Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Quarta-feira, 03 de agosto de 2005 - Nº 1335 Edições Anteriores

Pousada Mar Azul Sol e Vida Restaurante Tropical

Região
Pesca: ‘As reservas aqui já estão exauridas’
Litoral Norte tem de 30 a 50% de profissionais na construção civil


Caraguatatuba
Triatletas de Caraguá participam de competição internacional
Caraguá sedia a 5ª etapa do Campeonato de Kart
Karateístas de Caraguá participam de competição em Ilhabela
Atletas de Caraguá se destacam no Paulista de Down Hill
Vereador Celsinho consegue obra para o Massaguaçu
A Câmara e os números de Julho
Falta de energia impede roubo em bar


Ilhabela
Receita une peixe e planta em Ilhabela
Corredores representam Litoral na ‘Super Prova de Inverno de Campos do Jordão’
Engenheiro roubado dentro de pousada


São Sebastião
Governistas barram CEI contra Juan
Prefeito vai acionar presidente da Câmara na Justiça
Funcionários de empresa lacrada pela prefeitura bloqueiam SP-55
Sefaz realiza mutirão para encaminhar contas em débito dos munícipes para cobrança judicial
São Sebastião organiza a 2ª Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente
Doação de pescados

Ubatuba
Ubatuba investe R$ 2 mi para revitalizar avenida Iperoig
CPI do desvio de verba ouve ex-secretário de Administração
Ludmila Ferber é a grande atração do Festival da Paz de Ubatuba
Treinamento para feirantes busca melhorar qualidade no atendimento
Ciclo de Palestras do Sebrae com a ACIU
Feras do Triathlon se preparam para mais um desafio em Ubatuba
“Prefeitura no Bairro” inicia ações no Perequê-Açu
Ubatubanas vence torneio de Beach Soccer
PM prende suspeito de tráfico em Ubatuba


Seções
Opinião
Carta do Leitor
Foto do Dia


Notícias da Região Topo

 ‘As reservas aqui já estão exauridas’
Entrevista: Antônio Olinto Ávila da Silva, pesquisador científico
Fonte: A Tribuna, Ago/2005 (www.atribuna.com.br)


Litoral Norte - O pesquisador científico Antônio Olinto Ávila da Silva, do Instituto de Pesca, organizou e mediou ontem o workshop Produção Pesqueira Marinha do Estado de São Paulo, resultado do esforço conjunto entre o Instituto de Pesca e o Sindicato dos Armadores de Pesca do Estado de São Paulo (Sapesp), que reuniu representantes do setor (tanto de armadores quanto de pescadores), dos governos estadual e federal e pesquisadores do Instituto Oceanográfico na Baixada Santista e também litorais Sul e Norte.
O evento se propôs não só a divulgar informações relativas ao setor pesqueiro do Estado como também discutir o ordenamento da pesca e os caminhos a se tomar para reverter a curva descendente da produção pesqueira verificada nos últimos anos.
Biólogo com doutorado em Oceanografia pelo Instituto Oceanográfico da USP, Ávila coordenou também o estudo divulgado no evento, que traça um amplo e detalhado panorama do setor pesqueiro no Estado de São Paulo nos últimos cinco anos. Por estes dados, São Paulo mantém-se na sétima posição entre os principais estados produtores de pescado marítimo, e a região da Baixada Santista (Santos e Guarujá) tem participação de 75% na produção pesqueira do Estado (85% da receita gerada).
Na entrevista a seguir, Antônio Olinto Ávila comenta a crise no setor pesqueiro que se seguiu aos picos de produtividade da década de 80 (à base de extração desordenada).
Aborda ainda a necessidade de ordenamento e regulamentação do setor, com uma tomada de consciência por parte da indústria a respeito da renovação dos recursos e também a possibilidade de se unir o pensamento ecológico com a mentalidade da indústria.

A Tribuna — Santos e Guarujá aumentaram, de 2003 para 2004, sua fatia na extração de pesca em relação a outras cidades do Estado (de 66% para 75%). É indício de que as coisas estão melhorando?
Antônio Olinto Ávila da Silva — Não necessariamente. A maior parte do pescado de Santos e Guarujá é sardinha. E a pesca da sardinha, por tradição, flutua muito de um ano para outro. Sua produção pode variar em até 50% de um ano para outro e, por isso, os números podem mudar muito.

AT — Como começaram a surgir os problemas no setor, então?
Olinto — A pesca no Brasil começou a ter um cunho industrial, de grande porte, a partir dos anos 60, quando no final da década houve a criação da Superintendência de Desenvolvimento da Pesca. Só que naquela época, a estimativa do que se poderia pescar no Brasil era infinitamente maior do que efetivamente era possível. Chegou-se a pensar que no Brasil era possível produzir 1,5 milhão de toneladas/ano. E, na verdade, no ano de maior pico não conseguimos chegar às 800 mil toneladas/ano.

AT — Como isso afetou o setor?
Olinto — Principalmente ao longo das décadas de 70 e 80, o investimento que foi feito na pesca foi todo voltado a se tentar chegar a esse 1,5 milhão de toneladas por ano. Em um primeiro momento, então, você teve mais barcos, melhor equipados, que conseguiam fazer uma extração maior.

AT — Foram os tais picos?
Olinto — Pois é, mas isso é como o cidadão ter uma caderneta de poupança de décadas e que num certo dia ele tira o extrato e vê uma dinheirama lá. Se ele resolver sacar 80%, 50% daquele dinheiro, de uma vez, no ano seguinte ele não pode esperar que o dinheiro esteja lá, todo novamente. Isso não existe.

AT — Não se pensou nos estoques, então?
Olinto — Aquele nível de desenvolvimento levou a um nível de extração que os estoques não comportavam. A gente chama a pesca de indústria, mas ela não produz nada. O termo certo é extração. Se extrai tudo, acaba. Então, no Brasil e também no resto do mundo, houve em seguida uma queda da produção.

AT — O reflexo dessa extração desordenada é, então, sentido até hoje?
Olinto — Não é algo que se recupera de um ano para outro. O que se pesca hoje não é nem metade do que se pescava na década de 60, quando a pesca começou a ser tratada como indústria. Na década de 80, o patamar era de 100 mil toneladas por ano. Na de 60, o nível era de, no máximo, 60 mil toneladas. Nos últimos cinco anos, a média tem sido de 25 mil a 30 mil toneladas.

AT — Como está a produção pesqueira de Santos em relação a outros portos? A fuga foi estancada?
Olinto — É, essa fuga aconteceu, mas não agora. Isso aconteceu no início da década de 90, quando várias embarcações saíram de Santos com destino a portos como os de Itajaí.

AT — Por quê?
Olinto — A explicação é bem técnica. Por causa do sistema de correntes, as águas mais para o Sul são mais ricas. Essa região que compreende Rio de Janeiro, São Paulo e Santa Catarina faz uma meia-lua e, nesses três estados, a concentração é grande. Mas o Sul, por questões oceanográficas, é mais rico em peixes, você tem inclusive estoques que são compartilhados com Argentina e Uruguai. São peixes que fazem migração entre os três países. Com a queda da produção na década de 90, a frota migrou mais para o Sul para ter acesso a esses estoques, principalmente para Itajaí. O resultado é que, hoje, Santa Catarina rivaliza com o Estado do Pará como maior produtor pesqueiro do Brasil.

AT — Essa queda de produção foi motivada apenas pela falta de peixes?
Olinto — É, realmente, a quantidade menor de peixes disponível. Se colocássemos todos os barcos de pescado novamente aqui, haveria um pico inicial, mas depois o tombo ia ser ainda maior, porque as reservas aqui já estão exauridas, cansadas.

AT — O senhor citou Santa Catarina e Pará como maiores produtores do Brasil. Onde se situa o Estado de São Paulo nesse ranking?
Olinto — São Paulo é o sétimo maior produtor do Brasil.

AT — Mas não estão aqui concentradas a melhor tecnologia e os estudos, as estatísticas? Por que isso não se traduz em números?
Olinto — Volto a lembrar que falamos em produção pesqueira erroneamente. Não existe produção pesqueira. O que há é extração, quem produz o peixe é a natureza, o ambiente. A frota que está baseada no Pará pesca bem na foz do Amazonas e aquela região toda é extremamente rica. Todos os nutrientes carregados pelo sistema de rios desembocam ali. Essa frota grande extrai o que é produzido nesse ambiente muito rico.

AT — E Santa Catarina?
Olinto — Acho que ali, sim, existe um problema, mas para o Rio Grande do Sul. Um problema de organização, porque Santa Catarina acaba utilizando o litoral gaúcho para fazer a pesca. É um setor bem organizado, lá. No Rio de Janeiro também, onde o forte são os peixes de superfície, que têm um ciclo de vida mais rápido, com reposição mais rápida. O bonito listrado, por exemplo, é forte no Rio e em Santa Catarina.

