações mais intensas e diferenciadas para fazermos frente ao aumento da criminalidade."
O prefeito de Caraguatatuba, José Pereira de Aguilar (PSDB), elogiou o interesse da Polícia Civil em agilizar o combate ao tráfico na região.
Para ele, também seria importante ações do Estado no sentido de gerar emprego e renda na região. (Fonte: ValeParaibano)

Mountain bike: abertas as inscrições para o 4° Power Bike

Litoral Norte - As inscrições para a 4ª edição do Power Bike de Mountain Bike já estão abertas. O período para efetuá-las termina no próximo dia 30. A prova ocorre nos dias 4 e 5 de junho, em Passa Quatro, Minas Gerais. Segundo assessoria, a competição é limitada a apenas 500 ciclistas.
O Power Bike, que conta com o patrocínio da Reebok, vale pontos para o ranking da Confederação Brasileiro de Ciclismo.
O percurso será realizado em área montanhosa conhecida como Terras Altas da Mantiqueira – em altitude perto dos dois mil metros. Ainda de acordo com a assessoria de imprensa, os participantes serão distribuídos nas categorias ouro, prata e bronze.
Serviço - Para os ciclistas que ainda não fizeram a inscrição, os organizadores informam que a taxa para a categoria ouro elite é de R$ 70. A prata custa R$ 40 e a bronze R$ 30. De acordo com a assessoria, além disso, todos os inscritos devem entregar dois quilos de alimento não-perecível, no ato da retirada do kit.
Mais informações podem ser obtidas pela internet em www.sampabikers.com.br ou nas lojas credenciadas que, ao todo, são 22. Os endereços estão disponíveis no site. (Fonte: Imprensa Livre)

Carro da Câmara de Ilhabela atropela mulher

Litoral Norte - Um acidente envolvendo um carro oficial da Câmara de Ilhabela resultou sexta-feira na morte Maria Cascardi, de 45 anos, moradora do bairro do Algodão, em Caraguatatuba.
O acidente ocorreu por volta da 1h da madrugada de ontem no km 108 da rodovia Rio-Santos, trecho do Morro do Algodão. No carro da Câmara, um Santana, estava o vereador José Roberto de Campos (PMN).
O motorista do Santana, E.A.C, de 33 anos e o vereador prestaram socorro à vítima, mas ela não resistiu aos ferimentos. O motorista afirmou à polícia que Maria teria atravessado a pista correndo e que não houve condições de evitar o acidente.
O motorista e Campos não foram localizados ontem. Segundo a delegada Elizabeth Maluf, o motorista será indiciado por homicído culposo (sem intenção), que prevê pena de 2 a 4 anos de detenção e suspensão da carteira de habilitação.
No mesmo trecho da rodovia, outra pessoa morreu atropelada, anteontem à noite, uma hora antes do acidente com Maria Cascardi. Um Palio, dirigido por P.S.S., de 26 anos, de Caraguá, atropelou Reginaldo da Silva, 39 anos, morador do bairro das Palmeiras, km 107 da Rio-Santos. Ele morreu ao chegar à Santa Casa. (Fonte: ValeParaibano)

Notícias de Caraguatatuba Topo

O Guaruçá Caraguatatuba

Cachorro acompanha celebração de missas e procissões em Caraguá
Padre diz que seu animal de estimação é "religioso"; cão é bem recebido por fiéis

Caraguatatuba - O padre Dislau Nurczyk, de 51 anos, da Igreja Matriz de Santo Antonio, uma das mais tradicionais de Caraguatatuba, celebra suas missas e procissões sempre acompanhado de seu cachorro, chamado Mátiko.
Mátiko é um cachorro de médio porte, de cor preta, popularmente conhecido como "vira-lata". O padre ganhou o cachorro há dez anos quando atuava nas comunidades isoladas de Juiz de Fora (MG).
Segundo Ceci Avelar, que há 40 anos assiste missa na igreja matriz, é a primeira vez que vê um animal participar das celebrações. "Ele (Mátiko) não incomoda, passa a maior parte da celebração no altar, ao lado do padre", disse.
Maria José Perrenoud, que frequenta a igreja matriz há oito anos, afirmou que os fiéis não se incomodam com a presença do cachorro nas missas e procissões. Mátiko tem atraído muita gente às missas.
Segundo o padre, o nome dado ao cachorro, Mátiko, homenageia um homem da idade média que era valente e muito religioso. "Mátiko, o cachorro, não é muito valente, mas é muito religioso", afirma.
Dislau disse que o animal desde pequeno se acostumou a lhe acompanhar nas reuniões, celebrações e procissões. "O cachorro se comporta muito bem durante as missas e procissões. Ele nunca latiu ou atacou alguém nas missas", disse.
Segundo ele, no começo os fiéis estranhavam a presença de Mátiko nas celebrações, mas com o passar do tempo todos acabaram se acostumando.
Em Ubatuba, na paróquia do bairro do Ipiranguinha, os fiéis chegaram até a improvisar uma cadeira especial para Mátiko no altar, logo abaixo do acento ocupado por Dislau.
O padre afirmou que nunca houve qualquer restrição por parte das autoridades eclesiástica da região pela presença de Mátiko nas celebrações.
Segundo ele, quando chegou a Caraguá este ano, o bispo diocesano Dom Fernando Mason pediu-lhe que evitasse levar o cachorro às celebrações, temendo que os fiéis pudessem se incomodar com a presença do animal.
"Acostumado a participar das missas, Mátiko passou a latir muito enquanto eu fazia as celebrações. Não teve jeito, decidi soltá-lo e desde então o cachorro participa das missas", disse.
Mátiko também frequenta, sem quaisquer restrições, os retiros realizados na cidade de Taubaté, onde estão presentes os demais bispos da região.
Apaixonado por teatro, padre Dislau chegou a inclui Mátiko no elenco de uma das peças de sua autoria (lea textos abaixo).
O bispo diocesano Dom Fernando está em Roma e o padre Dislau Nurczyk responde interinamente pela Diocese de Caraguá. (Fonte: ValeParaibano)

Padre já escreveu 60 peças de teatro

Caraguatatuba - O padre Dislau Nurczyk é um apaixonado pelo teatro. Ele já escreveu cerca de 60 peças teatrais desde há época em que frequentava o seminário na cidade de Olsztyn, na Polônia. Ele disse que sua mãe Stanislawa, hoje com 84 anos, foi sua incentivadora no teatro. " Minha família toda era formada de artistas. Minha mãe canta até hoje", afirmou. Em junho, o padre vai encenar na igreja uma peça sobre Santo Antônio, padroeiro da cidade. "Pretendo mostrar o santo convivendo com as coisas boas e tristes", disse. (Fonte: ValeParaibano)

Religioso considera cão seu 'parente' no Brasil

Caraguatatuba - O cachorro Mátiko já "interpretou" um personagem em uma das peças escritas pelo padre Dislau Nurczyk, de Caraguá. Na peça "Ainda Bem!", escrita há cerca de seis anos, que fala sobre abandono e solidão, Mátiko passa cerca de uma hora no palco, "interpretando" uma cachorrinha. Segundo Dislau, a peça foi encenada 50 vezes em comunidades de Minas Gerais e agradou aos fiéis. "Em todas as apresentações Mátiko se comportou muito bem", afirmou. A ligação entre o padre e o cachorro é tão forte a ponto de Dislau considerar Mátiko como seu melhor amigo e seu único "parente" no Brasil. "Não me vejo no céu sem ele", afirmou Dislau. (Fonte: ValeParaibano)

Moradores e turistas terão opções de entretenimento durante o mês

Caraguatatuba - Diversas atrações culturais prometem animar os finais de semana durante esse mês. A Fundacc (Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba) está programando uma série de atividades para turistas e moradores, em alguns pontos da cidade.
A terceira edição do Caraguá Tuning Show (Encontro de Carros Personalizados, Antigos, Turbinados e Motos e o Campeonato de Tuning, Som Automotivo e Rebaixados), deve atrair cerca de sete mil pessoas na Praça de Eventos, no próximo dia 15.
A expectativa é do idealizador e organizador, Wagner Arruda, baseada na repercussão do ano passado. O evento tem o apoio da Secretaria Municipal de Turismo, Divisão de Trânsito, Defesa Civil e GACC-Grupo de Auxílio Civil de Caragua-tatuba.
O campeonato será realizado das 9 às 18h00, com a participação em torno de 350 carros para a exposição. O evento é aberto ao público e a entrada é gratuita.
O objetivo do evento é promover uma ação social. Desse modo haverá uma campanha de arrecadação de alimentos, destinados à Associação de Combate ao Câncer de Caraguatatuba.
Para participar do campeonato basta fazer a inscrição no dia e local do evento. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (12) 9721-8011, com Arruda, ou pelo site www.101.eventos.com.br.
No próximo dia 13, o teatro municipal recebe o elenco da peça “Trair e Coçar é só começar”, dirigidos por Attílio Riccó. A peça que está há vários anos em cartaz pretende divertir o público local.
O espetáculo já passou por São Sebastião. Em Caragua-tatuba, a apresentação acontecerá no Teatro Mário Covas, às 21h00.
No dia 14, o projeto Caraguá em Cena volta a ser apresentado, dessa vez com o espetáculo “No olho da rua”, com o Circo Navegador.
O espetáculo será exibido na EMEF Profª Aparecida Maria Pires de Menezes, bairro Olaria, às 19h00. O projeto realizado pela Fundação Cultural tem como objetivo oferecer espaços para apresentação de grupos teatrais tanto da cidade, como de fora, com o intuito de fazer a troca de experiências. A entrada é franca.
A videoteca Lúcio Braun continua com uma programação extensa de filmes, a preços populares. As sessões acontecem às 21h00 no Pólo Cultural Profª Adaly Coelho Passos, localizado na praça Dr. Cândido Motta e custam R$ 1.
Segundo a assessoria da Fundacc, como aconteceu no ano passado, será realizado o Concurso de quadrilha “Arraiá na Praia”. As inscrições estarão abertas a partir do dia 16 de maio. (Fonte: Imprensa Livre)

Caraguá resgata Escolas de Samba
Com a decisão do prefeito Aguilar, o Carnaval de Caraguá volta a ter desfile de escolas de samba em 2006.

Caraguatatuba - Caraguatatuba volta a colocar as Escolas de Samba na avenida no Carnaval 2006. Em reunião na última quarta-feira, 4, com representantes da Liga de Entidades Carnavalescas de Caraguatatuba, o secretário municipal de Turismo, Ricardo Ribeiro, decidiu incluir o Desfile de Escolas de Samba na festa de Carnaval do município.
Segundo o secretário, a decisão foi tomada junto com o prefeito Aguilar, que acha importante resgatar as Escolas de Samba do município. Participaram da reunião o diretor da Liga de Entidades Carnavalescas de Caraguá (Lencaf), Pedro Luiz Corrêa da Silva; e o vice-presidente, Pedro Tervino Rapacci; o presidente da Nova Peruche, Jadir Golveia Rodrigues; o presidente da Escola Unidos do Samba, Reinaldo Gol, e a tesoureira Elzuíla de Araújo.
Sobre a decisão do prefeito, os carnavalescos dizem estar maravilhados. "Procuramos a prefeitura durante oito anos e agora tivemos a resposta que queríamos. Fomos muito bem atendidos. Isso é maravilhoso para nós envolvidos e para a cidade que terá mais empregos.
Segundo o diretor da Liga de Entidades Carnavalescas de Caraguá (Lencaf), Pedro Luiz Correa da Silva, o carnaval movimenta em torno de 8 mil pessoas. "O Carnaval traz emprego para profissionais como costureiros, ferreiros, madeireiros, soldadores e muitos outros", disse.
Para o secretário de Turismo, o Desfile de Escolas é importante porque abre espaço para a maior participação popular, incluindo os amantes dos desfiles na festa do Carnaval e também por ser mais uma opção para turistas que vêem para a cidade.
Segundo Pedro Correia, Caraguá tem em torno de 5 escolas de samba, segundo duas ativadas: Nova Peruche e Império do Litoral. "Há outras que também deverão ser reativadas com a volta dos desfiles, como a Acadêmicos de Caraguá, a X 9, além de blocos carnavalescos como 'Tinga no corpo e samba no pé', 'Independente', 'Unidos do Samba'".
Há oito anos, Caraguá não tem desfile de escolas. No ano de 2000, escolas e blocos de samba de Caraguá desfilaram juntos na avenida da praia, mas em caráter de integração e não de competição. Este foi o último ano que as escolas desfilaram em Caraguá. (Fonte: PMC)

Caraguá Rodeio Fest
A festa country deverá atrair em torno de 25 mil pessoas com rodeio profissional, shows de música e dança country, Montaria em Touros e Cavalos, Prova do Tambor, Balisa, Laço em Dupla e outros.

