Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Segunda-feira, 27 de junho de 2005 - Nº 1308 Edições Anteriores

Sol e Vida Inteligraph Uba-Uba

Região
Sob pressão, Litoral discute planos para preservar encostas
Estado elabora atlas sobre o Litoral Norte
Prefeituras "congelam" ocupação em encosta


Caraguatatuba
Caraguá apura críticas à Santa Casa
MP pede remoção de famílias de área
Prefeito Aguilar entrega 6 carros e 10 motos para Secretarias Municipais
Katódromo de Caraguá terá novidades para o 2º semestre


Ilhabela
Lobo vai à Assembléia Legislativa reivindicar melhorias para Ilhabela

São Sebastião
Vereador Kotian inspeciona vazamento no bairro São Francisco
Câmara implanta sistema de atendimento para deficientes

Ubatuba
Ubatuba abre reforma administrativa
II Festa da Tainha da Maranduba reúne mais de 2 mil pessoas
Funai e Prefeitura se encontram para criar Comissão Pró-Índio
ÁGAPE recebe força dobrada no congresso internacional
1ª Festa Julina da Guarda Mirim de Ubatuba
Senac em parceria com o Sebrae oferece oficina-palestra
Isabel Felix dos Santos é o nome Posto de Saúde do Sertão da Quina
Liberadas as verbas para a construção das Escolas Municipais
CPI instalada, apuração começa nesta segunda-feira

Seções
Artigo
Carta do Leitor
Foto do Dia


Notícias da Região Topo

Sob pressão, Litoral discute planos para preservar encostas
Ambientalistas e MP cobram das prefeituras recuperação e fiscalização do patrimônio ambiental

Litoral Norte - O crescimento desordenado ocorrido no Litoral Norte nos últimos dez anos, estimulado pelo turismo, vem colocando em risco duas das maiores atrações da região: as praias e as áreas de preservação permanente.
Ambientalistas e o Ministério Público cobram das prefeituras fiscalização e preservação do patrimônio ambiental.
Segundo dados da Fundação Seade, na década de 1991/2000, a região registrou um crescimento populacional de 4,79%, muito superior a média estadual de 1,80%. A região, hoje, com cerca de 250 mil habitantes, chega a receber até 1 milhão de turistas na temporada de verão.
O movimento turístico transformou as praias em corredores comerciais. Centenas de quiosques e outros tipos de comércios se instalaram à beira mar, a maioria sem qualquer critério ou planejamento, ocupando um espaço público que deveria ser preservado ao banhista.
Em Caraguá, a construção de prédios junto à orla da Martin de Sá, gerou um sombreamento na praia. Após as 15h, fica difícil tomar sol na areia da praia. A médica Leonor Diniz, da ONG (Organização Não- Governamental) Olho Vivo, reclama que mesas e cadeiras dos quiosques, ocupam o espaço público destinado aos banhistas.
Em Ubatuba, o MDU (Movimento em Defesa de Ubatuba) conseguiu esta semana na justiça impedir novas concessões de quiosques nas praias. "Precisamos discutir se queremos tantos quiosques em nossas praias ou preservar os espaços públicos", afirma o advogado e ambientalista Thomas de Carle.
ENCOSTAS - Atraídos pela construção civil, milhares de pessoas chegaram à região nos últimos anos. Sem opções de moradias populares, a maioria foi ocupar as encostas da Serra do Mar ou as margens dos rios, colocando em risco um patrimônio comum a todos.
O promotor de Habitação e Urbanismo de Caraguá, Fábio Rodrigues Lima, disse acreditar que faltou fiscalização por parte da prefeitura para impedir ocupações nas encostas e áreas de preservação permanente.
Segundo ele, essas irregularidades comprometem o turismo e a qualidade de vida no município.
Para o promotor Osvaldo de Oliveira Coelho, de Ubatuba, "a falta de um Plano Diretor coloca em risco o desenvolvimento da cidade".
SOLUÇÕES - O secretário de Meio Ambiente de Caraguá, Auracy Mansano, disse acreditar que o Zoneamento Ecológico Econômico e o Plano Diretor deverão garantir um futuro melhor para o Litoral Norte.
Segundo ele, atualmente, a legislação disciplina melhor a construção de prédios junto à orla, para impedir problemas como sombreamento e ventilação. Ele afirmou ainda que a prefeitura pretende remover os moradores das encostas e das margens dos rios.
O secretário de Meio Ambiente de Ubatuba, Paulo Roberto Pires, disse que a prefeitura aumentou a fiscalização e congelou a ocupação nas encostas. "Vamos ter agora que criar alternativas para transferir os moradores dessas áreas", afirmou.
Com relação às praias, Pires disse que a idéia é evitar novas concessões de quiosques e reverter a situação em locais como a Praia Grande. (Fonte: ValeParaibano)

Estado elabora atlas sobre o Litoral Norte

Litoral Norte - A Secretaria Estadual do Meio Ambiente lançou na quinta-feira um atlas com um diagnóstico social, econômico e ambiental do Litoral Norte. Segundo o secretário José Goldenberg, o trabalho contribui para que as prefeituras promovam o desenvolvimento sustentável da região, preservando a qualidade de vida. Outra medida adotada pelo Estado com a finalidade de contribuir para o desenvolvimento sustentável do Litoral Norte foi a implantação do zoneamento ecológico/econômico em dezembro do ano passado. (Fonte: ValeParaibano)

Prefeituras "congelam" ocupação em encosta

Litoral Norte - As prefeituras de São Sebastião e Ubatuba iniciaram este ano o congelamento das áreas de encosta. Nos núcleos congelados estão proibidas novas ocupações, sob pena de demolição das casas e barracos. As prefeituras tentam implantar casas populares para transferir os moradores das encostas. Segundo a Prefeitura de São Sebastião, apenas na Tropicanga, em Boiçucanga, existem 240 famílias em áreas de risco ou de preservação ambiental. Um levantamento feito pela arquiteta Cláudia Lima, que coordena o programa de congelamento, a maioria das famílias é de baixa renda e oriunda dos estados da Bahia, Minas Gerais e Pernambuco. VALE
Áreas Congeladas No Litoral Norte:
São Sebastião - 8 núcleos congelados: Vila Mosquito e Vila Baiana, na Barra do Sahy; Vila Lobo Guará e Vila Débora, no Cambury; Vila Tropicanga e Sítio Boa Esperança, em Boiçucanga; Sertão de Maresias, em Maresias; e, Baleia Verde, na praia da Baleia
Ubatuba - 4 núcleos congelados: Morro da Pipoca, Vila Indaiá, Ranário e Casanga. (Fonte: ValeParaibano)

Notícias de Caraguatatuba Topo

O Guaruçá Caraguatatuba

Caraguá apura críticas à Santa Casa

Caraguatatuba - A Prefeitura de Caraguatatuba reuniu-se sexta-feira (24), com a participação de vereadores, com a direção da Santa Casa para tratar das constantes reclamações de usuários ao atendimento prestado no pronto-socorro.
No encontro discutiu-se também a redução de cirurgias eletivas por parte da instituição.
Segundo o presidente da Câmara, Juarez Pereira Pardim (PPS), as principais queixas são a morosidade e o tratamento prestado aos usuários do SUS "A direção do hospital prometeu rever os procedimentos no pronto-socorro", disse Pardim.
A assessoria de imprensa da prefeitura informou que o hospital teria reduzido de 60 para 38 o número de cirurgias eletivas por mês.
A direção da Santa Casa alegou que os recursos financeiros repassados pelo SUS não estaria cobrindo os custos.
A instituição recebe mensalmente uma verba de R$ 740 mil do município, segundo a assessoria de imprensa da prefeitura, além de outros R$ 400 mil do governo federal para o PSF (Programa de Saúde da Família).
A direção do hospital foi procurada ontem pelo ValeParaibano, mas nenhum diretor foi localizado para comentar o assunto. (Fonte: ValeParaibano)