AT — E aqui? Por que aqui não se pesca, então, bonito listrado?
Olinto — Aqui em Santos, a pesca é quase inteiramente voltada à sardinha, que é explorada há décadas e está reconhecidamente exaurida. O bonito listrado é capturado com uma técnica chamada vara e isca viva, que utiliza sardinhas pequenas vivas. Para essa pescaria ter sucesso, é preciso ter essa sardinha, cujos locais de criação são Cabo Frio, no Rio, que tem uma região de ressurgência, e o Cabo de Santa Marta Grande, em Santa Catarina. São regiões ideais para isso, e São Paulo, não. Aqui o ideal é a pesca de fundo, por nossa geografia. Mas esse tipo de pesca está exaurido.

AT — E qual a solução, então?
Olinto — É preciso que, de um lado, exista o ordenamento das capturas. Há espécies que chegam a ser capturadas por nove equipamentos de pesca diferentes. Todo mundo, hoje, pega a mesma coisa. Esse ordenamento é fundamental. Saber quem vai pegar o quê. Assim, a produção pode não aumentar em um primeiro momento, mas a produtividade aumenta. Que é o que realmente interessa, na verdade, um maior lucro. O ordenamento é exatamente isso, pegar a informação de um lado, a sociedade do outro e as instituições que fazem as normas, e ajeitar esse teatro, definir que papel cada um vai desempenhar. Com o ordenamento adequado, todo mundo — especialmente o setor pesqueiro — só tem a ganhar.

AT — E a indústria pesqueira, tem essa mentalidade?
Olinto — Está desenvolvendo. O evento de hoje (ontem) tem um lado até histórico, porque o Sindicato dos Armadores do Estado de São Paulo patrocinou a impressão do relatório que divulgamos e, além disso, nos procurou para discutir as várias pescarias. O setor pesqueiro e a indústria pesqueira, então, estão vendo, sim, a importância de se fazer as coisas de comum acordo.

AT — E o setor apóia a criação de novas leis regulatórias?
Olinto — Embora em um primeiro momento eles tenham a impressão de que novas leis e normas possam significar restrições de acesso aos recursos — e realmente o são — precisam saber que é uma restrição boa, porque se a coisa continuar desse jeito, com todo mundo pescando onde quer, o que quer e como quer, a pesca vai acabar. O que se está começando a perceber é que não é má-vontade nem da pesquisa nem do governo, de limitar e organizar a atividade.

AT — É possível combinar o pensamento ecológico com a mentalidade de indústria?
Olinto — Isso é uma coisa difícil, não só no Brasil. Acho que a grande novidade, da década de 90 para cá, é que antes se encarava o homem de um lado e o meio ambiente do outro, e hoje se enxerga o homem como parte do meio ambiente. Não se tem uma sociedade próspera em um ambiente degradado. Em um ambiente assim, o que se tem é uma sociedade pobre, miserável. Quando se protege o meio ambiente, está se protegendo o homem e suas ações econômicas. Essa mentalidade, a cada dia, está sendo mais assimilada.

AT — Por que só agora essa discussão, se estamos sofrendo hoje efeitos de ações de décadas?
Olinto — A parte mais sensível do corpo humano é o bolso. É o caso do cinto de segurança. Todo mundo sabe que ele salva vidas, mas enquanto não foi estabelecida uma multa, ninguém usou. Isso é o espírito humano, não é relativo só à pesca. Se o cidadão vê que tem 10 peixes, porque ele vai pegar só um? Aí você argumenta: ‘Se você pegar os 10, no ano que vem não vai ter nenhum’. Ele responde: ‘É, mas, no ano que vem, não sei se serei eu a pescar, então vou pegar os 10 para me garantir’.

AT — E só agora a indústria começou a perceber isso?
Olinto — Pois é. Foi feita essa extração acima do que seria viável e hoje temos portos de desembarque com enorme capacidade ociosa, indústrias pesqueiras que estão tendo que importar pescado. Nosso parque de sardinha, que é o maior da América Latina, está importando. Agora, que está doendo no bolso, é que vem a consciência.

AT — Quais são as perspectivas do setor daqui para frente?
Olinto — Perspectivas são difíceis. Podemos falar em cenários. Em um cenário positivo, onde realmente tenhamos ordenamento das pescarias, que tenhamos leis que ponham ordem nas pescarias, com licenças adequadas e uma tomada de consciência por parte do setor produtivo da importância que isso tem para eles mesmos. Será positivo, de uma boa estabilização em um primeiro momento e, depois, até de algum incremento.

AT — E o cenário negativo?
Olinto — É, ele é possível. Se o governo for moroso em publicar as leis, a coisa complica. Cito como exemplo o caso do peixe-sapo, cuja regulamentação demorou quatro anos em meio a reuniões e mais reuniões e encaminhamentos, enquanto a produção caía ano a ano. Quando finalmente vai sair, só agora, quase não existe peixe-sapo. Acabou. Se o setor pesqueiro não se organizar, não tiver essa consciência, a pesca será uma atividade que, no lugar de gerar riquezas, irá resultar em pobreza e subempregos. É preciso entender que o recurso pesqueiro é um bem público, que tem dono: o Estado brasileiro. Quem governa o Estado brasileiro e, quando ele dá uma licença para um particular explorar um bem público, é para que isso promove o bem comum: alimento, emprego, renda. Isso só pode ser atingido com o ordenamento do setor. Caso contrário, há apenas dilapidação do bem público e até conflito entre os usuários.

AT — Conflitos?
Olinto — Isso já acontece. É pescador de arrasto brigando com pescador de pote de polvo etc etc etc. Porque as áreas de pesca deles se sobrepõem, eles exploram os mesmos recursos e um atrapalha o outro. Chega a sair tiro. Então, quer dizer, é um bem público que está sendo explorado para gerar conflito, para gerar despesa. Não tem sentido continuar desse jeito. Espero que esse cenário fique cada vez mais distante.

AT — Daí a importância do levantamento de números do setor por parte de instituições como o Instituto de Pesca, não?
Olinto — O site do Instituto de Pesca — www.pesca.sp.gov.br  — vem justamente suprir essa necessidade de estatísticas. É possível baixar nossas publicações em formato PDF ou fazer pesquisas on-line. Fizemos um banco de dados bastante amplo e a pessoa que consultar esse banco de dados tem acesso a informações de produção em quilos, produção em valor, número de desembarques e número de embarcações, divididas por município, por aparelho de pesca. Há uma série de parâmetros para consulta e o programa oferece planilhas, tabelas e gráficos que, do jeito que foram planejados, dá para tirar diretamente da tela do computador para colocar em uma apresentação em Power Point. Acreditamos que a informação é um subsídio para a pesca. Ter uma informação de qualidade e atualizada é fundamental, uma forma de orientar tanto o governo quanto o setor pesqueiro a respeito dos rumos a tomar. (Fonte: Instituto de Pesca)

Litoral Norte tem de 30 a 50% de profissionais na construção civil

Litoral Norte - Segundo dados dos PATs (Posto de Atendimento ao Trabalhador) de Caraguatatuba e São Sebastião e, os Balcões de Empregos das prefeituras de Ubatuba e Ilhabela, a região conta com 30 a 50% de profissionais na área da construção civil. Tanto o PAT, órgão ligado a Secretaria Estadual de Empregos e Relações de Trabalho, como o Balcão de Emprego, setor submetido às Prefeituras Municipais, têm como objetivo colocar o trabalhador no mercado de trabalho.
São Sebastião é a cidade da região que mais tem profissionais na área da construção. Segundo a diretora do PAT, Elisia Pereira de Jesus Faustino, dos 24.504 cadastrados cerca de 70% são pedreiros, carpinteiros, pintores, encanadores, ajudantes-gerais e afins.
“Se por um lado temos o maior número de empregados cadastrados na construção civil, por outro temos o menor número de empregadores desse ramo, porque a maioria das construtoras traz mão-de-obra mais barata de outros estados”, disse.
Elisia informou que no próximo dia 15, às 19h00, no Teatro Municipal, acontecerá um Seminário com a presença do diretor regional Francisco Prado de Oliveira, representando a Secretaria Estadual de Empregos e Relações de Trabalho, que junto à Prefeitura, ressaltará a importância da contratação de profissional da região. “Quanto mais trabalhadores empregarmos, mais verbas recebemos”, destacou a diretora do PAT, Elisia.
O PAT de Caraguatatuba tem cerca de 25 a 35% dos seus 34.909 cadastros ligados à área da construção civil, segundo a diretora Elmar, conhecida como ‘Ká’. “Quando uma empresa solicita um perfil de profissional, analisamos o cadastro no PAT e elaboramos uma ‘carta de indicação’, que o candidato apresenta na hora da entrevista.
O problema é que não conseguimos contato com os cadastrados, pois a maioria deixa telefone para recado”, confirmou.
Segundo o assistente da Secretaria de Assistência Social de Ilhabela o Balcão de Empregos atualmente tem cerca de 500 cadastrados e destes 30 a 50% são de profissionais da construção civil.
“No cadastro pedimos a carteira do Trabalhador de Ilhabela, que dentre outros dados, pede o comprovante de residência há pelo menos dois anos, e isto tem impedido muitos se cadastrarem”, confirmou.
Ilhabela está aguardando aprovação do Estado para ter um PAT, conforme explicou a diretora de Desenvolvimento e Serviços da Prefeitura de Ilhabela, Raquel Cristina Julião. “Nossa secretária Célia Ferreira protocolou no último dia 8 de junho na Secretaria Estadual do Trabalho um pedido de instalação do PAT na cidade.
Com a mudança do secretário estadual o pedido está atrasado. Mesmo assim, estamos reformando o antigo balcão do almoxarifado da Saúde, que será a Casa do Trabalhador, onde queremos disponibilizar o Banco do Povo, Frente de Trabalho, Procon, emissão de Carteira de Trabalho e o PAT”, afirmou Raquel.
Por fim, Eduardo de Oliveira, chefe da sessão de assuntos administrativos da Secretaria de Assistência Social de Ubatuba, informou que o Balcão de Empregos tem 3.184 cadastros, e destes somente 36 são pedreiros, 20 eletricistas e 28 pintores.
“A maioria é balconista (276), empregadas e afins. Durante a temporada de verão, empregamos recepcionistas e lavadeiras, que durante o ano acabam trabalhando como domésticas”, justificou.
A única entidade da região que defende a classe é o Sindicato da Construção Civil, sede Litoral Norte, e segundo o diretor Antônio Carlos, a maioria dos profissionais do setor são autônomos.
“Temos empreiteiras e construtoras cadastradas, além de cerca de 50 autônomos, mas este número é bem maior”, assegurou. (Fonte: Imprensa Livre)