Caraguatatuba - Caraguá entra em clima de 'América' no feriado de Corpus Christi, no próximo fim de semana, de 26 a 29, com o Caraguá Rodeio Fest, promovido pela Big Star Rodeios em parceria com a Secretaria Municipal de Turismo.
Além da presença de peões convidados e rodeio profissional completo, a festa terá como atrativos Montaria em Touros e Cavalos, Prova do Tambor, Balisa, Laço em Dupla e outros.
O evento será equipado com praça de alimentação e baile country animado por duplas de música country e bandas regionais. Como convidados especiais o Caraguá Rodeio Fest trará a Comitiva Country de dança, além de dois locutores famosos da Fapija e do Rodeio de Presidente Prudente, Renato Garcia e Frederico Vilela.
Os ingressos custam R$ 3,00 na sexta e no domingo, e R$ 5,00, no sábado. Na quinta-feira, o evento tem cunho social e por isso será cobrado apenas 1 kg de alimento para doação ao Fundo Social.
A expectativa dos organizadores é de que o evento atraia em torno de 25 mil pessoas. Para a secretaria de Turismo, o evento é mais atrativo turístico para o feriado prolongado - o último do semestre, e deverá chamar a atenção em função do momento, em que a novela global das 8h coloca em evidência o tema do country.
O Caraguá Rodeio Fest acontece ao lado do Terminal Rodoviário, a partir das 19 horas.
Mais informações na Secretaria de Turismo ou pelo telefone 3882-6190. (Fonte: PMC)

Fome, Fé, Trabalho e Liberdade são temas do espetáculo “No Olho da Rua”

Caraguatatuba - Dando continuidade à pesquisa dos palhaços do circo tradicional e do teatro de rua, o Circo Navegador reuniu no espetáculo “No Olho da Rua” um novo repertório de velhas “reprises”, que são cenas de palhaço transmitidas verbalmente há séculos. Dessas cenas aproveitamos apenas a estrutura cômica, o que elas têm de melhor, e recriamos a dramaturgia e os diálogos dentro do contexto social e político contemporâneo.
Com a proposta de abrir espaço para a reflexão da condição humana e colocar em evidência temas como a fome, a fé, o trabalho e a liberdade, a dramaturgia propõe um paradoxo entre o estômago e o direito do homem traçar o seu próprio destino.
Afinados como um relógio, os palhaços “Dum Dum” e “Jereba”, conduzem o público nas memórias dos melhores momentos do circo e envolvem a todos com as trapalhadas clássicas e a ingenuidade dos personagens.
Sinopse - Dois andarilhos fazem às vezes da tradicional “charanga” (banda de circo) lembrando uma parada circense. Chegam à cidade anunciando mais uma chance de sonhar e ser feliz. Este pano de fundo dá suporte para os dois “vagabundos” famintos apresentarem diversos qüiproquós na incansável busca por comida.
Nesse contexto fazem diversas reflexões sobre a fome, a fé, o trabalho e a liberdade. Os personagens dessa trama têm a liberdade como principal objetivo, mas descobrem uma terrível conseqüência de determinarem seu próprio destino:
“Liberdade é bom, mas dá uma fome...”
Nem por isso se submetem a disciplina e com pequenos golpes vão trapaceando um ao outro e descobrem que: “no passa-passa da trapaça, quem ri por último, é tolo, pois perdeu a chance de rir o tempo todo”.
Nesse contexto da luta pela sobrevivência, os andarilhos concluem:
“A gente se diverte, mas pelo menos a gente passa fome!!”.
Serviço:
Espetáculo: “No Olho da Rua”
Grupo: Circo Navegador
data: 14/05
Horário: 19 h
Local: EMEF da Olaria – Av. marginal Ipiranga, 17
Tempo de duração: 50 minutos
Contato com o grupo: (11) 6215-4936 (12) 3893-1049
ingresso: Grátis
fonte: http://www.circonavegador.com.br/

Copa Tiradentes chega ao fim com confraternização
A Copa Tiradentes chega ao fim premiando com troféus e medalhas os policiais atletas do Litoral Norte e com almoço de confraternização. A promessa é que nos próximos anos a copa se transforma em uma olimpíada

Caraguatatuba - A 6ª Copa Tiradentes de Futsal, promovida pela Secretaria de Esportes e Recreação de Caraguatatuba, teve a final na quinta-feira, dia 05, com a disputa de mais três modalidades esportivas e almoço de confraternização para os policiais militares do Litoral Norte. Além da final do Futsal, os policiais atletas competiram nas modalidades de Natação, Atletismo e Truco. As competições aconteceram no CEMUG (Centro Esportivo Municipal Ubaldo Gonçalves) e no Campo do Indaiá.
As competições tiveram início às 11h com a disputa do 3º lugar na modalidade futsal, entre as equipes do Batalhão de São Sebastião e a 1ª Cia também de São Sebastião. A disputa foi acirrada e as equipes empataram de 5 a 5. Na prorrogação nenhuma equipe fez gol e a decisão foi para os pênaltis, a equipe da 1ª cia venceu a equipe do Batalhão de 2 a 1. Disputaram o 1º lugar, as equipes da Ambiental de São Sebastião e Ambiental de Ubatuba. A competição também foi acirrada e os policiais atletas da Ambiental de São Sebastião não deram chance aos adversários e venceram de goleada, 6 a zero. Foram premiados com troféus e medalhas os três primeiros colocados. O Sargento Del Carlos recebeu o troféu de goleiro menos vazado da competição. O troféu de artilheiro ficou para os representantes da Ambiental de São Sebastião, Pimenta, Jacinto e Paulo, com 6 gols cada um.
Após o futsal, os policiais atletas seguiram para a piscina, onde houve a competição de natação, na categoria nado livre 6/25. Competiram as equipes do Batalhão de São Sebastião, a 2ª Cia de Caraguatatuba, a Ambiental de Ubatuba, a Ambiental de São Sebastião e Bombeiros. A disputa foi acirrada, mas a 2ª Cia de Caraguá não deu chance aos adversários e venceu a competição, em 2º lugar ficou a equipe dos Bombeiros e em 3º, a Ambiental de São Sebastião. Os três primeiros colocados foram premiados com medalhas.
Em seguida aconteceu a prova de atletismo, foram 800 metros de corrida. Venceu a competição o atleta Edilsom, representante do Corpo de Bombeiros, em segundo e terceiro lugar ficaram Eduardo e Willis, representantes do Batalhão de São Sebastião. Os três primeiros colocados também foram premiados com medalhas.
No período da tarde, os policiais atletas seguiram para o Campo do Indaiá, onde foi servido um almoço de confraternização para os participantes e seus familiares. Após o almoço, aconteceu a competição de truco com a participação de 10 duplas. Foi campeã a dupla Vagner e Marcel, representante da Ambiental de Ubatuba. O segundo lugar ficou com a dupla Lazari e Guilherme, representante da 2ª cia de Caraguá e o 3ª ficou com a dupla Jacaré e Alemão, representante da Ambiental de Ubatuba, os vencedores também foram premiados com medalhas.
“Este é o primeiro ano que a Copa Futsal tem outras modalidades esportivas para os policiais que não jogam bola, afirmou Nivaldo Alves, Secretário de Esportes e Recreação de Caraguá.
O secretário agradeceu a participação de todos os competidores e presentes e falou da sua vontade em transformar a competição em uma olimpíada.
“No ano passado falei da minha vontade em aumentar as competições esportivas da Copa Tiradentes, este ano conseguimos incluir mais três modalidades, isso fez com que mais policiais participassem, já que nem todos jogam futsal, nos próximos anos gostaria de transformar a Copa Tiradentes de Futsal em uma Olimpíada, com modalidades como Vôlei e Basquete fazendo com que tenha uma maior integração entre os policiais”, finalizou o secretário.
A Copa Tiradentes teve início no dia 22 de março, com a participação de 9 equipes representado o 5º pelotão de Ilhabela, o Corpo de Bombeiros de Caraguá, a Ambiental de Caraguá, Ambiental de São Sebastião, Ambiental de Ubatuba, 1ª Cia de São Sebastião, 2ª Cia de Caraguá, 3ª Cia de Ubatuba e o Batalhão (Estado Maior). (Fonte: PMC)

Fundacc realiza Concurso de Contos abrindo as festividades de Santo Antonio

Caraguatatuba - Dando início às comemorações das festividades do Mês de Santo Antonio de Caraguatatuba, realizado pela A.H.P. – Associação de Hotéis Pousadas e Similares, a Prefeitura Municipal e a Fundacc, a Comissão Municipal Setorial de Literatura da Fundacc realiza o Concurso de Contos, com o objetivo incentivar a produção literária das manifestações populares ligadas a Santo Antonio, abrindo espaço para novos talentos valorizando e divulgando seu trabalho. As inscrições dos contos devem ser feitas até dia 23 de maio de 2005 na Fundacc.
Cada concorrente poderá participar com apenas um texto original, rigorosamente inédito, nunca antes publicado, nem na imprensa, nem na forma de livro, e obrigatoriamente na forma de prosa, não em versos. O texto deve ser escrito em português e ter no máximo três mil caracteres (cerca de 50 linhas).
Poderão participar deste Concurso Cultural, brasileiros natos ou estrangeiros naturalizados, com idade igual ou superior a 18 anos.
O conto deverá ser enviado pelo correio para: Concurso de Contos Fundacc - Rua Santa Cruz, 396, Centro - Caraguatatuba - SP CEP: 11.660-150.
Conhecido como “santo de todo mundo”, é um dos mais populares. São-lhe atribuídos muitos milagres, a maioria relacionados com os problemas cotidianos, como: achar objetos perdidos, resolver questões de dinheiro ou trabalho, curar doenças e arrumar casamentos.
O conto deverá ter título e digitado em três vias, sob pseudônimo, em envelope lacrado. O interior desse envelope deve conter, além das cópias do conto, um envelope menor também lacrado, com a ficha de inscrição e deve trazer, do lado de fora, somente o pseudônimo do autor;
A ficha de inscrição deverá conter: nome do autor; endereço completo, incluindo CEP e telefones; número de RG e CPF; bem como um mini-currículo.
Não haverá prêmios em dinheiro. O conto vencedor será publicado na íntegra, em encarte especial do jornal “Expressão Caiçara”, na semana seguinte à divulgação do resultado.
O presente regulamento estará disponível, durante todo o tempo de duração do concurso, pela internet, no portal www.fundacc.com.br (Fonte: Fundacc)

Inscrições abertas para o Curso de Máscaras com Alejo Linares na Fundacc

Caraguatatuba - A Fundacc promove de 9 de maio a 13 de junho o curso de máscaras com Alejo Linares. As aulas acontecem as segundas e quartas-feiras, das 17 às 19 horas no Auditório da Fundacc. O curso tem a duração de 24 horas e custa R$ 10,00.
Dividido em duas etapas, compreende a máscara neutra e a máscara larvária – “a primeira tem a função didática com a intenção de deixar o ator como uma folha em branco, construindo o personagem após atingir a neutralidade; já a segunda, a larvária, tem o objetivo de trabalhar elementos da natureza o instinto do homem” - comenta Linares.
Dentro das propostas na área de artes cênicas para 2004, a Fundacc – Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba está com inscrições abertas para a oficina de mímica e máscaras com o ator Alejo Linares.
Sua formação teve início em 1976, Escuela de Teatro de Buenos Aires, e a partir de 1979, realizou muitos trabalhos como ator e diretor, assim como participou de criação da Escola de Teatro Comunitário e um canal de televisão comunitária em Villa Huidobro na província de Córdoba, na República Argentina, e na província de La Pampa.
Já desenvolveu projetos em Minas Gerais ao lado de seu irmão, Fernando Linares, do Teatro Galpão, na década de 80.
De volta ao Brasil em 1997, passou por Santa Catarina e em 2004 integrou o time de atores e diretores responsáveis pelo teatro em Caraguá. Atualmente trabalha com a Cia Popatapataio e realiza ensaios abertos na Praça do Caiçara, no Pólo Cultural Profª Adaly Coelho Passos, aos sábados e domingos, das 9h às 12h. Vale a pena assistir!
Mais informações sobre o curso na Fundacc – Rua Santa Cruz, 396,. No centro de Caraguá ou pelos telefones 3883-7555 /3737/3727. (Fonte: Fundacc)