MP pede remoção de famílias de área

Caraguatatuba - O Ministério Público de Caraguatatuba pediu à prefeitura a retirada das famílias que ocupam as encostas e as margens do rio Guaxinduba, no bairro Cantagalo.
Segundo o promotor de Habitação e Urbanismo, Fábio Rodrigues Lima, além do local ser uma área de preservação ambiental, as ocupações colocam em risco os mananciais que abastecem o município.
O gerente da Sabesp de Caraguá, Josival Alves de Souza, disse que a captação existente no rio Guaxinduba é responsável por 20% do abastecimento de água no município. Ele disse ainda que o bairro não tem coleta e tratamento de esgoto.
Segundo Lima, devido à falta de opções, as famílias mais carentes acabam ocupando as encostas e as margens dos rios, áreas que deveriam ser preservadas.
O secretário de Meio Ambiente, Auracy Mansano, afirmou que a prefeitura fará a retirada dos moradores que ocupam as áreas de preservação permanente no Cantagalo, bairro que fica a 2 quilômetros do centro da cidade.
"Estamos cadastrando os moradores para verificar quantas famílias terão que deixar o local. A prefeitura tenta encontrar uma área, se possível, no próprio bairro, para alojá-los",afirmou. (Fonte: ValeParaibano)

Prefeito Aguilar entrega 6 carros e 10 motos para Secretarias Municipais
A Prefeitura de Caraguatatuba adquiriu 6 carros e 10 motos, para facilitar o trabalho das Secretarias Municipais. Além de serem “zero km”, os veículos já possuem o novo layout, que devolveu à cidade o Brasão de Armas, substituindo a antiga logomarca

Caraguatatuba - O prefeito de Caraguatatuba, José Pereira de Aguilar, na manhã desta sexta-feira 24, fez a entrega oficial das chaves de 16 veículos “zero km”, às Secretarias Municipais. A atual frota da Prefeitura Municipal conta agora com mais 10 motos e 6 automóveis, sendo 2 (dois) veículos modelo kombi, 2 veículos modelo saveiro e 2 veículo modelo Gol. Estiveram presentes durante a entrega dos carros, os Secretários Municipais, vereadores, motoristas e funcionários do Paço Municipal.
Segundo explicou o prefeito, esses novos veículos vão auxiliar principalmente as Secretarias que não possuíam transporte oficial, como o Jurídico e a Secretaria de Esportes, e ainda terão como prioridade a melhoria da limpeza pública e qualidade-de-vida, já que os carros modelo Saveiro, serão destinados à Secretaria de Serviços Municipais, para a limpeza e recolhimento de entulhos simultaneamente.
Outras duas kombis, entregues também nesta sexta-feira, auxiliarão a atuação da Fiscalização do Comércio e Secretaria da Fazenda. Das 10 motocicletas entregues durante o ato oficial, 5 ficarão a serviço da Secretaria da Fazenda, e as demais 5 para a Secretaria de Urbanismo.
Para o Secretário de Serviços Municipais, Roberti Costa, esse gesto por parte do prefeito Aguilar, mostra sua preocupação com o munícipe. “É a primeira vez que vejo um prefeito tão preocupado com a limpeza pública a ponto de adquirir dois veículos de pequeno porte para limpezas menores. A cidade está mais limpa e isso é reflexo do respeito que a administração tem com o cidadão”, disse.
A Prefeitura de Caraguá já possuía 5 motos, as quais serão redistribuídas entre outras Secretarias, para pequenos serviços, como entrega de documentos, retirada de materiais, e comunicação ágil entre Prefeitura e Secretaria, além da economia com combustível.
Um ponto que merece destaque na entrega dos novos veículos oficiais está no layout dos carros e motos. Com um visual colorido e arrojado, o prefeito Aguilar devolveu aos veículos oficiais o Brasão de Armas do Município, devolvendo a identidade ao munícipe. Para o prefeito, “é importante que o brasão esteja em nossos transportes oficiais, ao invés da logomarca, porque não haverá necessidade de substituição com a entrada de um futuro prefeito. O que fizemos foi substituir o logotipo instituído pela gestão anterior, deixando os veículos com a cara da cidade, e conseqüentemente da população”, finalizou. (Fonte: PMC)

Katódromo de Caraguá terá novidades para o 2º semestre
A 5ª etapa do campeonato Paulista Regional acontece no dia 7 de agosto, domingo, com promessa de novidades

Caraguatatuba - O Kartódromo de Caraguá está sob nova direção. O local que antes era administrado pelo Sr. Alberto Íris Júnior, passou a ser de responsabilidades do KRT Motors Clube, que promete novidades para o próximo semestre.
De acordo com a nova administração, a primeira mudança será proporcionar aos pilotos três opções de pista. A obra que já teve início foi testada e aprovada por alguns pilotos, mas o local só vai estar a disposição para treinos na 5ª etapa do Campeonato Paulista Regional que acontece no dia 7 de agosto, domingo. O objetivo da nova administração é alavancar o campeonato com novidades.
A 4ª etapa do Campeonato Paulista de Kart, que encerrou o primeiro semestre da competição, aconteceu no dia 19, domingo, e contou com a presença de pilotos das cidades de São José dos Campos, São Paulo, São Bernardo do Campo e Caraguá que disputaram as categorias Parrila Júnior, com pilotos de 10 a 14 anos e a Fórmula 13.
A competição teve apenas duas categorias e uma diminuição considerável de pilotos devido a competição, na mesma data, do Open do Campeonato Brasileiro que aconteceu em Ipatinga, Minas Gerais.
Na categoria Parrila Júnior, a pole position ficou com o piloto Vander Alcaraz (São Paulo) que liderou a prova; em 2º ficou o piloto Carlos César Almeida de São Paulo seguido pelo caraguatatubense Dennis Canteruccio. Já na Fórmula 13, categoria que vem crescendo no gred de pilotos a cada competição, teve André Girotto na pole.
A disputa foi acirrada entre os competidores. No final da corrida Vander Alcaraz conquistou o 1º lugar; Carlos César Almeida ficou com o 2º; e Dennis Canteruccio com o 3º. Já a categoria Fórmula 13, o vencedor foi André Girotto; o 2º lugar ficou com Jesus Rodrigues e a 3º com Natan Oliveira. (Fonte: PMC)