Notícias de Caraguatatuba Topo

O Guaruçá Caraguatatuba


Triatletas de Caraguá participam de competição internacional
Apesar de não ter conquistado medalhas para a cidade, os atletas consideram positiva suas participações na competição e já treinam para as próximas provas que irão competir

Caraguatatuba - Os atletas de Caraguatatuba, Carlos Gasparini e Ângelo Arantes, participaram, no dia 31 de julho, domingo, em Ilhabella, do Triatlon Cross Country, o X-Terra. Realizada pela primeira vez na América Latina, a prova atraiu cerca de 350 competidores de países como Argentina, Alemanha, África do Sul, Portugal, Estados Unidos e de diversas cidades brasileiras.
A competição teve 1,5 km de natação, 30 km mountain bike e 9 km de corrida. O atleta Ângelo Arantes, que competiu na categoria 30/34 anos ficou com a 4ª colocação, com o tempo de 3horas e 41 minutos. Já Carlos Gasparini foi o 9º colocado, na categoria 45/49 anos, com o tempo de 4 horas e 38 minutos.
Para Gasparine, esse não foi o seu melhor tempo em provas como essa, mas está satisfeito com o resultado obtido. Já Arantes disse que pedalou forte nas subidas, fazendo com que chegasse entre os primeiros. “As subidas eram muito difíceis e longas e as descidas bastante técnicas, a minha experiência no ciclismo me favoreceu. Faltando aproximadamente 2 km para o fim da etapa do ciclismo, reboquei um atleta da equipe de SP até a linha de chegada, sua bike estava quebrada, isso pode ter me custado a 3ª posição, mas fiquei muito satisfeito em poder ajudar o colega de prova”, comentou.
Os atletas caraguatatubenses, que tiveram o apoio da Academia Forma Atlética, Posto Joty, Loja J. Bike, Mercado Espanhol e Palmarium Paisagismo, completou que quem levou a melhor na competição foram os gringos. O sul-africano Conrad Stoltz e a americana Jamie Whitmore, foram campeões da categoria elite masculino e feminino respectivamente, e faturaram o prêmio em dinheiro. “Ilhabela foi escolhida por possuir todas as características que a prova exige e os atletas estrangeiros disseram que o circuito de mountain bike da cidade é, sem dúvida, um dos mais difíceis do mundo”, disse Arantes.
Caraguá também foi representada por Arantes e Gasparini na seletiva 2.005 de Iron Man que teve 3,8 km natação, 180 km ciclismo e 42 km corrida que aconteceu em Florianópolis. A prova teve um número recorde de 1.280 participantes de 38 países. Os triatletas concluíram a prova em 13hora 8 minutos e 13horas 30minutos respectivamente.
Os atletas caraguatatubenses já se preparam para as próximas provas que irão competir.
No domingo, dia 7, o atleta Ângelo Arantes participará do Duathlon terrestre, que será realizado em São José dos Campos. Já Carlos Gasparine competirá no Triathlon Olímpico, que terá 1,5km de natação, 40 km de ciclismo e 10 km de corrida, que acontece dia 21, domingo, em Ubatuba. (Fonte: PMC)

Caraguá sedia a 5ª etapa do Campeonato de Kart
A prova acontece no dia 7, domingo. No dia do evento estará disponível para aluguel kart para pilotos que competem na categoria Fórmula 13

Caraguatatuba - O kartódromo de Caraguatatuba será palco de mais uma etapa do “Campeonato Paulista Regional de Kart. A 5ª etapa da competição acontece no dia 7, domingo, e promete atrair para a cidade várias feras da categoria.
O campeonato que é organizado pela KRT Motors Clube promete muita adrenalina para os competidores e emoção para os amantes do esporte que irão prestigiar o evento.
Serão disputadas as categorias Cadete (PMK e PCK), para pilotos mirim e cadete com motor Honda 5,5 HP com peso mínimo de 95kg o conjunto kart/piloto; Parilla Júnior (PJMK e PJK), para pilotos júnior menor e júnior com karts dotados de motor parilla com peso mínimo 130 kg o conjunto kart/piloto; Parilla Graduados (PK, PGKB e PGKA), para pilotos novatos e graduados A e B, com motor parilla 125cc de preparação livre e peso mínimo de 145 kg kart/piloto; Parilla Sênior (PSKB e PSKA), para pilotos sênior A e B para motores parilla 125cc de preparação livre e peso mínimo de 160 kg o conjunto kart/piloto; RD-135cc (PK, PGKA, PGKB, PSKA, PSKB), para pilotos novatos, graduados A e B e sênior A e B com motor Yamaha RD/RDZ 135cc e peso mínimo de 165 kg o conjunto kart/piloto e a Fórmula 13.
Para os kartistas que disputam na categoria Fórmula 13 e não possuem o kart, serão disponibilizados para aluguel no dia da prova o equipamento com motor Honda GX390 de 13hp de potência, para que possam ser locados pelos interessados. Os pilotos precisam apenas levar equipamentos individuais como capacete, macacão, luvas e sapatilhas.
Para mais informações ligue (11) 6286-2771 ou pelo e-mail kart@softmed.com.br . (Fonte: PMC)

Karateístas de Caraguá participam de competição em Ilhabela
A equipe caraguatatubense levará 40 atletas para o evento. A equipe promete lutar para conquistar medalhas para a cidade. No dia 13, domingo, oito atletas da equipe participarão da final do campeonato paulista que acontece no dia 13, domingo, em São Carlos

Caraguatatuba - A equipe de Karatê da Secretaria Municipal de Esportes e Recreação de Caraguatatuba irá participar com 40 atletas da 3ª Copa Ilhabela de Karatê que acontece no dia 7, domingo, às 9h, no ginásio Gilson Gomes Pina e deve atrair cerca de 400 atletas, que irão disputar 47 categorias. A equipe caraguatatubense participará de 37.
De acordo com o técnico da equipe, Edsom Mendes do Amaral, será uma competição difícil por atrair atletas de todo o estado. “Estarão participando da disputa atletas do Litoral Norte, Vale do Paraíba e todo o estado, já que a copa conta com o apoio da FPK (Federação Paulista de Karatê) e os clubes participantes estão selecionando os melhores atletas.”
Ele disse ainda, que a equipe está confiante e pretende trazer medalhas em todas as categorias que irá participar.”A equipe tem conquistado bons resultados em todos os campeonatos que participa, acho que desta vez não vai ser diferente, estamos treinando muito”, declarou.
A equipe, que está entre as três melhores do estado, ainda participará, com oito atletas, da final do Campeonato Paulista, na categoria adulto, que acontece no dia 13, domingo, em São Carlos, interior de São Paulo. (Fonte: PMC)