Dupla rouba dinheiro de açougue no Travessão

Caraguatatuba - Dois assaltantes roubaram no início da noite de quinta-feira, o açougueiro W.A.G.L., de 24 anos, que trabalhava no bairro Travessão.
Cerca de 18 horas, o estabelecimento foi invadido por dois desconhecidos, sendo um baixo e magro e o outro negro e alto. Ambos estavam armados.
Anunciando o roubo, a dupla se aproximou do caixa pegando cerca de R$ 200 e fugindo em seguida. A Polícia Militar foi chamada, fazendo patrulhamento pelo bairro, porém sem encontrar os suspeitos. (Fonte: PMC)

Programa Ação Litoral

Notícias de Ilhabela Topo

Vulcano Portal da Palmeira

Ilhabela faz ato de apoio ao prefeito

Ilhabela - Cerca de 300 pessoas participaram de uma carreata em solidariedade ao prefeito de Ilhabela, Manoel Marcos de Jesus Ferreira (PTB), que teve o mandato cassado na última quinta-feira pela Justiça Eleitoral por suposto uso da máquina administrativa e abuso do poder econômico durante a campanha em 2004.
O prefeito foi acusado de usar funcionários e equipamentos públicos em um comício realizado em setembro de 2004, no bairro do Potinho. Ferreira ingressou com um pedido de efeito suspensivo para manter-se no cargo.
A manifesto de apoio ao prefeito teve início às 12h e terminou por volta de 14h30. Os veículos percorreram os bairros do Barra Velha, Água Branca, Cocaína, Puiva, Portinho e Feiticeira. A carreata envolveu 130 veículos de passeio, 3 caminhões, 30 motos e 1 carro de som.
A manifestação contou com a escolta de uma viatura e dois policiais. (Fonte: ValeParaibano)

Ilhabela incentiva a prática de mergulho

Ilhabela - Ilhabela quer transformar o mergulho de observação em um atração turística permanente na ilha. No próximo sábado, o município promove a 1º Caça ao Tesouro Thomas Cavendish. "A ideía é transformar a ilha num dos locais mais frequentados para a prática do mergulho de observação, aproveitando as dezenas de navios naufrágados em nossa costa", afirmou o presidente da Associação Comercial, Marcelo Freitas Carlos. Segundo ele, a iniciativa é da associação comercial com apoio da prefeitura e restaurantes da ilha. A inscrição para a Caça ao Tesouro custa R$ 50 e pode ser feita pelo telefone (12) 3894-9459 até sexta-feira. (Fonte: ValeParaibano)

Caça ao Tesouro submarina irá reunir mergulhadores em Ilhabela

Ilhabela - Estão abertas as inscrições para a 1ª Caça ao Tesouro Thomas Cavendish, que será realizado no próximo sábado, dia 14, com parceria da Associação Comercial e Industrial de Ilhabela, Prefeitura Municipal de Ilhabela e comércio local.
A idéia, segundo os organizadores, é transformar a data, em uma referência no mergulho, com participação de grandes nomes do esporte nacional e internacional.
A caça ao tesouro consiste em pequenas barras de chumbo pintadas de amarelo, escondidas para que as equipes coletem e troquem por prêmios e produtos nos restaurantes conveniados.
O evento terá início na sexta-feira, com recepção nos restaurantes conveniados. Estes estabelecimentos terão a bandeira de mergulho para a identificação dos participantes.
A busca pelas relíquias será no sábado, a partir das 10h00, com a preparação do equipamento e organização das equipes. O final do evento está previsto para as 12h00. (Fonte: Imprensa Livre)

Notícias de São Sebastião Topo

São Sebastião Superchic

Prefeito fala sobre situação do Hospital de Clínicas durante reunião do Comus

São Sebastião - Mais de cem pessoas estiveram reunidas na tarde de ontem (05.05) no auditório do Sindpetro, durante uma reunião ordinária do Comus (Conselho Municipal de Saúde) que teve como um dos principais assuntos abordados a situação do Hospital de Clínicas e a dívida trabalhista originada do convênio com os PSF´s (Programa de saúde da Família).
Para a presidente do Comus, Silvia Galhardo Baszynski, a reunião teve como objetivo além de reunir conselheiros e representantes da sociedade civil, trazer as partes envolvidas para prestar esclarecimentos sobre o assunto. “Nós estamos enfrentando um momento difícil na cidade que é o problema do convênio da Santa Casa junto ao PSF. Nos parece que algumas dívidas estão ocorrendo dentro deste convênio, então hoje nós convidamos o Ministério do Trabalho, o provedor da Santa Casa e a Prefeitura para virem esclarecer estas dúvidas”, conta a presidente do Comus que justifica a medida como uma das obrigações do conselho. “Nossa função é fiscalizar, acompanhar e propor uma política de saúde para o município”, concluiu.
Na ocasião, foi feita a leitura de um abaixo assinado com cerca de 22 páginas, feito pelos funcionários dos PSF´s, e entregue para a provedoria da Santa Casa com cópia para o Comus, onde os funcionários afirmam não concordar com o desvio de recursos de verbas trabalhistas para outros fins e pedem as medidas judiciais cabíveis aos responsáveis. (Confira o texto do abaixo assinado no final da matéria)
O provedor da Irmandade da Santa Casa Coração de Jesus que é também responsável pelo convênio PSF, Décio Moreira Galvão, reconheceu que o dinheiro que seria destinado ao pagamento dos encargos trabalhistas foi desviado para outros fins. “O valor está aplicado dentro da instituição seja em folha de pagamento, em encargos sociais (aqueles que foram pagos), em manutenção, em equipamentos e reformas. Ao longo dos últimos quatro anos, houve a necessidade de se utilizar a verba para outros fins para que o Hospital não tivesse que fechar as portas”, disse.
Com relação ao FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço), dos funcionários do Hospital, o provedor informou que desde de novembro de 1994 até a presente data, que o Hospital não paga o FGTS daqueles que estão na ativa. “Esta dívida nossa com o FGTS é da ordem de 2.685.000,00”, falou o provedor.
“Os seus recursos do PSF, como já foi dito, que deveriam estar disponibilizados em conta corrente para fins específicos realmente não estão. E não estão pois, ao longo destes quatro anos, houve essa necessidade para não fechar o Hospital. O município alegava dificuldades para repasse, tanto é verdade que o prefeito antecessor só conseguiu repassar janeiro, fevereiro, março e abril o valor de R$ 200 mil. De maio a dezembro ele repassou 150 mil sendo que, no mês de dezembro, ele repassou a duras penas, 100 mil no começo do mês e 50 mil no dia 31 de dezembro às 16h30, quando a prefeitura já estava fechando as portas. Sabendo que a administração estava vivendo um período difícil na sua fase financeira, esta foi a forma econômica que foi encontrada para dar solução”, desabafou Décio Galvão durante a reunião.
“Nós sempre que compramos alguma coisa, compramos respaldados pelo corpo clínico do Hospital. E enquanto provedoria, já colocamos que a casa está aberta a qualquer tipo de auditoria”, justificou o provedor.
A Prefeitura na ocasião, também procurou esclarecer informações sobre como estão sendo feitos os repasses da Prefeitura para o Hospital de Clínicas. Segundo o funcionário da Saúde André Fontes, cada um dos convênios tem uma finalidade própria para ser investido. “Existem três formas de repasse ao Hospital de Clínicas. O convênio SUS e a Subvenção Social, servem diretamente para custear as despesas do Hospital e o último é o convênio PSF/PACS que é destinado para a operacionalização do Programa de Saúde da Família”, explicou Fontes.
A Subvenção Social que é mantida atualmente pela lei municipal de nº 1675/2004, deve ser utilizada para a manutenção e substituição de equipamentos, do prédio e suas instalações, além de modernização e atualização do serviço. De acordo com a apresentação feita por Fontes, de julho de 2000 a dezembro de 2003 o valor da Subvenção Social repassado foi de R$ 100.600,00 mensais, pela lei municipal nº 1433/2000, que acabou sendo revogada então, pela lei municipal vigente, nº 1675/2004, onde o valor passou a ser de R$ 300.600,00 em janeiro de 2004 e, de fevereiro de 2004 em diante, de até R$ 200.600,00 mensais. Segundo ele, esta última teve uma aplicação mais abrangente para facilitar a administração do recurso pelo Hospital de Clínicas, tirando as amarrações que obrigavam a destinação dos recursos em determinadas especialidades.
Para o provedor essa mudança na lei que estipulava os valores do repasse da subvenção social ao Hospital agravou ainda mais a situação. “Foi colocado na lei que a municipalidade fica autorizada a passar até 200 mil. Então não posso discutir isso com o prefeito”, afirma.
O prefeito discorda e argumenta com a seguinte explicação. “A subvenção social não foi uma criação desse governo, ela já vem ocorrendo a algum tempo nestes moldes que aí estão. E ainda assim, a Prefeitura não deixou de fazer sua parte, há uma Lei municipal e estamos respeitando essa Lei. Por uma questão de princípios nós estabelecemos um valor a ser repassado ao Hospital até que a gente possa ter confiança de como o dinheiro está sendo aplicado lá dentro. Vamos dar o que precisar, mas desde que se preste contas da forma correta. Se eu passo 100 mil para o Hospital eu quero saber toda viabilidade financeira do mesmo. Por isso, com poucos dias de governo, no início de fevereiro, tomamos a iniciativa de querer saber como estava a situação financeira do Hospital, para podermos discutir em bases sólidas, em cima de números. Podem dizer que números são frios, mas serei penalizado se não analisá-los e controlá-los. Não se gasta mais do que se ganha, isso é ponto pacífico em administração pública”, disse.
Segundo a Secretaria da Saúde foram detectadas falhas na prestação de contas que feita pelo Hospital, onde era apresentando somente o valor subvencionado, e ainda fora do prazo previsto em Lei, não sendo então possível ao Comus e a administração pública conhecer a real situação financeira da entidade integralmente. A secretaria da Saúde também cobrou a importância de um plano de trabalho consistente, contendo, estimativa mensal de custos; estimativa de recursos físicos e financeiros (plano de aplicação); despesas prioritárias (obras, medicamentos, etc); cronograma para quitação de débitos de curto e médio prazo, entre outros.
Uma visita de técnicos da Secretaria da Saúde ao Hospital de Clínicas foi realizada no dia oito de abril com o objetivo de tomar ciência dos problemas que estavam ocorrendo. No início de fevereiro a Prefeitura também solicitou a instituição, por meio da Secretaria da Saúde, uma série de documentos para análise, onde parte deles (balanços patrimoniais, contas a pagar e planilha com custos mensais, entre outros) só foram apresentados no dia 28 de abril.
A prestação de contas deste convênio PSF/PACS também não está sendo apresentada dentro do prazo pactuado no convênio, além da apresentação estar em desacordo com o solicitado pela Prefeitura. De acordo com a Secretaria da Saúde as prestações estão sendo entregues desacompanhadas de ofício de encaminhamento, extratos da conta corrente e de aplicação financeira; além de estar sendo constatada a presença de despesas pagas e não previstas na composição do valor repassado. O setor também afirma que não foi feita uma formalização por parte do provedor, de que parte dos recursos repassados para o PSF foi utilizada para cobrir outras despesas do Hospital.
Diante disto, a Secretaria da Saúde comunicou os fatos ao Prefeito, ao Comus e ao Ministério do Trabalho por meio de ofícios. No dia 16 de fevereiro, foi solicitado apresentação de alguns documentos referentes ao convênio PSF/PACS, como cópia da escrituração contábil ou livro caixa, extratos bancários e de aplicação financeira referentes ao período de 31 de agosto de 2001 a 31 de janeiro de 2005, comprovantes de recolhimento de FGTS, INSS, PIS e Contribuição Social de janeiro de 2004 a janeiro de 2005. Segundo a Secretaria da Saúde, apenas uma parte desses documentos foi apresentada no dia 28 de abril e a outra somente na última terça-feira (03/05). “Quando percebi o que estava acontecendo não hesitei em denunciar e tornar público o problema. O pretexto de salvar vidas não é justificativa para não pagar os direitos dos trabalhadores. Pois cabe a nós, enquanto poder público, buscar mecanismos para salvar essas vidas e não as custas do suor do trabalhador”, disse o secretário da Saúde.
Após analisar parte da documentação entregue, a Secretaria da Saúde constatou que dentre os problemas que a instituição apresenta atualmente estão as reclamações de profissionais por falta de pagamento; pendências com o Laboratório Itapema; dívidas apontadas no relatório da ordem de R$ 3.502.967,67 (até 31/03/05) e pendências com a Receita Federal, Ministério do Trabalho e Poder Judiciário. Já a situação com o INSS e FGTS não foi possível constatar pois não há certidão de regularidade emitida no site do INSS e da Caixa Econômica Federal.
Segundo explicou o secretário de Saúde, Guilherme Duarte de Carvalho, existe uma preocupação com as irregularidades e desvios de recursos dentro do convênio PSF/PACS, pois o município também pode ser penalizado. “O município utiliza para fazer estes repasses recursos que vem do Ministério da Saúde e da Secretaria de Estado, portanto, ele deve prestar contas desses recursos, estando sujeito a fiscalização do Conselho Municipal de Saúde, do Tribunal de Contas e eventuais auditorias que possam ocorrer”, conta.
Este convênio PSF/PACS foi firmado em 31 de agosto de 2001 para a formação de 20 equipes de PSF médico, 21 equipes de PACS (Programas de Agentes Comunitário de Saúde) e 10 equipes de PSF Odontológico. Os valores repassados para este convênio devem atender os vencimentos mensais dos profissionais; encargos sociais como FGTS, INSS, Contribuição Social e PIS; provisionamento mensal de encargos trabalhistas como férias, adicional de férias, 13º Salário, entre outros. O que não estava sendo feito na prática pelo Hospital de Clínicas.
“O prejuízo que os funcionários estão tendo pode ainda ser refletido na qualidade do atendimento prestado a população nos PSF´s”, destaca o secretário da Saúde.