Programa Ação Litoral

Notícias de Ilhabela Topo

Vulcano Portal da Palmeira

Lobo vai à Assembléia Legislativa reivindicar melhorias para Ilhabela

Ilhabela - O presidente da Câmara de Ilhabela, vereador Luiz Antônio dos Santos, Luiz Lobo(PL), esteve na Assembléia Legislativa em São Paulo, na última terça-feira, 21, em reunião com o deputado Orlando Morando(PL). Em pauta, o parlamentar fez várias reivindicações para a cidade.
Luiz Lobo entregou ao deputado, a listagem dos membros peelistas na administração e pediu a ajuda de Orlando Morando para agendar uma reunião com o Secretário de Segurança Pública para tratar do aumento de efetivo e criação do 2°Pelotão da PM da Ilha. O presidente explicou ao parlamentar que já foram agendadas várias reuniões, sem sucesso, pois nunca são atendidos pelo Secretário.
Lobo falou também sobre o Pró-Lar, vinculado ao Banco do Povo, que beneficia as famílias de baixa renda na aquisição da casa própria. O vereador quer que o programa seja desenvolvido em Ilhabela. Por último, Luiz Lobo solicitou que o deputado intermediasse as negociações com a Telefônica, para que todas as cidades do Litoral Norte se comuniquem por telefone sem a cobrança de interurbano. Orlando Morando recebeu todas as solicitações do presidente, e comprometeu-se a dar os encaminhamentos necessários para cada uma delas.
Na quarta-feira, 22, Luiz Lobo(PL) foi ao Tribunal de Justiça do Estado, onde protocolou o pedido para a criação de uma 2ª vara em Ilhabela. O presidente aproveitou para solicitar uma reunião com o desembargador Luiz Elias Tâmbara, presidente do Tribunal, quando Lobo, juntamente com o prefeito Manoel Marcos e o Juiz de Ilhabela, Dr. Josué Vilela Pimentel, reivindicarão, pessoalmente, a criação desta nova vara, com o intuito de ‘desafogar’ o trabalho do Judiciário ilhabelense. (Fonte: Câmara Municipal de Ilhabela)

Notícias de São Sebastião Topo

São Sebastião Superchic

Vereador Kotian inspeciona vazamento no bairro São Francisco

São Sebastião – O presidente interino da Câmara Municipal de São Sebastião, Modesto Koji Ono, o Kotian (PTB), esteve presente na tarde desta sexta-feira no bairro de São Francisco, sua principal base eleitoral e local onde tem residência fixa.
Na ocasião, o vereador acompanhou um vazamento em uma rede coletora que foi ocasionado por uma máquina, contratada pela prefeitura. Segundo Raimundo Ventura Alves, dirigente da prefeitura (Regional do Centro), a máquina, que segundo ele, era “alugada” acabou rompendo um cano por debaixo do rio e da areia da praia, ao lado da colônia de pescadores do bairro. “O motorista não sabia e viemos a pedido de um morador incialmente, pois sempre desviamos o curso do rio que muda conforme a maré, prejudicando os moradores desta região. O acidente realmente aconteceu e creio que quem dirigia a máquina não teve culpa”, resumiu.
Já o vereador Kotian indagou que um encarregado, que trabalha na prefeitura há muito tempo, deveria inspecionar com mais atenção um caso sério como este. “Pode até ser que o motorista não sabia, mas conheço a pessoa que fiscaliza, e creio que houve omissão”, disse.
Para o gerente da Sabesp de São Sebastião, José de Oliveira Paulo, os procedimentos para este tipo de ocorrência já foram tomados assim que souberam da notícia. “Uma moradora nos contactou e reclamou que o esgoto voltou para a sua casa, ocasionando infortúnios a ela. Pusemos um caminhão vácuo, este que suga todo o esgoto, e fizemos um plano de contingência, através de um insuflador de contenção (infla e veda o material, evitando contaminação)”, disse. Ele também comentou que despejou hiplocloreto de sódio na água para evitar contaminação do manancial, desinfectando o efluente (rio).
Para os técnicos da Cetesb de Ubatuba, Paulo Guedes e Nádia Almeida, houve um acidente, porém todos os procedimentos estão sendo feitos pela Sabesp. “Ocorreu um problema e iremos realizar um auto de inspeção para detalhar com exatidão esta inspeção que fizemos. Apesar de estarem agindo corretamente, houve um acidente, e alguém terá que responder por ele”, disse Paulo Guedes.
Questionada sobre os possíveis danos ao manancial, Nádia Almeida comentou que irá ser feito um estudo mais detalhado e os laudos sairão o mais rápido possível. “Tivemos a reclamação também de uma moradora que o esgoto invadiu seu quintal, o que torna um problema mais sério”, disse.
A moradora, que não quis identificar-se, afirmou que teve que usar canos para conter o esgoto que invadiu sua residência. “Sempre luto por melhorias no bairro, denuncio irregularidades e eu deveria ter mais apoio por parte dos moradores daqui. O único vereador que está ao meu lado é o Kotian”, finalizou.

Câmara implanta sistema de atendimento para deficientes

São Sebastião - As pessoas portadoras de deficiência física, especialmente as que utilizam cadeira de rodas para locomoção, estão contando com um novo benefício no Anexo da Câmara de São Sebastião.
Foi implantado um sistema que possibilita o deficiente ser atendido na entrada do prédio, sem a necessidade de subir as escadarias.
Por meio de um interfone, o interessado comunica a recepção com qual vereador ele deseja falar. A solicitação é levada ao conhecimento do parlamentar que prontamente vai ao encontro do deficiente.
Para Modesto Koji Ono (PTB), o ‘Kotian’, presidente interino da Câmara, o novo sistema é um sinal de respeito aos portadores de deficiência. “É uma maneira de facilitar o contato direto com o vereador oferecendo a oportunidade do deficiente fazer suas reivindicações como qualquer outro munícipe”, ressalta Kotian.
Ele acrescenta que a medida beneficia também aos idosos ou qualquer outra pessoa que não tem condições de subir escadas.
O Anexo da Câmara está localizado na Rua Duque de Caxias, 131. Aberto todos os dias da semana, exceto aos sábados e domingos, das 8hs às 14hs. (Fonte: Câmara Municipal de São Sebastião)
 
Notícias de Ubatuba Topo

Restaurante Solar das Águas Cantantes Ubatuba

Ubatuba abre reforma administrativa

Ubatuba - A Prefeitura de Ubatuba assina contrato na próxima semana com o Ibam (Instituto Brasileiro de Administração Municipal) para realização da reforma administrativa.
O projeto, que deverá custar entre R$ 20 mil e R$ 40 mil, será dividido em duas etapas, com a primeira tendo início no próximo mês e com previsão de conclusão até setembro.
A fase inicial prevê entrevistas individuais com todos os servidores com o objetivo de traçar o perfil do funcionalismo. Os quadros de chefia também serão reestruturados.
Até outubro o prefeito Eduardo César (PL) deve encaminhar à Câmara as mudanças propostas na primeira fase do projeto.
Na segunda etapa, que deverá ser concluída até o final de 2006, o IBAM pretende rever os estatutos do servidor, do magistério e o plano de carreira dos funcionários.
Segundo o secretário de Administração, Sílvio Bonfiglioli Neto, serão extintas algumas secretarias e criadas outras.
"Em princípio, uma das secretarias que pretendemos criar é de Segurança Pública. O objetivo da reforma é tornar a administração mais ágil e eficiente, além de valorizar os servidores. Alguns dos cargos que hoje são comissionados deverão ser preenchidos por funcionários de carreira", disse Neto. (Fonte: ValeParaibano)

II Festa da Tainha da Maranduba reúne mais de 2 mil pessoas
Prefeito Eduardo César abriu evento na sexta-feira, dia 24

Ubatuba - Mais uma vez a II Festa da Tainha Assada na Maranduba, foi coroada de grande sucesso. Agora com total apoio da Regional Sul, o evento aconteceu de sexta a domingo e reuniu mais de 2 mil pessoas e recebeu a visita de moradores de vários bairros e centro da cidade.
“Apesar da Festa de São Pedro que está sendo realizada no centro da cidade, o nosso evento recebeu muita gente daqui e de outras localidades. Agradeço a todas as associações envolvidas, ao prefeito Eduardo César, ao administrador Mario Clarassoti e à toda equipe que esteve conosco nestes três dias, além de toda a comunidade local”, disse Mia Mafalda, uma das organizadoras do evento, satisfeita com o sucesso da festa.
A COFEGE – Comissão Feminina Gestora de Eventos, que é presidida por Conceição Weinguber realiza a festa pela segunda vez e parte do lucro obtido é doado à Unidade Mista de Saúde da Região Sul.
“Esse espírito de solidariedade deve ser tomado como exemplo para todas as entidades envolvidas em ações comunitárias, bem como os empresários e própria população, para que possamos viver em um mundo mais unido e justo para todos”, disse Mario Clarassoti, administrador da ARS, que ofereceu equipe para montar toda estrutura do evento.
Nos três dias de festa, os visitantes conviveram com animação dos artistas Tino’s e Erasmo Estrada.
O empresário Jurandiau Livisaro comandou a cozinha com a colaboração do companheiro Mario e mais um voluntário durante todo o evento que comecializou quase meia tonelada de tainha assada. “Os participantes da festa consumiram mais de 400kg de tainha nesses três dias de evento”, disse Lovisaro.
Conceição, presidente da COFEGE, manifesta agradecimento à todos os participantes da festa, moradores e comerciantes. “Agradeço também às associações comandadas por Tânia Ramill/SUSQ, Adriana/SABARÁ, Maria do Carmo/Rio da Prata, Vila Santana, Lucilene/SAMOLA, Cecília/SAB-ST, Anne Kamyiama/CIR e Marlene Graff/Jardim Beira Rio. Deixo também meu abraço aos artesãos que instalaram suas bancas nestes três dias, ao prefeito Eduardo César, Jurandiau Lovisaro, Polícia Militar, Mario Clarassoti e à todos envolvidos e responsáveis direta ou indiretamente para o sucesso da nossa festa.
A tainha foi comercializada a R$ 15,00 em barraca independente das associações que comercializaram pastéis, pizzas, acarajé, doces, tapioca jogos de pescaria, churrasquinhos, vinho quente, quentão e outras guloseimas
“Já estamos prontos para organizar a terceira festa no próximo ano”, finalizou Conceição da COFEGE. (Fonte: Magalhães)

Funai e Prefeitura se encontram para criar Comissão Pró-Índio
“Nós precisamos valorizar o povo indígena, por tudo o que eles representam, o que já perderam e o que já sofreram” - Domingos dos Santos, vice-prefeito

Ubatuba - Uma equipe da prefeitura reuniu-se, na semana passada, com a Funai e com representantes das tribos indígenas Renascer e Boa Vista. O objetivo do encontro foi conversar sobre a criação de um convênio que irá possibilitar diversas melhorias para as aldeias. Estiveram presentes os caciques das duas tribos, representantes da Funai e da Funasa. A reunião foi coordenada pela chefe de gabinete Silvana Niel, que representou o prefeito na ocasião.
Diversas reivindicações foram feitas. Entre elas, a iluminação e a melhoria e manutenção das estradas que dão acesso às aldeias; recursos técnicos para a implantação de agricultura orgânica na aldeia, capacitação de índios para trabalho com ecoturismo; espaço para escritório da Funai e inclusão de festividades indígenas no calendário ubatubense.
Esse último pedido é uma proposta e uma lei que já existe, instituindo a semana da cultura indígena no município. Essa lei é de autoria de Domingos dos Santos, ex-vereador e atual vice-prefeito. Domingos diz que estabelecer diálogos com os índios é algo muito importante para que suas dificuldades sejam minoradas. “Nós precisamos valorizar o povo indígena, por tudo o que eles representam, o que já perderam e o que já sofreram. Um município moderno proporciona tratamento diferenciado, reconhece a riqueza cultural e apóia os nativos de sua terra.”
O próximo passo a ser tomado para a consolidação dessa parceria é a Funai encaminhar a minuta do convênio. Depois, a proposta será encaminhada para a Câmara, com o objetivo de tornar-se lei. (Fonte: PMU)

ÁGAPE recebe força dobrada no congresso internacional
E vive o começo de um grande avivamento no Brasil

Ubatuba - A Igreja Evangélica Ágape de Ubatuba realizou o III Congresso Ágape Internacional, de 9 a 12 de junho, que reuniu suas igrejas de Portugal, São Paulo, Taubaté e Paraty, e suas células dos Estados Unidos, África, Caraguatatuba, São José dos Campos, Pindamonhagaba e Poços de Caldas. Diversas igrejas do Litoral Norte, Vale do Paraíba, Estado do Rio de Janeiro e outras cidades estiveram presentes no evento.
O culto de abertura do Congresso reunia, na 5ª feira, dia 9, quase duas mil pessoas no novo templo da Ágape, localizado na Rod. Mário Covas (BR-101), 400 m após o trevo de Taubaté, no sentido Paraty, e que terá lotação para 1.800 lugares. A inauguração oficial do novo templo está sendo programada para os próximos meses.
Com o tema do Congresso 2005 “Vinho Novo em Odres Novos”, a Igreja Ágape recebeu nesses dias renovo espiritual, com mais unção de alegria e de amor ágape (amor de Deus, em grego). Tudo indica que o reino de Deus será expandido e seguirá com muitos frutos em Ubatuba. A Igreja Ágape tem transmitido essa unção a outras igrejas evangélicas, que tem se fortalecido aqui, como a Igreja Nacional do Senhor Jesus Cristo, de Caçapava. O pastor- presidente de lá, Vitor Hugo, falou da grande mudança que teve em seu ministério após aliançar-se em amor com a Igreja Ágape, de onde recebe unção de multiplicação e de amor ágape para cuidar de vidas: “Entramos no tempo em que novas vidas são consolidadas e retornam com outras sedentas da Palavra do Senhor”.
Sob a unção de vinho novo e a mobilização de diversas equipes formadas exclusivamente por membros da Ágape, a organização do evento mais uma vez superou as expectativas. O empenho e a união dos irmãos envolvidos nos setores da decoração, montagem, dança, teatro, louvor, vigilância e orientação dos automóveis e bicicletas, intercessão, limpeza, comunicação, recepção, consolidação e cantina, que veio com novidades e delícias de bolos e tortas preparados pelas células, só poderiam apresentar ótimos resultados.
O ap. Alexandre Nunes, presidente da Ágape, lembrou os irmãos que eles fazem parte de um povo que “se esforçará e fará proezas”, referindo-se à graça alcançada com a remissão do tempo e a provisão dos recursos financeiros e humanos para a construção do novo templo.
Avivamento e Conquista, em 2005, o Ano da Expansão
O ap. Paulo de Tarso, da Igreja Apostólica Betlehem, de São Paulo, um dos palestrantes, veio para abrir os olhos da Igreja Ágape para a transformação que está se dando em Ubatuba: “Senti muita paz ao chegar nesta cidade. A igreja de Cristo já está vivendo o avivamento aqui, e precisamos nos dispor para mantê-lo aceso”.
Anderson e Monique, missionários da Ágape, em Maputo, capital de Moçambique, relataram as situações arriscadas que vivem lá, mas ambos declararam o grande amor por aquele lugar e pelas pessoas que lá vivem, e já consideram a África como a sua casa: “Não vemos a hora de voltar pra nossa terra. Aqui no Brasil tínhamos tantos compromissos e lá nossa disponibilidade é maior para a obra”.
Ambos perceberam que a baixa auto-estima do moçambicano dificulta o exercício do amor entre eles: “Eles precisam experimentar o amor próprio, a partir do amor de Deus por eles, primeiro”.
Durante sua palestra, o pastor missionário Samuel Bandeira, da Igreja Evangélica Ágape em Portugal, falou de suas experiências naquele país e de como teve que ser tratado e passado à total dependência de Deus para tocar aquela obra.
O último dia do Congresso começou com o som suave de flautas doces, primeiro passo para a concretização do sonho de uma orquestra para a Igreja Ágape, que já está em formação.
O encerramento do III Congresso Ágape Internacional se deu em meio à unção de cura que foi derramada sobre os presentes. Muitas pessoas declararam que foram curadas naquela noite, em Ubatuba, cidade que não mais será só conhecida por suas lindas praias.
Mais informações sobre o Congresso – acesse o site
www.igrejaagapedeubatuba.org.br  – ou pelos telefones (12) 3833-9513 – 9766-8744 - (Fonte: Igreja Evangélica Ágape)

1ª Festa Julina da Guarda Mirim de Ubatuba

Ubatuba - No próximo sábado, dia 2 de julho, tem “arraiá” no Bairro Estufa II. É a 1ª Festa Julina da Guarda Mirim, que promete muita diversão, jogos, comida e paquera. O show está garantido com a Banda Pracaniz. Serão escolhidos a Miss e o Mister Guarda Mirim, terá barraca de jogos, correio elegante, cama elástica e quadrilha. A festa começa às 18:30h e tem como objetivo arrecadar verbas para a Guarda Mirim. (Fonte: PMU)

Senac em parceria com o Sebrae oferece oficina-palestra

Ubatuba - O Senac em parceria com o Sebrae-SP está oferecendo a oficina-palestra “Motivação em tempos de mudança”.
Essa palestra tem tido muita aceitação. Não tem custo para o empresário, participante e entidades. A única exigência para que o Senac possa ministrá-la é que tenha no mínimo 45 pessoas em sala.
A metodologia da palestra-oficina se caracteriza pelo seu conteúdo, exemplos de empresas e pessoas que fazem acontecer e a alta capacidade de interação com o publico, focando ainda temas como inovação, criatividade e mudança de atitude e postura pessoal e profissional.
Dinâmicas são utilizadas para a contextualização de situações-problema.
Conteúdo pragmático:
-Motive sua equipe e colecione resultados;
-O atendimento a clientes como ferramenta de pós-venda;
-Sua empresa é competitiva- você sabe que sim!
-Inovações e criatividade no setor de serviços;
-Desenvolvimento e integração de equipes.
Carga horária:
4 horas.
Outras palestras disponíveis:
Vigilância Sanitária (mínimo de 21 pessoas)
Como analisar o mercado (mínimo de 21 pessoas)
Marketing de serviços (mínimo de 21 pessoas)
O Marketing de relacionamento na conquista e manutenção de clientes (mínimo de 21 pessoas).
Os interessados fazer a inscrição no balcão de atendimento na Associação Comercial de Ubatuba.
Quando completar o número de inscrições suficientes, a ACIU entrará em contato com os inscritos para avisar data e horário. (Fonte: ACIU)

Isabel Felix dos Santos é o nome Posto de Saúde do Sertão da Quina

Ubatuba - A solenidade de colocação da placa do Posto de Saúde do Sertão da quina, com o nome de Isabel Félix dos Santos, contou com a presença de familiares, amigos da homenageada, autoridades do Legislativo e do Executivo de Ubatuba.
De acordo com a vereadora Luciana Machado, PDT, a homenagem à enfermeira mais antiga da região Sul, que prestou relevantes serviços não só na área da saúde como também no âmbito social, é uma reivindicação feita há quase dois anos, desde a época do falecimento de Isabel, pelos representantes da SUSQ – Sociedade de Amigos do bairro. Na ocasião, o projeto de Lei – 26/03 – do então vereador Domingos dos Santos, atual vice-prefeito, dando o nome de Isabel Félix dos Santos ao Posto, foi aprovado e sancionado. Mas, como não houve interesse por parte daquela administração, só nesta quinta-feira, dia 23, a homenagem se concretizou, graças ao empenho da SUSQ e da vereadora Luciana Machado junto à Prefeitura.
Representando o Legislativo, além da vereadora Luciana, estavam Jairo dos Santos, PT, presidente da Câmara, Osmar de Souza, PFL, e Charles Medeiros, PSDB.
O prefeito Eduardo César disse que ficou muito satisfeito na época em que era vereador e votou pela aprovação do projeto de Lei de Domingos dos Santos, mas, hoje ele garante estar mais satisfeito ainda em participar da homenagem como prefeito. O secretário da Saúde, Marcos Franco, ressaltou em seu discurso, que a homenagem era singela perto do grande trabalho que a enfermeira Isabel realizou na Saúde do Município. Luciana Machado lembrou que Isabel era incansável. Nas horas vagas, ela atendia a comunidade no que fosse preciso. A vereadora aproveitou a oportunidade e colocou para o prefeito, uma outra reivindicação que é também da SUSQ: a desapropriação de uma área para a construção da Unidade de Saúde do bairro. O atual funciona em um prédio alugado e os profissionais necessitam de um espaço maior, com mais salas, para melhor atender os pacientes. Em resposta, o prefeito disse que a Secretaria da Saúde já está procurando a área para a desapropriação e construção do novo Posto. Depois da solenidade, o prefeito, o secretário da Saúde, a vereadora, junto com uma enfermeira do Posto, Cidinha e alguns convidados foram até o local onde existe uma possível área para desapropriação, que fica ao lado da creche e da Escola Municipal, centralizando os serviços para melhor atender a comunidade. (Fonte: Câmara Municipal de Ubatuba)

Liberadas as verbas para a construção das Escolas Municipais

Ubatuba - Resposta ao Pedido de informação de Edilson Félix traz prazos e previsão para o início das obras
Em atendimento às comunidades dos bairros do Ipiranguinha e do Horto-Figueira, através das associações de moradores, o vereador Edílson Félix vem cobrando do Prefeito Municipal, a construção de duas novas escolas municipais.
Segundo um artigo publicado no site “Ubatuba Víbora”, pelo ex-secretário de Educação, Cursino Aliste, havia verbas destinadas para a construção das escolas, que poderiam se perder se não fossem prontamente utilizadas pelo Poder executivo.
Preocupado com essa possibilidade, Edilson Félix redigiu pedido de informação, solicitando ao Prefeito que informasse se as verbas estavam disponíveis e quando seriam construídas as escolas municipais.
A resposta do Chefe do Executivo foi de que as verbas continuam disponíveis, e que as obras das escolas já tem um cronograma e prazo para início.
A escola do Ipiranguinha será iniciada em setembro, com prazo previsto para construção de doze meses. A escola do Horto-Figueira deve ser iniciada em agosto e tem um prazo para conclusão da obra de oito meses.
A Prefeitura também informou a Edilson que vem buscando mais verbas nas esferas estadual e federal. O vereador se disponibilizou a colaborar no que for possível para a captação de mais recursos para o desenvolvimento de Ubatuba.
Segundo Edilson, “há verbas e convênios que podem ser destinados para o nosso município, em todas as esferas da administração pública e também de grandes empresas, mas é preciso estarmos atentos e preparados para apresentar projetos adequados e não perder prazos”. (Fonte: Câmara Municipal de Ubatuba)

CPI instalada, apuração começa nesta segunda-feira

Ubatuba - Com votação unânime na última sessão de Câmara, na terça-feira, dia 21, foi instalada a CPI que vai investigar o desvio de verbas na Prefeitura de Ubatuba. O vereador Ricardo Cortes, PV, é o presidente da comissão, Jairo dos Santos, PT, presidente da Câmara, é o relator e o vereador Edílson Félix, PSC, é o secretário. A partir de segunda-feira, eles começam os trabalhos e prometem rigor na apuração da responsabilidade pelos desvios de verbas públicas, através da folha de pagamento dos funcionários municipais. Só no último mês foram desviados 30 mil reais e o funcionário Avelino Almeida da Cruz Júnior, encarregado do setor de pagamentos, já foi exonerado e teve seus bens bloqueados pela Justiça.
De acordo com Ricardo Cortes, a documentação que foi protocolada solicita todas as informações da sindicância interna, das contas bancárias e dos telefonemas das pessoas envolvidas. Jairo dos Santos disse que a comissão vai trabalhar em conjunto com a Polícia, a Promotoria e a Prefeitura, ressaltando a importância do Legislativo nas investigações. A CPI, segundo Jairo, pretende estender as investigações ao IPTU – Imposto Predial e Territorial Urbano – para verificar possíveis desvios nas arrecadações da taxa e deverá ter duração de 30 dias, com possibilidade de prorrogação por mais 30 dias. (Fonte: Câmara Municipal de Ubatuba)

Ação Litoral
 
Artigo Topo

Ontem Hoje e Amanhã
Flash-back: matéria de 01/10/2000 - onde estamos hoje? No amanhã de ontem?
Ronaldo Dias


A baixa temporada têm sido cada vez maior e a alta, cada vez menor. O que estará acontecendo??? Afora os problemas econômicos que diminuíram o poder aquisitivo da classe média, que sempre foi a nossa maior cliente, outros fatores tem sido determinantes nas escolhas dos seus locais de lazer. Para quem conheceu, os "bons tempos" do turismo em Ubatuba, pode confirmar que os visitantes daquela época, buscavam e valorizavam aqui, a paisagem, a simplicidade, a segurança e a exclusividade proporcionada pela dificuldade de acesso e de hospedagem. Eles tinham disposição para vir e pagaram muito bem, por muito tempo, principalmente pela "exclusividade" (para poucos). Estes fatores somados, endossavam a "badalação".
Era CHIQUE. Eram invejáveis, por qualquer ouvinte, as de férias de verão em Ubatuba.Para aqueles que atendiam esta clientela, fiel e assídua, a recompensa era gratificante. Gente educada, consumista, que sabiam valorizar, um bom cardápio, uma carta de vinhos, mesmo que servidos em um modesto quiosque de praia. Os meios de hospedagem, também simples, ao nível de uma boa cama, um bom banho, quando muito, um ventilador de teto. Poucas pessoas, pouco uso, pouca utilização dos espaços, a paisagem e a arquitetura colonial quase intocada, o folclore, e o modo caiçara de viver e contar suas histórias encantavam os visitantes. Esta era a "moto - contínua " daquela época. Garantiam a tal "EXCLUSIVIDADE". Com poucos, o comércio e a cidade faturavam muito. Descaracterizamos este conjunto tão determinante do nosso sucesso de então. Os meios de comunicação, e a liberação de viagens ao exterior proporcionaram o crescimento das operadoras de turismo que começaram a oferecer, maciçamente, outros destinos turísticos, principalmente os localizados na Flórida e no Caribe. Tais acontecimentos, geraram resultantes invisíveis para nós, tão distantes deste palco e acomodados em nossos sonhos passados. Nestas novas alternativas de destinos turísticos, a nossa antiga clientela "provou" do "maná" do turismo organizado. Um "trade" de infraestrutura pertinente e tecnologia avançada. Hotéis Gran - Turismo, restaurantes sofisticados, atendimento VIP , impecáveis serviços acessórios, amparados pelo baixo custo dos vôos fretados. Outros destinos internos também deram, com maior ou menor sucesso, o ar da graça. Esta receita, substituiria, com incalculável vantagem a tal "EXCLUSIVIDADE", junto com todos os nossos outros predicados. Foi o fim da festa. Vagos os espaços, acessos melhorados, veio a desordenada massificação. A construção civil aloprada, foi a locomotiva. Aloprada, por não termos pensado em aproveitar sua força e colocá-la nos trilhos certos. O resto foi vagão. Veio atrás. A "idéia" da tal "EXCLUSIVIDADE" muito divulgada, e a localização tida como "badalada" fez o trabalho de marketing para o setor, que, encontrando áreas muito nobres e relativamente baratas, sentiu que com pequenos "acertos" na legislação, a grande vedete seriam os "predinhos" de baixo custo de construção. Três ou quatro andares, sem elevadores. De preferência de um ou dois dormitórios. Predinhos e predinhos que vendiam, até em suaves prestações, o sonho de um apartamento no paraíso. Apartamentos de um dormitório, que pagam, para 2 mas que acomodam 12. Casas para 6 que recebem ônibus com 60. Quantos e quantas. Lei de Gerson. Super população. Não cabe todo mundo. A estrada não comporta o trânsito. Fim do funil. Trocamos o conceito. A transformação, veio a galope. A super ocupação dos espaços disponíveis, agravada pela migração descontrolada (que veio para construir e não foi) mesmo ilegalmente, ocupa áreas de preservação permanente, somada a total falta de recursos para qualquer investimento, mesmo que, apenas para planejamento, nos coloca em rota de colisão com o caos. Os sintomas são: a degradação do meio ambiente, no seu sentido mais amplo; a decadência, por falta de ocupação, do comércio regular, principalmente os voltados para o turismo propriamente dito; o crescimento do comercio ambulante e de favores políticos; O descontrole administrativo dos serviços municipais; o IPTU passa a ser receita única e junto a precária infra estrutura disponível, atinge níveis insuportáveis. Aumentam todos os índices negativos de qualidade de vida. Os empresários debandam. Os investidores se afastam. A mão de obra especializada, desaparece. Os empregos, viram subempregos. A população entristece e desanima. A cidade se decompõe e vira depósito de despejo para indigentes, mendigos e desocupados, rejeitados de suas cidades de origem. A recondução da cidade à sua vocação turística, será um trabalho que consumirá tempo. Muito tempo. E recursos. Muitos recursos. Quem tem os dois? No passado, não demos atenção na escolha das iscas. Vejam só o bicho que veio. Exacerbar o pessimismo? O realismo? Ou o otimismo? Depende dos olhos de quem vê! Tem gente que enxerga até no breu. Tem dois super, Supermercados se instalando por AQUI. Sonhadores de ontem? Cegos de hoje, ou videntes do amanhã??? Vou correndo marcar uma consulta com a baininha do acarajé para consultar os orixás!
Quem sabe eles saibam???
Ubatuba, 01/10/2000

Ronaldo Dias
Ubatuba, SP

Carta do Leitor
As mensagens, fotos e opiniões  publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo. O envio de qualquer material para nosso e-mail
será considerado como autorizado a sua publicação e assumida a total responsabilidade pelo seu conteúdo.
As mensagens deverão conter nome completo, RG, endereço, telefone de contato e um e-mail válido.
Reservamos o direito de não publicar cartas que não contenham a devida  identificação do autor.
Topo

São Pedro. Tainha com Caixão? - Muito embora a população dos pescadores seja, na sua maioria, evangélica, a festa, é ecumênica e, tem na geração de recursos, seu principal e velado objetivo. Assim, já que sempre perdemos oportunidades de agregar valores à divulgação de nossas verdadeiras (e naturais) atrações, como a recente "invasão das lulas" (fenômeno nunca visto) de pescarias cinematográficas, seria agora e mais uma vez, o caso de "prestigiar" tanto na divulgação (este outro "fenômeno" do grande cardume de baiacu) quanto utilizá-lo na festa, juntamente com sua prima (tainha) como forma de apresentá-lo aos reticentes consumidores. As grandes quantidades embarcadas diariamente deste pescado, permite que se pratique um preço bem mais baixo que a tainha, com bons resultados e novidade para a festa. Carne branca, sem espinhos, deliciosa. Para quem não conhece, o nome é feio mas, a carne é branquinha, firme, sem espinhos e deliciosa. Ele é o Baiacu caixão. Experimenta que é bão!

Ronaldo Dias
Ubatuba, SP


Gente Boa - Entrando para dar uma olhada no jogo do São Paulo x River(?), pude entender porque nossa vizinha Argentina vai sair do atoleiro em que a canalha safada colocou o pais (crescimento de 7,5% em 2004). Os ermanos (barbaros que são) sairam na porrada com a policia, enfrentaram os "home do pudê", bateram e tomaram porradas, não arregaram,qualquer que tenha sido o motivo eles foram pros finalmente... enquanto nois aqui... bom deixa pra lá... civilizadamente temos os Mauricios, Dirceus, Jefersons, Malufs et caterva, que vão conversando, conversando... e a gente, boa que somos, vamos ouvindo, ouvindo... e os seculos vão passando, passando...
Ate quando ó meu.....?

Sergio Abreu
Ubatuba, SP


“BAIXO NÍVEL” - Um ou outro escriba ubatubense, sem história, sem conhecimento da de Ubatuba, às vezes sem nome ou identificação adequada, aparece, na imprensa, com mais freqüência do que seria tolerável, para agredir gratuitamente cidadãos, com epítetos ofensivos, sem que estes tenham dado causa que os justifique. Além do desrespeito às pessoas indicam um baixo nível cidadão que envergonha quem toma conhecimento desses procedimentos.
O autor do “O que é, o que lhe parece!”, René Tadeu Gatti, quando se refere a minha pessoa, nos itens: 11,12, e 13, do seu artigo, comete alguns deslizes e prova exaustivamente que nada conhece sobre meu posicionamento em relação à proliferação dos cargos em comissão, assim como à origem da determinação do Tribunal Regional do Trabalho, de Campinas, ao município de Ubatuba.
O artigo, de minha autoria ”O tempo passa,” não tem impropriedade ou ofensa a quaisquer que seja. O recado, que é dado, foi recebido pela Administração Municipal e já se manifestou comunicando que, a reforma administrativa, terá início, em julho de 2005. Anunciou também os processos, procedimentos e etapas que seguirá.
Também outros artigos, segundo informações que nos chegam, tem conseguido seus objetivos e evitado que ações administrativas, na nossa avaliação, prejudiciais ao município, tenham sido praticadas. Esse é nosso objetivo. Sempre procuramos o melhor para Ubatuba. Dentro de nossas possibilidades colaboramos para uma Ubatuba melhor.
Não o fazemos pensando em cargos em comissão ou em benesses políticas. Sabemos que o caminho dos conchavos políticos nunca estará aberto para aqueles que defendem a lei, a honestidade, a justiça e a verdade.
Para satisfazer a curiosidade do atual incomodado com a minha vida, minhas aposentadorias e meus posicionamentos, como cidadão consciente e conhecedor do que elogia ou critica apresentarei alguns esclarecimentos:
Sou parlamentarista convicto e, conseqüentemente, para mim, os cargos em comissão deveriam estar restritos aos de Secretários e Assessores em nível de Secretário.
Tivesse dependido de mim e a reforma tantas vezes solicitada pelo Tribunal de Contas, do Estado de São Paulo, e, agora, exigida pelo Tribunal Regional do Trabalho, de Campinas, teria acontecido faz muitos anos.
As aposentadorias que, atualmente, posso usufruir, foram conquistadas, por tempo de contribuição, em cargos de provimento efetivo conquistados, após classificação em concurso de provas e títulos, de acordo com a legislação estadual de São Paulo e a municipal de Ubatuba. Não as recebi de graça. Não houve tempo ficto. Aconteceram em decorrência de trabalho assíduo, árduo, dedicado e produtivo. Quando o agressor refere-se a esse detalhe de minha vida particular, indica estar possuído do “Mal oculto” tão magistralmente tratado por Zuenir Ventura quando diz que “A inveja é não querer que o outro tenha” e Francisco de Quevedo “O invejoso chora mais o bem alheio que o próprio dano”. O invejoso não aceita que os outros tenham boa reputação.
Na qualidade de Secretário Municipal de Educação não me omiti nem ocultei a verdade. Divulguei para todos a imposição do Tribunal e solicitei retirar da relação de cargos a serem extintos os de Diretor de Escola, Vice Diretor de Escola e Supervisor de Ensino provando, a legalidade de sua nomeação, precedidos de eleição e só ocupados por estatutários. No acordo final foram retirados.
Na exigência feita pelo Tribunal Regional do Trabalho de Campinas nenhuma intervenção teve a Administração Anterior. A denúncia foi feita pela Vara Trabalhista de Caraguatatuba a pedido de pessoas não vinculadas à administração municipal.
Freqüentemente nos encontramos, nesta nobre terra de Ubatuba, com homens e mulheres de ambições, pouco conhecimento, nenhuma criatividade e guiados por paixões que lhes retiram o foco da realidade. Pensam que bajulando os ocupantes do poder e caluniando os supostos opositores conseguirão um lugar ao Sol. Conseguido o cargo se prestam a tudo fazer para conserva-lo. Esquecem o município e seus problemas e que, estes, só serão equacionados e resolvidos com homens e mulheres competentes, dedicados, com visões plurais da complicada realidade que nos cerca e muita, muita honestidade. Os bajuladores não nos levarão ao Paraíso.

Corsino Aliste Mezquita
RG 2.976.292 – 3
Ubatuba, SP


"TÁ-SE-ACHANDO!" e "NÃO-ME-RELE, NÃO-ME-TOQUE!" - Permita, Sr. editor, que este subscritor acrescenta esses dois zargões “populetiquez” (= ética popular) ao glossário publicado, há pouco tempo na imprensa virtual, pela iniciativa do Prof. Renato Nunes, a quem receba publicamente os nossos respeitosos cumprimentos. (Do subscritor e sua legião).
É por sua capacidade de contribuição e ânimo voluntário construtivo, sem desmerecer ninguém ou se aproveitar de auto-afirmação, tão pouco bombardear as instituições constituídas, por picuinhas ou hipocrisia camuflada, mas sempre a favor da comunidade Ubatubense. Basta-nos ler e reler seus artigos e projetos lançados na imprensa de grande alcance social.
Quanto ao popularmente conhecido – “Tá-se-achando” – refere-se ao sujeito que ele próprio se acha o máximo. É o tal do “superego”, sintoma de personalidade difícil e autoritário, originariamente, descoberto pelo Freud em 1920. Mais tarde, a sua filha caçula, Anna Freud desvendou o mistério profundo do “ego”, com a publicação de sua obra prima em 1937, “O ego e os mecanismos de defesa”. (Fonte: Enciclopédia Larrouse Cultural).
Já quanto ao dito popular – “Não-me-rele, não-me-toque” – diz respeito ao seguimento de defesa do sujeito (Tá-se-achando), porque só a ele pode tudo, isto é, a Democracia de um; só ele pode criticar, pode opinar, pode solucionar, pode xingar, pode falar ou escrever o quanto quiser, e quer porque quer a última palavra, etc. etc. etc., e não admite quem lhe faça ou lhe diga o contrário.
É o tal do “ego” supervalorizado do S. Freud, esmiuçado por Anna Freud quando se descobriu que tal sujeito (paciente adulto), só poderia sofrer de síndrome de infância perdida ou conturbada.
Será a mesma síndrome (infância perdida ou conturbada)...? que alguns estudiosos tentam desvendar do porquê de haver tantos “padrecos autoritários ou falsos pastores, hipócritas e reprimidos”, de atentar contra o pudor oculto nas profundezas da alma, (aqueles que simularam ou perderam a vocação e a fé), salvo a maioria que se livraram da batina, por encontrar “algo” humano na terra e não o prometido nas Escrituras.
Conclusão incógnita: “Evite que seu ego fique muito próximo de sua posição para que, quando sua posição cair, seu ego não vá junto” (Autor...?? – pérola extraída “entre aspas”).
P.S. – Parabéns aos meus “companheiros da legião” que estão atentos aos que escrevem publicamente e absorveram a coragem de responder à altura, sem medo dos oportunistas de plantão, nem do retorno de aventureiros em 2008. (obs. Vamos formar de novo o Plano B).

Orlando V. Sales
Advogado da turma de 1986, ex-seminarista 1960
e ex-comando de caçadores 1970
Ubatuba, SP


Esperança! Quem dá mais? - De onde vem os recursos orçamentários da prefeitura? Do IPTU. O crescimento de Ubatuba nos últimos 20 anos, foi vazio. Oco. Nada ou pouquíssimo se acresceu de "vantagens" aos serviços ou à infra-estrutura para a população. Não tivemos nenhum planejamento. Apenas muita conversa e promessas, predinhos e invasões de áreas de preservação e mananciais. A indústria da construção civil, como com o canto da sereia, sustentou a manutenção deste "vazio". Enganosa, suprimiu de ações, criatividade e idéias a nossa vocação natural. O turismo. Digo "vazio" porque para o crescimento da arrecadação do IPTU, foi necessário o desproporcional crescimento imigratório da população, que atinge hoje níveis recordes nacionais e, exigem serviços e infra-estrutura básica que a arrecadação com o IPTU há muito não consegue pagar. Grande mico! Não há crescimento da renda. Não há empregos. Não há desenvolvimento econômico. Apenas arrecadação de IPTU. Desta arrecadação, a grande parte dos adimplentes ( os que pagam regularmente), são proprietários que residem em outros municípios e, seguramente, tem renda os 12 meses do ano e tem contribuído para o canto da cigarra dos administradores municipais. Não vivem a nossa sazonalidade. Em contrapartida, a grande maioria dos inadimplentes, são proprietários, digamos, "locais" e sofrem com a resultante da inércia e da comodidade do poder público. Curioso? Não! Que proposta, tem o poder público, para a criação de renda, empregos, desenvolvimento econômico, para que os "locais" também tenham renda regular, para que possam também pagar (regularmente) seu IPTU? Ou são considerados e vistos apenas como mal pagadores? Não pagam porque não querem pagar? Quantos dos locais, estão desempregados? Quantos, vivem apenas de bicos? Saber que o teto de sua família pode ir à leilão, causa indignação, provoca stress e baixa estima. Tudo isso, talvez seja suportável se, e quando, ainda houver esperança. Há esperanças? Mesmo demonstrando certa impaciência, aguardamos, todos, pelo prometido resgate. Ainda há muito tempo! A aparente falta de paciência, é porque esta "doendo". A demora, talvez seja o motivo da cidade estar tão desolada.
P.S Peço desculpas, por alguma palavra que possa ser interpretada como ofensiva, pois, como não tenho o bom hábito de rever o texto, muitas vezes, ele fica sobrecarregado de emoções.

Ronaldo Dias
Ubatuba, SP

Foto do Dia Topo

Para participar desta seção basta enviar as fotos com crédito do autor e legenda, no tamanho mínimo
de 1024 x 768 pixels com resolução de 72dpi para fotododia@litoralvirtual.com.br

Atenção! - A sessão Foto do Dia passará a divulgar também fotos de pessoas da região. Esta será nossa forma de homenagear e prestigiar pessoas de destaque no Litoral Norte. As fotos enviadas deverão ser no enquadramento "close" podendo ser coloria ou PB, no tamanho mínimo de 1024 x 768 pixels com resolução de 72dpi. O envio da foto caracteriza autorizada a sua publicação, assumindo o autor total responsabilidade pela publicação da mesma..

Ubatuba:

Praia da Sununga - José Carlos Marques

Praia da Sununga
©José Carlos Marques

Envie sua foto!

Para instalar a foto como papel de parede (wallpaper)
Clique na foto acima. Após carregar a foto ampliada, clique com o botão direito do mouse sobre a imagem e escolha "Definir como papel de parede" ou "Definir como fundo de tela". Para ajustar a imagem em tela cheia, clique em qualquer lugar da área de trabalho com o botão direito do mouse, escolha "Propriedades" / "Fundo de Tela" ou "Papel de Parede" / "Ampliar".

Arquivos:  Foto Saudade  -  Foto do Dia

 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão no Litoral Virtual:
Clique Aqui


As notícias, fotos e cartas publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo. O envio de qualquer material para nosso e-mail
será considerado como autorizado a sua publicação e assumida a total responsabilidade pelo seu conteúdo.
As cartas devem conter nome completo, RG, endereço, telefone de contato e um e-mail válido.
Reservamos o direito de não publicar cartas que não contenham a devida  identificação do autor.

Editor Chefe: Emilio Campi

GRÁTIS!!
Receba as Últimas Notícias do Litoral em seu e-mail:

Quero receber GRATUITAMENTE o boletim Últimas Notícias do Litoral:

e-mail:
Cidade:



Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:

Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br

©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor

contador, formmail cgi, recursos de e-mail gratis para web site