Atletas de Caraguá se destacam no Paulista de Down Hill

Caraguatatuba - Os atletas de Caraguá mais uma vez mostraram garra e habilidade nos esportes radicais, com os resultados da 3ª etapa do Campeonato Paulista de Down Hill, que aconteceu nos dias 23 e 24 de julho em Caraguá.
A disputada etapa atraiu em torno de 700 amantes do esporte, além de 130 atletas de cidades da grande São Paulo, Vale do Paraíba, Litoral Norte, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás e Maringá (Paraná).
Luiz Alexandre, atleta Bolsa-Esporte das Faculdades Integradas Módulo, conquistou o título de campeão na categoria Universitário e vice-campeão na categoria Rígida Sênior Profissional.
Outro atleta de Caraguá que se destacou no campeonato foi Felipe Cambusano, campeão na categoria Rígida Junior e campeão na Full Junior.
Já na categoria Máster os destaques foram Pascoal Martines, campeão; e Rafael Cambusano, quarto colocado. Na categoria Junior Rígida, Lucas da Adcon, foi o vice-campeão e Leonildo o quinto colocado. Na categoria Máster A, Ricardo Henrique foi o vice-campeão.
Luiz Alexandre, Felipe Cambusano e Pascoal Martines estão na disputa direta pelo campeonato paulista, pois subiram ao pódio em todas as etapas. A próxima etapa já foi confirmada para acontecer no Guarujá.
O evento que foi organizado pela Federação Paulista de Ciclismo e teve o apoio da Secretaria Municipal de Turismo, aconteceu no Morro Santo Antônio, na pista com 1.500 metros.
De acordo o diretor da FPC/DH do evento, João Diogo, esse é o terceiro ano que o evento é realizado em Caraguá e teve uma repercussão positiva.
“Tivemos um número de atletas abaixo do esperado devido ao Campeonato Mundial, que aconteceu no Balneário de Camburiú, pela primeira vez no Brasil, e a final do Campeonato Brasileiro, no Rio Grande do Sul, mas o resultado foi positivo”, declarou. (Fonte: Módulo)

Vereador Celsinho consegue obra para o Massaguaçu
Praça de Esportes é uma conquista graças à parceria com o Prefeito Aguilar

Caraguatatuba - O Vereador Celso Pereira – Celsinho (PSDB), da Câmara Municipal de Caraguatatuba e a comunidade do Massaguaçu estão comemorando a sua mais nova conquista; O bairro vai ganhar uma praça de esportes ainda este ano. Com isso o Parlamentar vem confirmando o compromisso em levar dignidade às pessoas.
A praça de esportes será instalada entre os prédios da UBS (Unidade Básica de Saúde) e o Ciefi (Centro Integrado de Educação Infantil) no bairro. O local deverá ser tornar o ponto de encontro dos jovens e esportistas do principal bairro da zona norte do município, pois além dos equipamentos esportivos, terá todos os dispositivos de uma praça comum.
Segundo o Vereador a praça de esportes deverá contar com campo de Futebol Society, quadra de Malha e uma pista de Skate, atendendo aos anseios de jovens e até idosos que freqüentarão o local. Como já foi citado, a praça de esportes terá a urbanização tradicional de uma praça comum também, com bancos, gramado e passeio, além de iluminação.
De acordo com Celso Pereira conquistas como esta confirmam o compromisso de levar bem estar à população que o elegeu, proporcionando cidadania, conforto e o principal, tirar o jovem das ruas, dando-lhe chance de praticar um esporte. “A função do Vereador é difícil, pois tem que observar todos os problemas da comunidade e atendê-los da melhor maneira possível e esta praça é uma prova disto, pois além do lazer estamos levando o esporte aos moradores, cumprindo o nosso papel social”, disse. O prefeito Aguilar garantiu ao Vereador que até o final deste ano a praça estará pronta. (Fonte: Câmara Municipal de Caraguatatuba)

A Câmara e os números de Julho
Índices caíram devido ao recesso de Vereadores e Funcionários

Caraguatatuba - A Câmara Municipal de Caraguatatuba, através de sua Assessoria de Imprensa, divulga os índices de produção legislativa no mês de julho deste ano. Devido ao recesso de Vereadores e férias de funcionários, os números mostram-se os mais baixos dos últimos anos.
O mês de julho marca o tradicional recesso dos Parlamentares, que baseados na Lei Orgânica Municipal, tem a paralisação dos trabalhos no meio do ano. Este ano, de forma inédita e com base na linha de trabalho do atual Presidente da Casa de Leis, Vereador Juarez Pereira Pardim (PPS), os funcionários também entraram em recesso a partir do dia 15, retornando ao trabalho somente no dia 1º de agosto.
De acordo com a produção, foram protocoladas apenas 173 proposituras, assim distribuídas: 159 Indicações, 9 Projetos de Lei e 1 Moção. Quanto ao atendimento, foram anotadas 703 pessoas, sendo 693 atendimentos nos gabinetes dos Vereadores – a tradicional visita e apenas 10 presenças, com base na única sessão ocorrida em julho, no dia 11 e de forma extraordinária.
Com base em 10 dias úteis apenas em julho, a média de visitas foi de 69,3 pessoas/dia e nas presenças, de 10 pessoas/sessão. Estes números são com certeza os menores deste ano e só se comparam aos meses de recesso, principalmente o de julho de ano passado, quando a situação foi idêntica. (Fonte: Câmara Municipal de Caraguatatuba)

Falta de energia impede roubo em bar

Caraguatatuba - Uma falta temporária de energia impediu dois assaltantes de levaram o dinheiro do caixa de um bar no bairro Porto Novo. O roubo aconteceu na hora do almoço de sexta-feira. O comerciante I.P.F., de 56 anos, foi rendido por dois desconhecidos sendo um deles armado. Eles anunciaram o roubo.
Sem energia, a caixa registradora não abria, fazendo com que a dupla fugisse apenas com um pacote de cigarros. A PM foi avisada, mas não localizou os suspeitos.
O Porto Novo ainda registrou mais dois roubos no final de semana. Na noite de sexta o assalto foi na rua Pedro da Silva, na casa do aposentado A.L., de 73 anos, rendido quando estava na frente da residência com o neto no colo.
Três assaltantes, sendo dois armados de revólver e faca, obrigaram a vítima a entrar, rendendo também a filha do aposentado, L.H.L.M., de 42 anos. O trio fugiu levando jóias, celular, tênis, roupas e R$ 100,00.
O outro roubo aconteceu na manhã de sábado na Alameda Francisco Rosa e Silva. Duas donas de casas, M.G.S., de 51 anos, e A.R.K., de 63 anos, foram rendidas, na varanda, por dois assaltantes que aparentavam menores de idades.
As vítimas contaram que vieram de São Paulo, onde moram, para arrumar a casa de veraneio.
Os assaltantes pegaram jóias, celular, talão de cheques e R$ 280,00. Antes de fugir, eles deixaram as mulheres trancadas no banheiro. (Fonte: Imprensa Livre)

Programa Ação Litoral

Notícias de Ilhabela Topo

Vulcano Portal da Palmeira

Receita une peixe e planta em Ilhabela

Ilhabela - Uma receita inovadora que mescla um tradicional prato caiçara do litoral paulista, o "Azul-Marinho", a uma planta selvagem, a taioba, foi uma das vencedoras do Festival de Gastronomia de Ilhabela.
O festival foi realizado pela Associação Comercial de Ilhabela e teve como objetivo resgatar a culinária caiçara, transformando-a em atrativo.
O festival foi disputado em duas categorias. A moradora da Baía de Castelhanos Isadae Maria dos Santos conquistou o primeiro lugar na tradição caiçara com o "Azul-Marinho com Taioba". Só o "Azul-Marinho" leva peixe cozido com banana verde.
A categoria chef amador foi vencida por Renata Camargo Vanzetto, com o prato "Atum em Mil Crostas", feito com atum fresco, shoyu, mel, gergelim, pistache, mostarda, banana e côco ralado, entre outros ingredientes.
Renata, além de R$ 1.000, ganhou um estágio em Valparaíso (cidade no litoral do Chile) com o renomado chef Oscar Tapias. (Fonte: ValeParaibano)

Corredores representam Litoral na ‘Super Prova de Inverno de Campos do Jordão’