Rumos - “Hoje não esperamos encontrar uma saída para o Hospital mas sim abrir um debate para esclarecer dúvidas por parte dos conselheiros e comunidade. Queremos saber o que realmente está acontecendo”, disse a presidente do Comus antes de iniciar o encontro.
Para o provedor uma das alternativas para tirar o Hospital da crise seria a ampliação dos recursos destinados a ele. “Hoje fizemos uma planilha, é difícil falar em números em platéia, os números são frios, nos assustam, eu particularmente não gosto. Mas, o Hospital de São Sebastião precisa para sobreviver o dia-a-dia, pagando os encargos sociais do mês enfim, sobrevivendo dignamente, de um repasse em torno de 300 mil. Sob pena de, em não havendo dinheiro, o hospital ter que restringir o atendimento. Temos fornecedores cobrando, contas pendentes, temos esta questão do PSF, que é uma questão séria, mas que é uma questão de decisão política. Ou se decide resolver de forma harmoniosa, de forma que a administração municipal e o poder legislativo se integrem para fazer um planejamento da recuperação financeira do hospital, ou vamos todos sucumbir”, conta.
Diante desta sugestão do provedor onde o ideal seria o aumento do repasse para R$ 300 mil o prefeito declarou o seguinte. “Encontramos muitas coisas com as quais não concordamos e não compactuamos. Então, nós estamos numa tentativa de acerto de tudo aquilo que consideramos pendente no que diz respeito ao uso do dinheiro público. O que eu quero é que a relação com o Hospital garanta a certeza de que a instituição seja saudável financeiramente para que ela não tenha sobressaltos e comprometa o atendimento da população. Eu não admito que alguém coloque em dúvida a permanência do funcionamento do Hospital. O tempo vai mostrar que o nosso compromisso é muito sério. Isso está completamente fora da discussão”, disse.
O prefeito também visualizou duas situações distintas para o Hospital. “Se a entidade está super destruída financeiramente e o seu modelo administrativo não é suficiente para mantê-la de pé, porque financiar um modelo que logo afundará, se podemos propor um modelo mais avançado, algo mais palpável. Por isso, afirmo que só vai ser repassada a subvenção social do Hospital se ele prestar contas de toda sua saúde financeira, caso contrário não repasso, pois estarei cometendo crime”, alertou o prefeito.
“Então tem algumas verdades que precisam ser ditas até para que a gente encontre uma solução. Eu não vislumbro saída da condição precária financeira do Hospital nos moldes que estão sendo prestados atualmente, a que se surgir um modelo mais avançado e evoluído. Eu não vou manter essa farsa em colocar dinheiro em estruturas que não param em pé. E para que isso aconteça vamos discutir um novo modelo. Essa medida é para que não reste dúvida sobre o compromisso que temos em honrar o dinheiro público”, concluiu o chefe do executivo.

Convênio PSF/PACS - Enquanto conselheira, a presidente do Comus também acredita que, apesar de não ser técnica da área, que a melhor solução seria o convênio do PSF/PACS se desligar da Irmandade Santa Casa. “A prefeitura teria uma melhor condição de lidar com estes ACS (Agentes comunitários de Saúde)”, disse.
Segundo afirmou o representante do Ministério do Trabalho, Dr Cláudio Tarifa, “infelizmente o modelo atual desse convênio do PSF/PACS, sob os olhos do Ministério do Trabalho e da Procuradoria Geral do Trabalho é legalmente inviável”.
Tarifa alertou que o convênio não é legítimo e deve ser denunciado. “Neste caso é denunciada a Irmandade Santa Casa e a municipalidade, por que ela é a interessada. Trata-se de uma terceirização do trabalho. E a única maneira de você ter um contrato de parceria, é por meio de uma entidade que seja reconhecida como uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP). Esta é a única maneira legalmente permitida”, enfatizou o representante do Ministério do Trabalho.
Ao contrário do que se pensa e do que se fala estamos conversando com algumas entidades renomadas que tem experiência na administração de PSF´s, nós já esperávamos que isso pudesse vir a acontecer. Não somos irresponsáveis, temos consciência que o Hospital tem que ser preservado ao máximo, destacou o secretário da Saúde.
“Eu não vejo probabilidade legal de o PSF ser gerido pela Irmandade. Temos que achar uma forma menos dolorosa de rescisão. Isso será relatado e denunciado na forma da lei”, avisou Tarifa.
“PSF é verba carimbada não há discussão. A Prefeitura durante a minha gestão está honrando, assim como Ministério da Saúde o repasse do dinheiro, conforme previsto em convênio, para pagamento dos funcionários com todos os seus direitos trabalhistas. Se o dinheiro não está sendo usado para o PSF, há um desvio de finalidade do dinheiro e há que se prestar contas. Se não há dinheiro para outras coisas, faça-se algo para que se supra a outra deficiência. O poder público está completamente proibido por disposição legal, de passar qualquer recurso para instituição que não cumpra as obrigações trabalhistas dos seus servidores”, disse o prefeito.
Ele finalizou elogiando a atitude do Comus . “Admiro a atitude do Conselho Municipal de Saúde. Pois o que estamos vendo hoje aqui, é uma discussão saudável, técnica e ampla. Não se trata de reuniões com meia dúzia de pessoas, para veicular notícias que interessam a esse ou aquele segmento”, concluiu.

Confira o texto do abixo assinado dos funcionários do PSF, encaminhado a provedoria e ao Comus: “Nós funcionários do PSF, abaixo assinados, vimos por meio deste documentar e oferecer nossa manifestação acerca das informações que foram veiculadas nos meios de comunicação local que diretamente dizem respeito as nossas regras trabalhistas. Diante do fato de que a Irmandade Santa Casa Coração de Jesus, efetua os devidos descontos de FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) diretamente de nossa folha de pagamento e não destina tais recolhimentos ao seu depósito em instituição bancária apropriando-se indevidamente destes valores, declaramos que não concordamos com o desvio desse dinheiro conforme já afirmado pela própria provedoria da Irmandade Santa Casa, nossa empregadora, visto que são verbas trabalhistas que pertencem única e exclusivamente a nós funcionários, sendo que nenhum de nós autorizou tal procedimento. Solicitamos portanto, a devolução dessa importância no prazo máximo de cinco dias úteis, por meio de devido depósito em conta individualizada como medida de justiça, cumprindo com o disposto em legislação trabalhista o não atendimento a nossa reivindicação acarretará em medidas judiciais cabíveis no intuito de regularizarmos a questão". (Fonte: PMSS)

Moradores de Maresias demonstram preocupação com o “congelamento” de áreas do bairro
Cláudio de Jesus Ferreira, proprietário de uma residência localizada na rua Benedito Brás Moreira, diz estar preocupado com o projeto da prefeitura

São Sebastião - Os moradores de Maresias que possuem suas residências localizadas no sertão do bairro estão preocupados com o plano de “congelamento de áreas”, que está sendo desenvolvido pela Prefeitura Municipal de São Sebastião.
Segundo a procuradora ambiental, Sueli Stropp, “em Maresias estão congeladas praticamente todas as áreas localizadas a partir da rua do Forno em direção ao ‘sertão’ do bairro. Nós entendemos que a prefeitura precisa realizar este trabalho para controlar o loteamento das áreas do bairro, mas, ao mesmo tempo, isso preocupa a gente, porque parece que você perde o controle sobre a sua própria casa”, disse Cláudio de Jesus Ferreira, proprietário da residência localizada na rua Benedito Brás Moreira, 11, via que está situada dentro da área “congelada” pela prefeitura.
Na última quarta-feira, a procuradora Sueli esteve reunida com os moradores do bairro para explicar os procedimentos que estão sendo adotados pelo plano da prefeitura. Aproximadamente 150 pessoas compareceram ao encontro, que foi mediado pelo presidente da Sociedade Amigos de Maresias (Somar), Aldo Amadei.
“Sempre fica um clima difícil quando você diz que as pessoas não vão poder construir ou mudar as suas casas por algum tempo, mas em geral os moradores entenderam que esta medida é importante para o bairro e, apesar da preocupação, demonstraram interesse em colaborar”, explicou Aldo.
O plano da prefeitura não visa apenas “congelar” as áreas, ou seja, impedir que novas construções sejam realizadas, mas sim cadastrar as residências existentes em tais localidades. “É fundamental que as pessoas entendam a importância deste projeto.
Nenhuma casa que já esteja pronta será demolida, mas dentro das áreas que estão ‘congeladas’ as pessoas não podem construir e devem cadastrar as suas residências”, ressaltou Sueli. “Seria impossível realizar o cadastramento das casas sem ‘congelar’ a área”, acrescentou a procuradora.
A prefeitura realizará, durante a próxima quarta-feira, na pousada Bella Luna, em Maresias, uma segunda reunião para que os moradores que ainda não cadastraram as suas residências possam fazê-lo. “Isso é muito sério, a partir de agora todas as residências deverão ter os seus projetos aprovados pela prefeitura.
Exatamente por isso nós estamos orientando e oferecendo a oportunidade para as pessoas cadastrarem as suas casas”, afirmou Sueli. “Caso a pessoa não possua nenhum documento do imóvel, ela deve reunir três testemunhas que possam comprovar que ela reside no local e ir até o 2º distrito da Polícia Militar, em Boiçucanga”, concluiu Sueli.
A pousada Bella Luna está localizada na rua Benedito Brás Moreira, 343, e o cadastra-mento das residências poderá ser efetuado das 10h00 às 18h00, durante a próxima quarta-feira, dia 11 de maio.
Outras informações sobre a área “congelada” em Maresias ou sobre os requisitos necessários para realizar o cadastramento das residências podem ser obtidas através dos telefones da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Obras) – (12) 3892-1568 ou (12) 3892-6000. (Fonte: Imprensa Livre)

