Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Segunda-feira, 30 de maio de 2005 - Nº 1289 Edições Anteriores

Pe na Areia Inteligraph Cemar Boats

Região
Obra tenta conter avanço do mar na Rio-Santos em Caraguá
Erosões atingem São Sebastião


Caraguatatuba
Caraguá usa Disney para orientar ciclistas
Sucesso leva desenhos para programa escolar
Caraguá planeja Passeio no Rio Juqueriquerê
Alunos de Turismo: viagem e atualização
Ginástica Rítmica de Caraguá é a melhor do Brasil
Secretaria de Urbanismo de Caraguá atende 250 denúncias em 60 dias
Carlos Abranches discutiu gestão democrática no III Fórum de Educação em Caraguá
Fundacc abre inscrições para curso de Fluxo de Caixa no Ceprolin
Abertas inscrições para o Mapa Cultural Paulista


Ilhabela
Diretoria do Conseg da Ilha foi reeleita para mais dois anos
Prefeitura de Ilhabela alerta para o uso do cinto de segurança

São Sebastião
Empresários dizem que Gerenciamento Costeiro vai levar à verticalização
Cidade deve ‘exportar’ cerca de 120 toneladas de lixo por dia
Wagner cobra aplicação de verba nas obras no Rio Boiçucanga
Semana do Meio Ambiente tem início nesta segunda-feira
Câmara rejeita cinco requerimentos por maioria de votos

Ubatuba
Padronização de quiosques será definida nesta semana
Eduardo César e comitiva são recebidos pelo Ministro do Trabalho
Mariângela tem encontro, na segunda-feira, com pescadores
Profissional de Ubatuba participa de intercâmbio entre Brasil e Cuba
Ubatuba estuda solução para o tráfego de bicicletas na cidade
Caminhão “cata-trecos” inicia operação em Ubatuba
Mudanças na coleta seletiva
Prefeitura limpa e sinaliza ruas do centro
Prefeitura convida população para audiência publica
Vereador Edilson Félix pede explicações ao Prefeito
Dançarino recebe Moção de Congratulação


Seções
Carta do Leitor
Foto do Dia


Notícias da Região Topo

Obra tenta conter avanço do mar na Rio-Santos em Caraguá

Litoral Norte - A rodovia Rio-Santos terá obras de contenção entre os quilômetros 88 e 90, no bairro do Massaguaçu, em Caraguatatuba. A obra será feita pelo Estado e terá como objetivo impedir que o mar continue avançando sobre a rodovia.
Segundo a Secretaria de Estado dos Transportes serão construídos dois quilômetros de muro de arrimo (com pedras) para conter a invasão do mar sobre a pista, principalmente nos períodos de ressaca (avanço do mar sobre o continente).
Os técnicos do DER (Departamento Estadual de Estradas de Rodagem) vistoriaram o local e decidiram pela construção do muro ao longo da praia. A secretaria já concluiu os estudos e aguarda a abertura da licitação para contratar a empresa que fará a obra.
A secretaria informou que a obra deverá durar cerca de cinco meses. O valor da obra não foi divulgado. A realização da obra foi solicitada ao Governo do Estado pelo prefeito de Caraguatatuba, José Pereira de Aguilar (PSDB).
O avanço do mar na praia de Massaguaçu teve início há cerca de dez anos. Um dos trechos mais prejudicados pela erosão ocorrida nos últimos anos foi o quilômetro 89,9.
Neste local, uma das alças de uma rotatória foi destruída pela maré. O avanço da maré também destruiu dois quiosques e derrubou seis coqueiros na orla.
Segundo o engenheiro Flávio Cesaris, do DER em Caraguatatuba, o trecho do Massaguaçu é o único que vem sendo sofrendo erosões devido ao avanço do mar. Cesaris disse que a maré vem comprometendo parte do acostamento da rodovia Rio-Santos.
Os motoristas que utilizam a rodovia dizem que as obras previstas pelo DER devem aumentar a segurança no trecho ameaçado pelos constantes avanço da maré. Segundo André Oliveira, a cada ressaca que acontece o mar destrói parte do acostamento.
Segundo o oceanógrafo Venâncio Guedes, do Instituto Oceanográfico da USP (Universidade de São Paulo), o avanço ou recuo do mar em algumas praias da região pode estar sendo provocado por fenômenos naturais (variações das correntes marinhas) ou físicos (interferências feitas pelo homem, como piers, enrocamentos e aterros).
Em São Sebastião, os ambientalistas do projeto Visão Costeira encaminham esta semana um documento à prefeitura local reivindicando obras que contenham as erosões que atingem as praias da Enseada, Porto Grande, Pontal da Cruz e Arrastão (leia texto abaixo). (Fonte: ValeParaibano)

Erosões atingem São Sebastião

Litoral Norte - O projeto Visão Costeira, desenvolvido por pesquisadores das Faculdades São Sebastião, detectou erosões provocadas pelo avanço do mar em quatro praias da cidade. O estudo realizado desde o ano passado será encaminhado esta semana à prefeitura local.
Segundo o coordenador do projeto, Eduardo Hipólito do Rêgo, será solicitada à prefeitura a realização de obras para conter o avanço do mar constatado nas praias Enseada, Pontal da Cruz, Porto Grande e Arrastão.
"O avanço da maré está destruindo casas e prejudicando o comércio e marinas situados à beira-mar", afirmou Rêgo. Segundo ele, cabe a prefeitura apresentar propostas para conter o avanço da maré.
Segundo ele, o ponto mais crítico é a praia da Enseada. Alguns moradores do Canto do Mar construíram barricadas para tentar impedir o avanço do mar. "Têm moradores deixando suas casas por causa dos riscos", disse. (Fonte: ValeParaibano)

Notícias de Caraguatatuba Topo

O Guaruçá Caraguatatuba

Caraguá usa Disney para orientar ciclistas
Desenhos com Pateta e Grilo Falante integram campanha para reduzir os acidentes com bicicletas na cidade

Caraguatatuba - Dois desenhos animados de Walt Disney produzidos em 1936 e 1950 com os personagens Pateta e Grilo Falante estão sendo utilizados pela Divisão de Trânsito (Ditran) da Prefeitura de Caraguatatuba em campanha para tentar reduzir o número de acidentes envolvendo ciclistas no município.
No ano passado, os acidentes com ciclistas na região central cresceram 72%. Em 2003 foram 47 ocorrências, contra 81 em 2004. A cidade tem cerca de 25 mil bicicletas, e uma frota de 16 mil carros, segundo a Ditran, e 90% dos acidentes ocorre na região central.
No desenho "Não Seja Tolo com a Bicicleta", produzido em 1936 pelos estúdios Disney e com duração de oito minutos, o personagem Grilo Falante conta a evolução da bicicleta ao longo dos anos e ensina como o ciclista deve utilizá-la corretamente.
Em outro desenho da Disney, chamado "Loucuras no Trânsito", de 1950, também com oito minutos de duração, o personagem Pateta mostra as irregularidades cometidas por um motorista no trânsito.
Segundo a Ditran (Divisão de Trânsito) a bicicleta é um dos principais meios de transporte no município. Uma pesquisa feita pela Ditran aponta que existem apenas 10 quilômetros de ciclovias na cidade, para as cerca de 25 mil bicicletas.
Segundo o diretor do Ditran, Celso Rapaci, as vias recordistas em acidentes são as avenidas Miguel Varlez (11), Castelo Branco (8), José Costa Pinheiro Júnior (7) e Altino Arantes (5).
No trecho da orla, que incluiu as avenidas Arthur Costa Filho e Geraldo Nogueira da Silva, apesar da ciclovia, ocorreram seis acidentes.
Rapaci disse acreditar que o aumento no número de acidente deve-se à redução na fiscalização por parte dos agentes da Ditran. Segundo ele, em 2003, foram realizadas ao longo do ano 144 operações, que resultaram em 203 apreensões. No ano passado, 15 operações, apreendendo 75 bicicletas.
Entre as principais irregularidades estão: trafegar na contra-mão de direção, falta de equipamentos de segurança obrigatórios e desrespeito aos pedestres.
A Ditran está apreendendo as bicicletas de ciclistas infratores e obrigando-os a realizar um curso.
Nele, que dura quatro horas, além de assistirem aos desenhos os ciclistas também recebem orientações dos agentes de trânsito sobre a legislação vigente.
O comerciante Manoel Carlos Nascimento, 56 anos, afirmou que já foi atropelado por um ciclista quando caminhava no calçadão da avenida da praia. (Fonte: ValeParaibano)

Sucesso leva desenhos para programa escolar

Caraguatatuba - Informados sobre a existências dos desenhos da Disney, agentes da Ditran percorreram várias emissoras da TV para obter cópias dos episódios e mostrá-los nos cursos destinados aos ciclistas infratores.
Segundo Celso Rapaci, os desenhos fizeram tanto sucesso que também estão sendo exibidos nas escolas durante realização de programas de educação de trânsito para alunos da rede municipal.
Atualmente, cerca de 3.000 alunos das rede municipal e de escolas particulares participam de programa Trânsito Legal.
No programa Ciclista Seja Vivo, os agentes percorrem as ruas, avenidas e calçadões. Os ciclistas infratores notificados pela Ditran têm que assistir aos dois desenhos durante o curso de quatros horas de duração que são obrigados a participar para poderem recuperar suas bicicletas.
O ciclista Bruno Ferreira, 16 anos, disse que aprendeu muito com os desenhos. "O Grilo Falante mostra como a gente deve se comportar com a bicicleta", disse. No curso, os agentes também explicam as normas do Código de Trânsito.
Segundo dados da Ditran, os acidentes ocorrem com maior frequência entre os meses de novembro a fevereiro, quando aumenta o número de turistas na cidade. A Ditran também está ampliando os estacionamentos destinados aos ciclistas. Foram implantados 150 paraciclos (equipamentos para colocar a bicicleta) na região central da cidade. (Fonte: ValeParaibano)

Caraguá planeja Passeio no Rio Juqueriquerê
O passeio será mais um atrativo turístico que valoriza a história e a cultura de Caraguatatuba. Pescadores irão ajudar a contar a história do Rio e da Fazenda Serramar para os visitantes.

Caraguatatuba - A Secretaria de Turismo de Caraguatatuba (Setur) quer incrementar a programação turística na cidade com um passeio pelo Rio Juqueriquerê. O projeto deverá ser desenvolvido com o apoio técnico do Sebrae e estar pronto até o final do ano. O secretário Municipal de Turismo, Ricardo de Lima Ribeiro, quer incrementar o passeio e por isso irá procurar os proprietários da Fazenda Serramar para propor uma parceria. "O passeio é muito bonito mas quero lapidar o roteiro para torná-lo um produto turístico agradável e confortável", disse.
Para dar início ao projeto, uma equipe formada pelo gerente operacional do Sebrae, Mauro Medeiros; a técnica de projetos do Sebrae, Maria Aparecida Medeiros, a assessora de produtos turísticos da Setur, Ursula Schonevald, o estagiário da Setur Douglas Nepomuceno, e ainda o presidente da Associação dos Pescadores do Porto Novo, Ronan Carvalho da Silva Junior, e o mestre de barco Wilson Paes, fez uma visita técnica pelo Rio no dia 26 de abril.
O projeto tem em vista oferecer mais uma opção de lazer para turistas e moradores e resgatar o valor histórico do Rio Juqueriquerê; que fica na região Sul, e que já dividiu duas capitanias hereditárias e por muito tempo antigos moradores buscavam areia para construir suas casas e tiravam seus sustento do rio. O rio atravessa a Fazenda Serramar, que também reserva histórias interessantes da 'época do ouro'
A valorização do pescador e da sua cultura é outro objetivo. E para isso, o projeto da Secretaria de Turismo prestigia o pescador e o coloca como personagem principal, é ele quem vai acompanhar os turistas e visitantes no passeio e contar a história do Rio que passa por dentro da Fazenda Serramar. Na Fazenda Serramar restam alguns resquícios do passado histórico, alguns prédios antigos e ruínas que podem ser avistados do curso do Rio Juqueriquerê.
Para o presidente da Associação dos Pescadores, Ronan Carvalho da Silva Junior, o projeto é muito importante para a região porque irá gerar emprego e renda para os pescadores e suas famílias. Segundo ele, alguns pescadores já fazem passeios pelo mar com os turistas. Mas no Rio ainda não porque faltava o apoio da Prefeitura. "O passeio pelo Rio é muito bonito, o visitante poderá avistar capivaras, pássaros, a ponte, a Fazenda Serramar e muitos outros atrativos. Muitos assuntos podem ser abordados sobre o meio ambiente, especialmente para estudantes. Faltava justamente este apoio da prefeitura, principalmente na divulgação", comenta.

Um pouco da história da Fazenda Serramar
A Fazenda que no início do século tinha o nome de Fazenda de São Sebastião e produzia madeira, foi adquirida pelos franceses para a fabricação de aguardente de cana com planos de instalação de uma fábrica de açúcar cristal, mas com a falência do 'Banque Français pour le Brésil', que era a sociedade que mantinha a Fazenda, as terras foram vendidas para o grupo S.A. Frigorífico Anglo.
A partir daí iniciaram as atividades na área de produção de frutas para exportação e o local ficou conhecido como Fazenda dos Ingleses . Eram 4.030 alqueires de terras produtivas, onde cultivavam principalmente banana, laranja tipo 'grapefruit' e pêra. As frutas eram levadas até um pequeno cais construído na beira do Rio Juqueriquerê, no bairro Porto Novo, em um trem com 200 vagões. Toda a produção era colocada em 20 latões com capacidade para 55 toneladas cada um, e transportadas através de sete lanchas, que partiam do pequeno cais em sentido ao porto de São Sebastião, de onde seguiam rumo à Inglaterra nos navios 'Blues Star Line'.
A plantação e a trabalho de coleita trouxeram para Caraguá centenas de famílias de São Sebastião, Ubatuba, Ilhabela, Jambeiro, Redenção da Serra, Natividade da Serra e São Luiz do Paraitinga.
Em meados de 1940, a fazenda possuía três milhões de touceiras de banana e 500 mil pés de laranja. Por ocasião da Segunda Guerra Mundial, os ingleses deixaram de exportar. Os ingleses construíram ali naquelas terras uma pequena cidade, onde existia de tudo, desde farmácias até cinema, para que as famílias também tivessem direito ao lazer.
Apesar da continuidade da atividade exportadora, em meados de 1964 o mercado de frutas estava em declínio no exterior, causando grandes prejuízos aos ingleses. As produções foram se estendendo até que, em 1967, a catástrofe que se abateu sobre a cidade e pôs fim ao sonho dos ingleses. As plantações foram soterradas pela lama e encostas dos morros da Serra do Mar.
A propriedade que antes era produtora agrícola mudou de atividade, transformando-se em Pecuária Serramar S. A., que é atualmente a única produtora do Litoral Norte de leite e derivados como requeijão, queijo, doce de leite e iogurte. Além da produção de leite, a Fazenda possui gado e para alimentar seus animais prepara ração de milho e capim produzidos ali mesmo.
*Fonte: 'Caraguatatuba: por trás da modernidade, o passado esquecido', 1999, de Rosana de Castro. (Fonte: PMC)

Alunos de Turismo: viagem e atualização

Caraguatatuba - Os estudantes do curso de Turismo das Faculdades Integradas Módulo viajaram para Goiás, onde participaram de uma visita técnica no ‘Rio Quente Ressort’ e também do curso ‘Profissional do Turismo’, de 19 a 22 de maio.
O objetivo da visita foi a capacitação profissional dos estudantes. Também participaram do curso, pós-graduandos nas áreas de Turismo, Hotelaria, Gestão Ambiental, Gastronomia e outras.
O coordenador do curso de Turismo, Fernando Hanaoka, contou que durante a viagem e também no ‘Rio Quente Resorts’ foi possibilitado o conhecimento da sistematização do produto Resorts e também de todas as áreas que compõem a hospitalidade.
“A visita técnica permitiu aos alunos a associação de conhecimentos acadêmicos à prática profissional. Nossa Viagem Técnica a Goiás foi um sucesso, os alunos foram muito elogiados pelos organizadores”, comentou o professor Hanaoka.
Workshop CVC:
Acompanhados pelo coordenador Fernando Hanaoka, os alunos do curso de Turismo também participaram do Workshop CVC, salão profissional que acontece anualmente para a atualização de profissionais do mercado. Neste evento os alunos fizeram uma imersão na atividade e puderam atualizar-se sobre as tendências do mercado nacional e internacional, por meio de palestras com secretários e profissionais das várias áreas envolvidas no trade turístico, além de conhecerem novas tecnologias da área operacional e de transportes. A CVC hoje considerada a maior operadora legitimamente brasileira. (Fonte: Módulo)

Ginástica Rítmica de Caraguá é a melhor do Brasil
Todas as 30 competidoras se classificaram e ganharam medalhas. A treinadora e a uma ginasta foram convidadas para fazer parte da Seleção Paulista de Ginástica Artística

Caraguatatuba - A primeira fase do Torneio de GR – E.H. Hiadê Nassif – de Ginástica Ritmica aconteceu no domingo, dia 22, na Unicastelo (Universidade Camilo Castelo Branco), em São Paulo e a equipe de Caraguatatuba sagrou-se campeã da competição.
O torneio que é de nível nacional atraiu vários competidores e amantes do esporte e Caraguá participou com 30 ginastas. “Tivemos 9 ginastas que foram destaques e todas as participantes foram classificadas, na contagem de geral a equipe conquistou o maior número de pontos da competição e fomos campeãs”, declarou Arlete Aparecida Gonçalves Leite, treinadora da equipe caraguatatubense que também foi destaque no evento, como melhor técnica. A equipe foi premiada com troféu.
Além do título de melhor equipe do Brasil, a treinadora e a ginasta Carolin Evelin de Sabará, 15 anos, foram convidadas para fazer parte da Federação Paulista de Ginástica Artística.
“Ficamos surpresas quando chamaram o nosso nome e fizeram o convite. No evento vão pessoas em busca de novos talentos e graças a Deus conseguimos mostrar o nosso. Ainda não decidimos se vamos aceitar o convite”, declarou a treinadora.
Arlete trabalha há 6 anos como professora de ginastica, como voluntária na Escola Estadual Colônia dos Pescadores e atualmente é treinadora da equipe da Secretaria Municipal de Esportes e Recreação, e treina cerca de 50 pessoas. As aulas acontecem todas as sextas-feiras, no Ginásio de Esportes do Poiares e sábado e domingo, na Escola Colônia dos Pescadores e Carolin pratica o esporte desde os 4 anos de idade.
Ginástica Rítmica - A Ginástica Rítmica Desportiva (G.R.D.) ou apenas Ginástica Rítmica, envolve movimentos de corpo e dança de variados tipos e dificuldades combinados com a manipulação de pequenos equipamentos. Nas rotinas de Ginástica Rítmica, são ainda permitidos certos elementos pré-acrobáticos, como rolamentos, entre outros.
Ginastas rítmicos devem demonstrar tamanha coordenação e controle, assim como um dançarino bem treinado. Eles têm que desenvolver o movimento sempre em harmonia com a música
As competições são individuais ou em grupos de 5 ginastas. Cada movimento de uma rotina de Ginástica Rítmica envolve um grau alto de habilidade atlética. Um ginasta rítmico deve possuir as seguintes habilidades: força, energia, flexibilidade, agilidade, destreza e resistência.
Na ginástica de grupo, os atletas precisam desenvolver na sua equipe de treino, sensibilidade, adaptação rápida e antecipação, além das habilidades acima mencionadas.
Os aparelhos se diferenciam muito nas suas composições. O atleta tem que coordenar movimentos de corpo muito difíceis com os elementos do aparelho que estiver usando. Os aparelhos usados pelo ginasta são: bola, arco, maças e fita.
As inscrições para a Ginástica Ritmica podem se feitas todas as terças e sextas-feiras, no CEMUG (Centro Esportivo Municipal Ubaldo Gonçalves), informações pelo telefone (12) 3888-4110/3887-1165. (Fonte: PMC)

Secretaria de Urbanismo de Caraguá atende 250 denúncias em 60 dias
Obras irregulares, limpezas de terreno e outras denúncias movimentaram o setor de denúncias da Secretaria Municipal de Urbanismo nos últimos 60 dias

Caraguatatuba - A Prefeitura Municipal de Caraguatatuba, por meio da Secretaria de Urbanismo, Habitação e Trânsito, está trabalhando com agilidade para atender as denúncias feitas por moradores e até mesmo por turistas.
De acordo com o Secretário de Urbanismo, Leandro Borella Barbosa, no período de 17 de março a 25 de maio, ou seja, 60 dias, foram atendidas 250 denúncias.
Entre as principais denúncias apontadas destacaram-se a falta de limpeza em terrenos, obras irregulares e fiscalização de posturas, como volume de som, e ações ligadas ao trânsito no município.
Após o registro da denúncia, a fiscalização toma as primeiras providências, notificando pessoalmente quando o proprietário reside no local denunciado. Em situações como as casas de veraneio, essa notificação é feita extra-judicialmente. Prova da eficiência do setor de denúncias e fiscalização é o rápido atendimento às solicitações. De acordo com informações da própria Secretaria de Urbanismo, as denúncias são checadas no período de 24 horas. Para o Secretário, Leandro Borella, “essa agilidade no atendimento das denúncias está sendo bastante positiva, porque incentiva a população a contribuir com a administração municipal, ajudando a fiscalizar e exercendo assim a cidadania”, finalizou. (Fonte: PMC)

Carlos Abranches discutiu gestão democrática no III Fórum de Educação
A eleição do novo Conselho Municipal de Educação e uma palestra sobre Gestão Democrática com o jornalista Carlos Abranches foram os destaques do III Fórum Municipal de Educação de Caraguatatuba, nesta terça-feira 24

Caraguatatuba - O Espaço Educacional e Cultural Mário Covas, de Caragutatuba, sediou nesta terça-feira 24, o III Fórum Municipal de Educação, que reuniu secretários do Litoral Norte, representantes de SABs (Sociedades Amigos de Bairros), APMs (Associações de Pais e Mestres), Conselhos Escolares, instituições de ensino particulares, estaduais, além de professores da rede municipal de ensino, diretores e coordenadores pedagógicos.
Cerca de 600 pessoas lotaram as dependências do auditório, para discutir sobre a nova eleição do Conselho Municipal de Educação, e assistir à palestra do jornalista da TV Globo, Carlos Abranches, sobre Gestão Democrática.
Estiveram presentes no evento, o prefeito de Caraguatatuba, José Pereira de Aguilar, a Secretária de Educação, Silmara Selma Mattiazzo, além dos secretários de Educação de Ubatuba, Isabel Roseli de Souza Leite, de São Sebastião, Paulo Henrique Santana (também vice-prefeito), e de Ilhabela, Antonio Cornélio. A professora Antonia Ribeiro da Silva representou o CPP (Centro do Professorado Paulista), e participaram também da reunião a professora Marilene Pereira, representando o curso de Pedagogia das Faculdades Integradas Módulo, a professora Edna Paula Roma Teixeira, Dirigente Regional de Ensino, e a presidente do Conselho Municipal de Educação, Mareci Gazzi.
O prefeito José Pereira de Aguilar abriu o evento falando da satisfação em ver o auditório lotado de educadores. “Confesso que isso me dá confiança em saber que estamos trabalhando da maneira certa. Vou continuar investindo na Educação porque acredito que é por meio dela que podemos melhorar a qualidade-de-vida de todos. Não adianta saúde e dinheiro sem educação. Ter a presença dos conselhos, APMs, amigos de bairros e outros grupos organizados é muito importante para que a democracia se faça presente”, explicou Aguilar, completando que, “Caragutatuba é referência para muitos municípios e nós queremos continuar essa jornada. Vocês tenham a certeza de que podem contar comigo nessa empreitada. Sou parceiro da educação 24 horas”, declarou.
Para a Secretária de Educação, Silmara Selma Mattiazzo, o objetivo principal desse fórum, além da eleição do novo conselho foi a oportunidade de vivenciar a democracia, propiciando uma educação para todos e sempre buscando a excelência. “Acredito que todos temos a chave para o futuro, que significa a construção de um cidadão crítico e participativo dentro da sociedade”, disse.
Em seguida, a presidente do Conselho Municipal de Educação, Mareci Gazzi, eleita durante o fórum de 2003, fez algumas explanações sobre as principais ações do Conselho, como a elaboração do Plano Municipal de Educação, a supervisão e fiscalização dos programas, projetos, verbas e parcerias relacionadas ao ensino público do município.
Finalizando a primeira etapa do fórum, o jornalista Carlos Abranches ministrou uma palestra sobre “Gestão Democrática” aos educadores presentes. Segundo Abranches, “é muito fácil para o professor ficar em sua zona de conforto. O difícil é sacudir a poeira, descobrindo e propondo coisas novas que permitam a redescoberta de um mundo, que deixamos perdido no tempo, quando ainda tínhamos coragem de sonhar com um futuro melhor. Podemos aprender com as crianças a reconstruir nossas próprias convicções, pela capacidade que elas têm de sonhar. E tendo convicção, podemos fazer a gestão democrática”, finalizou.
Após o término da palestra, foram chamados ao palco do Teatro Mário Covas os candidatos para a eleição da nova composição do Conselho Municipal de Educação, e em seguida, foi realizada a votação eletrônica, na sala de informática, localizada no saguão do TMC.
Foram escolhidos como membros efetivos Diogo Faria Vilhena, Vera Medeiros, Mareci Gazzi, Ana Maria Aulicino, Wlamir do Nascimento Martins e Camila Vicentini Pinheiro. Os membros suplentes do novo Conselho Municipal de Educação são Andréa Ribeiro, Luis Henrique Lúcio Goulart, João Fernando Lopes, Marisa Aparecida Lino Moreira, Marta Aparecida Cárdia de Castro e João Bosco da Cunha Paes. (Fonte: PMC)

Fundacc abre inscrições para curso de Fluxo de Caixa no Ceprolin

Caraguatatuba - A Fundacc – Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba - abre inscrições para o curso de Fluxo de Caixa no Ceprolin – Centro de Educação Profissional do Litoral Norte.
Os interessados devem inscrever-se até dia 1º de junho no local. É necessário ter acima de 18 anos, ensino médio concluído, levar xerox do RG, comprovante de residência e 1 foto 3x4.
O curso tem o valor de R$ 50,00 podendo ser pago em duas parcelas de R$ 25,00, sendo uma na matrícula e outra depois de 30 dias.
O curso tem a carga horária de 20 horas/aula, com início no dia 6 de junho, com as aulas acontecendo às segundas e terças-feiras no Ceprolin.
Mais informações pelo telefone (12) 3888-3888. O Ceprolin fica na Av. Rio Grande do Norte, 450 no bairro do Indaiá. (Fonte: Fundacc)

Abertas inscrições para o Mapa Cultural Paulista

Caraguatatuba - As inscrições estão abertas para os artistas que queiram participar do Mapa Cultural Paulista 2005-2006. Os interessados devem inscrever-se até 31 de maio de 2005 na Fundacc – Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba – onde também se encontram os regulamentos de cada área. E são elas: Artes Plásticas, Canto Coral, Dança, Desenho de Humor, Fotografia, Literatura - Conto e Poesia, Teatro e Vídeo
O Mapa Cultural objetiva identificar e ressaltar a produção cultural do interior de São Paulo em treze regiões e representa um avanço na política cultural, seja pelo intercâmbio nas regiões, valorizando novos talentos, com um movimento que une as mais distantes e diferentes culturas regionais, em 2003-2004 mobilizando 316 municípios com 1663 inscrições.
Na última edição Caraguatatuba conseguiu a 3ª colocação na fase final do Mapa Cultural Paulista na modalidade literatura com o trabalho de Mariângela Ragassi.
A principal meta do projeto é percorrer o Estado de São Paulo, conhecer o artista e sua forma de atuação, ampliando os espaços culturais e incentivando a produção artística.
Mais informações na Fundacc – Rua Santa Cruz, 396, no centro de Caraguá – Tel: 12 3883 3727. (Fonte: Fundacc)

Programa Ação Litoral

Notícias de Ilhabela Topo

Vulcano Portal da Palmeira

Diretoria do Conseg da Ilha foi reeleita para mais dois anos

Ilhabela - A diretoria do Conseg foi reeleita por mais dois anos de gestão. A votação foi feita pelos 12 membros efetivos.
O presidente do Conseg, Wolf Rudinger Schauder Luidmayer, falou na reunião sobre os planos para nova gestão. A instalação de câmaras de vídeo por toda a ilha e o aumento de efetivos policiais militar e civil são alguns de seus objetivos.
“Não entendi e não concordo com a saída do tenente Paz do pelotão. Eu repudio esta atitude. O tenente fez um ótimo trabalho para Ilhabela, principalmente com a comunidade. Queremos o tenente de volta”, disse Luidmayer.
O presidente da Câmara de Ilhabela, Luiz Lobo (PL), citou que esta semana foi feita uma moção de apelo para a volta do tenente ao pelotão e criticou também a ausência de poli-ciais na Festa de São Benedito, realizada na semana passada.
Lobo propôs ao Conseg fazer uma reunião com a empresa responsável pelo monitoramento em São Caetano do Sul. “Acho perfeito o modelo de monitoramento aplicado por eles”.
Luiz Lobo ainda pediu a volta das viaturas próximas às agências dos bancos. “Após o assalto à Nossa Caixa Nosso Banco, podíamos observar sempre viaturas circulando, mas de uns tempos para cá as viaturas sumiram”.
A reunião contou com a presença da Polícia Militar e a apresentação do tenente Cândido, que está substituindo o tenente Paz.
A diretoria do Conseg é composta por Wolf Lund-mayer (presidente), Edílson Moretto (vice-presidente), Thais Monteiro da Silva (1ª secretária), Orlando Antônio Ferreira (2º secretário), Maria Inês Ferreira (diretora social), Marcelo Carlos, Hermenegildo Ferreira e Onofre Sampaio Junior (comissão de ética e disciplina). As reuniões do Conseg são realizadas na última quarta-feira de cada mês. (Fonte: Imprensa Livre)

Prefeitura de Ilhabela alerta para o uso do cinto de segurança

Ilhabela - A Prefeitura de Ilhabela, através da Divisão de Trânsito e Secretaria Municipal de Saúde, com o objetivo de conscientizar a população, vem divulgando intensamente, a obrigatoriedade do uso do cinto de segurança.
De acordo com o diretor de Trânsito, Laudelino Carlos de Souza Dias, em Ilhabela o uso do cinto de segurança é mais freqüente na região central, enquanto que nas perimetrais Norte e Sul, cuja velocidade aumenta e o número de acidentes com vítimas é maior, o uso do acessório é menos utilizado. “Não se justifica, mesmo o carro estando em baixa velocidade, o condutor e passageiro não utilizar o cinto de segurança, pois o impacto da batida é medido pela maior velocidade somando a menor”, explica o diretor.
Segundo dados da Polícia Militar, os números mostram que no primeiro trimestre de 2004 foram registrados, 58 acidentes sem vítimas contra 26 com vítimas. Já, até o mês de maio deste ano, foram constatados 46 acidentes sem vítimas e 26 acidentes com vítimas, porém, segundo o Dr. Carlos Deslandes – diretor do Hospital Municipal Mário Covas Jr. – nenhuma vítima precisou de intervenção cirúrgica de abdômen. Para o dr. Carlos, “este é um dos fatores que indica o uso do cinto de segurança, tanto pelo motorista quanto pelos passageiros do veículo”, esclarecendo ainda que o uso do cinto diminui os riscos de traumatismos de crânio, tórax e abdômen, sem contar com os transtornos sociais que o indivíduo poderá levar para o resto da vida, e até mesmo ao óbito.
Por outro lado, o diretor de Saúde, Márcio Tenório, esclareceu que o atendimento médico-hospitalar em pacientes traumatizados implica, muitas vezes, em procedimentos de alta complexidade, causando impacto financeiro e econômico aos cofres públicos. (Fonte: PMI)

Notícias de São Sebastião Topo

São Sebastião Superchic

Empresários dizem que Gerenciamento Costeiro vai levar à verticalização
Secretário do Meio Ambiente e Urbanismo, Thales Guilherme Carlini, endossa: “Sou contra a ingerência do Estado sobre o município”

São Sebastião - Empresários da construção civil que participaram de reunião na Câmara Municipal na tarde de terça-feira com a coordenadora de Planejamento da Secretaria Estadual do Meio Ambiente, Lúcia Sena, fizeram côro contra o que chamaram de ‘engessamento’ do município pelo decreto estadual 49.215/2004, que dispõe sobre o ZEE-LN (Zoneamento Ecológico Econômico do Litoral Norte), e previram que as normas do decreto, por serem, na avaliação deles, muito restritivas, levarão o município a optar pela verticalização.
A reunião foi realizada para que Lúcia Sena, pudesse esclarecer as providências adotadas após a publicação do decreto estadual, em 7 de dezembro de 2004. A mesma reunião municipal já foi feita com os demais municípios do Litoral Norte.
O empresário Valdeir José, presente à reunião, afirmou que após a vigência do decreto estadual, “São Sebastião, desde o início do ano, enfrenta superengessamento”. Segundo ele, o decreto já provoca “redução da atividade econômica e queda de receita da prefeitura e num futuro próximo a verticali-zação” (edifícios).
O também empresário Breno de Luca afirmou que a cidade precisa de espaço para crescer e que a maior parte das áreas disponíveis são classificadas como Zonas 1 e 2 no decreto, as mais restritivas em termos ambientais.
O presidente da Associação de Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos de São Sebastião, Luiz Savério Felipelli também criticou o decreto. “O decreto e o mapeamento foram “pessimamente elaborados e provocarão duas conseqüências: verticalização e favelas”.
Em São Sebastião, são proibidos prédios com mais de três pavimentos e o processo de ocupação desor-denada existe há muitas décadas, bem antes do decreto de gerenciamento costeiro.
“Mais coerente” - Os empresários consideram que “seria mais coerente” se as Zona 1 e 2 se restringissem a áreas na encosta da Serra do Mar, e não em trecho de orla também. Segundo Breno de Luca, 70% do território disponível para o crescimento urbano na cidade está dentro da Z1 e Z2. “A partir do decreto, não mais se consegue licenciamento de grandes projetos e os menores também enfrentam problemas”.
O decreto 49.215/2004, assinado pelo governador Geraldo Alckmin, em 7 de dezembro, regulamenta a lei estadual 10.019/1998 que versa sobre o Gerenciamento Costeiro. O zoneamento criou zonas terrestres e marítimas de 1 a 5, a primeira mais restritiva em termos ambientais, em razão da necessidade de se preservar o ecossistema para a garantia de qualidade de vida.
A Z5 (menor restrição) abrange, em São Sebastião, somente a região central da cidade, em razão da existência do terminal petrolífero da Transperto e do Porto, entre outros aspectos, como assentamento urbano adensado e consolidado, comércio e infra-estrutura. A Z5 envolve os bairros Topolândia-Itatinga, a Vila Amélia, no centro, e trecho até o limite com o bairro Porto Grande. Mas a parte alta do bairro Topolândia, por exemplo, é Z2, porque envolve áreas de preservação permanente (APP) e áreas risco geológico.
O Grupo Setorial (GT) elaborou a minuta do decreto estadual 49.215/2004 e definiu o mapeamento. Este GT foi formado por representantes do Estado, das quatro prefeituras e da sociedade civil organizada. O GT deverá elaborar o Plano de Ação e Gestão para o cumprimento do decreto.
Crescimento ordenado - Lucia Sena afirma que o objetivo do decreto, amplamente discutido e de forma democrática, não é o engessamento das cidades, mas o ordenamento do crescimento para a garantia da qualidade de vida. Segundo ela, as zonas mais restritivas não envolvem 70% de área de São Sebastião. “Eles (os empresários), estão incluindo o Parque Estadual, que é Z1”, ela conclui. O Parque Estadual é Z1-AEP (Área Especialmente Protegida), regido por legislação específica.
A Z1-AEP também envolve também a Estação Ecológica Marinha Tupinambás, a área sob Proteção Especial – Cebimar (Centro de Biologia Marinha), a área do Costão do Navio, entre Guaecá e Toque-Toque, e do costão de Boiçucanga.
Lúcia lembrou que o decreto que regulamenta o Gerenciamento do Litoral Norte, é o primeiro do Brasil. “O crescimento popu-lacional desta região é preocupante; o zoneamento busca ocupação e crescimento econômico de forma adequada e sustentável”.
Ela também disse que as Z1 e Z2 são as áreas mais frágeis e já submetidas a outras leis restritivas, como o Código Florestal. “Fizemos audiências públicas nas quatro cidades, o processo foi transparente e durou 20 anos”, ela lembra desde a tentativa da primeira minuta de decreto. O decreto é resultado da terceira minuta. “As zonas urbanas de expansão são suficientes para os municípios”, Lucia afirmou.
Mas ela também disse que a Secretaria Estadual de Meio Ambiente e o Grupo Setorial poderá avaliar críticas e sugestões oficialmente apresentadas, já que o decreto é passível de mudanças dentro de cinco anos. “É muito cedo para afirmar que o decreto está reduzindo o desenvolvimento econômico”.
Resolução - Segundo ela, no momento, técnicos da SMA elaboram uma proposta de Resolução a fim de definir o que significa ocupação de baixo impacto em Zonas 1 e 2. Nestas, o decreto prevê até 10% de ocupação de “baixo impacto”. Conforme Lúcia, loteamentos, por exemplo, não são de baixo impacto e, portanto, não permitidos em Zonas 1 e 2. Ela também afirma que loteamentos aprovados, mas não instalados durante a vigência da licença, não têm direito adquirido”.
Técnicos da Secretaria Estadual já elaboraram outro mapa do Gerenciamento Costeiro do Litoral Norte, objetivando maior escala. O primeiro foi feito com a escala 1 por 50 mil, o que dificultava a localização das áreas para avaliação de licenciamentos de obras. O novo mapeamento tem escala 1 por 10 mil.
O secretário de Meio Ambiente e Urbanismo de São Sebastião, Tales Guilherme Carlini, também na reunião na Câmara, disse que é “contra a ingerência do Estado sobre o Município”, referindo-se ao decreto do Zoneamento Ecológico e Econômico do Litoral Norte. Em resposta, Lúcia Sena declarou que não pretende “polemizar”, mas negou ingerência do governo estadual sobre os municípios.
As normas do Gerenciamento Costeiro, em primeiro plano, estão previstas em lei federal 7.661 de 16 de março de 1988. (Fonte: Imprensa Livre)

Cidade deve ‘exportar’ cerca de 120 toneladas de lixo por dia

São Sebastião - O município de São Sebastião deve exportar cerca de 120 toneladas de lixo por dia para Tremembé, no Vale do Paraíba, a partir da próxima segunda-feira, com o fechamento do depósito da Baleia, na Costa Sul.
Segundo o coordenador regional da Enob, Delmo Conti Pascuma, esse é o montante produzido em média fora do período de temporada. “Normalmente são 60 toneladas da Costa Sul e outras 60 toneladas no Centro e Costa Norte”, informou Pascuma.
De acordo com o coordenador, a Enob, empresa responsável pela limpeza pública e agora também pelo transbordo, utilizará quatro carretas para o armazenamento e dois cavalos mecânicos (caminhões) no transporte. “Enquanto duas carretas são levadas para Tremembé, outras duas permanecem estacionadas na área de transbordo para depósito do lixo”, explicou.
Delmo Pascuma frisa que no terreno haverá área para reciclagem e cooperativa. Em reportagem publica pelo Imprensa Livre na última quinta-feira, feriado de Corpus Christi, o coordenador regional da Enob descartou quaquer risco de contaminação na estação de transbordo do lixo, no bairro Topolândia. Isto porque, segundo ele, não haverá contato com o solo.
O prefeito Juan Garcia anunciou, no início da semana, a desativação do depósito da Baleia a partir da próxima segunda. Por determinação da Justiça, o prazo para o encerramento venceria no dia 8 de junho, mas de acordo com o prefeito, a antecipação é uma homenagem à Semana do Meio Ambiente.
A ‘exportação’ do lixo permanecerá até a abertura do aterro sanitário regional, em Caraguatatuba. Após uma renegociação do contrato com a Enob, “a prefeitura deverá economizar 35%”, citou Juan.
Para efetuar o transbordo, a Enob contratou duas empresas, a Trans Pica-Pau, de São Paulo, que fará o transporte, e a Sasa Sistemas Ambientais, pertencente ao grupo francês Ônix, que administra o aterro de Tremembé. A área da Topolândia, localizada em frente ao Cnaga (Companhia Nacional de Armazéns Gerais e Alfândegados), conta com autorização de órgãos ambientais.
O terreno foi desapropriado recentemente por meio de decreto, porém o prefeito ressalta que será cedido por comodato. A Prefeitura de São Sebastião e Enob têm contrato até 2007.
Retrospectiva - Em fevereiro deste ano o depósito de lixo da Baleia foi interditado pelo secretário estadual do Meio Ambiente, José Goldemberg, que atendeu proposta da Cetesb. Antes disso, no início de dezembro do ano passado, o juiz da 1ª Vara da Comarca de São Sebastião, Fernando Henrique Pinto, citou a prefeitura para que encerrasse o depósito de lixo em 180 dias, prazo que vence no próximo dia 8.
O juiz providenciou a execução do acórdão do Tribunal de Justiça do Estado, de julho de 2003, em razão de danos ambientais e riscos à saúde pública provocados pelo depósito. A decisão do TJ também implica em adequar o destino do lixo produzido na cidade e recuperar a qualidade ambiental da área da Baleia.
Juan garante que irá tratar do “passivo” existente no depósito. A ação judicial foi movida em 1989 pela Sociedade Amigos da Praia da Baleia e, posteriormente, pelo Ministério Público. (Fonte: Imprensa Livre)

Wagner cobra aplicação de verba nas obras no Rio Boiçucanga

São Sebastião - O presidente da Câmara de São Sebastião, Wagner Teixeira, apresentou requerimento na sessão desta semana para cobrar a aplicação de verba destinada à conclusão das obras no Rio Boiçucanga.
Segundo ele, o projeto de lei aprovado ao final do ano passado, que estima a receita e despesas para 2005, prevê o repasse de R$400 mil. “É uma emenda que coloquei durante meu mandato anterior e até o momento nenhum centavo foi repassado. A obra está paralisada desde o começo do ano”, reclama o vereador.
O engenheiro Marcelo Nogueira, responsável pelas obras, explica que há necessidade de uma rampa de acesso para evitar a erosão do solo provocada pelo avanço da maré. Na última segunda-feira, o mar revolto causou danos à estrutura do rancho dos pescadores, local utilizado para reformas nas embarcações, na praia de Boiçucanga.
Além disso, Nogueira revela que o projeto prevê a construção de píer flutuante, deck, calçamento, iluminação e paisagismo. “São serviços fundamentais, que não podem ser adiados por muito tempo, sob o risco de comprometer o trabalho que foi executado anteriormente”, adverte o engenheiro.
Teixeira conta que desde que começaram as obras, em 2003, época em que era sub-prefeito da Costa Sul, a navegabilidade do rio melhorou. “Antes os barcos encalhavam na entrada do rio, os pescadores sofriam para sair e dependiam de maré cheia. Hoje esse problema não existe mais”, comenta.
Nos últimos anos foram abertas mais duas marinas e ampliada a que já existia. “Isso representa desenvolvimento e geração de emprego”, destaca o vereador.
A Marina Club Boiçu-canga, que está em fase de construção, terá capacidade para 170 embarcações. O gerente Dorival dos Passos estima que serão contratados cerca de 30 funcionários.
A melhora nas condições do rio também levou o pescador Íon de Matos a construir um barco de grande porte. Entretanto, ele não esconde preocupação com o andamento da obra.
“Nesse ano as coisas estão meio paradas, não fizeram mais nada no rio. Se existe um dinheiro disponível não entendo porque não está sendo usado”, questiona. O requerimento foi encaminhado à prefeitura. (Fonte: Imprensa Livre)

Semana do Meio Ambiente tem início nesta segunda-feira

São Sebastião - O Dia Mundial do Meio Ambiente é comemorado no dia cinco de junho. Para homenagear a data a Prefeitura de São Sebastião, por meio de uma interface entre as Secretarias do Meio Ambiente, Educação e Cultura e Turismo, realizará entre os dias 30 de maio e cinco de junho, a “Semana do Meio Ambiente 2005”, com ações ao longo do município. O objetivo será abordar a Educação Ambiental formal e não formal, valorizar os trabalhos que estão sendo desenvolvidos nas escolas e empresas. Além de debater também os temas Ecoturismo e Agenda 21.
A abertura será realizada no dia 30, segunda-feira, às 18h30, no Teatro Municipal, com presença de autoridades civis, educadores, ambientalistas e toda sociedade civil está convidada. Um concurso de esculturas com sucata também será lançado durante a semana.
Um grupo de Campinas especializado em abordar temas ambientais em peças teatrais fará a apresentação da peça “Charada de Oxil” no Teatro, às 19h30. Na terça-feira, às 10 horas, ela estará na escola municipal do Canto Mar e às16 horas, na escola municipal Maria José da Penha Frúgoli, na Enseada. Na quarta-feira, dia primeiro, a peça estará em cartaz na Costa Sul, com apresentações, às 10 horas, na Escola Municipal de Juquehy e às 15 horas na Praça Pôr-do-Sol, em Boiçucanga.
Na sexta-feira, dia três, serão temas de palestras as ações ambientais da Prefeitura de São Sebastião sobre congelamento de áreas, educação ambiental e aterro regional, onde equipe de técnicos da Prefeitura farão explanação sobre o assunto, às 16 horas, no Teatro. No mesmo dia será aberta a “Feira de Artesanato Ambiental”, organizada pelo Fundo Social de Solidariedade, no calçadão da Secretaria de Cultura e Turismo, no Centro Histórico.
Fazendo inscrições antecipadas pelos telefones 3892-6000 ou 3862-1855, os interessados poderão participar de uma visitação pública ao Viveiro Municipal, na Reserve du Moulin, entre os dias 30 de maio e seis de junho.
A Ong Caeté Ecolazer fará um arrastão ecológico chamado “Viva Vida”, na quinta-feira, dia dois, na praia de Boiçucanga. No sábado, às 9 horas, o Instituto Terra e Mar, mobiliza alunos da escola estadual Nair Ferreira Neves no bairro São Francisco. Ainda no sábado, acontece uma aula inaugural do curso de Reciclagem para monitores de Ecoturismo.
Já para o domingo, “Dia Mundial do Meio Ambiente”, a partir das 9 horas, o Instituto Terra e Mar promove o reflorestamento das margens do rio Perequemirin, no São Francisco. Para o final da tarde, às 17 horas, está programada a apresentação do grupo de dança “Descendentes de Rua”, de poesias e de premiações como a do rap vencedor do concurso nacional do Meio Ambiente e do concurso de Esculturas em Sucata.
Além disso, durante toda a semana uma programação extensa com diversas palestras será oferecida. Maiores informações podem ser obtidas pelo telefone 3892-600, 3892-1568 ou 38921526, na Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo. (Fonte: PMSS)

Câmara rejeita cinco requerimentos por maioria de votos

São Sebastião - Cinco requerimentos foram rejeitados na sessão da Câmara realizada nesta terça-feira, 24. Os vereadores Robson Ceará, Coringa, Dalton, Guto e Marcelo Mattos, decidiram votar contra a aprovação das proposituras apresentadas pelos vereadores Kotian, Leopoldino e Solange.
Os requerimentos rejeitados solicitavam informações da Secretaria de Saúde a respeito de lista dos medicamentos fornecidos pela rede pública municipal, compra de suprimentos e equipamentos hospitalares, e locação de veículos para transporte de pacientes, além de um requerimento questionando o processo de readmissão e demissão do servidor Sérgio Scandiusse.
Somente as proposituras dos vereadores Dalton, Robson Ceará e Wagner Teixeira foram aprovadas.
Teixeira quer saber qual o motivo da Prefeitura não realizar serviços de manutenção, reparos e melhorias dentro do loteamento Villagio, situado no bairro de Camburi.
O vereador ainda cobra repasse de verba para conclusão de obras no Rio Boiçucanga; reivindica informações sobre convênio com o Governo do Estado, autorizado pelo Legislativo no ano passado, para colocação de pista de skate no bairro de Boiçucanga; e pede providências em relação à obra denominada como “Paliteiro”, paralisada desde 1992, na Enseada, onde segundo moradores do bairro seria construída uma escola.
Também no bairro da Enseada, Teixeira pergunta se existe inspetor de alunos na Escola Maria Alice Rangel; reclama do acúmulo de lixo verificado nas ruas; e questiona quantos médicos atendem nas Unidades de Saúde da Enseada e do Jaraguá.
Os demais requerimentos aprovados são destinados ao DER. O vereador Dalton indaga o motivo da retirada do carro de resgate que ficava a disposição na divisa de São Sebastião e Caraguatatuba. Já Robson Ceará, quer saber se serão construídas rotatórias e passarela na rodovia SP-55, no trecho que passa pelos bairros da Enseada e Canto do Mar. (Fonte: Câmara Municipal de São Sebastião)
 
Notícias de Ubatuba Topo

Restaurante Solar das Águas Cantantes Ubatuba

Padronização de quiosques será definida nesta semana
Permissionários dos quiosques da Praia Grande e secretaria de Arquitetura e Urbanismo apresentaram propostas de padronização que será analisada pela comissão julgadora

Ubatuba - Nesta semana, a comissão instituída pelo prefeito Eduardo César para deliberar sobre a padronização dos módulos de praia, deverá se reunir para analisar e definir as propostas apresentadas pelos permissionários dos quiosques da Praia Grande e pela Secretaria de Arquitetura e Urbanismo. Com representantes do Executivo, Legislativo, sociedade civil e quiosqueiros, a reunião para apresentação das propostas dos parâmetros arquitetônicos e de dimensões acabou levantando outras questões, entre elas, a legalidade da forma como foi concedida a permissão de exploração dos quiosques aos atuais permissionários.
De acordo com a proposta apresentada pelos representantes dos permissionários dos quiosques, a altura máxima do pé direito seria fixada em 3 metros, quando a Secretaria de Arquitetura e Urbanismo, a SAU propõe 2,30 metros. Com relação às áreas máximas do corpo principal do quiosque, incluindo os sanitários, a proposta dos comerciantes é de 63 metros quadrados ao passo que a SAU propõe 45,86 metros quadrados. Quanto a área de varanda, existe uma grande diferença nas propostas: 100 metros quadrados contra 15 metros propostos pela Prefeitura. Já quanto a área impermeável a proposta dos quiosqueiros é de 163 metros quadrados contra 61 da administração municipal. Não há discordâncias quanto ao tipo de cobertura, geometria e número de águas, porém quanto a altura máxima da cumeeira, as propostas são novamente divergentes: os permissionários querem 6 metros e a prefeitura insiste em cinco metros.
Caberá portanto a comissão instituída pelo prefeito, determinar quais os novos parâmetros a serem adotados. Fazem parte da comissão um representante da SAU (Eng. Carlos Augusto Malheiros), um representante da Secretaria de Meio Ambiente (Alexandre Nardi Vasconcelos), um representante da seção de fiscalização de obras (Clélio Teodorico Coutinho), um acionista da Comtur (Ronaldo Dias) e do presidente da Associação Comercial de Ubatuba (Ahmad Khalil Barakat). (Fonte: PMU)

Eduardo César e comitiva são recebidos pelo Ministro do Trabalho
Na pauta da reunião, solicitações de projetos para melhorar a renda dos ubatubenses, além de financiamentos para diversas áreas

Ubatuba - O prefeito Eduardo César e uma comitiva de Ubatuba foram recebidos ontem em uma audiência com o Ministro do Trabalho e Emprego, Ricardo Berzoini, na capital paulista. Agendada pelos petistas Gerson Florindo e Laerte Zanotti, que também participaram do encontro, a comitiva de Ubatuba fez ao ministro uma série de solicitações para a cidade. Entre elas, a implementação de Política de Emprego e Renda em Ubatuba; apoio técnico para capacitação profissional dos setores de extração de areia, coleta seletiva/reciclagem de lixo, artesanato, turismo e pesca, e financiamento, através do BNDES para o desenvolvimento local .
Ainda na pauta da reunião, que contou também com as presenças do vice-prefeito Domingos dos Santos, do secretário de turismo Luiz Felipe Azevedo e do presidente da Associação Comercial, Ahmad Barakat, um outro tema que mereceu bastante destaque foi o pedido de investimentos federais em Ubatuba. Segundo o prefeito Eduardo César, a implantação de projetos como o gasoduto da Petrobrás e a escola técnica federal de Pesca, foram alguns dos pedidos feitos ao ministro. “Vamos empreender todos os esforços para que Ubatuba possa participar dos royalties do gás natural que passará a ser extraído na bacia de Santos”, reforçou Eduardo César. O prefeito lembrou ainda da importância da parceria entre o poder público, a classe empresarial e as entidades não governamentais. “Somente com parcerias como essas é que conseguiremos o desenvolvimento do nosso município”, reafirmou. (Fonte: PMU)

Mariângela tem encontro, na segunda-feira, com pescadores
A parlamentar vai falar sobre seguro-desemprego com os pescadores da colônia Z10

Ubatuba - A deputada federal Mariângela Duarte (PT/SP) visita, na próxima segunda-feira (dia 30), a cidade de Ubatuba. Ela participa de um encontro, às 12h15 na Câmara Municipal, com os pescadores da colônia Z10 – Ministro F. Costa. Na reunião a parlamentar vai falar sobre a concessão de benefício do seguro-desemprego para estes trabalhadores.
Os pescadores da colônia Z10 encaminharam à Mariângela um abaixo-assinado solicitando à Coordenadoria do Seguro Desemprego da Delegacia do Trabalho, que contemple os profissionais da pesca do camarão com o benefício, mesmo que suas embarcações não possuam licença para capturar esta espécie.
O abaixo-assinado foi encaminhado à Mariângela pelo fato dela ser a responsável pelo pedido junto ao Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e a Secretaria Especial de Aqüicultura e Pesca (Seap) para a criação do Grupo de Trabalho Interministerial (GTI) que vai estudar e propor medidas para revisão das normas que regulamentam a emissão do registro de pescador profissional e a concessão de benefício do seguro-desemprego.
Em sua solicitação, a deputada apresentou documentos da Federação dos Pescadores do Estado de São Paulo. "Os documentos elencam as inúmeras dificuldades enfrentadas pelos pescadores artesanais, no Estado", adverte a deputada em seu ofício ao ministro da Seap, José Fritsch.
Antes do encontro com os pescadores, Mariângela visita o presidente da Câmara, Jairo dos Santos (PT) e os vereadores. A parlamentar vai ainda almoçar com o prefeito de Ubatuba, Eduardo César (PL) e o vice, Domingos dos Santos (PT), na prefeitura. Às 16h, a deputada ainda participa de reunião com o Diretório Municipal do PT para discutir temas como Processo de Eleições Diretas (PED) do partido, eleições 2006 , além prestra contas sobre seu mandato.

Profissional de Ubatuba participa de intercâmbio entre Brasil e Cuba
A sanitarista em saúde bucal, Cinthia Sampaio, de Ubatuba, foi uma das profissionais que representaram o Brasil na comitiva para Cuba

Ubatuba - A coordenadora de Serviços de Saúde de Ubatuba, Cinthia Sampaio Cristo retornou essa semana de Cuba. Ela foi convidada para participar do projeto “Fortalecimento da Odontologia e da Estomatologia no Brasil e em Cuba”. A visita à Ilha de Cuba representa um intercâmbio de informações e faz parte da Política Nacional de Saúde Bucal chamada “Brasil Sorridente”.
Essa troca de informações pode ser bastante significativa para os dois países. Cinthia conta que Cuba é uma “escola de saúde pública e tem muito a ensinar ao nosso país em relação à melhoria de qualidade de serviço”. Em contrapartida, o Brasil pode oferecer a Cuba uma capacitação de profissionais e aprimoramento técnico na área de próteses.
A experiência cubana - Cuba é um país socialista, portanto, setores como saúde e educação são funções do estado. Durante o período especial, na década de 90, quando ocorreu a “crise do socialismo mundial”, o país passou a dedicar-se ao desenvolvimento da atenção básica, que engloba prevenção e promoção de saúde. Segundo Cinthia, como resultado, Cuba tornou-se referência nessa área. “Em outros setores, de atenção secundária, tais como, próteses e implantes, a tecnologia e a especialização ficaram estagnadas”, contou.
Etapas de trabalho - O intercâmbio está sendo feito em duas etapas. Na primeira, a delegação brasileira foi para Cuba, com dois profissionais da área de saúde bucal. Em agosto, inicia-se a segunda etapa, com a vinda da Diretora Nacional de Estomatologia do Ministério de Saúde em Cuba, Dra. Maritza Sosa. Ela ministrará seis seminários nas diferentes regiões brasileiras, para falar sobre qualificação de atendimento e acreditação de serviços. Posteriormente, será programado o início da capacitação em Cuba, com cirurgiões dentistas brasileiros, especializados na área de prótese.
Despedida - Após essa visita a Cuba, Cinthia Sampaio despede-se de Ubatuba. Ela foi convidada para trabalhar na área técnica da coordenação nacional de saúde bucal, em Brasília, com a função de ajudar a ampliar o projeto Brasil Sorridente. Ela será responsável pela interlocução entre a Coordenação de Saúde Bucal do Estado de São Paulo e a Funasa, com o objetivo de cuidar da saúde bucal dos povos indígenas. Cinthia diz que tem um carinho especial pela cidade. “Vou embora querendo ficar, mas farei tudo o que puder para possibilitar a melhoria de serviços da saúde bucal em Ubatuba, finaliza, sorrindo.”(Fonte: Assessoria de Comunicação – PMU)

Ubatuba estuda solução para o tráfego de bicicletas na cidade
Arquiteto especialista em projetos cicloviários e consultor do Ministério das Cidades esteve em Ubatuba nessa semana conhecendo a realidade local

Ubatuba - A convite do Serviço Municipal de Trânsito, que está coordenando os estudos para disciplinar o tráfego de bicicletas no município, esteve em Ubatuba na última terça-feira, dia 25, o arquiteto Sérgio Luiz Bianco. Usuário da bicicleta como meio de transporte, Sérgio é especialista em projetos cicloviários, é também coordenador do Grupo de Trabalho de Bicicletas da ANTP (Associação Nacional de Transportes Públicos) e consultor do Ministério das Cidades. Segundo Sérgio, definir o papel da bicicleta nos sistemas de transportes de acordo com o Código Brasileiro de Trânsito está entre as atribuições do Grupo da ANTP.
Durante todo o dia de ontem o arquiteto percorreu várias ruas de Ubatuba coletando informações para um projeto que deverá ser apresentado a Prefeitura. “Apesar da chuva pude notar que o número de bicicletas em Ubatuba é impressionante. Temos que trabalhar para transformar o que hoje pode ser considerado um problema em um modo agradável de se viver”, afirmou Sérgio. Para ele, ao se criar um espaço próprio para o ciclista, o tráfego de bicicletas se torna organizado. “O ciclista quando anda pela rua sofre com os carros, aí ele vai para a calçada e atrapalha o pedestre”, diz. Segundo o arquiteto, para muitas pessoas a bicicleta não é vista como um veículo.
Outra idéia esboçada ontem pelo consultor do Ministério das Cidades é a implantação de bicicletários dotados de infra-estrutura, como mecânicos, lojinhas de conveniência e outras facilidades. “Hoje a cidade de São Paulo tem apenas 25 quilômetros de ciclovias e nenhum bicicletário. O número de ciclistas dispostos a trocar eventualmente o carro pela bicicleta como meio de transporte tende a aumentar quando existem facilidades para os ciclistas”, reforçou.
Segundo Ronaldo Lopes, do Serviço Municipal de Trânsito, o arquiteto deverá apresentar em aproximadamente 60 dias um projeto de implantação de um sistema cicloviário em Ubatuba. Sérgio Bianco informou também aos participantes do grupo de estudo técnico da Prefeitura que o Ministério das Cidades anunciou no ano passado um investimento de R$ 62 milhões na implantação de sistemas cicloviários no Brasil. Participam do grupo técnico da Prefeitura, além do chefe do Serviço de Trânsito, Ronaldo Lopes, o assessor de assuntos comunitários René Nakaya, o secretário de Meio Ambiente, Paulo Roberto Pires e o arquiteto da prefeitura Ivan Carlos Amado, que inclusive tem vários cursos na área de transporte público e sistema viário. (Fonte: Assessoria de Comunicação PMU)
Saiba mais:
O que diz o código de transito
Carros devem ceder passagem a bicicletas
Para ciclistas
Art. 38 - Antes de entrar à direita ou à esquerda, o condutor de veículos automotores deve ceder passagem aos ciclistas e pedestres e aos veículos que transitem em sentido contrário pela pista da qual vai sair.
Art. 58 - Nas vias urbanas, a circulação de bicicletas deverá ocorrer, quando não houver ciclovia, ciclofaixa ou acostamento, nas margens das pistas, no mesmo sentido de circulação, com preferência sobre os veículos automotores.
Art. 59 - Desde que autorizada e devidamente sinalizada pelo órgão competente, estadual ou municipal, será permitida a circulação de bicicletas nos passeios (calçadas)
Art. 68 - O ciclista desmontado, empurrando a bicicleta, equipara-se ao pedestre em direitos e deveres.
Para motoristas
Art. 201 - Deixar de guardar a distância lateral de 1,50 metro ao passar ou ultrapassar bicicleta. Infração média, punida com multa
Art. 220 - Deixar de reduzir a velocidade de forma compatível com a segurança do trânsito ao ultrapassar ciclista. Infração grave, punida com multa. (Fonte: PMU)

Caminhão “cata-trecos” inicia operação em Ubatuba

Ubatuba - A Secretaria de Obras da Prefeitura de Ubatuba está colocando a serviço da população um caminhão “cata-treco”, a partir desta semana. Ele recolherá móveis e eletrodomésticos de grande porte que não têm mais utilidade nas casas. A princípio, o caminhão passará aos sábados nos bairros Ipiranguinha, Estufa I e II e Centro. Quem não mora nesses bairros pode solicitar e agendar o serviço pelo telefone 3833-2846.
Materiais como sofás, geladeiras, fogões e guarda-roupas velhos não podem ser deixados nas ruas, junto com o lixo doméstico, pois o caminhão não tem condições para transportá-los. O “cata-treco” encaminha os objetos para a usina de reciclagem. Nesse local, será feita uma triagem, separando o que puder ser reaproveitado. Plástico, metal e vidro são separados para reciclagem. O material que não puder ser reaproveitado será encaminhado para o aterro. (Fonte: PMU)

Mudanças na coleta seletiva

Ubatuba - O sistema de coleta seletiva da Prefeitura de Ubatuba está passando por adaptações para melhor atender à comunidade ubatubense. O cronograma foi modificado e portanto o cidadão deve ficar atento aos dias em que o caminhão de coleta passa em sua rua. Todas as terças, quartas e quintas, serão atendidos os bairros:
Setor 1: Centro 1 (Barra da Lagoa até Thomas Galhardo); Centro 2 (Tomás Galhardo até R. Liberdade); Sumaré e Silop
Setor 2: Parque Vivamar, Barra da Lagoa, Itaguá
Setor 3: Perequê-Açu, Praia do Matarazzo
Setor 4: Estufa I, Estufa II, Sesmarias, Sertão do Sérgio
Moradores de outros bairros poderão solicitar a coleta pelo telefone: 3833-2846
Algumas dicas importantes:
- não acumular lixo no quintal
- separar materiais cortantes, como vidros quebrados e metais, pois eles podem machucar os coletores.
- colocar o lixo na rua somente nos dias da coleta
- deixar o lixo sempre em local suspenso, evitando o ataque de cães e gatos
- nunca depositar lixo nas drenagens naturais (rios e córregos), nem terrenos baldios (Fonte: PMU)

Prefeitura limpa e sinaliza ruas do centro

Ubatuba - Funcionários da Secretaria de Obras e do Serviço Municipal de Trânsito realizaram nos últimos dias serviços de limpeza e sinalização em várias ruas do centro. Os serviços foram temporariamente suspensos devido ao mau tempo e serão retomados assim que as condições climáticas melhorarem, mesmo durante o feriado.
Cerca de 15 braçais da Secretaria de Obras executaram serviços de capinação e limpeza nas seguintes ruas do centro: avenida Iperoig (até a ponte do Perequê-Açu), rua Conceição, avenida Thomaz Galhardo, Pista de Skate (avenida 9 de Julho) e avenida Dona Maria Alves.
Os funcionários do Serviço Municipal de Trânsito realizaram a sinalização de guias horizontais e verticais, pintura de faixas, postes e a troca de placas de sinalização danificadas também nas mesmas ruas. Agora a Prefeitura irá promover os mesmos serviços nas ruas paralelas.
Muro de contenção no Itaguá - A forte ressaca da última segunda-feira, 23, atingiu alguns pontos da praia do Itaguá, ocasionando o desmoronamento de grande parte do muro de contenção e estragos em quiosques, devido ao impacto das fortes ondas.
A Prefeitura de Ubatuba está desenvolvendo um projeto para a construção de muro de contenção, que será em pedra e concreto armado, como o já existente. Todo o recurso para execução da obra será da Prefeitura. (Fonte: PMU)

Prefeitura convida população para audiência publica

Ubatuba - A Prefeitura Municipal de Ubatuba convida a população a participar da Audiência Pública relativa ao 1º quadrimestre de 2005, que se realizará na próxima segunda-feira, às 19h30 na sala Washington de Oliveira da Câmara Municipal de Ubatuba. A audiência é aberta a população, para que todos possam acompanhar a prestação de contas do município no período de janeiro a abril de 2005. (Fonte: PMU)

Vereador Edilson Félix pede explicações ao Prefeito
Cargos de confiança na Prefeitura, situação de empresa de ônibus, atendimento nos postos de saúde e cronograma de obras para os próximos meses

Ubatuba - O vereador Edilson Félix apresentou quatro pedidos de informação na sessão de Câmara da última terça-feira, 24 de maio, todas aprovadas por unanimidade.
Na primeira delas, o vereador cobrou informações se há um cronograma da Obras planificado para o município e se há, quais são e quando serão realizadas as obras planejadas.
“Ubatuba tem várias necessidades e a população precisa conhecer quais são as prioridades elegidas pela Administração Pública. Não podemos viver só de tapar buracos e remover entulho”, afirmou.
Félix também está cobrando do Executivo, informações sobre a situação da empresa de ônibus que opera em Ubatuba. Quer saber, por exemplo, se a empresa está operando por permissão ou por concessão? Se estiver operando por permissão, quando haverá licitação para regularizar a situação. Sobre o preço das passagens, atualmente R$ 1,90, o vereador quer saber como foram calculados os custos e quais foram as planilhas apresentadas para se chegar a esse valor.
“Passagem de ônibus é tarifa pública e deve ser amplamente discutida com todos os setores da nossa sociedade”, justificou.
O atendimento nos postos de saúde de oftalmologistas, o prazo entre a marcação da consulta e o efetivo atendimento e a distribuição de preservativos nos mesmos, também são alvos do outro pedido de informação. “A população me pergunta nas ruas e preciso de informações consistentes para repassar. A Secretaria de Saúde deve se pronunciar e esclarecer essas questões”. A possibilidade de distribuição de preservativos pelo pessoal do PSF também foi questionada pelo vereador.
Os cargos de confiança, indicados pelo Prefeito, também são alvo de pedido de informação do vereador. Edilson Félix quer saber quantos cargos de confiança foram ocupados, qual a qualificação e a escolaridade exigida para cada um deles, quem são os ocupantes de cada um deles e se as qualificações dos mesmos correspondem às exigidas pelos cargos.
“O artigo 37 da Constituição Federal indica os princípios que devem ser seguidos pela Administração Pública: legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência. Todos os cargos em comissão são pagos pela população, que sempre cobra o máximo de eficiência. É função do vereador, conforme o art. 31 da nossa Carta Maior, fiscalizar para que toda a máquina administrativa funcione a contento, da melhor maneira possível”. (Fonte: edilsonfelix@camaraubatuba.sp.gov.br)

Dançarino recebe Moção de Congratulação

Ubatuba - No último dia 10, o dançarino e sapateador Reinaldo Anjos recebeu, das mãos do Vereador Edílson Félix, uma Moção de Congratulação pelos 28 títulos conquistados em menos de 2 anos e meio, dignificando a nossa cidade pelos palcos do país.
O dançarino apresentou seu novo trabalho no Festival Litoral em Danças, realizado em Caraguatatuba, dia 21, no Teatro Mário Covas, onde ficou com o 3º lugar.
Reinaldo Anjos recebe apoio do vereador Edílson Félix, do comerciante Grilo, Jane Lucindo (figurino) e Felipe Camarão (sonoplastia). Dá aulas no Tênis Clube, às quintas-feiras, a partir das 20h00. Contatos tel.: 3833-4479. (Fonte: edilsonfelix@camaraubatuba.sp.gov.br)

Ação Litoral

Carta do Leitor
As mensagens, fotos e opiniões  publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo. O envio de qualquer material para nosso e-mail
será considerado como autorizado a sua publicação e assumida a total responsabilidade pelo seu conteúdo.
As mensagens deverão conter nome completo, RG, endereço, telefone de contato e um e-mail válido.
Reservamos o direito de não publicar cartas que não contenham a devida  identificação do autor.
Topo

Onde Estavamos? - Ao ler diariamente a seção "carta dos leitores" deste excelente jornal, observo o aumento de matérias de ex-chefes políticos, administradores públicos e cidadãos influentes, explicando e argumentando aquilo que deveria ter sido feito na circunstancia tal... (mas não o foi...), muitas linhas sobre o porque de nossa cidade estar que é só "a capa da gaita” (sistema de saúde arruinado,ruas esburacadas, mato crescido ,a visual comprometido, turismo em baixa ,..a lista é longa) , tenho a forte impressão que fomos invadidos por gente estranha(e.t.?) e não nos demos conta disso , já que nada do que aconteceu é de nossa responsabilidade , tendo em vista sermos bons, honestos, trabalhadores, etc.
Afinal, onde estávamos todos quando os desmandos começaram? O que fazíamos nós, quando se autorizou a construção dos quiosques sem o necessário planejamento urbano? Quando se autorizou a instalação permanente do parquinho na avenida Iperoig... Cinco administradores municipais..... vinte anos depois e no mínimo fomos coniventes com a destruição urbana da Praia Grande (entre outras), cartão postal da cidade, degradada ano após ano pela gula insaciável de uma minoria predadora, associada ao poder público, míope e mesquinho para dizer o mínimo....... Que fizemos nós, quando pessoas extremamente bem afinadas entre si, infiltraram-se na administração publica com única finalidade de beneficiar o próprio grupo?. Será que desconhecíamos os despachantes que, mediante pagamento de módica quantia, sabiam como resolver os “problemas junto aos órgãos competentes “?...... E nossos legisladores, quanto os pressionamos para que lutassem pelos interesses legítimos da população?” Caberiam muitos mais “ onde estávamos nós”, mas que fique a escolha ao critério de cada um.Ao cabo e ao rabo,me parece estarmos colhendo frutos daquilo que semeamos durante esse período, até porque, de bem intencionados e justificadores o inferno anda cheio. Após expurgo interno, mea culpa, acusações e outros destampatorios mais, origem dos debates e explicações neste jornal, que tal um reexame de consciência ...... e nos empenharmos a colocar esta cidade maravilhosa nos caminhos da dignidade e cidadania para toda sua gente.

Sergio Abreu
Arquiteto
Ubatuba, SP


Ubatuba liberou geral - Ubatuba sempre deu a impressão de marasmo, mas agora a coisa está acelerando. A idéia que o futuro não existe está tomando forma na arquitetura, e no urbanismo.
Esse Ratinho tem que ganhar um premio por conseguir fazer quiosques de dois andares, ou vão ser três?, onde antes havia um quiosque padrão.
Bom, para ver o mar a gente sempre pode ir para a praia, enquanto os quiosqueiros não construirem sobre a agua.
O tal de espaço público, está cada vez menos publico, e cada vez menos espaço, mas ,quem se importa?
A aplicação deste conceito no urbanismo é a liberação daquela obra feita no trevo de Taubaté, juntando o motorista que vem de Santos, o que vem de Taubaté, o ciclista que vem da cidade,com o que vem do Ipiranguinha, com os pedestres, e agora com o sujeito que de ré tira o seu carro da calçada dessa obra.
Ubatuba está inovando, nunca vi uma coisa dessas em lugar nenhum do mundo, será que o Ratinho fez o projeto, ou a aprovação, ou ambas?

Mike Buser
Ubatuba, SP


Quiosques - Demorou para iniciar uma discussão sobre os limites dos quiosques, precisou haver um abuso tão absurdo como os quiosques da Praia Grande para ai a população e Prefeitura acordarem e já que houve inicio não deve acabar sem resultados.
Ótimo que os quiosqueiros foram a reunião na Prefeitura, é sempre assim, quando as coisas apertam todos correm e é bom mesmo pois os limites existem para serem respeitados senão para que ter limites ? não só o espaço para construção mas também do uso da praia, som, etc.
Fiquem atentos a Sessão da Câmara na próxima terça-feira, pois será aprovada ou rejeitada a CPI dos quiosques e também AQUELA lei do Biguá que daria 30 dias sem embargo da obra, LEMBRA ? parece que tudo tem a ver, pois bem, confio no grupo dos novos vereadores...a CPI tem que passar, por que não ? vamos moralizar, mas a lei dos 30 dias, essa não pode ser aprovada, se tivesse sido, veja que os quiosques já estariam quase prontos sem ninguém poder reclamar, pois estariam dentro da lei, vejam bem o que vocês podem e o que vocês não podem aprovar Senhores Vereadores.

Bel Dergham
Ubatuba, SP


Ainda os quiosques III - Esclarecidas pelo ilustre Arquiteto Gilmar Rocha, as causas às quais atribui a manutenção do "status quo" dos "permissionários/proprietários" dos "módulos especiais", ou quiosques de praia em nossa sofrida orla, junto-me àqueles que requerem a regularização dessas permissões de uso, à luz da legislação vigente. Na esteira da citação de dispositivos legais, transcrevo o artigo 175 da nossa Constituição Federal, cujo teor, quanto à outorga de permissões de uso para os "módulos especiais", jamais foi levado em conta em nossa cidade: CF, art. 175 - Incumbe ao poder público, na forma da lei, diretamente ou sob regime de concessão ou permissão, sempre através de licitação, a prestação de serviços públicos. Com coerência e lógica argumentou o Arquiteto Gilmar Rocha, quanto à necessidade de haver um esforço conjunto para se lograr sucesso nessa empreitada, já que o "lobby" é forte e administrações anteriores não obtiveram sucesso. Juntemos pois nossas forças, para restabelecer a legalidade e restaurar a legitimidade daqueles aos quais, no futuro, sejam outorgadas na forma da lei, as permissões de uso desses equipamentos urbanos pertencentes a Prefeitura de Ubatuba. Quiçá não venhamos a encontrar nesse veículo de comunicação, futuramente, explicações do Secretário de Arquitetura e Urbanismo do "governo do resgate", quanto a não ocorrência dessa expectativa moralizadora.

Thomas De Carle
Ubatuba, SP


Irregularidades em quiosques geram polêmica - No De olho em Ubatuba - 17/05/05, manifestei indignação pela ampliação irregular e sem critérios de uma série de módulos especiais na praia Grande de Ubatuba, que acontecia sob o olhar complacente da administração municipal. De lá para cá, impulsionados por muitas denúncias na Internet, em jornais e na TV, uma série de acontecimentos vêm permeando a atitude anormal destes permissionários.
A lei municipal nº 840, de 05 de novembro de 1986, que "Estabelece normas para o exercício do comércio nas praias do município da Estância Balneária de Ubatuba" logo completará 20 anos e, aproveitando a oportunidade, deveria sofrer uma ampla discussão por parte de toda a comunidade ubatubense, pois ela teve seus objetivos dilapidados ao longo dos últimos anos.
Atendendo convite da Prefeitura, às 15 horas do dia 25 (quarta-feira), compareci a Sala 6 do Gabinete do Prefeito para fazer a cobertura de um encontro que tinha como objetivo (a pauta foi apresentada quando lá cheguei) a definição do projeto de padronização dos módulos, através da Comissão instituída pelo Decreto nº 4395, de 19 de maio de 2005. Confesso que só tomei conhecimento da existência da Comissão instituída pelo decreto naquela hora e estranhei a ausência de um representante da Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Ubatuba em sua composição.
Na reunião, além de representantes da comunidade e do Executivo Municipal, estavam presentes os vereadores Charles Medeiros, Claudinho Gulli, Edílson Félix, Jairo dos Santos e Luciana Machado, acompanhados de assessores.
Momentaneamente, pela fala inicial de um dos mediadores do encontro, o advogado Anderson de Souza (secretário de Assuntos Jurídicos), achei que a reunião levantaria pontos questionados pela população do município de Ubatuba. Ele afirmou que a Prefeitura poderia passar com a máquina por cima de todos os módulos da praia Grande, mas... Sempre existe um "mas" no meio do caminho...
Em seguida, os dois únicos membros da comissão que não são funcionários da Prefeitura (Ahmad Khalil Barakat e Ronaldo Dias) declararam-se incompetentes para falar sobre o assunto técnico, objeto da reunião. Este fato me causou surpresa, uma vez que o Decreto nº 4395/05, "Institui a Comissão Julgadora da padronização dos módulos de praia" e eles são membros desta "Comissão Julgadora". Para falar a verdade, também não entendi a composição da "Comissão Julgadora", ou seja, 3 (três) dos 5 (cinco) membros são representantes da Prefeitura. Os dois membros, Ahmad Khalil Barakat e Ronaldo Dias (presidente da Associação Comercial de Ubatuba e acionista da Companhia Municipal de Turismo, respectivamente), foram escolhidos apenas para dar credibilidade à decisão, uma vez que a totalidade de seus votos em nada modificará a resolução de "padronização" tomada pela administração municipal?
Os representantes do Legislativo e da comunidade, presentes a reunião, queriam falar sobre o aspecto legal da existência dos permissionários dos módulos especiais (o que não era objeto do encontro), no que foram tolhidos pelos advogados Anderson de Souza e Denise Martins Silveira, mediadores da reunião, ficando a mesma restrita a discussões técnicas entre os representantes da Prefeitura e dos permissionários dos módulos.
Em resposta a uma das interferências feitas pelo advogado Thomas De Carle, um dos componentes da mesa (no centro da foto acima), afirmou que era "dono" e não permissionário, uma vez que comprou o "seu quiosque" e, como se isto desse validade ao fato, acrescentou que estava em Ubatuba há 13 anos e que tinha filhos nascidos aqui.
Durante esta semana, a comissão instituída pelo Decreto nº 4395/05, deverá se reunir para analisar e definir as propostas apresentadas pelos permissionários dos módulos da praia Grande e pela Secretaria de Arquitetura e Urbanismo. Este decreto vem, mais uma vez, regularizar uma situação contrária aos interesses do município. É chegada a hora, como sugere nosso colunista Herbert Marques em seu artigo "O privilégio de poucos", da Prefeitura assumir o seu papel.
Cabe-me, pelo exposto, solicitar ao senhor prefeito que amplie a discussão e lembrá-lo que muitos serão os insatisfeitos com as medidas que são necessárias para a obtenção do resgate prometido em campanha e tão esperado pela população de Ubatuba.
Acredito que o Legislativo ubatubense, em breve, também estará interferindo neste processo, uma vez que é grande a apreensão de técnicos e da população com relação ao desenrolar da questão.
Como todos sabem, a praia do Saco da Ribeira está, literalmente, prestes a desaparecer. No andar da carruagem, quanto tempo teremos para que a praia Grande chegue ao mesmo estado?

Luiz Roberto de Moura
Engenheiro civil e consultor de informática. Iniciou no jornalismo em 1970 como colaborador da Folha da Baixada. Na administração pública, em Ubatuba, dirigiu várias secretarias municipais. É o responsável pelo UbaWeb - O Portal de Ubatuba.


Cultura de Paz - Alarmados pela intensificação atual da intolerância, da violência, do terrorismo, da xenofobia, do nacionalismo agressivo, do racismo, do anti-semitismo, da exclusão, da marginalização e da discriminação contra minorias nacionais, étnicas, religiosas elingüísticas, dos refugiados, dos trabalhadores migrantes, dos imigrantes e dos grupos vulneráveis da sociedade e também pelo aumento dos atos de violência e deintimidação cometidos contra pessoas que exercem sua liberdade de opinião e de expressão, todos comportamentos que ameaçam a consolidação da paz e da democracia no plano nacional e internacional e constituem obstáculos para o desenvolvimento
A UNESCO – Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura, vem incentivando no mundo todo a educação para a tolerância.
Também vem sendo incentivado cada vez mais o protagonismo juvenil, ou seja, que os jovens sejam sujeitos de seus atos e de suas ações e não apenas cumpridores de ordens externas.
Assim, no dia 19 de maio de 2005, na Escola Estadual “Capitão Deolindo de Oliveira Santos” houve uma entrevista com um jovem participante do movimento punk para esclarecer o que é o movimento e quais são seus princípios.
Abrindo a entrevista ele fez um relato sobre o boicote à Rede Mac Donalds que é feito todo dia 16/10, Dia da Alimentação, no mundo inteiro. O protesto é pacífico e consiste na ocupação de todas as mesas e esclarecimentos ao público sobre os danos à saúde causados por aquele tipo de alimento devido ao alto teor de gordura e calorias.
Ele também se manifestou contra o consumo de carne devido à forma cruel com que os animais são abatidos.
O movimento punk é contra o monopólio e o capitalismo devido à exploração dos trabalhadores. Lutam pela liberdade de expressão e são contra qualquer tipo de preconceito. Devido à sua irreverência e à sua maneira de vestir são freqüentemente discriminados e agredidos nas ruas.
Ele surgiu na Inglaterra, na década de 70 e se originou dos movimentos anarquistas e socialistas que surgiram no fim do século XVIII, no início da era industrial.
Durante o Império, D. Pedro II , que era uma pessoa muito culta, destinou aos anarquistas uma área de terra – a Colônia Cecília – no sul do Paraná, onde eles poderiam viver segundo seus princípios.
Quando se fala em PUNK, todos pensam em drogas, violência e loucura. As pessoas não deixam o preconceito de lado e não vêem que eles representam a crítica do povo ao mundo, para uma conscientização, para que todos acordem para a realidade e vejam que estão sendo manipulados por grandes empresas que fazem propaganda enganosa de seus produtos.
Os punks são confundidos com os skin-heads, cabeças raspadas, que são extremamente violentos contra os judeus, homossexuais e negros.
De acordo com um dos alunos “A entrevista foi boa, Nós respeitamos os dois e também tivemos respeito da parte deles. Tivemos uma aprendizagem diferente e divertida”.
Para mais informações vejam os sites:
www.comitepaz.og.br/tolerancia
www.anarko.hpg.ig.com.br
www.geografiaeduc.ubbi.com.br

Rui Alves Grilo
Ubatuba, SP


Ponte da Maranduba - Prezada Fabiana, estou contigo e não abro, eu não sou de Ubatuba mas como turista eu já sou bastante prejudica, assim como eu escrevi a dias atrás a desculpa de que ali não dava para fazer uma ponte nova é uma mentira no mínimo descarada e sem vergonha pois ali estava instalada uma ponte de madeira. Ora senhores técnicos vcs estão subestimando a inteligência do povo! vcs poderiam usar uma desculpa mais técnica que tentasse nos confundir,mas essa não, poxa se constrói pontes faraônicas obras absurdas ao conhecimento da população! o que é uma pontinha de 7metros de cumprimento e 4,5metros de largura? Indignação total.

Eduardo Macedo
São Paulo, SP


Você iria embora de Ubatuba? - A AGENDA 21 É ASSIM: um processo educativo, informativo e de mobilização das comunidades para juntos definirmos nosso futuro comum. Para isto precisamos estabelecer um compromisso entre nós e respeitar nosso passado, conhecer nosso presente, criar laços com o local onde vivemos, e agir para melhorar nossas vidas no futuro próximo.
Para introduzir a discussão da AGENDA 21 com meus alunos, apresentei o texto “O Litoral Norte Morre na Praia”, publicado em maio na Folha de São Paulo, em que o autor abordava os principais problemas estruturais: saneamento básico, ocupação desordenada, lixões...
Dando seqüência a esse trabalho, para ampliar a abordagem e envolve-los, fazendo a ligação entre essa discussão e a vida e projetos de cada um, apresentei a questão acima pedindo que escrevessem um texto justificando a escolha. A maior parte, como era esperado, afirmou que sim. Vejam abaixo alguns trechos de textos de diferentes alunos:
“Não agüento mais essa cidade, essas pessoas pequenas, esse buraco (...) Ubatuba é uma cidade bonita, só que serve para passsear, conhecer, curtir as praias, mas para morar é muito monótona. Fim de semana não se tem nada para fazer, as baladas não abrem, é um saco!
A Prefeitura não contribui para a melhoria da cidade (...) deveriam tirar aquele parquinho da avenida pois não serve pra nada. Deveriam investir na cidade, divulgar mais ...” ACM
“...não tem muitas opções de emprego... O povo é muito conservador.” WS
“Aqui só tem beleza! ... não tem perspectiva de vida, não há campo de trabalho, não há diversas faculdades... não há qualidade de vida sem estudo, sem um bom emprego... É muito triste se despedir de uma cidade como essa...” MW
“... iria para um lugar quase igual... só que com empregos e sem muita poluição e com uma Santa Casa” SFM
“Ubatuba não oferece nada de bom... Iria para Curitiba... ela oferece hospitais e clínicas...” WTO
“... o que me chama mais a atenção é a falta de recursos, principalmente na área da saúde. O hospital e seus postos deveriam ter mais pessoas competentes e materiais necessários... Os produtos do comércio são caros e não há variedade. O emprego com carteira assinada é muito disputado e, às vezes, são pessoas de outras cidades que acabam conseguindo uma vaga. “ EKG
“Eu não iria embora... em muitos lugares as pessoas vivem trancadas e com suas casas cheias de grades... Acho muito bonita esta cidade... tem pessoas que chegam, adoram e não querem mais sair.” R
“Vou pra Taubaté só até terminar a faculdade... Ubatuba é uma cidade que tem tudo para crescer, mas infelizmente isso não acontece porque as pessoas não investem aqui... a cidade está esquecida... Temos que ajudar Ubatuba para ela possa também nos ajudar..” SMR
No processo da Agenda 21 Local haverá 9 grupos temáticos, um dos quais é o de JUVENTUDE. Com esse trabalho que estamos desenvolvendo na escola procuramos dar nossa contribuição criando situações para que os jovens reflitam sobre o espaço em que vivem e apontem soluções. Sabemos que esses dados são incompletos porque representam apenas o ponto de vista dos que estão na escola. Como fazer para incluir a voz daqueles que estão fora da escola?
O que você acha dessas idéias?
Logo em breve alguém vai passar no seu bairro para saber o que você pensa do lugar em que mora e o que pode ser feito para que todos tenham uma vida melhor. Participe.

Rui Alves Grilo
Ubatuba, SP


Eu quero o bem... Voces podem e deve fazer o bem... É diferente! Então o façam - Em primeiro lugar, a carta que publiquei dias atrás era endereçada ao Sr. Prefeito, que com certeza tomou conhecimento, e se dispôs a escutar algumas opiniões de quem de fato conhece um pouquinho da realidade da cidade e dos entraves da burocracia municipal e dos anseios de nossos contribuintes.
Me causa estranheza deparar com tamanha indelicadeza de sua assessora, que pode ter nascido aqui sim, porém não deve ter morado por aqui nos últimos quatro anos, pois se tivesse morado, saberia o tanto que bateste e falaste da antiga administração, e que, sem sombra de duvida e por unanimidade sabemos que falar é mais fácil do que fazer, ou não foi...Sr. Prefeito... ? Ser pedra foi maravilhoso, difícil é ser vidraça !!!!
Me contento em falar, opinar e tentar ajudar, não me escondo no anonimato, acredito que faço meu papel de cidadão, tive uma boa semana, as pessoas me elogiando, inclusive funcionários até da Vigilância, alguns me perguntaram se tinha medo de perseguição e respondi que não, que nossa conversa surtiria em bons resultados.
A nobre Doutora me conhece sim, estivemos juntos logo no primeiro dia de sua administração, em reunião em seu gabinete tentando o alvará de uma empresa que era de um dos empresários que digo que tentaram empreender por aqui e que desanimaram.
Me lembro como se fosse hoje, do que falei sobre certa chefe de serviços que não disputou os votos nas urnas, mas que tinha a caneta do poder em suas mãos, e tava mandando mais que ele, e que teria ajudado a derrubar o prefeito anterior e poderia também derrubar o novo.
Quando falamos em burocracia esta pode ser resolvida num instante, basta um decreto, um ato normativo, uma boa conversa, escutar quem é do ramo, vocês se reuniram sim, porem nada mudou, as multas continuam chegando, e os decretos de fechamento e as ameaças saindo.
Acredito que ainda falta entendimento em sua administração, pois a informação que recebi fora a de que gostaria sim de escutar minhas opiniões, mesmo que não as utilizasses porem gostaria que as escutasses, pois não apenas critiquei, apontei uns erros e possíveis soluções.
Independentemente da arrogância de sua assessoria eu acredito em seu trabalho, sei que não és arrogante assim, também acredito que como eu consiga dividir política de administração pública, sem desmerecer alguém.
Estou a disposição para ajudar, não pretendo cargo, nem salário, pois sou um bem aventurado que sobrevivo, ganhando na rua diariamente o meu sustento, mesmo enfrentando a burocracia e os desencontros desta Prefeitura que ainda não mostrou para o que veio, pois sou competente e criativo no que faço.
Como já disse acredito que vocês querem o bem, porém vocês só precisam aprender como fazer o bem, sendo mais humildes e escutando boas idéias.
A primeira vai de “lambuja”, como que não deixam um plantão para atender o contribuinte que veio no final de semana prolongado e se deparou com as faixas do leilão, e digo mais, este plantão poderia até ser feito na praia.

Cesar Prates
regularize@estadao.com.br
Ubatuba, SP


Imprensa Livre X- Castradores de Cidadania - Existe um movimento promissor em nossa cidade. Cidadãos estão sendo estimulados a se manifestarem, através da imprensa, sobre os problemas da cidade e suas possíveis soluções.
São promotores, dessas idéias, os editores das três revistas virtuais, escritores que habitualmente se manifestam e os patrocinadores e editores dos tablóides “AGITO” e “OPINIÃO”.
Consideramos felizes esses estímulos.Os promotores e patrocinadores dignos de louvores, aplausos e apoios. São atitudes a indicarem sensível evolução do espírito democrático, em nosso ambiente social, e consciência sobre a necessidade de evitar a subliminar censura, imposta pelo poder, aos órgãos por ele patrocinados. Os cidadãos estão tendo meios para se manifestarem com liberdade, responsabilidade e sem medos.
Os frutíferos debates sobre os “QUIOSQUES” tiveram origem nesses novos recursos de comunicação. Cidadãos, entendidos no assunto, tem solicitado providências, aberto caminhos, sugerido soluções e oferecido os serviços técnicos profissionais para ajudar, o Poder Público, a resolver o grave problema, criado nos últimos vinte anos. A comunidade e as forças políticas que desejam o bem e o progresso da cidade querem a solução desse imbróglio. Só não acontecerá se não houver vontade política. Projeto de lei, encaminhado à Câmara, no apagar das luzes da Administração Anterior, já propunha a solução.
Outras manifestações, de combate a nossa já calejada hipocrisia política, para debelar problemas angustiantes, foram colocados sobre a mesa.
Preocupados com essa consciência cidadã e os resultados que começam a aparecer, já botaram as mangas para fora os castradores de cidadania. Como afirma Roberto Romano: “Os inimigos da liberdade ressurgem em lugares inesperados e a qualquer momento” (Folha de S.Paulo 26-05-05 A3). Em Ubatuba não é diferente. Aqui estamos tendo os promotores do “ame-o ou deixe-o” da época Emílio Garrastazu Médici. Aqueles que sem olhar-se no espelho e refletir que chegaram ontem a Ubatuba, não conhecem sua história recente, não sabem quais foram os protagonistas dessa história, nada fizeram que os habilite e lhes conceda autoridade para criticar ou desqualificar quaisquer que seja, guiados por diz que diz ou estimulados pelos donos do poder tem o atrevimento de querer desqualificar cidadãos que tem vinte, trinta, quarenta anos de trabalho produtivo e ou nasceram e viveram toda sua vida em Ubatuba. O autor do “BLABLABLA...,BLABLABLA” e do “Respeito não se pede, se conquista” (este se referindo aos direitos constitucionais e individuais garantidos pela Constituição Federal) não poupa frases ofensivas, caluniosas, injuriosas, desprovidas de base na realidade dos fatos históricos, e agressivas aos direitos constitucionais, individuais e pétreos consagrados na Constituição Federal, de 1988. Sendo Assessor Jurídico da Câmara Municipal de Ubatuba, cargo de provimento em comissão, não lhe cabe alegar ignorância da Lei Magna. A título de lembrança citamos:
O respeito à “CIDADANIA” é um dos fundamentos do Estado Brasileiro.(CF-1º-II).
“É livre a manifestação de pensamento, sendo vedado o anonimato”.(CF 5º-IV)
“São invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito de indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação”.(CF 5° X)
Certamente a Câmara Municipal não está sendo prestigiada com essas manifestações de seu Assessor Jurídico, Dr. Orlando Vicente Sales.
Também a autora de “Querer verdadeiramente o bem da cidade”,Denise Martins Silveira, Assessora de Assuntos Externos, trilha, em certo momento, caminhos tortuosos. Sua atitude e compreensível e desculpável por que o faz no cumprimento de seu dever de ofício, com civilidade e respeito às pessoas que cita. Entretanto deve considerar que, não sabemos quando acabou ou vai acabar a “VEZ” de cada um. Não temos o dom de profetizar o futuro e o mundo dá muitas voltas. Sem dúvida alguma as pessoas por ela citadas, em seu artigo, já deram muitas mais provas de amor a Ubatuba e prestaram serviços mais relevantes que os produzidos pela subscritora nos últimos cinco meses.
O respeito às pessoas, à Constituição e às instituições não pode ser maculado por supostas indignações, interesses particulares ou paixões políticas. Temos direitos invioláveis que ninguém pode arrancar. A democracia não medra onde esses direitos não são respeitados.

Corsino Aliste Mezquita
RG 2.976.292 – 3
Ubatuba, SP


O alcance constitucional de cidadania e o direito individual do cidadão - Os termos cidadania e cidadão da forma como normalmente são abordados no meio acadêmico, na imprensa escrita e falada, na convivência social, na esquina pública ou no mundo jurídico, são extremamente vagos, podendo ter várias interpretações, de acordo com os interesses em jogo.
É preciso, portanto, refletir atentamente sobre sua origem, seu sentido, sua implicação, seu objetivo e sobre a possibilidade de sua efetivação, conforme a mentalidade de cada interlocutor. Pois, enquanto discursar ou escrever sobre a cidadania e praticar a cidadania existe um longo caminho, trilha e armadilha que esvazia o real significado da palavra cidadania.
O alcance do conceito constitucional de cidadania é amplo, no contexto de abranger a universalidade de todos os participantes da vida de um Estado Democrático de Direito, incluindo-se os titulares de direitos políticos.
A cidadania como segundo fundamento, entre os cinco princípios fundamentais, do art. 1o. da Constituição da República/1988, é empregada em uma amplitude maior, do que falar em nacionalidade originária ou adquirida, é muito mais do que a prerrogativa da pessoa física de exercer direitos políticos, tais como: capacidade política, idoneidade para o gozo do direito de eleger e ser eleito, de exercer o direito do voto e de candidatar-se em eleições, nos termos da Lei Maior.
Interessante observar, que além dos cinco incisos fundamentais do art. 1o., o destaque do parágrafo único diz o seguinte: “Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição”.
Logo, se “todo o poder emana do povo” tem o sentido de que o nosso regime político é a pedra fundamental de um Estado Democrático de Direito, onde o governo é do povo, para o povo, pelo povo e em benefício dele (direito coletivo), e não propriamente ao direito individual do cidadão.
Portanto, quando se fala em cidadania constitucional, pressupõe que haja Democracia, não só o exercício de certos direitos de participação, como também a prática dos deveres de colaboração solidária, outorgada em igualdade de condições, em nome de uma coletividade ou universalidade da Nação.
A bem da verdade, cidadania constitucional é regra, que não se confunde com o individualismo do cidadão que é espécie. Posto que, aquela é um princípio fundamental da Democracia, ao passo que o direito individual do cidadão é interesse próprio (art. 5o. e respectivos incisos), que não é absoluto, e não há direito adquirido em face da Constituição Federal, conforme remansosa doutrina e jurisprudência do STF.
Diante disso, por exemplo, dizer que “é livre a manifestação do pensamento (...)”, conforme o disposto no art. 5o. – IV da CF, não é garantia de um direito absoluto, o que significa que não se pode dizer ou escrever tudo o que vem na “telha”; assegurado o direito de resposta e respondendo cada qual pelos excessos que cometer.
Dizer que “são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito de indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação”, descrito no art. 5o. - X, também, não constitui um direito absoluto. Pois, cada caso é um caso específico. Pode haver busca domiciliar e apreensão judicial, liminar de quebra de sigilo fiscal, bancário, telefônico, etc. etc. etc., amparado por justa causa, em face de um interesse maior ou público em detrimento do interesse particular.
A par dessas questões, quando se fala de cidadania numa Democracia Representativa, como é o nosso, é primordial afastar o individualismo do “Eu” e pensar em “Nós”, (preâmbulo da Constituição Federal da República), que exige de cada cidadão colaborar com a comunidade e praticar a cidadania participativa, tais como:
· Acreditar, investir ou ajudar no trabalho social;
· Cumprir os direitos e deveres sociais, políticos e civis;
· Manifestar indignação pelas misérias e injustiças sociais;
· Informar e educar sem intenção tendenciosa;
· Pensar globalmente e agir na localidade;
· Evitar o individualismo e o egocentrismo no convívio social;
· Respeitar as diferenças de idéias ou políticas, antes de exigir o seu;
· Ser justo, íntegro e responsável;
· Socorrer os mais fracos, menos politizados e perseguidos;
· Desenvolver o “welfare state” (bem estar social).
Conclusão: PASCAL já havia dito há séculos – “O prazer dos grandes homens consiste em poder tornar os outros mais felizes”.
Obs. Art. 1o. – par. 1o. da Lei Federal no. 8.906/94 (Estatuto da OAB) – “No seu ministério privado, o advogado presta serviço público e exerce função
social”.

Orlando V. Sales
Advogado - OAB/SP 91.826

Enquanto isso em Caraguá...

   

   

... os quiosques da praia do centro continuam cada vez mais bonitos, originais, gerando empregos, atraindo turistas, movimentando a cidade, sendo inclusive programa disputadíssimo nas noites caraguatatubenses com seus shows de música ao vivo.

Emilio Campi
Editor

Foto do Dia Topo

Para participar desta seção basta enviar as fotos com crédito do autor e legenda, no tamanho mínimo de 1024 x 768 pixels com resolução de 72dpi para fotododia@litoralvirtual.com.br
O envio de foto caracteriza autorizada a sua publicação e identifica o remetente como autor.

Ubatuba

Ubatuba - Emilio Campi

Ubatuba...
©Emilio Campi


Para instalar a foto como papel de parede (wallpaper)
Clique na foto acima. Após carregar a foto ampliada, clique com o botão direito do mouse sobre a imagem e escolha "Definir como papel de parede" ou "Definir como fundo de tela". Para ajustar a imagem em tela cheia, clique em qualquer lugar da área de trabalho com o botão direito do mouse, escolha "Propriedades" / "Fundo de Tela" ou "Papel de Parede" / "Ampliar".

Arquivos:  Foto Saudade  -  Foto do Dia

 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão no Litoral Virtual:
Clique Aqui


As notícias, fotos e cartas publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo. O envio de qualquer material para nosso e-mail
será considerado como autorizado a sua publicação e assumida a total responsabilidade pelo seu conteúdo.
As cartas devem conter nome completo, RG, endereço, telefone de contato e um e-mail válido.
Reservamos o direito de não publicar cartas que não contenham a devida  identificação do autor.

Editor Chefe: Emilio Campi

GRÁTIS!!
Receba as Últimas Notícias do Litoral em seu e-mail:

Quero receber GRATUITAMENTE o boletim Últimas Notícias do Litoral:

e-mail:
Cidade:



Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:

Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br

©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor

contador, formmail cgi, recursos de e-mail gratis para web site