Ilhabela - Os atletas da Ilhabela, João Alves e Deissomar F. Santos, de Ilhabela, ambos integrantes do Programa Bolsa-Esporte das Faculdades Integradas Módulo, em Caraguá, disputaram no sábado, dia 30 de julho, a ‘Super Prova de Inverno 10 km Veja Campos do Jordão’ de Revezamento. Nossos atletas competiram com outros 250 corredores do Vale do Paraíba, Litoral Norte e cidade de São Paulo.
A prova desafiou os atletas com o percurso de 10 km de corrida sendo 5 km para cada um em esquema de revezamento. Os atletas do Litoral tiveram um bom desempenho na prova. João Alves ficou em 11º lugar na colocação geral da categoria absoluto, ele correu sozinho os 10 km. Já o atleta Deissomar fez dupla com Eduardo Salinas e terminou o percurso na 13ª colocação na geral absoluto.
Os dois corredores também foram destaque no 49º Jogos Regionais. João Alves como técnico da equipe de Ilhabela e Deissomar que ficou em 7º lugar na disputa pelos 400 metros na Prova de Velocidade, em 8º lugar nos 200 metros e em 9º lugar na prova de 100 metros. O desempenho do atleta foi reconhecido pelo técnico da equipe de São José dos Campos, que o convidou para treinar no Clube Fadempi.
Os dois contam com o apoio das Faculdades Integradas, por meio do Programa Bolsa-Esporte, que oferece bolsas de estudo e descontos para atletas. João Alves cursa o último ano e Deissomar o segundo semestre do curso de Educação Física.
Internacional: O Módulo marcou presença no ‘Nissan X – Terra 2005’. Os atletas do programa Bolsa-Esporte das Faculdades Módulo também marcaram presença em uma das 11 etapas do calendário mundial do ‘Nissan X – Terra 2005’, que aconteceu em Ilhabela no último domingo 31.
Esta foi a primeira etapa na América do Sul e contou com a participação de 450 atletas entre amadores e profissionais de todo o mundo. O ‘Nissan X – Terra 2005’ é a maior prova de triathlon cross-country do mundo.
O atleta Deissomar competiu na categoria Revezamento Amador que teve 35 equipes inscritas. Seus companheiros de equipe foram os ilhabelenses Merus, na natação, e Leonardo, na Bike. Eles terminaram a prova em 9º lugar. “Esperávamos um melhor resultado, mas tivemos um contra-tempo, a bicicleta do Leonardo quebrou a 4 km do fim da prova. Ele estava junto com os líderes da prova quando ocorreu o problema e teve que ir empurrando a bike até o final do percurso, onde começou o revezamento para a corrida. Deissomar teve um bom desempenho ajudando a recuperação da equipe e ficando entre os dez na categoria”. João Alves foi um dos técnicos e acompanhantes da equipe.
Na categoria individual prevaleceu o favoritismo do campeão mundial de triathlon, o sul-africano Conrad Stolts. (Fonte: Módulo)

Engenheiro roubado dentro de pousada

Ilhabela - Um assaltante roubou na noite de sábado o engenheiro C.K.C., de 38 anos, que estava na varanda do quarto da pousada, no bairro Santa Tereza.
Ele obrigou a vítima a entrar no aposento.
O assaltante pegou vários objetos do engenheiro e esposa, também rendida quando chegou depois no quarto. O invasor ainda roubou um toca CD da pousada.
O material foi colocado em uma mala, levada pelo assaltante, que antes de sair do quarto trancou o casal, que é de São Paulo, no banheiro. A Polícia Militar foi avisada, fazendo patrulhamento pela cidade sem localizar o suspeito. (Fonte: Imprensa Livre)

Notícias de São Sebastião Topo

São Sebastião Superchic

Governistas barram CEI contra Juan

São Sebastião - Um boicote promovido pela bancada governista impediu a votação ontem do pedido de CEI (Comissão Especial de Inquérito) para apurar irregularidades na recontratação do prefeito de São Sebastião, Juan Pons Garcia (PPS), como médico da rede pública.
Por falta de quórum, a Câmara não votou a abertura da comissão, solicitada pelo vereador Marcos Leopoldino (PSDB). A proposta voltará à pauta do Legislativo na próxima terça-feira.
O presidente da Câmara, Wagner Teixeira (PV), chegou a abrir a sessão, mas apenas quatro vereadores, além do presidente, se encontravam no plenário.
Os vereadores Robson Ceará (PPS), Guto Senatore (sem partido), Solange Ramos (PTB), Marcelo Matos (PMDB) e Luiz Antonio Barroso (PFL) faltaram aos trabalhos.
Segundo Teixeira, os vereadores oposicionistas se ausentaram da sessão porque um mandado de segurança impetrado por Juan não foi concedido a tempo pela Justiça.
O prefeito recorreu à Justiça para que os vereadores votassem ontem seu projeto de reforma administrativa, mas o mandado de segurança foi concedido por volta das 18h, após a suspensão da sessão.
"Não podemos votar o projeto de reforma administrativa sem os pareceres do nosso departamento jurídico", afirmou Teixeira. Segundo ele, o projeto de Juan deu entrada anteontem na Câmara.
REVOLTA- Cerca de 500 pessoas estiveram ontem em frente à Câmara para acompanhar a votação da CEI.
A suspensão da sessão revoltou a maioria das pessoas que se concentraram em frente à sede do Legislativo desde as 15h, portando faixas apoiando a abertura da CEI. Houve desentendimento e bate-boca entre vereadores. A Polícia Militar foi acionada para reforçar a segurança.
José Siqueira dos Santos, morador da Topolândia, afirmou ter ficado indignado com a ausência dos vereadores que apóiam o prefeito. "Tiveram um mês de recesso e agora que deveriam retornar às suas funções, simplesmente desaparecem", disse. (Fonte: ValeParaibano)

Prefeito vai acionar presidente da Câmara na Justiça
Mandado de segurança obriga votação de reforma administrativa na próxima sessão

São Sebastião - O prefeito de São Sebastião, Dr. Juan Garcia, afirmou na noite desta terça-feira, 02, que vai acionar na Justiça o presidente da Câmara, Wagner Teixeira, por atrapalhar os andamentos dos trabalhos da administração e provocar danos aos cofres públicos impedindo a votação da reforma administrativa.
“Ele está criando empecilhos e realizando manobras políticas para não colocar a votação da reforma administrativa, que vai beneficiar servidores e a população”.
O presidente da Câmara de São Sebastião abriu e encerrou a sessão ordinária em menos de cinco minutos, alegando falta de quorum, descumprindo assim dois parágrafos do Regimento Interno.
O parágrafo 3º diz o seguinte: “verificada, no horário regimental, em primeira chamada, a inexistência do quorum mínimo, será observada a tolerância máxima de até 30 minutos”.
Já o parágrafo 4º alerta que “feita a segunda chamada e constatada a presença de, pelo menos um terço dos membros da Câmara, o presidente declarará aberta à sessão”.
Ou seja, quatro vereadores representam um terço e esse era número de parlamentares que se fazia presente no plenário e que, portanto, não foi respeitado pelo presidente da Câmara.
Liminar - Wagner Teixeira terá ainda de acatar uma liminar expedida pelo juiz da 1ª Vara de Justiça de São Sebastião, Fernando Henrique Pinto, determinando a obrigatoriedade da análise em plenário da reforma administrativa na próxima sessão de Câmara.
O mandado de segurança foi impetrado pelo vereador Robson Wilson dos Santos baseado em declarações do presidente da Câmara na mídia em que disse que o projeto da reforma não seria votado em regime de urgência.
Na liminar, o juiz alega que pelo tempo em que foi impetrado o mandado de segurança, “mesmo que quisesse, também sob pena de violação das citadas normas do Regimento Interno, o próprio impetrado está impedido de colocar a proposição de urgência em votação na data de hoje. Mas tendo em vista as considerações iniciais, defiro em parte o pedido de liminar, para que, a proposição de urgência na tramitação do projeto de lei complementar nº 08/2005 seja levada à apreciação, pelo plenário, na próxima sessão de Câmara dos Vereadores”.
A decisão do magistrado foi protocolada na Câmara por volta das 17h30 desta terça-feira.
O prefeito de São Sebastião, Dr. Juan Garcia, apoiou a liminar da Justiça, alegando que a mesma percebeu que o poder de decisão é do plenário e não de um vereador apenas. (Fonte: PMSS)

Funcionários de empresa lacrada pela prefeitura bloqueiam SP-55

São Sebastião - Funcionários da empresa “Marcenaria e Madeireira Mirai Ltda”, interditada na última sexta-feira pela Prefeitura de São Sebastião, por falta de documentação, realizaram ontem pela manhã um manifesto contra a administração municipal. Cerca de 20 trabalhadores participaram do protesto na Rodovia Manoel Hippólito do Rego (SP-55), em frente à sede da firma, no Topovaradouro.
A pista no sentido Costa Sul-Centro ficou bloqueada. O Detraf (Departamento de Tráfego) da prefeitura providenciou um desvio pela pista contrária, próximo ao ginásio municipal de esportes.
Segundo o proprietário da marcenaria, Valdeir Alves dos Santos, a empresa foi lacrada na manhã de sexta-feira, 29.
“Alegam falta de documentação, mas tudo foi entregue. Ficou faltando um carnê de IPTU, que era para ser entregue no dia 24. Só que no dia 22 havia pedido a prorrogação de prazo, sendo que no dia 25 eu entreguei. Não analisaram nem o pedido, nem a documentação”, criticou o empresário.
Ele atribuiu a questão à uma suposta ‘pressão’ por parte de um vizinho. “Temos um abaixo-assinado de toda a vizinhança que nos apóia. Apenas um vizinho está descontente”, declarou.
Valdeir Alves dos Santos informa que sua empresa gera cerca de 25 empregos, sendo 18 diretos. “Acho que o secretário da Fazenda (Amin Nossabein) deve parar e analisar o que está fazendo”.
O funcionário Rivan Silva liderou o protesto. “Vieram aqui e fecharam a firma por força política. Tem quase 30 trabalhadores sem trabalhar. Se não liberarem, a gente não libera a pista”.
Secretaria da Fazenda - O secretário municipal da Fazenda, Amin Nossabein, informou por meio da assessoria de imprensa da prefeitura que a empresa foi lacrada por falta de alvará. Ele disse que ainda ontem esteve reunido com três representantes da madeireira.
De acordo com Amin Nossabein os proprietários da empresa levaram toda a documentação restante para regularizar o estabelecimento e solicitar a desinterdição. Nossabein explicou ainda que o pedido será analisado pela Secretaria e adiantou que, provavelmente, será concedido. Com a liberação, a empresa Mirai poderá, disse, voltar com as suas funções normalmente. (Fonte: Imprensa Livre)