Deputados apelam a Lula pelo fim dos tiros em Alcatrazes

São Sebastião - Deputados estaduais do PV (Partido Verde) apresentaram moção ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, apelando para que sejam encerrados os exercícios de tiro da Marinha do Brasil, no Arquipélago de Alcatrazes, a cerca de 45 quilômetros de São Sebastião. A moção 29/2005 é dos deputados Giba Marson, Afonso Lobato, Paulo Sérgio, Ricardo Castilho e Sebastião Batista Machado.
No documento, os parlamentares destacam que o arquipélago é um santuário ecológico, com o maior ninhal de aves marinhas das costas Sul e Sudeste do Brasil, além de reunir centenas de espécies de plantas e animais, muitas delas endêmicas e ameaçadas de extinção.
Na moção, os deputados relatam que diversos diplomas legais incidem sobre Alcatrazes, protegendo sua natureza.
Eles citam “a Estação Ecológica Tupinambás, o Código Florestal, o tombamento pelo Condephaat, as Constituições Federal e Estadual, a Resolução 1/86 do Conama (Conselho Nacional do Meio Ambiente), a APA (Área de Proteção Ambiental) Municipal de Alcatrazes, além de acordos internacionais para proteção de aves migratórias, e a Convenção da Biodiversidade, entre outros”.
Embargo e multas - No dia 15 de março deste ano, o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), em São Paulo, embargou a prática de exercícios de tiros da Marinha, em Alcatrazes. A medida foi feita em razão do incêndio que atingiu o arquipélago ao final de ano passado.
O Ibama também aplicou multa contra a Marinha, no valor de R$ 1 milhão, em decorrência da falta de licenciamento para a “atividade poluidora e degradadora” no entorno imediato da unidade de conservação, ou seja, a Estação Ecológica Tupinambás, criada em 1987.
O Ibama ainda aplicou outra multa contra Marinha, no valor de R$ 50 mil, referente aos “danos indiretos” causados pelo incêndio à mesma unidade de conservação, que fica contígua à área afetada.
A Marinha começou a realizar os exercícios na área na década de 70. A intervenção do Ibama é a primeira desde então e aconteceu em decorrência dos danos ambientais provocados pelo incêndio. O fogo consumiu 19,35 hectares de vegetação e alterou o aspecto do local, cerca de 20 mil metros quadrados, o equivalente a 40 campos de futebol.
O incêndio em Alcatrazes teve início no dia 30 de novembro de 2004, durante os exercícios de tiros pela Marinha, conforme relato do Ibama/SP. Segundo a própria Marinha, os exercícios foram interrompidos assim que o fogo foi detectado e ações de combate às chamas foram executadas.
O incêndio, porém, continuou até o dia 4 de dezembro, quando uma equipe do Ibama debelou todos os pontos de calor. A Marinha colaborou nesta operação.
Em janeiro passado o Ibama concluiu laudo sobre o incêndio em Alcatrazes. Conforme o documento, o fogo atingiu a fauna e flora. Os peritos do Ibama encontraram no arquipélago material metálico, em trecho onde o fogo começou e em seu entorno. Também foram encontrados materiais metálicos muito distorcidos, como se tivessem sido submetidos a altas temperaturas.
Ainda segundo o laudo, centenas de fragmentos pequenos de material metálico foram encontrados, o que levaria a crer que não foram apenas jogados no solo por impacto em rochas, mas que teriam sofrido impacto de alguma outra força, que provocou a fragmentação.
Os peritos do Ibama encontraram no arquipélago, após o incêndio, os seguintes animais mortos: um exemplar de jararaca-de-alcatrazes, espécie endêmica (só existente lá); um crânio de atobá, caracóis, piolho-de-cobra, e aranha caranguejeira.
O Ibama não descartou se outros cadáveres de animais teriam sido consumidos por carniceiros, já que havia muitos urubus, carcarás e lagartos teiú na área. (Fonte: Imprensa Livre)

Marinha recorre das autuações

São Sebastião - A Marinha do Brasil recorreu das autuações aplicadas pelo Ibama/SP em razão do incêndio em Alcatrazes, ao final do ano passado. O Ibama/SP informa que o recurso está sob avaliação.
O Imprensa Livre entrou em contato com a Marinha do Brasil em Brasília, a fim de saber o conteúdo e o objetivo do recurso. Em resposta, por meio de fax, o capitão-de-mar e guerra Paulo Ricardo Médici, diretor do Serviço de Relações Públicas da Marinha, escreveu: “No dia 1º de abril, o Comando do 8º Distrito Naval protocolou, junto ao Ibama, requerimentos de defesa e impugnação das autuações, com base em decisões judi-ciais anteriores e em compromisso estabelecido entre a Marinha e o Ministério do Meio Ambiente, quanto à utilização da Raia de Tiros de Alcatrazes”.
A Marinha tem respaldo da Justiça para a prática dos exercícios. Em 1998 ela venceu processo, transitado em julgado, movido pelo Mopress (Movimento de Preservação de São Sebastião). Parte do Arquipélago dos Alcatrazes faz parte da Estação Ecológica Tupinambás, protegida por lei federal. Outra parte está sob domínio da Marinha Brasileira, que abrange a ilha principal. A queimada no final do ano passado ocorreu no entorno imediato da Estação Ecológica, que também deve ser preservado.
Ministério do Meio Ambiente - O Ministério do Meio Ambiente concluiu, por meio de estudos, necessidade de transformar o Arquipélago dos Alcatrazes, em São Sebastião, em uma Unidade de Conservação Integral. Esta informação foi anunciada pelo secretário de Biodiversidade e Florestas do Ministério do Meio Ambiente, João Paulo Capobianco, durante a visita da ministra Marina Silva, ao Vale do Ribeira (SP), no dia 18 de março.
Em entrevista ao Imprensa Livre, publicada no dia 22 de março, Capobianco lembrou que somente o presidente Lula tem a competência para instituir a Unidade de Conservação Integral do Arquipélago dos Alcatrazes. Na ocasião, Capobianco disse ocorriam diálogos sobre o assunto com a Marinha do Brasil.
Ainda segundo Capo-bianco, a necessidade de transformar Alcatrazes em uma Unidade de Conservação Integral se deve a esta região ter especiais aspectos ambientais.
O secretário de Políticas para o Desenvolvimento Sustentável do Ministério do Meio Ambiente, Gilney Viana, também em entrevista ao Imprensa Livre, afirmou que a Marinha precisa providenciar outra forma de fazer os seus exercícios de tiros, a fim de não mais realizar tiros em Alcatrazes. Ele também acompanhou a ministra Marina Silva, em visita ao Vale do Ribeira. Em entrevista coletiva, a ministra considerou que o exercício de tiros em Alcatrazes é uma “situação delicada”. (Fonte: Imprensa Livre)

Trio rouba motorista de entrega de ração no Canto do Mar

São Sebastião - O motorista V.L.S., de 35 anos, foi vítima de roubo na tarde de quinta-feira, quando fazia entrega de ração em um mercado no bairro Canto do Mar, na Costa Norte.
Morador em Pindamo-nhangaba, a vítima foi abordada por três desconhecidos, sendo dois armados. Eles anunciaram o roubo pegando uma pasta contendo cerca de R$ 15 mil entre cheques e dinheiro de clientes e ainda a chave do caminhão.
A Polícia Militar atendeu o motorista, fazendo patrulhamento pelos bairros, mas sem encontrar os suspeitos. O assalto foi registrado no 3° Distrito Policial. (Fonte: Imprensa Livre)

PM prende quatro após roubo no litoral

São Sebastião - Quatro homens, entre eles um menor, foram presos anteontem à noite em São Sebastião acusados de roubo e porte de arma. O grupo assaltou dois funcionários da distribuidora de gás de cozinha Copagás, quando eles estavam em um caminhão da empresa, no bairro Toque-Toque Pequeno, na costa sul. Eles levaram R$ 1.300, mas o dinheiro foi recuperado com a prisão pela Polícia Militar. Junto com o grupo, também foram apreendidas três armas --uma pistola 380, um revólver calibre 38 e um revólver calibre 44. Os acusados foram presos na cadeia de São Sebastião. (Fonte: ValeParaibano)
 
Notícias de Ubatuba Topo

Restaurante Solar das Águas Cantantes Ubatuba

Justiça garante uso de arma para Guarda Municipal de Ubatuba

Ubatuba - A Justiça de Ubatuba julgou procedente o “habeas corpus” impetrado pelos advogados Sérgio Soares Batista e José Eduardo Coelho da Cruz em favor dos guardas municipais de Ubatuba, reconhecendo o direito da corporação em permanecer trabalhando armada. A decisão da juíza da 2ª Vara Criminal de Ubatuba, Ana Lia Beall, que julgou o mérito da ação, mantém a liminar que havia sido concedida pelo juízo em 26 de setembro do ano passado e normalizou definitivamente o atendimento e a prestação de serviço da Guarda Municipal de Ubatuba.
A medida de “habeas corpus” foi impetrada em setembro do ano passado pelos advogados Sérgio Soares Batista e José Eduardo Coelho da Cruz e, na prática, impede que os guardas municipais sejam presos em flagrante por portarem armas da corporação em serviço.
Serviços normalizados - Os portes de arma da corporação foram cancelados no ano passado pelas determinações do Estatuto de Desarmamento, que passou à Polícia Federal a responsabilidade pela expedição de novas autorizações de porte. Com a decisão, os 60 integrantes da Guarda Municipal de Ubatuba podem continuar a prestar o atendimento à população e os serviços de rondas aos bens patrimoniais da Prefeitura e fiscalização do trânsito estão normalizados. Para o comando da corporação a decisão da Justiça é importante em razão da própria segurança dos agentes municipais e da população. “Armada, a Guarda Municipal é mais uma força que se soma para a proteção dos cidadãos de Ubatuba”, declarou o comandante, tenente Carvalho.
“Impetramos a medida de ‘habeas corpus’ para que nenhum guarda fosse preso e para que a prefeitura tenha tempo para conseguir adequar a corporação municipal ao Estatuto de Desarmamento junto à Polícia Federal, sem precisar afastar os guardas do patrulhamento nas ruas, o que poderia acarretar possíveis prejuízos à própria segurança da população”, salientaram os advogados, enfatizando que a adequação ao Estatuto do Desarmamento pela corporação é inevitável. Entre as medidas a serem cumpridas, estão a efetivação de uma corregedoria e de uma ouvidoria.
Na região, as corporações de Jacareí (SP) e São José dos Campos (SP) também sofreram com a medida.
Paralisação - No ano passado, os guardas municipais de Ubatuba chegaram a permanecer recolhidos na sede da corporação no bairro do Perequê-Açu durante três dias, até a obtenção da liminar pelos advogados Sérgio Soares Batista e José Eduardo Coelho da Cruz. Na ocasião, a medida foi tomada pelos servidores em razão das determinações do Estatuto do Desarmamento, que acabou cancelando a validade dos portes de armas dos guardas municipais.
Na época, o presidente da Associação dos Guardas Municipais de Ubatuba, Marcelo Pinheiro dos Santos, enfatizou que a decisão do “aquartelamento” foi tomada em uma reunião de emergência entre os integrantes da corporação. “Decidimos que enquanto perdurar o impasse e a Guarda Municipal estiver desarmada, permaneceremos na nossa sede, no Perequê-Açu”, informou, à época. (Fonte: Sérgio Soares Batista)

Prova pedestre tem novo percurso
Inclusão de novas categorias também anima competidores



Ubatuba - O quartel da Polícia Militar em Ubatuba, no parque Vivamar, será palco da largada, chegada e cerimônia de premiação da “8ª Prova Pedestre Soldado Paulino”, que acontece no dia 14 de maio. Neste ano a prova terá algumas alterações a começar pelo percurso, de 8 Km, que desta vez incluirá a região central da cidade. Após a largada, os atletas terão o seguinte percurso: Rua João Ramalho, Rua Marília, Av. Carlos Drummond de Andrade (Av. Brasil), Rua Guaicurus, Av. Leovigildo Dias Vieira (sentido cais, com retorno em frente ao camping Itaguá), Av Leovigildo Dias Vieira, Av. 9 de Julho, Av. Iperoig (retorno no Farol da Barra dos Pescadores), Av.Iperoig (sentido Itaguá) Rua Guaicurus, Av. Carlos Drummond de Andrade, Rua Maria Regina (Portão dos fundos do Quartel).
Outra mudança vem atender uma reivindicação antiga que é a inclusão de novas categorias. Agora serão sete masculinas e quatro femininas, ampliando as chances de alguns atletas de obter boas classificações. A premiação contemplará os três melhores colocados de cada categoria com troféus e medalhas e todos os campeões ganharão ainda uma bicicleta, presente do comércio local.
As inscrições podem ser feitas no quartel de Polícia Militar no Parque Vivamar. Mais informações através dos telefones 3832-3598 e 3833-3818.
A prova - A prova acontece em comemoração aos 16 anos de criação da 3ª Cia PM - Ubatuba / SP e é uma homenagem ao soldado Francisco Paulino de Souza, atleta que sempre representou a Polícia Militar e a cidade de Ubatuba em provas pedestres por todo o Brasil. Paulino venceu por seis vezes a Corrida Pedestre de Ubatuba e teve mais de quinze participações na tradicional “Corrida de São Silvestre”. A “8ª Prova Pedestre Soldado Paulino” é uma realização da Polícia Militar de Ubatuba e conta com a organização da Secretaria de Esporte e Lazer. (Fonte: PMU)

Prefeito Eduardo César recebe guardas municipais
Corporação propõe criação de próprio estatuto

Ubatuba - Os guardas municipais em comissão Alex Sandro dos Santos e Valmor Mariano Balio entregaram na tarde de hoje (5) para o prefeito Eduardo César (PL), a minuta do estatuto da Guarda Municipal de Ubatuba, que foi elaborado em quatro meses. Hoje a Guarda tem apenas regimento interno, ouvidoria, corregedoria, além do Estatuto do Funcionário Público. Com a criação do estatuto, será possível a elaboração de plano de carreira, do departamento de ensino e também da ampliação do efetivo da Guarda Municipal.
A minuta seguirá para a secretaria municipal de Assuntos Jurídicos e posteriormente para a Câmara Municipal para a aprovação.”Em se tratando de categoria diferenciada dos demais funcionários municipais, nos empenhamos para a criação do nosso próprio estatuto”, afirmou Balio. Os advogados Sérgio Soares Batista e José Eduardo Coelho de Cruz também participaram da elaboração.
Na oportunidade, o prefeito Eduardo César também recebeu das mãos dos guardas municipais o projeto “Modernização da Guarda Municipal de Ubatuba e desenvolvimento de ações sociais de segurança urbana”. O projeto, também de autoria de Alex e Balio, já foi encaminhado para o Ministério da Justiça, em Brasília, no dia 29 de abril. (Fonte: PMU)

Prefeito de Ubatuba inicia congelamento de ocupações irregulares
Nesta segunda-feira Eduardo César conversa com moradores do Morro da Pipoca sobre o congelamento do núcleo

Ubatuba - O prefeito de Ubatuba Eduardo César estará nesta segunda-feira, dia 9, às 14 horas, no Morro da Pipoca, região oeste, para dar início ao processo de congelamento dos núcleos ocupados irregularmente no município. Durante essa semana equipes da Prefeitura estiveram no local fazendo a medição das moradias e a localização delas através de GPS. As moradias foram fotografadas, numeradas e assistentes sociais cadastraram as famílias que lá residem. Uma placa está sendo colocada na entrada do Morro da Pipoca informando aos moradores que o Núcleo está congelado a partir da data do dia 6 de maio onde foi constatada a existência de 39 moradias.
Apoio da comunidade - Na segunda-feira o prefeito Eduardo César estará conversando com os moradores dessa localidade explicando os procedimentos adotados e firmando uma parceria de atuação conjunta visando conter novas ocupações. Além disso, segundo o prefeito, a Guarda Municipal estará fazendo rondas diárias no local. “Precisamos contar com o apoio da comunidade para que não haja mais nenhuma construção no local”, afirmou o prefeito.
O morro da Pipoca é uma área de preservação permanente e o Ministério Público está movendo ações contra as ocupações ocorridas nessa e em outras áreas do município. Segundo o promotor da Habitação e Cidadania de Ubatuba, Oswaldo de Oliveira Coelho, que esteve na semana passada conversando com o prefeito, “a situação requer urgência por parte da prefeitura”. Para o prefeito Eduardo César, é urgente o estancamento desse processo de ocupação irregular. “O congelamento dos núcleos é a medida emergencial que estamos tomando e o Morro do Pipoca é o primeiro deles”, diz.
O prefeito Eduardo César lembra que hoje a Prefeitura não tem áreas regularizadas nem recursos financeiros para auxiliar as famílias que se encontram nessa situação. “Ao contrário das gestões anteriores, que até incentivavam a ocupação de áreas irregulares, vamos estancar este grave problema econômico,social e ambiental. A maioria destas famílias foi enganada por loteadores clandestinos e políticos inescrupulosos. Cabe agora a prefeitura dar todo o apoio para resolver o problema. Cadastrando as casas, as famílias e conseguindo a parceria destes moradores estaremos impedindo definitivamente o aumento deste grave problema social. E é por isso que o congelamento desses núcleos precisa ser feito imediatamente para impedir definitivamente que a situação se agrave ainda mais”, reforçou o prefeito. (Fonte: PMU)

Mercado de Peixe sob nova administração

Ubatuba - A Prefeitura Municipal, através da Secretaria da Agricultura, Pesca e Abastecimento é a nova administradora do Mercado Municipal. A decisão foi tomada em assembléia pela Colônia de Pesca e pelos permissionários, que optaram por repassar a administração do órgão para a prefeitura.
A prefeitura aceitou a nova atribuição e a primeira ação foi oficializar a comissão transitória para elaboração do novo estatuto, a periodicidade das reuniões, entre outras ações. A comissão do mercado instituída por assembléia na data de 14/4/2005 e oficializada por decreto é composta por quatro representantes da prefeitura, três representantes dos pescadores da Z10 e dois representantes dos empresários da pesca.
A Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento aceitará sugestões para que a administração do mercado seja mais eficiente e auto sustentado. Qualquer sugestão poderá ser repassada ao administrador do mercado Antônio César, no telefone 3833-1245. (Fonte: PMU)

Cesta básica terá nova distribuição
Prefeito Eduardo César amplia a distribuição de cestas básicas para mais 138 funcionários

Ubatuba - A Câmara Municipal de Ubatuba aprovou na última sessão o projeto de lei do Executivo que amplia a distribuição de cestas básicas para os funcionários municipais que recebem salário base de referência 14 (R$ 1.022,22), excluindo benefícios como gratificações, horas extras, qüinqüênios e outros. Anteriormente tinham direito ao benefício todos os servidores que recebiam até o valor de R$ 892,85. Em março, o prefeito já havia concedido o benefício para os funcionários que recebiam a referência 12 (R$ 892,85) não considerando os benefícios.
Agora, com a mudança de referência, cerca de 1.231 funcionários terão direito a cesta básica, já neste mês de maio. Perderá o direito de recebimento o servidor que tiver três faltas injustificadas, no mês anterior a concessão.
“ Propomos privilegiar o servidor assíduo, que vem prestando primorosos serviços à coletividade, bem como ampliar o poder aquisitivo de mais servidores”, disse Silvio Bonfiglioli Neto, secretário de Administração.
As cestas básicas são distribuídas sempre no período de 12 a 18 de cada mês, na Seção de Almoxarifado. É necessário o servidor apresentar o seu holerite e RG.
Conteúdo: Cada cesta básica é composta por cinco quilos de açúcar, 400 gramas de leite em pó, dez quilos de arroz, 200 gramas de aveia, um quilo de café, 200 gramas de achocolatado em pó, duas latas (330 gramas) de molho ou extrato de tomate, um pacote de bolacha doce (200 gramas), três quilos de feijão, um quilo de fubá, dois quilos de macarrão, quatro latas de óleo de soja, oito rolos de papel higiênico, cinco peças de sabão em pedra, uma caixa de sabão em pó (900 gramas), quatro sabonetes, duas caixas de creme dental, um pote de tempero completo. Hoje o custo unitário de cada cesta básica é de R$ 89,98. (Fonte: PMU)

Ubatuba se destaca na aprovação de projetos do Fehidro
Os projetos de Ubatuba têm grande relevância para a preservação da águas e do meio ambiente

Ubatuba - O município de Ubatuba teve o maior número de projetos aprovados pelo CBHLN -Comitê de Bacias Hidrográficas do Litoral Norte. Ao todo, são quatro projetos que passaram pela seleção prévia numa reunião da câmara técnica do CBHLN que aconteceu no último dia 5. Dos 15 projetos que disputavam cerca de 1,4 milhão em recursos do Fehidro- Fundo Estadual de Recursos Hídricos, 8 foram aprovados. Ilhabela teve um projeto; Caraguá, dois e o próprio Comitê, dois.
As verbas do Fehidro são destinadas, todos os anos, a projetos direcionados ao tratamento e melhoria da qualidade das águas. Em Ubatuba, os projetos apresentados têm grande relevância para o município. A Secretaria do Meio Ambiente encaminhou um projeto de realização da fase dois da estação de tratamento do chorume do aterro sanitário, que consiste em fazer a ligação entre o aterro e a caixa e depois para a estação de tratamento de esgoto, realizado no Ipiranguinha.
Outra projeto importante foi proposto pela Associação de Engenheiros e Arquitetos de Ubatuba. Eles fizeram um projeto de tratamento de esgoto para a Vila Picinguaba, que é também um pedido antigo da população local. O terceiro projeto aprovado em Ubatuba foi encaminhado pela Funcate (Fundação de Ciências, Aplicações e Tecnologias Espaciais), que deseja realizar no município um banco de dados georrelacional. Ubatuba é a única cidade do Litoral Norte que não possui esse sistema baseado em imagens de satélite. Ele permite fazer mapeamentos de áreas para obter informações sobre ocupações irregulares, áreas de risco, inundações, etc. Ao todo, 500 mil dos 1,4 milhão serão investidos em Ubatuba. A próxima etapa é a avaliação dos agentes financeiros.
A câmara técnica é formada por representantes das prefeituras envolvidas, órgãos estaduais e membros da sociedade civil. Representa a Prefeitura de Ubatuba, o assessor de assuntos comunitários, René Nakaya. (Fonte: PMU)

Escola da Praia Dura foi desocupada para reforma
É a terceira vez que alunos da rede municipal precisam ser remanejados este ano, pois algumas escolas não proporcionam condições adequadas para funcionar

Ubatuba - Mais uma escola da rede municipal de ensino foi temporariamente desativada por falta de condições de funcionamento. Cerca de 150 crianças do ensino fundamental, que estudam na E. M. Enesmar de Oliveira, na Praia Dura, serão transferidas para um camping no mesmo bairro. Essa decisão foi tomada em reunião com os pais e professores de alunos, que aconteceu na última 3ª feira, 03. Os pais preferem que seus filhos fiquem perto de casa. As crianças ficarão divididas em três salas, que foram adaptadas para recebê-las e a merenda será distribuída normalmente.
Diversos problemas foram apontados na escola da Praia Dura, mas o principal deles é o telhado que foi reformado de modo incorreto. O telhado não possui o caimento adequado e por essa razão, não permite o escoamento. Segundo o chefe de manutenção e construção dos prédios escolares da Secretaria de Educação, Maurício Eras, o ideal, nesses casos é um caimento de, no mínimo, 25%. “Lá na escola, tem apenas 13%. Como resultado, a água fica empossada na laje e infiltra para dentro das salas, comprometendo toda a estrutura”.
A escola foi reformada em 2003, mas diversos problemas foram detectados pela nova administração. Além do telhado, existe um outro problema bastante sério que foi a construção de uma sala de aula em cima de uma fossa que agora está cedendo. Além disso, os muros estão caindo. A secretária de educação, Isabel Roseli considera que a reforma do feita em 2003 foi um desperdício. “Nós vamos ter que refazer o telhado, rever a questão da sala construída em cima da fossa, as instalações elétricas e a pintura, enquanto poderíamos estar realizando novos projetos”. (Fonte: PMU)

Grupo de apoio à mulher com câncer é criado em Ubatuba
A proposta é promover uma convivência entre as mulheres, não só para falar sobre a doença, mas para descontrair e socializar

Ubatuba - Aconteceu na última segunda-feira, dia 2, na Câmara Municipal de Ubatuba, a fundação da Sociedade de Apoio aos Pacientes Oncológicos de Ubatuba (SAPO UBA). A sociedade será uma Oscip (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público), um tipo de organização que tem como principal característica fazer parcerias com o poder público e a iniciativa privada.. Nessa ocasião, foram realizadas também a eleição da diretoria e a aprovação do estatuto. A SAPO tem o apoio da Secretaria de Saúde, que cedeu um espaço para que a entidade possa trabalhar e também da Coordenadoria da Mulher.
A idéia de montar uma sociedade de apoio surgiu há algum tempo, com um grupo de mulheres portadoras de câncer, que perceberam as dificuldades pelas quais pacientes e familiares passam em Ubatuba, por falta de profissionais e entidades especializadas. Durante um fórum realizado na semana da mulher, a Coordenadoria Municipal da Mulher lançou a proposta, que foi bem aceita pela comunidade e por autoridades do município. Um mês depois, a entidade já existe e começa a funcionar.
Para o próximo dia 10, foi marcada uma nova reunião para se discutir o funcionamento da SAPO. Enquanto isso, algumas ações já estão sendo realizadas no sentido de arrecadar fundos para registrar a Oscip. Foi marcado um jantar para o dia 9 de junho, que será realizado na Associação Comercial. Além disso, está sendo vendida uma rifa, que tem como prêmio um edredom.
A Coordenadoria da Mulher pretende desenvolver um trabalho de valorização da auto-estima da mulher, realizando palestras, eventos culturais e trabalhos de arte-terapia. A coordenadora Nalva Barbosa diz que a proposta é promover uma convivência entre as mulheres, não só para falar sobre a doença, mas para descontrair e socializar. “Queremos trabalhar com a esperança, falar sobre cura e vida, trazer a felicidade para o cotidiano dessas mulheres”.
Entre as ações que podem ser promovidas por um grupo como esse, estão a ajuda para se conseguir remédios, que geralmente são caros, apoio psicológico, viabilização de exames, e campanhas preventivas. Uma reivindicação antiga dessas mulheres começa a ser viabilizada. Os exames preventivos de mamografia e papanicolau, que não estavam sendo feitos há mais de um ano em Ubatuba começam a ser realizados. Agora, um mutirão está marcado para a próxima semana, com o objetivo de atender a demanda reprimida de mulheres que aguardam o exame de mamografia no município. (Fonte: PMU)