Sefaz realiza mutirão para encaminhar contas em débito dos munícipes para cobrança judicial

São Sebastião - A Prefeitura de São Sebastião, por meio da Secretaria de Fazenda (Sefaz), inicia neste mês um mutirão para encaminhar contas em débitos dos anos de 2000 a 2004 dos munícipes para cobrança judicial.
Segundo o secretário de Fazenda, Amin Nossabein, o ideal é fazer com que as pessoas que têm dívidas com a Prefeitura procurem a Divisão de Lançadoria e quitem débitos pendentes antes que entrem para cobrança judicial. “Se vir na Prefeitura, o munícipe pode parcelar em até 50 vezes sua dívida. Se for para cobrança judicial, torna-se mais complicado a negociação e o interessado gasta bem mais com os diversos encargos judiciais”.
Ainda de acordo com o secretário, o mutirão é uma forma de fazer com que a Lançadoria possa trabalhar com mais tranqüilidade, concentrando-se nas cobranças atuais. “Temos débitos pendentes desde 2000 sem solução e não podemos esperar mais”, explica.
O Secretário afirma que até o final deste ano todas as contas pendentes até 2004 estarão aos cuidados do Departamento Jurídico, que tomará as medidas necessárias. Em relação aos débitos dos munícipes até 1999, as cobranças judiciais já são realizadas. (Fonte: PMSS)

São Sebastião organiza a 2ª Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente

São Sebastião - A Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Assistência Social, em parceria com o Conselho Municipal da Criança e do Adolescente, promove nesta quinta-feira (04/08) a partir das 13h30, no Teatro Municipal, a 2ª Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente.
O tema proposto este ano pelo Conanda (Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente) é “Participação, Controle Social e Garantia de direitos por uma política para a criança e o adolescente”.
O objetivo da Conferência é visar uma reflexão nacional com a sociedade e governo, reconhecendo, valorizando e, sobretudo, promovendo a ampliação da participação e do controle social e do apoio institucional, para consolidação do princípio da prioridade absoluta.
A reunião será formada por representantes da sociedade civil ligada a criança e o adolescente, do Poder Público e população.
Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico e Assistência Social, Carlos Roberto Favery, o encontro possibilita o debate e indicação de prioridades em relação ao tema.
“É importante que a população participe do encontro, pois no mesmo dia emitiremos um relatório final com as prioridades que vão nortear a política pública para a criança e o adolescente”.
O relatório final será levado para a Conferência Estadual, a ser realizada até o dia 30 de setembro, em São Paulo. Nessa Conferência, São Sebastião será representada por seis delegados, escolhidos também no dia 04 de agosto.
Na segunda fase, durante plenária estadual, será tirado um documento a ser apresentado em novembro, durante a Conferência Nacional, onde todas as propostas serão encaminhadas ao Conanda (Conselho Nacional de Direitos da Criança e do Adolescente), que definirá, através de relatório final, os rumos que o governo deve dar para o desenvolvimento de políticas públicas. (Fonte: PMSS)

Doação de pescados

São Sebastião - João Carlos, pescador de Toque Toque Pequeno do “Cerco – Camaradas”, doou hoje (02/07) cerca de 80 quilos de savelha limpa para o Departamento de Pesca da Prefeitura de São Sebastião. O pescado foi repassado para o Fundo Social de Solidariedade que distribuiu às entidades que possuem freezer para o devido armazenamento. A casa da Criança e Adolescente recebeu 30 quilos, o Lar Vicentino 25 quilos e o CAPS 25 quilos. (Fonte: PMSS)
 
Notícias de Ubatuba Topo

Restaurante Solar das Águas Cantantes Ubatuba

Ubatuba investe R$ 2 mi para revitalizar avenida Iperoig

Ubatuba - A Prefeitura de Ubatuba vai revitalizar a avenida Iperoig, que compõe a orla da região central da cidade. O local vai ganhar ciclovia, calçadão e estacionamentos. Serão investidos R$ 2 milhões nas obras.
A iniciativa tem como objetivo recuperar a avenida, que no passado foi um dos principais centros comerciais da cidade e tradicional ponto de encontro de turistas.
A Iperoig tem cerca de 800 metros de extensão e há cerca de dez anos não recebe qualquer melhoria, segundo os comerciantes.
A falta de investimentos por parte das administrações anteriores afugentou os turistas e desvalorizou os imóveis comerciais, causando prejuízos aos comerciantes estabelecidos no local, segundo eles.
Os investimentos foram anunciados em reunião realizada entre comerciantes e moradores instalados ao longo da na avenida com o prefeito Eduardo César (PL).
Os comerciantes se demonstravam insatisfeitos com o que chamaram de "abandono atual" da avenida. No dia 16, César irá apresentar o projeto de reurbanização da orla oficialmente.
O prefeito afirma que irá utilizar recursos do Dade (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias), liberados a semana passada pelo governador Geraldo Alckmin, quando de sua visita à cidade.
Na ocasião, Alckmin liberou R$ 2 milhões para a prefeitura investir em obras que beneficiem moradores e turistas.
Segundo o presidente da Associação Comercial local, Ahmad Barakat, a falta de investimentos pelos administradores anteriores fez com que os comerciantes optassem em se instalar no bairro do Itaguá, que acabou se transformando no principal corredor comercial da cidade.
"Há dez anos atrás, iluminaram a praia, depois disso nada mais foi feito'' disse Barakat. Segundo ele, a falta de fiscalização permitiu que ambulantes e flanelinhas ocupassem a avenida.
A prefeitura também prepara a reurbanização da praia do Perequê-Açu. O projeto será apresentado à comunidade no próximo domingo. (Fonte: ValeParaibano)

CPI do desvio de verba ouve ex-secretário de Administração

Ubatuba - Ontem à tarde foi a vez de Luis Marino Jacob, secretário de Administração na gestão do ex-prefeito Paulo Ramos, prestar esclarecimentos junto à CPI que investiga o desvio de verbas na folha de pagamento. Durante o depoimento, que durou cerca de duas horas, o ex-secretário alegou ser inocente, colaborando com informações importantes para a continuidade das investigações.
Na última sexta-feira o empresário do ramo de automecâ-nica Minoro Suguimoto foi ouvido, pela Comissão Parlamentar de Inquérito que apura as irregularidades no caso do desvio de verba, dois dias depois da entrega do relatório final da comissão de sindicância interna da Prefeitura, onde consta o valor de R$ 692.826,96 desviados por meio de folhas de pagamento. O ex-funcionário do setor de contas e salários, Alvelino de Almeida da Cruz Júnior, foi apontado como mentor de toda a fraude.
Por ser um cargo de con-fiança o ocupado por Alvelino, e por este na época ser subordinado a Marino Jacob, em resposta à CPI, quando questionado quanto à confiança por ele depositada no principal suspeito, Luis Marino Jacob falou: “O Alvelino na prefeitura era comissionado. Sempre dei liberdade para os meus subordinados se dirigirem direto a mim. Quando trabalho é em equipe, isto facilita” afirmou.
“Não fui eu quem o indicou para o cargo. Quando recebi a secretaria do Paulo Ramos quem indicou a equipe toda foi o próprio prefeito. Sou estabelecido no município como contador há dezesseis anos e não preciso desviar verbas da prefeitura para sobreviver” justificou Luis.
No decorrer das declarações, considerando o caso do desvio da folha de pagamentos, Marino Jacob, mostrou-se surpreso com tal falha no sistema utilizado pela prefeitura, por notar que Alvelino encontrou uma falha no sistema e por intermédio disso efetuava os desvios. Marino também não descartou a possibilidade disso ocorrer em outras áreas que envolvem finanças dentro da prefeitura, incluindo o dinheiro pago pelo IPTU no município.
Os integrantes da CPI a partir de agora vão se reunir e estudar todos os depoimentos colhidos para fazer novas convocações. (Fonte: Imprensa Livre)

Ludmila Ferber é a grande atração do Festival da Paz de Ubatuba

Ubatuba - O Festival da Paz de Ubatuba, que será realizado na avenida Iperoig, de 11 a 13 de agosto promete agradar a todos.Reunindo o que há de melhor na música gospel e no artesanato e culinária caiçara, o evento deverá trazer visitantes do Vale do Paraíba, Serra da Mantiqueira e Sul de Minas.
A culinária de todas as regiões de Ubatuba estará representada: Camarão, banana e mandioca, em combinações típicas do Norte do município. Os pratos de mexilhão e a culinária quilombola vêm da Região Sul, enquanto o Centro e a região Oeste da cidade, trazem delícias feitas com gengibre e a tainha. O artesanato fica por conta dos índios da Aldeia Guarani e os artesãos, mestres em esculpir madeira, da Casanga.
A música terá no dia 11 os grupos de louvor das Igrejas Nova Aliança e Videira. No dia 12 a Pastora Ludmila Ferber é a atração do evento. No dia 13 o encerramento da festa ficará a cargo do Ministério Vento do Espírito, da Igreja Ágape e grupo de louvor da Igreja Beulah.
Ludmila Ferber - O nome Ludmila Ferber não pode ser traduzido apenas como "cantora gospel", vai bem além disso. Respeitada por líderes não só do Brasil, como também de diversos países, a Pastora Ludmila Ferber tem sido, carinhosamente apelidada por alguns destes líderes como "a profetiza que canta". Esta tem sido uma marca que a cada dia se evidencia mais em seu ministério. Ludmila é Pastora-presidente juntamente com seu marido, Pr. José Antônio Lino, da Igreja Celular Internacional, em Copacabana - RJ
Compositora de fortes canções de cunho profético como, "Sopra Espírito", "Os Sonhos de Deus", "Faz Chover", "Ouça e tome posse”, “Unção sem limites”, canções estas que têm sido instrumento de Deus para ganhar, curar, libertar e restaurar vidas, Pra. Ludmila também tem compartilhado com o povo de Deus o que antes era cantado apenas em suas tão preciosas madrugadas.
Em 1996, gravou seu primeiro CD solo, Marcas. Em 1998, gravou o CD "O Verdadeiro Amor", e em 1999 "Deus é bom Demais”.
Dando início a uma nova fase em sua vida, em outubro de 2001 nasce o Ministério Adoração Profética, tendo como marca inicial o primeiro CD da série Adoração Profética (Os sonhos de Deus, Unção sem limites e Tempo de cura). Em abril de 2002, iniciou-se mais uma série, Para Orar e Adorar (O coração de quem adora, O segredo de ser feliz, Ouço Deus me chamar, 24 horas por dia). Ludmila lançou também o CD Uma Estória, Uma Estrada, Uma Vida - álbum comemorativo dos 10 Anos
de Louvor e Adoração de carreira. (Fonte: PMU)

Treinamento para feirantes busca melhorar qualidade no atendimento
Exposição, manipulação e conservação de alimentos foram os principais temas abordados

Ubatuba - O “Treinamento para Manipulador de Alimentos”, promovido através da parceria entre a Secretaria de Saúde e a Secretaria de Agricultura e Pesca reuniu 59 feirantes de Ubatuba e teve a condução do chefe do serviço de saúde coletiva Dr. Antonio Jorge.
“Foram abordados os aspectos atuais da feira livre, como exposição, manipulação e conservação dos alimentos, que ainda deixam a desejar no aspecto sanitário”, disse Antonio. Outro tema em que houve concordância foi a dificuldade que o consumidor tem para se localizar nas feiras. “A setorização da feira também foi discutida, pois atualmente há uma grande confusão para o consumidor. Deveremos também padronizar barracas e uniformes”, disse o médico.
Durante o treinamento os feirantes também tiveram espaço para explanar suas opiniões quanto a atual situação das feiras livres da cidade. Ao final ficaram estabelecidas algumas metas que serão estudadas para implantação a curto e médio prazo:
Estabelecer um programa de educação permanente para manipuladores de alimentos
Controlar a saúde do manipulador
Realizar ampla divulgação, junto aos consumidores, dos cuidados higiênicos ao adquirir alimentos
Incentivar os produtores a regularizar seus produtos no tocante ao registro nos órgãos competentes (SIM, SISP, SIF)
Padronizar barracas e uniformizar manipuladores conforme a atividade desenvolvida
Orientação e assessoramento técnico aos feirantes
Divulgar a feira como atrativo turístico de Ubatuba.
No próximo dia 8 acontece um novo treinamento, dessa vez para a associação dos feirantes de Ubatuba. (Fonte: PMU)

Ciclo de Palestras do Sebrae com a ACIU

Ubatuba - Continuam acontecendo o Ciclo de Palestras do Sebrae em parceria com a ACIU.
A próxima palestra será sobre “Sensibilização para organização e limpeza” e será ministrada no dia 09 de agosto (terça-feira) às 14h00 na ACIU pelo consultor Júlio Tadeu.
A palestra é voltada para empresários e empreendedores focando os conceitos básicos (técnicos e comportamentais) de metodologias, destacando sua importância como ferramenta fundamental para iniciar ações de melhoria de qualidade no negócio.
Discutindo os conceitos de qualidade, abordagem sobre a evolução histórica da qualidade, o que é gestão pela qualidade total.
Podem participar todas as pessoas interessadas no assunto e a palestra é gratuita.
Os interessados podem fazer a inscrição no balcão de atendimento da ACIU, ou entrar em contato com a Assessoria de Comunicação da ACIU c/ Cristiane tel 3832 1449. (Fonte: ACIU)

Feras do Triathlon se preparam para mais um desafio em Ubatuba

Ubatuba - Ubatuba se prepara para o Circuito de Inverno TriPaulista, que está programado para o dia 21 de agosto. Com um percurso de 1,5 km natação / 40 km ciclismo / 10 km corrida (distância olímpica), o evento deverá contar com a participação de 250 triatletas.
Na primeira etapa do Circuito de Inverno TriPaulista , realizado na USP, em São Paulo, o vencedor geral masculino foi Antonio Mansur Filho, que finalizou o percurso em 01:02:13, enquanto Carla Moreno venceu entre as mulheres com o tempo de 01:13:29.
Em uma reunião realizada quarta-feira, 2, entre a Secretaria de Esporte e Lazer, Cia de Eventos, promotora do circuito, Guarda Municipal, Polícia Rodoviária Federal, Corpo de Bombeiros e Serviço Municipal de Trânsito, começaram a ser definidos os esquemas para segurança em terra e na água para os triatletas e público em geral que deverá acompanhar a prova.
A maior preocupação da organização é quanto ao trecho de ciclismo que será percorrido pelos triatletas na rodovia Gov. Mário Covas (BR 101), do trevo de entrada da cidade até o bairro do Prumirim. Grande parte dos atletas que participam das provas de triatlon em Ubatuba considera a parte do ciclismo uma das mais seletivas, pois inclui várias subidas e descidas que dão valor à disputa da prova, porém a segurança é o item que mais preocupa, segundo Célio Balieiro, organizador da prova. “A prova é realizada em um trecho urbano da rodovia e o número de veículos e bicicletas de moradores é grande. A idéia dessa reunião é buscar soluções para evitar qualquer tipo de acidente que possa apagar o brilho da festa”, disse.
A etapa terá um total de dezessete categorias, sendo nove no masculino, sete no feminino e uma no revezamento.
No sábado, 20, os kits serão entregues aos atletas, no Ginásio de Esportes Tubão, a partir das 15h.
No domingo, 21, a partir das 7h acontece a abertura da área de transição para os atletas. As 8h45 ocorre o fechamento da área de transição, para a largada, às 9h. A premiação deverá ocorrer por volta das 10h30. (Fonte: PMU)

“Prefeitura no Bairro” inicia ações no Perequê-Açu

Ubatuba - O bairro do Perequê-Açu recebe desde ontem, segunda-feira, 2, equipes da Secretaria de Obras que trabalham nas atividades do programa “Prefeitura no Bairro”. No final de semana a comunidade poderá desfrutar de diversas atividades promovidas em uma ação conjunta de todas as Secretarias Municipais de Ubatuba.
No sábado, 6, o Terminal Turístico se transforma em sala de cinema, com a apresentação do filme Sherk 2, a partir das 17h30.
No domingo, 7, a partir das 9h, o Terminal será uma base avançada da prefeitura, onde o prefeito Eduardo César e seu secretariado participam com a população, de uma série de eventos durante toda a manhã, com atendimento ao público de diversas secretarias.
A Secretaria de Assistência Social estará cuidando para que os moradores do bairro providenciem a segunda via de documentos, como RG, Certidão de Nascimento e Antecedentes Criminais.
A equipe da Secretaria de Esporte e Lazer, apresentará o “Recreando em Seu Bairro”, com diversas atividades esportivas e recreativas, como jogos de mesa, queimada, pintura facial e oficina de pintura.
A população poderá aproveitar para cortar o cabelo gratuitamente, conferir exposições de artes plásticas, entre outras atividades, tudo ao som da Lira Padre Anchieta.
A Secretaria do Meio Ambiente realizará plantio de mudas durante a semana em diversas ruas do Perequê Açu, e no domingo promoverá exposição dos programas “Adote o Verde” e “Esporte na Praça”. (Fonte: PMU)

Ubatubanas vence torneio de Beach Soccer

Ubatuba - A equipe da Ubatubanas venceu o torneio de Beach Soccer disputado na praia da Enseada, no último domingo, 31, ao derrotar a equipe As Marrentas na final por 3 a 2.
Com 16 participantes o evento levou um bom público às duas quadras montadas no canto direito da à Praia da Enseada.
O time das Ubatubanas chegou a final depois de disputar três partidas onde obteve bons marcadores ( 6X0 contra o Marissol, 6X1 contra o Ubatuba F.C. e 3X1 contra o Novo Cruzeiro). Já As Marrentas marcaram mais gols até chegar a final (10X0 contra o Supimpa, 11X1 contra o Lagoinha e 3X1 contra o Poiares). Na final, o time das Ubatubanas, comandadas pelo técnico Miltinho ficou com titulo após uma virada sensacional. O time As Marrentas abriu boa vantagem marcando logo dois a zero, com Meire e Juliana, mas Ludmila fez a diferença, marcando três gols, virando o jogo e dando a vitória ao time das Ubatubanas. Com o resultado da final, o Novo Cruzeiro ficou com o bronze.
As Ubatubanas venceram o torneio jogando com Pituca, Ludmila, Kelen, Mirian, Andréia, Rafaela, Mariana e Gabriela. A comissão técnica contou ainda com a professora Cássia.
As artilheiras do torneio foram Meire e Tati, com oito gols e a goleira menos vazada foi Pituca.
As partidas serviram para a comissão técnica da modalidade observar atletas para compor a seleção permanente de Ubatuba. As três equipes melhor classificadas receberam troféus e medalhas e a equipe campeã ganhou tambem uma "Noite da Pizza" na Pizzaria Tortilhão.
O evento contou com o apoio do Vereador Mico, Image Estética, Drª Daniela Fuchs e Esquina das Modas, Varejão Santa Rita e Pizzaria Tortilhão. (Fonte: PMU)

PM prende suspeito de tráfico em Ubatuba

Ubatuba - A Polícia Militar prendeu na madrugada de ontem F.G.G., de 29 anos, suspeito de tráfico de drogas na rua da Cascata, bairro Ipiranguinha.
Os policiais faziam patrulhamento no local, que apresenta grande índice de criminalidade, quando depararam com F., que correu da viatura, se escondendo em uma lanchonete.
O suspeito ainda tentou “dispensar” um maço de cigarros que guardava 21 pedras de crack e três “papelotes” de cocaína.
Ele confessou aos policiais que era usuário e também vendia os entorpecentes.
F. foi conduzido à delegacia, onde se registrou o tráfico de entorpecentes. Ele ainda seria recolhido na cadeia masculina de São Sebastião. (Fonte: Imprensa Livre)
 
Ação Litoral
 
Opinião Topo

Quem são eles?
Gerson Florindo


O momento e de esclarecimento e reflexão, pois, o país vive em processo de banalização política como pretensiosa disputa eleitoral para o ano de 2006.
A corrupção no Brasil não é algo novo, vem desde a sua origem quando os primeiros portugueses aqui chegaram com a idéia única da ganância através da exploração, do extrativismo para o enriquecimento e abastecimento da metrópole, usando da desinformação e ignorância dos nativos. O que acontece hoje não é diferente, muda apenas os personagens, em vez de índios e escravos a população brasileira levadas pelo império da imprensa articuladas com alguns beneficiados esclarecidos num esquema articulado por sistemas e mecanismos da burguesia nefasta que insiste em voltar ao poder.
Representantes o PSDB e PFL capitaneado pelo Deputado Toninho Malvadeza Neto mais Denise Frossard já pensam em impeachman de LULA, numa postura oportunista de que querem apurar as denúncias de corrupção, quando a moralidade do país começou em 2002 com o governo LULA e o PT que defende que as CPIs instaladas investigue os contratos e privatizações suspeitas como as das Telecomunicações e da Vale do Rio Doce, o SIVAM (Sistema de Vigilância da Amazônia), os processos que envolviam doações ilegais para a base de sustentação de FHC, as gravações que revelaram compra de votos para aprovar a reeleição por R$ 200.000,00, as acusações contra Ricardo Sergio, caixa das Campanhas de FHC e Serra citado como responsável por pedir propina no valor de 15 Milhões de reais a empresários, por exemplo.
Nunca se combateu tanto a corrupção como neste governo. A Policia Federal realizou nos últimos dois anos 75 operações que resultaram na prisão de mais 1200 pessoas, entre elas Juizes, Empresários, políticos, policiais e outros servidores. Na época do Governo Fernando Henrique e do PSDB o Ministério Público e a PF não apurava nada, a política era do “abafa” nada de CPI, nada de investigação, o procurador geral da Republica era conhecido como “Engavetador Geral”.
Entretanto o PFL e o PSDB estão atirando no que é errado para atingir o que esta correto, com a estratégia de precarizar a política brasileira e derrubar um projeto popular de um país institucional que busca ser mais justo e democrático com interesses voltados para a maioria da população.
Tentam o linchamento moral do PT e reduzir a credibilidade do partido e dos petistas que já afastou os seus envolvidos do caso para melhor apuração das denúncias e quer punir com rigor os corruptos e devolver a credibilidade à política e aos partido. A população se vê preocupada com a situação de bombardeio de ofensivas e tentativas de golpes e sabe que o Brasil vai bem com Lula e será pior sem ele.

Gerson Florindo
Diretor do Sindicato dos Bancários de Taubaté e Região
e membro da Executiva do Diretório do PT de Ubatuba.

Carta do Leitor
As mensagens, fotos e opiniões  publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo. O envio de qualquer material para nosso e-mail
será considerado como autorizado a sua publicação e assumida a total responsabilidade pelo seu conteúdo.
As mensagens deverão conter nome completo, RG, endereço, telefone de contato e um e-mail válido.
Reservamos o direito de não publicar cartas que não contenham a devida  identificação do autor.
Topo

Ponte de madeira em Juquehy - É lamentável a situação da ponte de madeira na Av. Mãe Bernarda em Juquey. A situação estava precária, correndo risco de acidente com algum veículo, portanto a prefeitura interditou a ponte faz dois meses, e nada foi feito, está difícil de atravessar a pé, várias pessoas já se machucaram, enfiando a perna nas tábuas podres.
Quais serão as providências? Existe alguma previsão?

Cláudio Matarazzo
São Sebastião, SP


Ubatubense faz festival de inverno em Campos do Jordão - Solicito a publicação do texto e foto anexa para incentivar os jovens a lutarem pelo que acreditam.
Eduardo Machado de Brito Nascimento participou como bolsista do Festival de Inverno de Campos do Jordão. Parabéns Buá, você que começou na fanfarra Padre Anchieta, passou pela Lira Padre Anchieta, hoje nos enche de orgulho levando o nome de Ubatuba com tanta
musicalidade.

Waldiléia Aparecida Machado de Brito Nascimento
Ubatuba, SP

Foto do Dia Topo

Para participar desta seção basta enviar as fotos com crédito do autor e legenda, no tamanho mínimo
de 1024 x 768 pixels com resolução de 72dpi para fotododia@litoralvirtual.com.br.  O envio da foto caracteriza autorizada a sua publicação, assumindo o autor total responsabilidade pela publicação da mesma.

Ubatuba:

Série Pássaros - José Carlos Marques

Série Pássaros
©José Carlos Marques

Envie sua foto!

Para instalar a foto como papel de parede (wallpaper)
Clique na foto acima. Após carregar a foto ampliada, clique com o botão direito do mouse sobre a imagem e escolha "Definir como papel de parede" ou "Definir como fundo de tela". Para ajustar a imagem em tela cheia, clique em qualquer lugar da área de trabalho com o botão direito do mouse, escolha "Propriedades" / "Fundo de Tela" ou "Papel de Parede" / "Ampliar".

Arquivos:  Foto Saudade  -  Foto do Dia

 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão no Litoral Virtual:
Clique Aqui


As notícias, fotos e cartas publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo. O envio de qualquer material para nosso e-mail
será considerado como autorizado a sua publicação e assumida a total responsabilidade pelo seu conteúdo.
As cartas devem conter nome completo, RG, endereço, telefone de contato e um e-mail válido.
Reservamos o direito de não publicar cartas que não contenham a devida  identificação do autor.

Editor Chefe: Emilio Campi

GRÁTIS!!
Receba as Últimas Notícias do Litoral em seu e-mail:

Quero receber GRATUITAMENTE o boletim Últimas Notícias do Litoral:

e-mail:
Cidade:



Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:

Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br

©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor

contador, formmail cgi, recursos de e-mail gratis para web site