SUS realiza mutirão de mamografia em Ubatuba

Ubatuba - O SUS (Sistema Único de Saúde), através de uma parceria Secretaria Municipal de Saúde com o Governo do Estado realizará, do dia 7 ao dia 14 de maio, um mutirão que visa atender a demanda de mulheres que aguardam o exame de mamografia no município. Os exames serão feitos na Clínica Imagem e já foram agendados com o auxílio dos agentes de PSF (Programa de Saúde da Família) e dos postos de saúde dos bairros.
Esse mutirão faz parte de um compromisso assumido pela nova administração. Há mais de um ano, o exame de mamografia estava interrompido e mais de 330 mulheres aguardam para fazê-lo. A coordenadora de atenção básica da Secretaria Municipal de Saúde diz que esse mutirão é uma necessidade. “Nós prometemos à sociedade de apoio que iríamos promover diagnósticos para aumentar as chances de cura das pacientes. Nesse primeiro momento, vamos atender a demanda, depois o ideal é manter esse serviço para as mulheres que precisarão daqui para frente”. (Fonte: PMU)

Tabatinga recebe melhorias

Ubatuba - Nessa sexta-feira 6, a Prefeitura Municipal através da Regional Sul, iniciou uma série de trabalhos na Tabatinga, visando amenizar os transtornos vividos pela comunidade local, que recebeu o prefeito Eduardo César no dia anterior e apresentou várias reivindicações. O Chefe do Executivo ouviu atentamente os moradores do bairro e garantiu ações imediatas, ressaltando as dificuldades enfrentadas neste início de mandato, agradecendo a compreensão
e apoio da comunidade.
A administração da regional iniciou os serviços pelo acesso à Estrada das Galhetas, atingindo a Rua da Sudelpa e Rua Nossa Senhora de Fátima com limpeza geral, abertura de valas para escoamento de águas pluviais, patrolamento e reposição de material.
“estamos trabalhando em todo o município. A cada momento atendemos as comunidades na proporção permitida por nossos recursos. A vontade é grande, o nível de nossos profissionais é muito bom e temos a certeza de que estaremos atendendo a todos os bairros a contento”, disse o prefeito. (Fonte: Magalhães)

Secretaria de Saúde e Comus irão formar Conselhos Gestores

Ubatuba - A Secretaria Municipal de Saúde e o Conselho Municipal de Saúde de Ubatuba (COMUS) convocam os dirigentes de todas as entidades representantes de bairro e associações que tenham entre seus associados usuários da saúde pública (apae, aduba, novamente, quilombolas, indígenas, adpc e outras) para reunião inicial de instalação de conselhos gestores das unidades de saúde em nosso município.
A reunião será no dia 16 de maio, às 19h00minhoras, na Escola Municipal Tancredo Neves, situada na Avenida Rio Grande do Sul nº. 600, ao lado da Secretaria Municipal de Saúde.
Inicialmente, serão instalados conselhos gestores de unidade (CGU) nas unidades mistas de saúde da Maranduba, do Ipiranguinha, do Poruba e do Centro de Saúde. Os referidos CGU’s serão compostos de seis membros, sendo três representantes de associações de usuários, eleitos entre seus pares; dois representantes dos trabalhadores em saúde que exerçam função no local; e um representante da secretaria municipal de saúde.
Na reunião serão feitos esclarecimentos por parte do COMUS e da secretaria de saúde municipal a respeito da importância dos conselhos gestores de unidades na efetivação do controle social da gestão da saúde, do papel dos conselheiros gestores de unidade e se estabelecerá a data e a maneira de escolha dos representantes de usuários para cada uma das unidades de saúde que irão receber os conselhos gestores.
O Presidente do COMUS, Maurício Moromizato, ressalta a importância da participação de um número significativo de entidades. “É preciso aproveitar de maneira correta a oportunidade que se apresenta pois a necessidade da instalação dos conselhos gestores já é antiga e vem sendo adiada sistematicamente por falta de iniciativa e de vontade política para sua efetivação. A participação de associações de toda a cidade será importantíssima pois legitimará um processo democrático, necessário e eficaz de melhora na fiscalização e na gestão dos serviços em saúde prestados pelo poder público”. (Fonte: mahujapa@uol.com.br)

Osmar pede urgência para o conserto da Estrada do Sertão da Quina

Ubatuba - O vereador Osmar de Souza, PFL, aproveitou a visita que o prefeito Eduardo César fez à Câmara Municipal para entregar a ele uma série de reivindicações para a região Sul de Ubatuba. A mais urgente, segundo o vereador, é o recapeamento da estrada do Sertão da Quina que está “intransitável e prejudicando os moradores do bairro”. O prefeito deu sinal verde para que se agilize o trabalho e explicou que o atraso foi devido às constantes chuvas e enchentes no município.
Visita do prefeito de Jandira - O prefeito Paulo Henrique Barjud, PT, o Paulinho Bururu, de Jandira, Grande São Paulo, esteve na Câmara Municipal, no dia quatro de maio. Ele veio especialmente cumprimentar o aniversariante do dia, o vereador Osmar de Souza, PFL. Houve troca de informações e o vereador pediu o apoio do amigo para conseguir recursos para Ubatuba. Paulinho Bururu se colocou à disposição no que for possível junto à bancada do PT nas esferas Estadual e Federal. (Fonte: Câmara Municipal de Ubatuba)

Vereador em Ação

Ubatuba - A instalação de uma creche para atender as crianças do Rio Escuro e a renovação do contrato de locação do Posto de Saúde do bairro foram as principais reivindicações dos moradores ao vereador Romerson de Oliveira – Mico – PFL.
O vereador se reuniu, no dia 29 de abril, com a Coordenadora do Serviço de Atenção à Saúde, da Secretaria da Saúde, Cíntia Sampaio de Cristo, que se colocou à disposição para resolver o caso.
Em relação à creche, Mico já enviou ao prefeito Eduardo César uma indicação solicitando a obra. O prefeito se mostrou favorável ao pedido.
E, neste sábado, o vereador e os moradores dos bairros da Enseada, Morro do Ceará, e Sertão do Perequê Mirim – Serra Verde realizam um mutirão para os trabalhos de melhoria nas ruas e acessos locais. Eles contam com o total apoio da Prefeitura. (Fonte: Câmara Municipal de Ubatuba)

Motorista reduz carro para passar lombada e é assaltado por motoqueiros na Rio-Santos

Ubatuba - J.P., de 50 anos, e F.R.M., de 35 anos, estavam em um Gol, de Praia Grande, trafegando pela rodovia SP-55, na tarde de quinta-feira. Em uma lombada, no bairro Lagoinha, o motorista reduziu a velocidade e foi tomado de assalto em plena luz do dia de quinta-feira.
Os dois, moradores em Peruíbe e Santos, vieram prestar serviço em um bingo de Ubatuba. Quando já estavam retornando para casa, eles foram assaltados. Três pessoas em duas motos (XLX e Titan) se aproximaram do carro na lombada.
Um deles apresentou uma arma, pedindo para que o carro fosse parado. As vítimas entregaram uma maleta com dinheiro e documentos e ainda o celular e a chave do carro. Em seguida o trio fugiu.
A Polícia Militar foi avisada, fazendo patrulha-mento, mas sem encontrar os suspeitos. O roubo foi registrado na delegacia pelos policiais militares. (Fonte: Imprensa Livre)

Rodoviária Federal leiloa carros apreendidos durante fiscalização

Ubatuba - A Polícia Rodoviária Federal levou a leilão na semana passada 57 carros e motos que foram apreendidos durante fiscalização do setor na rodovia Rio/Santos. Os veículos ficaram no pátio à espera de regularização dos proprietários por 90 dias, quando terminou o prazo e foram a leilão e entregues a empresa de desmanches.
Além da documentação exigida por lei, como CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e o Licenciamento do Veículo, os policiais da 7ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal cobram durante a fiscalização os equipamentos obrigatórios como pára-choques, retro-visores, limpador e lavador de pára-brisa, pala pára-sol, faróis, lanternas dianteiras, traseiras e de parada, setas, luz de marcha ré, iluminação da placa traseira, velocímetro, buzina, freio de mão, pneus em condições, extintor de incêndio, cinto de segurança, estepe, macaco e chave de roda.
Os policiais da 7ª Delegacia, com sede em Ubatuba, estão empenhados em retirar das rodovias os veículos sem condições de tráfego. A maioria dos carros se encontra em mau estado de conservação, colocando em risco a vida dos usuários. (Fonte: Imprensa Livre)

Ação Litoral

Artigo Topo

Infecções Generalizadas
Ronaldo Dias

O que podemos notar é que sofremos de quase tudo. Como um câncer, os problemas crescem e criam, rapidamente profundas raízes. A invasão do Calçadão é o mais novo sintoma. A barraquinha de feirinha, do grande magazine avança, sem necessidade, e abre espaço (para quem tiver apenas audácia) na área destinada a pedestres e conclamam pobres consumidores, com seus potentes amplificadores a empenhar em seu crediário seus últimos e parcos recursos. Também oferecem crédito em suas prateleiras, mesmo com “SPC e SERASA”. Vale tudo. E (dizem) que o “jogo de azar está proibido”. Atônitos, acuados, mas valentes e corajosos, os concorrentes (menores e mais tradicionais) pouco podem fazer e lutam, por alguma condição de igualdade, na disputa pelos escassos clientes. Maio não terminou e, não há feriados no horizonte próximo.
Fora a debutante barraquinha do calçadão, podemos citar ou mesmo anotar, nas diversas matérias dos meios de comunicação locais, diariamente, uma coletânea dos mais variados e inusitados ais.
Perguntam-me sobre o meu diagnóstico. Não sou médico, mas tenho algumas credenciais, que me permitem emitir e sustentar um modesto parecer. Posso seguramente afirmar que o IPTU não irá pagar nossas contas mais básicas (saúde, segurança e educação) imaginem, saneamento, infra-estrutura... A prefeitura, não suprirá a demanda por empregos, muito menos o crescente (e assustador) número de ambulantes licenciados ou apenas os que “ambulam” por extrema necessidade. Os recursos, não se enganem os políticos, principalmente os de tendências ilusionistas, são escassos e Mesmo! Muito escassos. Em tempos cada vez mais difíceis, precisam ser profissionalmente administrados por quem sabe. Não por quem quer, pretende, acha, finge ou engana que sabe. Quem se disporia a uma cirurgia cerebral ou do coração se, o interventor fosse um alfaiate, um açougueiro ou um datilógrafo? Os (nossos) espaços (disponíveis ou utilizáveis) também (até por disposição legal) também são escassos. O que pretendemos então com o paciente? Que tenha paciência? A saída é a entrada. Ou definitivamente entendemos que só nos resta o turismo (com todas suas pré-condições e requisitos) ou teremos que nos conformar (com ínguas) e morremos na mingua. São tão arraigados e equivocados os conceitos do turismo por aqui, que teríamos que recomeçar (do zero) com o B.A.B.A. Nas escolas, educando para o turismo. Nosso único antídoto. “Por uma terra sem males” e, sem apêndices , não é verdade, Fernando Pedreira?

Ronaldo Dias
Ubatuba, SP

P.S. Olá Roberto Mamende. Li sua matéria. É bom “aparecer” mais vezes.
Faltam sim, (mais) leitores e, são raros os “soldados” que como você,
defende a qualquer custo, “suas posições”.
Cada um com sua arma, que faça uma boa luta.

Carta do Leitor Topo

Obrigada pelo envio - Estou criando o hábito de ler o litoral virtual e recomendar. Congratulações pelo seu nobre trabalho de edificar e informar com isenção a sociedade ainda em formação de pessoas esclarecidas de nossa região.
Em Oséias 4:6 Deus diz que o povo peca por falta de conhecimento.
Creio que não só o conhecimento de Deus, mas também de alternativas para viverem melhor.
Que o SENHOR te abençoe nesta tarefa.

Cristina
Ubatuba, SP


Caro amigo Emílio Campi - Gostaria de expressar meus sinceros elogios ao seu empreendimento. O Litoral Virtual hoje é reconhecidamente uma das principais fontes de informação e veículo de debate da cidade. Quem milita nessa área sabe o quanto é difícil angariar credibilidade. Você conseguiu, parabéns. Como dica, acho que pela dimensão que tomou o seu trabalho falta agora só uma atualização também no fim de semana, mas se bem te conheço acho que está pensando nisso. Meus parabéns caro amigo.

Sérgio Soares
Ubatuba, SP


Assim não dá! Visita técnica para região oeste de Ubatuba - No curso técnico em turismo de Ubatuba, com habilitação como Guia Regional de Turismo, os alunos participam de várias visitas técnicas (city-tour em Ubatuba) e viagens técnicas (excursões e viagens para Paraty, Vale do Paraíba, São Paulo e Santos). De todas as visitas técnicas no município, apenas uma abrange a região oeste. Todas as demais, norte e sul, são compostas por praias.
Tirando as praias, o que Ubatuba tem para oferecer na região Oeste? Pesquisando na internet encontramos: Cachoeira do Ipiranguinha e Horto Florestal(como é conhecido pela população). A Estação Experimental do Horto Florestal, é administrada pelo Instituto Agronômico de Campinas. Para um city-tour ainda era pouco, pois a distância do centro é de aproximadamente 7km. Enfim, começamos o trabalho de pesquisa e os contatos. O primeiro contato telefônico feito há aproximadamente 1 mês, com o Horto. Em primeiro lugar a pessoa que atendeu o telefone, disse: - Alô!, como se estivesse na casa dele. Não identificou o estabelecimento. Quando perguntado quem está falando? A resposta foi, ríspida: - Quer falar com quem? Daí por diante, explicamos sobre a intenção de visitar o Horto. Nos perguntaram quantas pessoas e a data. Quando informamos a data 07/05, a resposta foi imediata: - Não trabalhamos aos sábados e domingos, visitas apenas de segunda à sexta! Como já visitei a estação experimental num sábado e o monitor responsável pelo uso público já havia me falado que não se importava em atender as pessoas aos sábados, desde que avisado antes, para não deixar de ir surfar e chegar lá e as pessoas não aparecerem, continuamos a tentativa de falar diretamente com o mesmo. Enfim, não conseguimos e a posição continuou a mesma, inclusive afirmando que não poderíamos entrar, nem fazer nada lá, sem a presença do responsável pelo uso público. Acontece que pessoas vivem dentro do Horto, moradores do entorno se abastecem de água de uma bica, dentro da estação. Lá tem uma estação meteorológica e eles fazem trabalhos excelentes de banco genético de mandioca, pesquisa com ervas medicinais, palmito jussara e pupunha, cacau, seringueira, etc. Tudo isso foi passado para o grupo, porém não pudemos ver. Primeiro detalhe: podem ententer de agronomia, flora, etc, mas não entendem nada de turismo. Nós alunos, depois de formados, levaremos grupos para o Horto? Se for, só de segunda à sexta! Tudo bem, os turistas não frequentam Ubatuba de fim de semana!?
Numa ida até o horto, durante a semana, eu e um colega do grupo, fomos até procurar o tal monitor, responsável pelo uso público e fomos informados que o mesmo estava do outro lado da pista numa casa amarela, almoçando. Lá chegando, descobrimos que ali é uma base de apoio do Núcleo Pincinguaba, do Parque Estadual da Serra do Mar, fomos bem recebidos. O tal monitor nem havia passado por lá, ou seja, ninguém sabia do paradeiro do mesmo. Assim foi durante dois dias.
O pessoal da base (Douglas, Tuta e um segurança), foram extremamente atenciosos, nos informaram que fazem palestras para crianças envolvendo animais empalhados, que se quiséssemos poderíamos agendar num momento futuro. Se precisássemos de algo, nos ajudariam.
Sendo assim adaptamos nosso roteiro, fomos até a Comunidade EMAUS, onde há uma marcenaria, biogestor para obter gás a partir de fezes de porcos e um tratamento natural de esgoto feito com plantas aquáticas que obtem água com pureza de 98%. Essa comunidade é administrada pelo Sr. Jorge, que nos atendeu, mostrou todo o trabalho com a comunidade carente e passou todas as dificuldades que o mesmo enfrentou e ainda enfrenta. Disse que a Cetesb e depois a Sabesp, criaram obstáculos, dizendo que o tratamento de água não funcionava. Como o Sr. Jorge e a comunidade não tinham recursos pra provar que a água saía limpa, um engenheiro do Rio de Janeiro, financiou 2 anos de testes da água e ficou provada que a água é mais limpa que a fornecida pelo serviço público. Ficamos 50 minutos lá, o previsto era 20 minutos, mas o grupo adorou e a maioria não conhecia o trabalho.
Quando chegamos em frente ao Horto, fomos até a base do Núcleo Picinguaba, para falar do trabalho com as crianças e para que usassem o banheiro. Os funcionários que falamos durante a semana, não estavam porque também não trabalham aos sábados e o segurança não permitiu que usassem o banheiro, que não era público e apenas dos funcionários. Indicou o banheiro do Horto e todos foram, o segurança do Horto permitiu o uso e ainda se desculpou pelas condições do banheiro, dizendo que a prefeitura devia fazer algo, embora a administração não seja Municipal.
Atravessamos a Rodovia Oswaldo Cruz e fomos ao Cora Coralina Hostel, onde o ônibus estava parado. O albergue acabou virando um ponto de destaque, por se tratar de meio de hospedagem e fazer parte de rede interncional de albergues. Neste ponto quero agradecer a Sra. Terezinha, que nos recebeu muito bem, no dia da visita e nos dias anteriores de pesquisa. A mesma ainda tentou usar da influência e conhecimento para tentar fazer nossa visita ao Horto possível.
Resumo: O trabalho foi muito bom, o grupo adorou a visita apesar dos obstáculos. Aprendemos que o turismo não acontece aos sábados, para algumas instituições. Aprendemos também que nenhum atrativo é insubstituível.
Deixo aqui registrado, algumas notas: Sr. Jorge do EMAUS, nota 10, Sra. Terezinha do Cora Coralina Hostel, nota 10. Segurança da Base de apoio do núcleo Picinguaba, nota ZERO e pessoal responsável pelo Horto Florestal, nota ZERO.

Dalzel Bernardino Bueno Camargo
Parque Vivamar
Ubatuba, SP


Improvisações x Regional Norte - Improvisar é uma característica de nossa cultura política. Nossos homens públicos improvisam, no verbo e na ação. Geralmente são abjetos e arredios a planejamentos serenos e debatidos.
Improvisações, no verbo, acabam agredindo traseiros com pontapés, vitimando comodismos, falando o que não pode e não deve ser falado e cometendo toda série de indelicadezas e injustiças. Vez por outra desqualificam o improvisador. A maior parte, dessas gafes, acabam depositadas no hilário nacional.
Já a improvisação, na ação, indica falta de planejamento, negligência no trato da coisa pública e, em algumas circunstâncias, improbidade. Freqüentemente ocasionam grandes problemas, fatos paralelos indesejáveis e transtornos e injustiças causadas pela leviandade, o improviso e a participação indevida de pessoas não habilitadas.
Ubatuba não tem estado livre e não está agora dessas improvisações. Algumas de nossas dolorosas mazelas devem-se à precipitação e a decisões não pensadas e precariamente planejadas.
Membros da comunidade, do Poruba, procuraram este escriba pensando que podia fazer alguma coisa a seu favor. Os informamos que nada podemos fazer por eles e pela EM José Belarmino Sobrinho, neste momento.
A visita tinha como finalidade denunciar que, estavam construindo, no pátio da escola acima citada, um prédio para instalar a Regional Norte. Para isso já teriam aterrado a fossa que recebia todo o esgoto da escola, construído, ao lado da cozinha, outra para substitui-la e onerando a verba da Educação e cercado o espaço da escola, entre o prédio desta e o Posto de Saúde. Os fatos relatados são preocupantes. Não se pode invadir área de escola para fins tão díspares e conflitantes com a educação.
Não me cabe opinar sobre a necessidade ou conveniência da SUB-PREFEITURA NORTE ou Regional Norte. Foge a nosso campo de atividade e de análise. A idéia pode ser ótima. Parece óbvio não ser urgente e ter que ser instalada a toque de caixa, invadindo prédio escolar, colocando em risco a segurança dos alunos, perturbando o silêncio necessário ao processo educativo e ao atendimento dos pacientes, no Posto de Saúde e em local de tão difícil acesso considerando a largura da estrada e a precária ligação com a BR-101.
Certamente nossos homens públicos deveriam pensar mais e melhor antes de praticar esse despautério. É necessário pensar grande e planejar ação de tanta transcendência com tranqüilidade e profissionalismo. Antes de quaisquer outras providências, a Regional Norte, deveria ser criada e estruturada em lei, dotada de verba orçamentária, de cargos e estrutura funcional, regulamentar como será escolhido ou eleito seu Diretor, Sub-Prefeito ou outro nome que possa ser dado ao seu dirigente, estabelecer suas responsabilidades, campo de ação, limites, etc.
Paralelamente os dirigentes municipais poderão desapropriar uma área, superior a 20.000 m2, no centro da Região, em lugar de fácil acesso e que comporte o prédio administrativo, garagens, oficinas, estacionamento para usuários e outras necessidades que podem surgir no futuro. Um local que nos parece adequado é ao lado da rotatória de Ubatumirim. Lá tem áreas planas, desmatadas e a rotatória daria condições de circular em segurança sem solicitar obras dos responsáveis pela estrada. Sendo bem localizada, a Regional Norte, se constituirá em centro de desenvolvimento de seu entorno e de toda a Região.
Localizar, a Regional Norte, apertada, entre um prédio escolar e um posto de saúde, parece-nos decisão equivocada, indicadora de visões de curto alcance, sem projeto de futuro e desrespeitadoras da legislação que veda essas atividades em área escolar.
Permanecendo a decisão tomada os prejuízos e perigos para a escola e seus alunos são incalculáveis. Quem tomou essa decisão e os que concordaram com ela não sabem o que estão fazendo. A ilegalidade de ocupar espaço da escola municipal, para essa finalidade, é patente. Cabe aos dirigentes educacionais respeitar a lei e cuidarem do patrimônio da educação. A responsabilidade é sua. Em artigo anterior alertamos:”Cuidado com os abutres”. O alerta não foi considerado e algumas improvisações e precipitações, assumindo responsabilidades de terceiros, podem ocasionar graves prejuízos à Educação.
Na condição de cidadão lamentamos as improvisações e as visões de curtos horizontes.

Corsino Aliste Mezquita
RG 2.976.292 – 3
Ubatuba, SP

Foto do Dia Topo

Para participar desta seção basta enviar as fotos com crédito do autor e legenda, no tamanho mínimo de 1024 x 768 pixels com resolução de 72dpi para fotododia@litoralvirtual.com.br
O envio de foto caracteriza autorizada a sua publicação e identifica o remetente como autor.

Ubatuba

Toprnado no Perequê - Fumagalli

Tornado no Perequê-Açu
©Fumagalli


Para instalar a foto como papel de parede (wallpaper)
Clique na foto acima. Após carregar a foto ampliada, clique com o botão direito do mouse sobre a imagem e escolha "Definir como papel de parede" ou "Definir como fundo de tela". Para ajustar a imagem em tela cheia, clique em qualquer lugar da área de trabalho com o botão direito do mouse, escolha "Propriedades" / "Fundo de Tela" ou "Papel de Parede" / "Ampliar".

Arquivos:  Foto Saudade  -  Foto do Dia

 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão no Litoral Virtual:
Clique Aqui


As notícias, fotos e cartas publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo. O envio de qualquer material para nosso e-mail
será considerado como autorizado a sua publicação e assumida a total responsabilidade pelo seu conteúdo.
As cartas devem conter nome completo, RG, endereço, telefone de contato e um e-mail válido.
Reservamos o direito de não publicar cartas que não contenham a devida  identificação do autor.

Editor Chefe: Emilio Campi
Editora Assistente: Jullyany Roberta Cruz


GRÁTIS!!
Receba as Últimas Notícias do Litoral em seu e-mail:

Quero receber GRATUITAMENTE o boletim Últimas Notícias do Litoral:

e-mail:
Cidade:



Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:

Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br

©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor