Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Quinta-Feira, 26 de Outubro de 2006 - Nº 1634 Edições Anteriores

Pousada das Cachoeiras

Região
Mais de mil candidatos concorrem ao Vestibular 2007 do UNIMÓDULO

Caraguatatuba
Roberto Linsker abre exposição Mar de Homens no MACC
Audiência pública para aprovação final é o próximo passo do Plano Municipal de Redução de Riscos
Sábado é dia de Copa da Criança em Caraguá
Paraibuna e Projeto Integração se enfrentam no Municipal de Futsal nesta sexta-feira 27
Municipal de Futebol Veteranos terá disputa entre E.C. Primavera e E.C. São José
Equipes disputam a final do Municipal de Beach Soccer nesta quinta-feira 26
Atletas de Caraguá são convidados para disputar o Brasileiro de Beach Soccer no Espírito Santo
2º Fest Tênis da Solidariedade teve novas partidas em Caraguá
Palestra "Vivendo e Aprendendo" para servidores
"Dia do Incentivo a Alimentação Saudável" levou mais de 280 pessoas à FUNDACC

Ilhabela
-

São Sebastião
Dengue deixa São Sebastião em alerta
Agentes têm dificuldades no trabalho
Prefeitura vai fazer topografia de área na Olaria
Fundo Social realiza curso de panificação na Casa da Criança
Alunos da EM Frúgoli visitam o escritor Maurício de Souza
Acontece na sexta-feira a abertura da 2ª Copa Costa Sul de Futsal
Plano Diretor de São Sebastião: transparente, participativo e sem verticalização
Começa na sexta-feira a 2ª Copa Costa Sul de Futsal
Setradh forma beneficiários do programa “Renda Cidadã” em Cambury
Prefeitura inaugura Centro de Controle de Zoonoses e duas salas de aula nesta quinta
Casos de dengue em São Sebastião deixam a população em estado de alerta


Ubatuba
Votação de lei para músicos sofre adiamento em Ubatuba
Brasileiros são destaques no Onbongo Pro Surfing de Ubatuba
Vôlei mirim de Ubatuba joga pela classificação neste sábado
Entidades de Ubatuba apresentam atividades desenvolvidas com portadores de deficiências
Concurso “Pintando Ubatuba” homenageia a beleza da cidade em seu aniversário
Polícia Militar de Ubatuba realizará “Ação Global”
Passado e futuro se encontram num paraíso chamado Ubatuba
Ações de vândalos atrapalham andamento de obras em praças de Ubatuba

Seções
Poesia
Carta do Leitor
Foto do Dia

Notícias da Região Topo

Mais de mil candidatos concorrem ao Vestibular 2007 do UNIMÓDULO
Os resultados do vestibular serão divulgados no dia 6 de novembro, a partir das 14 horas, pelo site www.modulo.br e nos murais da unidade do campus centro. Quem não se inscreveu neste vestibular terá outra chance no vestibular das vagas remanescentes, previsto para janeiro.

Litoral Norte - A prova do Vestibular 2007 do Centro Universitário Módulo-UNIMÓDULO foi realizado no domingo, 22, com a participação de mais de mil candidatos de cidades do Litoral Norte, Vale do Paraíba e do estado de São Paulo, concorrendo a 16 cursos, entre seis novas opções de cursos superiores de curta duração.
Este ano, além dos cursos de Administração, Arquitetura e Urbanismo, Ciências Contábeis, Direito, Educação Física, História, Letras, Pedagogia e Sistemas de Informação, a Instituição ofereceu também os cursos com duração de dois anos, como Matemática, Gestão de Turismo, Gestão Comercial, Gestão Pública, Design de Interiores e Produção Multimídia.
A expectativa da direção do UNIMÓDULO em relação aos novos cursos foi confirmada, os cursos de Gestão Pública, Gestão Comercial e Matemática tiveram mais candidatos inscritos do que o número de vagas.
A candidata Vanda Felix é um dos exemplos, decidiu estudar Gestão Pública porque já trabalha em serviço público há 18 anos e quer complementar ainda mais seus conhecimentos. Outro candidato foi Antônio Carlos da Silva Junior, que também prestou o vestibular para Gestão Pública, porque acredita que o curso irá ajudá-lo no futuro. Ele já fez publicidade e metade do curso de Administração, por isso desta vez preferiu um curso mais rápido. Rodrigo César também decidiu por um curso de curta duração, optou pelo de Produção de Multimídia. "Estava fazendo História, mas resolvi mudar para um curso que tem a ver com a minha área, já trabalho com site e designer gráfico e quero me aprimorar, mas pretendo terminar o curso de História no futuro", disse,
O curso de Direito confirmou sua tradição sendo o mais procurado nos vestibulares UNIMÓDULO. De acordo com o reitor de Relações Comunitárias e Extensão, Léo Reis Leite Junior, este ano a instituição pôde aumentar o número de vagas ofertadas devido à autonomia conquistada pela transformação em Centro Universitário, mas mesmo assim o número de inscritos foi maior. De acordo com o reitor, o aumento da demanda pelo curso de Direito do UNIMÓDULO deve-se à tradição e valorização da profissão. "Também é significativo o número daqueles que escolhem o curso de Direito do UNIMÓDULO em reconhecimento à qualidade do ensino prestado pela instituição", concluiu o reitor, lembrando que no último exame da Ordem dos Advogados, 10 alunos do UNIMÓDULO foram aprovados, um número acima da média nacional.
O candidato de São Paulo, Fernando Arruda, confirma o reconhecimento, com sua preferência pela instituição, optando por continuar o curso de Direito no UNIMÓDULO. "Decidi mudar porque queria mais qualidade de vida e também porque a cidade oferecia o curso em uma boa faculdade".
Os resultados do vestibular serão divulgados no dia 6 de novembro, a partir das 14 horas, pelo site www.modulo.br e nos murais da unidade do campus centro.
Aqueles que não se inscreveram neste vestibular do Unimódulo ainda terão uma outra chance no vestibular das vagas remanescentes, previsto para janeiro. Mais informações podem ser obtidas pela central de atendimento do Unimódulo ou pelo fone 3897-2043. (Fonte: Módulo)

Notícias de Caraguatatuba Topo

O Guaruçá Caraguatatuba

Roberto Linsker abre exposição Mar de Homens no MACC

Caraguatatuba - A abertura da exposição Mar de Homens de Roberto Linsker no MACC - Museu de Arte e Cultura de Caraguatatuba no dia 24 ocorreu com a presença de um público interessado e muito ávido por conhecer o autor das imagens que registraram a pesca artesanal na costa brasileira.
Roberto Linsker acompanhado de Helena Tassara, autora do livro O Mar é uma outra Terra, foram recepcionados por Eloiza Antunes, presidente da Fundacc.
Após a abertura oficial, o público assistiu ao curta-metragem Mar de Homens e logo após, o fotógrafo e a escritora realizaram um bate-papo descontraído contando sobre a produção das fotografias e dos livros, que foram lançados na exposição - "O Mar é uma Outra Terra" e "Mar de Homens".
As fotos, em PB, 44 no total, mescla a beleza, simplicidade e riqueza da vida dos pescadores e de sua atividade, com as dificuldades, a falta de condições de trabalho e o processo contínuo de degradação que a pesca artesanal vem sofrendo no Brasil.
"Em todo lugar o engenho e criatividade humanos surpreendem, resultando em uma imensa diversidade de técnicas para se lidar com o mar. Muda o clima, mudam as fisionomias, as ondas e as correntes, mas uma certa identidade permanece inalterada ao longo de toda a extensão do litoral brasileiro: a crença no oceano como única oportunidade de sobrevivência. Talvez nenhum outro país preserve tanta diversidade original em sua cultura marítima como o Brasil" - afirma Roberto Linsker.
O fotógrafo conheceu as dependências do Pólo Cultural Profª Adaly Coelho Passos - a Sala Caraguatatuba com história e a Casa Caiçara, o Arquivo Público, Biblioteca Digital de Artes e a Videoteca - e elogiou a maneira como a cultura e a história caiçara estão disponíveis para o público nesses equipamentos culturais mantidos pela Fundacc e a Prefeitura Municipal - "É muito gratificante ver um trabalho realizado com tamanha responsabilidade como o que estou conhecendo aqui. O espaço cultural que Caraguatatuba possui é uma surpresa para mim e me sinto muito feliz por poder mostrar meu trabalho num local como esse" finalizou Linsker.
A exposição fica em cartaz no MACC até dia 7 de janeiro de 2006, de terça a domingo, das 10 às 18 horas. A entrada é franca. (Fonte: Fundacc)

Audiência pública para aprovação final é o próximo passo do Plano Municipal de Redução de Riscos
A Prefeitura de Caraguá, por meio da Secretaria de Assistência Social, finalizou no último sábado, 21 de outubro, a segunda etapa do Plano Municipal de Redução de Riscos. A aprovação do texto final está prevista para a segunda quinzena de novembro, quando será realizada a Audiência Pública para toda a população

Caraguatatuba - Caraguatatuba mais uma vez saiu frente, com a conclusão da segunda fase, da elaboração do Plano Municipal de Redução de Riscos, neste sábado, 21 de outubro, quando foi realizada a última reunião, na EMEF Luiz Ribeiro Muniz, na Martim de Sá. Estiveram presentes no encontro moradores da Martim e outros bairros próximos, como Prainha, Sumaré, Cantagalo e Serraria.
De acordo com a Secretaria de Assistência Social, por meio de uma parceria com a Educação, Sociedades Amigos de Bairros, Associações de Pais e Mestres e comunidade em geral, foi possível mobilizar integrantes de todos os bairros - isso foi fundamental no sentido de ouvir as principais necessidades de cada bairro, melhorando o texto que será aprovado na próxima audiência pública.
Outras reuniões sobre o Plano Municipal de Redução de Riscos foram realizadas também nos bairros Getuba e Rio do Ouro, com membros das demais comunidades de Caraguá, desde o início do mês de outubro.
Com a conclusão desta etapa de elaboração do PMRR, segundo explicou a diretora da Assistência Social, responsável pela organização das SABs(Sociedades Amigos de Bairros), Vera Peixoto, foi possível perceber que das 21 áreas apontadas pela Defesa Civil, 18 estão sendo trabalhadas. Vale lembrar que dentro deste trecho, 110 casas necessitam da intervenção da Prefeitura, para orientar sobre a prevenção de riscos de deslizamento de terra, principalmente envolvendo residências localizadas nas encostas.
De acordo com o Secretário de Urbanismo, Habitação e Trânsito, da Prefeitura de Caraguá, o engenheiro Leandro Barbosa, "é importante destacar o trabalho realizado pela equipe de Defesa Civil da cidade, que tem trabalhado em conjunto com as secretarias de Urbanismo, Assistência Social e Educação, no sentido de prevenir a população sobre as áreas de riscos", disse.
Para o prefeito José Pereira de Aguilar, "dentro da política social em prol de nossa população, nosso principal objetivo é atingir essas famílias que residem nas encostas. Nosso próximo passo agora é apresentar o texto final do Plano Municipal de Redução de Riscos, para a aprovação dos munícipes", explicou o Chefe do Executivo.
Prevista para a segunda quinzena de novembro, a audiência terá como principal objetivo discutir as ações de intervenção que precisam ser adotadas nas áreas apontadas pela Defesa Civil em conjunto com as Secretarias Municipais.
O que é Plano Municipal de Redução de Riscos?
O Plano Municipal de Redução de Riscos (PMRR) da Estância Balneária de Caraguatatuba-PMRR tem por objetivo a construção de referências técnicas e gerenciais que possibilitem aos poderes públicos a implementação de intervenções estruturais em assentamentos precários necessários à erradicação das situações de riscos associados a escorregamentos em encostas e solapamentos de margens de córregos. Em Caraguatatuba, o Plano de Redução de Riscos está se tornando realidade graças ao convênio firmado entre a Prefeitura e a Caixa Econômica Federal/Ministério das Cidades.
As áreas indicadas pela Prefeitura com assentamentos precários com potencialidade de apresentarem situações de riscos associados a escorregamentos em encostas e solapamentos de margens de córregos são os seguintes: Jardim Santa Rosa, Massaguaçu (Cocanha), Sertão dos Tourinhos (Rua Pedra Grande), Sertão dos Tourinhos (Rua Manoel Marcondes Sodré), Getuba (Portal da Fazendinha), Casa Branca, Olaria, Martin de Sá, Canta Galo, Serraria, Sumaré, Jardim Francis, Benfica, Estrela D´Alva, Caputera, Rio do Ouro (Rua Agostinho Figueiredo), Rio do Ouro (Margem do Córrego) e Rio do Ouro), Jaraguazinho, Tinga e Prainha. (Fonte: PMC)

Sábado é dia de Copa da Criança em Caraguá
Após o longo período de chuvas, os jogos anteriormente cancelados, válidos pela Copa da Criança, voltarão a acontecer no Porto Novo, CEMUG e no campo ao lado do Colégio Objetivo

Caraguatatuba - A 2ª Copa da Criança de Futebol de Campo, realizada pela LICAF - Liga Caraguatatubense de Futebol, em parceria com a SECER - Secretaria de Esportes e Recreação, da Prefeitura de Caraguá, volta a acontecer na cidade, após o longo período de chuvas(que resultou no cancelamento de muitas partidas, que seriam realizadas na semana passada).
Serão realizadas nove partidas, no Porto Novo, no campo ao lado do Colégio Objetivo e no CEMUG - Centro Esportivo Municipal Ubaldo Gonçalves.
No campo do E.C. Brasília, no Porto Novo, acontecem três jogos, neste sábado 28, a partir das 9h, quando entram em campo os times E.C. Barranco Alto e Projeto Futuro(Grupo B, Infantil). Em seguida, às 10h, será realizada uma partida com as equipes C.A. Fortaleza e C.A. Guarani, válida pelo Grupo B, categoria Mirim. Ainda no Porto Novo, a última partida deste sábado será entre os times do Grupo B(Infantil), C.A. Guarani e C.A. Fortaleza.
No campo do Poiares(ao lado do Colégio Objetivo), as partidas acontecerão às 9h, 10h e 11h, respectivamente. O primeiro jogo será entre os times C.A. Fortaleza e A.A. Corinthians, pelo Grupo B Pré-Mirim. Ainda nesta categoria, válida pelo Grupo A, será a vez de acontecer a partida entre o A.A. Corinthians e o Projeto Integração. Às 11h, o time Infantil A.A. Corinthians enfrenta o A.E. Unidos da Ponte Seca, na Chave A do campeonato.
O CEMUG - Centro Esportivo Municipal Ubaldo Gonçalves também sediará jogos da Copa da Criança. No sábado 28, equipes do Grupo A, disputarão as rodadas a partir das 9h, quando acontecerá o primeiro jogo, na categoria Mirim, entre o XV de Novembro e o Colégio Módulo. Valendo ainda pela Mirim, às 10h, o Gelaf joga contra o Praia Soccer, e para encerrar a semana com "chave-de-ouro", o Colégio Módulo entra em campo contra o XV de Novembro, desta vez na categoria Infantil.
A entrada é franca. Compareça e torça pelo seu time! (Fonte: PMC)

Paraibuna e Projeto Integração se enfrentam no Municipal de Futsal nesta sexta-feira 27
Com partida válida pela categoria Sub-15 Masculino, o Campeonato Municipal de Futsal promete bons momentos nesta sexta-feira 27, na quadra do ginásio Luiz Cláudio do Prado, no Tinga

Caraguatatuba - O Campeonto Municipal de Futsal continua acontecendo em Caraguá, por meio da SECER - Secretaria de Esportes e Recreação, da Prefeitura de Caraguá, com disputas nas categorias Sub-15 e Sub-17, Masculino e Feminino.
Na próxima sexta-feira, dia 27 de outubro, será realizada uma nova partida, com times do Grupo E, categoria Sub-15 Masculino. O jogo acontecerá na quadra do ginásio de esportes Luiz Cláudio do Prado, no bairro Tinga - região central da cidade.
A partir das 19h30, os amantes do futebol de salão poderão conferir uma grande partida entre as equipes Paraibuna e Projeto Integração. A entrada é franca! Compareça e prestigie o esporte em nossa cidade! (Fonte: PMC)

Municipal de Futebol Veteranos terá disputa entre E.C. Primavera e E.C. São José
O Campeonato Municipal de Futebol Veteranos(40 anos), terá nova partida nesta quarta-feira 25. No campo do CEMUG, o E.C. Primavera entra em campo para enfrentar o E.C. São José, a partir das 20h

Caraguatatuba - O Campeonato Municipal de Futebol Veteranos "Troféu Juvelino Modesto da Silva(Tatão)", é mais um evento esportivo promovido pela SECER - Secretaria de Esportes e Recreação, da Prefeitura de Caraguá, que tem reunido times com jogadores a partir de 40 anos, no campo do CEMUG - Centro Esportivo Municipal Ubaldo Gonçalves.
Nesta terça-feira 24, foi realizada a partida entre o E.C Indaiá e o Cai e Sara, válida pelo Grupo B. Com gols dos jogadores Milton e Almir, o E.C. Indaiá encerrou a partida com placar de 2x0.
Na noite de quarta-feira, 25 de outubro, será realizada uma nova disputa, a partir das 20h15, desta vez entre os times E.C. Primavera e E.C. São José(Grupo A). A entrada é franca. Para os amantes do futebol de campo, vale a pena conferir! (Fonte: PMC)

Equipes disputam a final do Municipal de Beach Soccer nesta quinta-feira 26
O Campeonato Municipal de Beach Soccer está chegando às semifinais. Nesta quarta-feira, 25 de outubro, as categorias Masculino e Feminino disputam o 3º lugar, no campo de futebol de areia,na praia do Indaiá

Caraguatatuba - O Campeonato Municipal de Beach Soccer, continua sendo a grande atração da praia do Indaiá, e nesta quarta-feira 25 e quinta-feira 26, disputas acirradas prometem agitar as equipes que lutam pelas primeiras colocações do torneio, em Caraguá.
No dia 23 de outubro(segunda-feira), durante as semifinais, o Tabajara venceu o Rosa Dourada por 4x2, e o Lion acabou derrotado pelo Adil Car, que encerrou a partida com placar de 5x3. Os times vencedores voltam a campo nesta quinta-feira 26, para a partida final, que será entre o Tabajara e o Adil Car, no Masculino, e Adil Car/CAPF contra a Sel Ubatuba, no Feminino.
Nesta quarta-feira, a briga será pela 3ª colocação, com partidas previstas para às 19h e 20h, respectivamente. As equipes Sel. Ilhabela e São Sebastião serão as primeiras a entrar em campo, na disputa pelo 3º lugar da categoria Feminino. No Masculino, disputam a 3ª colocação os times Rosa Dourada e Lion Zeladoria.
O Campeonato Municipal de Beach Soccer é uma realização da Prefeitura de Caraguatatuba, por meio da SECER - Secretaria de Esportes e Recreação. As últimas partidas acontecem nas noites de quarta e quinta-feira, sempre a partir das 19h, com entrada é franca. Prestigie!
(Fonte: PMC)


Atletas de Caraguá são convidados para disputar o Brasileiro de Beach Soccer no Espírito Santo
Mais uma vez, atletas de Caraguá representaram o Estado de SP, pela Federação Paulista de Beach Soccer. Após o bom desempenho no Maranhão, em 2005, o jogador Daniel Alves de Faria, agora acompanhado pelo colega Marcos Henrique, está disputando o Campeonato Brasileiro, no Espírito Santo

Caraguatatuba - O bom desempenho dos jogadores de Beach Soccer de Caraguá, rendeu ao atleta Daniel Alves de Faria um convite para representar a Federação Paulista em disputa no Maranhão, em 2005, após sua participação nos Jogos Regionais.
Em 2006, além do atleta Daniel, outro jogador da mesma equipe foi convocado para integrar o time, que representou a Federação Paulista de Beach Soccer, durante o Campeonato Brasileiro, sediado pelo estado do Espírito Santo. O atleta Marcos Henrique da Silva, mais conhecido como Marquinhos e Daniel, viajaram no início de outubro, a convite da Federação.
De acordo com a SCCER - Secretaria de Esportes e Recreação, da Prefeitura de Caraguá, um convite como este é motivo de muito orgulho para a cidade, uma vez que ambos jogadores são integrantes da equipe municipal, e foram descobertos durante uma disputa regional da modalidade. (Fonte: PMC)

2º Fest Tênis da Solidariedade teve novas partidas em Caraguá
A quadra de tênis do Centro Esportivo Municipal Ubaldo Gonçalves sediou novas partidas, válidas pelo 2º Fest tênis da Solidariedade. As disputas aconteceram nesta terça-feira 24, em Caraguá

Caraguatatuba - O 2º Fest Tênis da Solidariedade, realizado pela SECER - Secretaria de Esportes e Recreação, da Prefeitura de Caraguá, teve partidas realizadas na última terça-feira, 24 de outubro, na quadra de tênis do CEMUG - Centro Esportivo Municipal Ubaldo Gonçalves.
A primeira disputa da noite, válida pela categoria C Masculino, foi entre os tenistas Paulo Nishima e Carlos Aesento, com vitória para Nishima, que fechou o placar em 2x0, com parciais de 6/3 e 6/0.
Na categoria Iniciante Masculino, o atleta Kidinho venceu Igor, também por 2x0, com parciais de 6/2 e 6/3, e em seguida, foi realizado o último jogo de terça-feira 24, quando enfrentaram-se os jogadores Euclides de Daniel Jocami, pela categoria A Masculino. O resultado foi de 2x0 para Euclides com parciais de 6/2 e 6/1.. (Fonte: PMC)

Palestra "Vivendo e Aprendendo" para servidores
O palestrante é consagrado por sua surpreendente capacidade de, em poucas horas, proporcionar significativas mudanças nos participantes de suas palestras

Caraguatatuba - A Secretaria de Administração (SECAD) de Caraguá oferece aos servidores públicos municipais no dia 10 de novembro a palestra motivacional "Vivendo e Aprendendo", com duas turmas, sendo a primeira das 8h às 12h e a segunda das 14h às 18h . Os nomes dos interessados em participar devem ser encaminhados até o dia 6 de novembro ao Setor de Treinamento & Desenvolvimento Humano, na SECAD.
O palestrante é o renomado Professor Alexandre, profissional consagrado por sua surpreendente capacidade de, em poucas horas, proporcionar significativas mudanças nos participantes de suas palestras. Autor do livro "Vivendo e Aprendendo", pela editora Foca, aborda temas de interesse social, como o amor, a felicidade, a liderança, a motivação e o entusiasmo.
Na palestra para os funcionários públicos de Caraguá, ele irá tratar dos temas Motivação, Programação Neurolinguistica; Inteligência Emocional; Nueróbica; Inteligências Múltiplas Danças Circulares; Liderança e Jogos Corporativos.
Sua bem sucedida atuação nas esferas pública e privada, lhe rendeu importantes prêmios, entre eles os Troféus Super Cap de Ouro - o Oscar Brasileiro e o Vip Mercosul, pelo seu importante trabalho realizado em prol do desenvolvimento humano. Recentemente foi convidado para integrar o seleto grupo de conferencistas da DTCOM, uma das mais importantes empresas de educação corporativa à distância, tendo seu curso disponibilizado para aproximadamente 200 mil colaboradores em todo o país, atendendo a clientes como Petrobrás, Renault, Embraer, Elektro, Nestlé, Sabesp e Sadia. Ministra workshops e palestras motivacionais em todo o Brasil e é considerado um excelente profissional para atuar em eventos voltados ao desenvolvimento pessoal e profissional. (Fonte: PMC)

"Dia do Incentivo a Alimentação Saudável" levou mais de 280 pessoas à FUNDACC
No final do evento os presentes assistiram a uma apresentação teatral e de Tai Chi Chuan

Caraguatatuba - O "Dia Mundial da Alimentação Saudável" foi comemorado em 16 de outubro, e a Secretaria de Saúde, em parceria com a coordenação do Programa de Saúde da Família PSF/PACS-UNIFESP/SPDM, realizou no dia 20 de outubro na FUNDACC (Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba), o "Dia do Incentivo à Alimentação Saudável". O evento atraiu cerca de 300 participantes, entre profissionais do PSF e mebros da comunidade.
De acordo com a coordenadora do PSF, Valéria Cristiane Rosa e Silva, o objetivo do evento foi de incentivar uma alimentação rica em vitaminas e nutrientes, para melhorar a qualidade de vida das pessoas. "É a primeira vez que o dia é comemorado em conjunto. No ano passado cada unidade comemorou separadamente com temas variados. O evento foi um sucesso; estamos muitos felizes porque as pessoas compareceram, e isso prova que o nosso trabalho está dando resultado positivo", disse.
A abertura do evento contou com a presença do secretário de Saúde, Olegário Alves dos Santos, e os presentes conferiram palestras sobre assuntos como Experiências do PSF/PACS na Educação Alimentar; Incentivo à Primeira Alimentação: Aleitamento Materno; Benefícios da Atividade Física e Alimentação; "Horta Doméstica: Aprenda a Fazer; Alimentação Alternativa: como aproveitar melhor os alimentos e também puderam conferir apresentações de Tai Chi Chuan do Grupo Ação e Saúde do PSF Tinga I. Houve ainda uma apresentação teatral sobre a "Alimentação Saudável".
O "Dia da Alimentação Saudável" foi encerrado com um coquetel light, par todos os presentes. (Fonte: Fundacc)

Notícias de Ilhabela Topo

Vulcano Portal da Palmeira

Ilhabela -

Notícias de São Sebastião Topo

São Sebastião Superchic

Dengue deixa São Sebastião em alerta
São 401 casos confirmados da doença e outros 420 suspeitos; prefeitura se mobiliza para evitar epidemia

São Sebastião - Com 401 casos confirmados de dengue e outros 420 suspeitos neste ano, a Prefeitura de São Sebastião está em alerta e se mobiliza para impedir uma nova epidemia da doença na cidade.
O município intensificou as campanhas educativas para impedir o avanço da doença, principalmente, nos meses de verão, quando o clima é mais propício à proliferação do mosquito Aedes-aegypti, transmissor da dengue.
Segundo a diretora da Vigilância de Saúde de São Sebastião, Márcia Saaedra, o objetivo é conscientizar a população a combater e evitar os criadouros. Em 2003, a cidade registrou mais de 2.000 casos de dengue.
"Estamos intensificando as campanhas preventivas nos meios de comunicação e fazendo parcerias com o comércio e a sociedade civil organizada para tentar combater a proliferação do mosquito", disse Márcia.
Márcia disse que os moradores precisam entender que a dengue, principalmente, a hemorrágica, pode levar a morte. A cidade já registrou um caso de dengue hemorrágica neste ano, mas não houve óbito.
Os bairros mais afetados pela dengue são o centro, Pontal da Cruz, Topolândia, Topovaradouro, Topolândia e Juqueí, na costa sul.
No próximo dia 16 será realizado um seminário sobre os riscos da dengue com a participação das SABs (Sociedade Amigos de Bairro), comerciantes e hoteleiros.
DIFICULDADE - Uma das maiores dificuldades enfrentada pela Vigilância de Saúde de São Sebastião é o controle de criadouros nas casas de veraneio (leia texto nesta página).
A diretora técnica regional da Sucen (Superintendência do Controle de Endêmias), Celeste Cristina de Azevedo, disse ontem que o número de casos em São Sebastião ainda não pode ser considerado uma epidemia.
"A incidência de casos é muito grande e serve como alerta. Se a população não aderir as ações preventivas, a cidade corre o risco de registrar uma nova epidemia no verão", disse.
EVOLUÇÃO - Celeste afirmou ainda que a Sucen está preocupada com a evolução dos casos nas outras três cidades do Litoral Norte --Caraguatatuba, Ilhabela e Ubatuba-- e Cruzeiro.
"As pessoas devem entender que combatendo os criadouros impedem a proliferação do mosquito e evitam a dengue, principalmente, a hemorrágica, que leva a morte", disse.
Segundo o CVE (Centro de Vigilância Epidemiológica) do Estado de São Paulo, Cruzeiro tem 614 casos confirmados de dengue. Em Caraguá, foram registrados 93 casos, em Ilhabela foram 37 notificações e Ubatuba, 99.
AÇÕES PREVENTIVAS - As demais cidades do litoral também intensificaram as ações de combate à dengue, preocupadas com o aumento do número de casos na temporada de verão.
Além das campanhas educativas, as prefeituras realizam mutirões nos bairros para acabar com os possíveis criadouros do mosquito. (Fonte: ValeParaibano)

Agentes têm dificuldades no trabalho

São Sebastião - A diretora técnica regional da Sucen (Superintendência de Controle de Endemias), Celeste Cristina de Azevedo, disse que um dos maiores problemas enfrentados pelas prefeituras do Litoral Norte no combate a dengue tem sido a dificuldade de acesso dos agentes de saúde às casas de veraneio.
Segundo ela, as casas ficam fechadas a maior parte do ano, possibilitando o aumento de criadouros do mosquito transmissor da doença. Algumas prefeituras pretendem notificar os proprietários para que eliminem os criadouros.
Além das campanhas educativas, as prefeituras realizam mutirões nos bairros para acabar com os possíveis criadouros do mosquito.
Márcia Saavedra, diretora da Vigilância em Saúde de São Sebastião, disse que a prefeitura irá se reunir com imobiliárias e administradores de condomínios para que seja facilitado o acesso dos agentes às residências.
Na temporada, os agentes irão trabalhar aos sábados e domingos para fazer vistorias nas casas de veraneio.
A prefeitura também irá pedir às SABs (Sociedade Amigo de Bairro) que forneçam os endereços dos veranistas para que eles sejam notificados.
SINTOMAS - Os sintomas da dengue são febre alta, dor de cabeça, dores musculares, dor nos olhos, manchas pela pele e vômito. (Fonte: ValeParaibano)

Prefeitura vai fazer topografia de área na Olaria

São Sebastião - O prefeito de São Sebastião, Dr. Juan Garcia, recebeu nesta quarta-feira (25/10) oito moradores do bairro Olaria ameaçados se serem retirados de suas moradias. Garcia adiantou que será feita topografia no local para verificar se as casas estão no Centro de Transmissão de Energia Elétrica Paulista (CTEEP).
Na terça-feira, um oficial de Justiça foi ao local para cumprir decisão judicial e retirar famílias que estão em o em terreno pertencente ao CTEEP há mais de 12 anos, período da demanda judicial.
Os moradores também devem receber assistência jurídica para a pendência.
Pouco depois de iniciar o processo demolitório a Justiça concedeu prazo até 30 de novembro para a retirada das famílias. (Fonte: PMSS)

Fundo Social realiza curso de panificação na Casa da Criança

São Sebastião - A Prefeitura de São Sebastião, por meio do Fundo Social de Solidariedade em parceria com a Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento (Setradh), iniciou nesta terça-feira (24/10), um curso de panificação artesanal na “Casa da Criança”.
O objetivo do curso é capacitar e fazer com que no futuro seja um instrumento útil para a vida das famílias promovendo a geração de renda.
O curso tem a duração de três dias e dez crianças aprendem a confeccionar diversos tipos de pães artesanais e outros tipos de massa.
De acordo com a instrutora do curso, Elis Regina de Souza Alves, a capacitação de "Panificação Artesanal" passa conceitos básicos sobre a fabricação de pães mais comuns do cotidiano. Ao final do curso todas as crianças receberão certificado.
Além disso a Casa da Criança desenvolve o projeto “Pãozinho de Casa”, que visa confeccionar pães e doces que, posteriormente, serão vendidos em feiras e festas. “É muito importante esse estímulo para as crianças por que elas se sentem valorizadas vendo um produto que confeccionaram comprados por outras pessoas”, declara a coordenadora da Casa, Ana Maria Cristina Accordi. (Fonte: PMSS)

Alunos da EM Frúgoli visitam o escritor Maurício de Souza

São Sebastião - Os alunos das 7ª séries C, D, E e F da EM Maria José da Penha Frúgoli, localizada no bairro da Enseada, na Costa Norte, viajaram nesta quarta-feira (25/10) para o Parque da Turma da Mônica acompanhados pelas professoras Giovana Oliveira e Zenira Salim, responsáveis pelo projeto.
A professora Giovana Oliveira comentou sobre os conteúdos trabalhados em sala de aula, sobre as produções feitas pelos alunos e também a visita ao escritor Maurício de Souza. “Desde o começo do ano trabalhamos com o projeto ‘Chronos’, onde foi realizada a leitura de jornais, tirinhas, gibis e todos os gêneros discursivos do jornal. Após esse aprendizado, os alunos confeccionaram jornais e como final das atividades marcamos essa entrevista com o Maurício de Souza”, destacou.
A volta dos alunos está prevista para a noite de hoje, por volta das 19h. Mais informações pelo telefone (12) 3893-1116. (Fonte: PMSS)

Acontece na sexta-feira a abertura da 2ª Copa Costa Sul de Futsal

São Sebastião - A Secretaria de Esportes de São Sebastião realiza nesta sexta-feira (27/10), a partir das 19h, no Ginásio de Esportes de Boiçucanga, a abertura da 2ª Copa Costa Sul de Futsal.
Participam da competição 400 atletas de 30 times masculinos e 10 femininos de toda a região.
De acordo com o diretor de eventos esportivos, José Reis de Jesus Silva, o principal objetivo da Seesp é incentivar a prática esportiva da comunidade, além de promover a integração.
Para se inscrever, cada atleta entregou um quilo de macarrão. O alimento será doado ao Fundo Social de Solidariedade. Além disso, os cartões amarelos e vermelhos serão revertidos em doações. O atleta que levar um amarelo deverá levar uma lata de molho de tomate para jogar a próxima partida. Aquele que for expulso deve entregar três latas.
Segundo Reis, todos os confrontos acontecem no ginásio da Costa Sul, durante os finais de semana, até o final de dezembro.
As premiações serão troféus e medalhas para os três primeiros colocados. O artilheiro do campeonato e o goleiro menos vazado também serão premiados. (Fonte: PMSS)

Plano Diretor de São Sebastião: transparente, participativo e sem verticalização

São Sebastião - A Prefeitura de São Sebastião, através de uma comissão técnica, trabalhou por dez meses na elaboração de um projeto de lei do novo Plano Diretor, documento que vai nortear o crescimento do município pelos próximos sete anos.
No projeto constam propostas referentes a preservação do patrimônio histórico, regularização fundiária e urbanística de favelas, conselhos que prevêem participação popular e tomada de decisões compartilhadas, entre outros instrumentos que incentivam a democratização do acesso a cidade, a aplicação da função social da propriedade e o controle do desenvolvimento urbano do município.
A revisão do Plano Diretor Participativo de São Sebastião tem como base legal o Plano Diretor de 1998 (Lei 001/99), a Lei Orgânica Municipal e segue as orientações do Estatuto das Cidades - Lei 10257/01 e das Resoluções 34, 25 e 13 do Conselho Nacional das Cidades. Também aplica as diretrizes da Política Nacional e Estadual de Gerenciamento Costeiro e todos os atos técnicos/administrativos estão registrados em processo administrativo n° 4598/2006.
Segundo o secretário de Meio Ambiente e um dos coordenadores da comissão técnica de revisão do Plano Diretor e das Leis de Uso e Ocupação do Solo, Téo Balieiro, durante o período de desenvolvimento e aplicação da metodologia do processo participativo e da revisão técnica do Plano Diretor, todos os dados e indicadores disponíveis em institutos de pesquisas oficiais, bem como os existentes em acervo municipal, foram compilados e sistematizados e sempre estiveram à disposição da população.
“Além disso, todo o trabalho teve o acompanhado de um Núcleo Gestor, formado por representantes governamentais e também por entidades civis e Câmara Municipal. As decisões seguiram a vontade popular - não somente de grupos organizados - e foram pautadas em critérios estritamente técnicos”, esclarece.
Ao todo, foram feitas 17 reuniões, entre leituras comunitárias, consultas públicas e audiências públicas. Em todo o Município, houve a participação de mais de cinco mil pessoas.
Sem verticalização - E o secretário de Meio Ambiente, Téo Balieiro, explica que a nova lei de zoneamento não prevê a verticalização no Município.
“Tem sido ventilado pela mídia que toda a orla de São Sebastião poderá receber prédios de 20 metros, o que é frontalmente contrária à proposta da Prefeitura. Estamos sim prevendo a redução da altura das construções na frente da praia dos atuais nove para sete metros, a chamada Zona de Interesse Turístico, exatamente para privilegiar a paisagem e o acesso ao mar”, esclarece.
Ainda de acordo com o secretário, a zona onde é previsto o limite de construção até 20 metros está vinculada ao entorno do Porto de São Sebastião e a Costa Norte do Município.
“São duas áreas com maior extensão de planície e menor restrição ambiental. Na Costa Norte, por exemplo, área na divisa de Caraguatatuba, onde já são permitidos prédios de 10 andares, o equivalente a 30 metros”, finaliza. (Fonte: PMSS)

Começa na sexta-feira a 2ª Copa Costa Sul de Futsal

São Sebastião - A Secretaria de Esportes de São Sebastião realiza nesta sexta-feira (27/10), a partir das 19h, no Ginásio de Esportes de Boiçucanga, a abertura da 2ª Copa Costa Sul de Futsal.
Participam da competição 400 atletas de 30 times masculinos e 10 femininos de toda a região.
De acordo com o diretor de eventos esportivos, José Reis de Jesus Silva, o principal objetivo da Seesp é incentivar a prática esportiva da comunidade, além de promover a integração.
Para se inscrever, cada atleta entregou um quilo de macarrão. O alimento será doado ao Fundo Social de Solidariedade. Além disso, os cartões amarelos e vermelhos serão revertidos em doações. O atleta que levar um amarelo deverá levar uma lata de molho de tomate para jogar a próxima partida. Aquele que for expulso deve entregar três latas.
Segundo Reis, todos os confrontos acontecem no ginásio da Costa Sul, durante os finais de semana, até o final de dezembro.
As premiações serão troféus e medalhas para os três primeiros colocados. O artilheiro do campeonato e o goleiro menos vazado também serão premiados. (Fonte: PMSS)

Setradh forma beneficiários do programa “Renda Cidadã” em Cambury

São Sebastião - A Prefeitura de São Sebastião, através da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Humano (Setradh), em parceria com a pousada Portal do Cacau, em Cambury, na Costa Sul, realizou nesta quarta-feira (25/10) a formatura do curso de “aproveitamento integral dos alimentos” destinado aos beneficiários do Programa “Renda Cidadã” residentes na Costa Sul.
O programa, do governo estadual, ocorre nos bairros de Boiçucanga, Cambury e Barra do Sahy e é coordenado pela assistente social Maria Luísa Lopes. Cerca de 20 pessoas participaram da formatura. O curso foi ministrado pela professora Marlene do Nascimento, do Centro Integrado Profissionalizante (CIP).
Segundo a culinarista Marlene desde o começo do curso foram passadas orientações sobre vários tipos de reaproveitamento de alimentos na teoria e na prática. "Conseguimos aproveitar desde o arroz até cascas de frutas e legumes. Aproveitamos para fazer chás, tortas, bolo e suco", destacou.
A beneficiária Irene Paula da Silva ressaltou que por meio do curso é mais fácil entrar no mercado de trabalho. "Já procurei o PAT para atualizar o meu cadastro e estou com a esperança de conseguir um emprego agora que terminei o curso.”
Renda Cidadã - O objetivo geral do programa é proporcionar aos grupos familiares o fortalecimento dos laços afetivos e condições favoráveis para que possam desenvolver sua autonomia e participação social, além de cumprir a sua função protetora e socializadora. Cerca de 520 famílias de todo o município são beneficiadas pelo programa.
Com isso, a Setradh realiza ações sócio-educativas com parceria da rede social de atendimento à família, que são os PSF's, escolas, ONG's, Conselho Tutelar e a comunidade em geral.
O governo estadual repassa um subsídio no valor de R$ 60 às famílias atendidas e a Prefeitura faz o trabalho de execução e acompanhamento por meio de palestras educativas todos os meses com o objetivo de atender todos os núcleos. (Fonte: PMSS)

Prefeitura inaugura Centro de Controle de Zoonoses e duas salas de aula nesta quinta

São Sebastião - Novidade no município, a Prefeitura de São Sebastião inaugura nesta quinta-feira (26/10) o primeiro Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) da cidade, no bairro do Jaraguá, na Costa Norte. O objetivo é oferecer ao município serviços de qualidade no controle da população de animais, além da educação e orientação em vigilância ambiental.
Responsável pelo controle de agravos e doenças transmitidas por animais, o CCZ fará o controle da população de cães, gatos e animais de grande porte, como cavalos. Também atuará na questão dos sinantrópicos - morcegos, pombos, ratos, mosquitos e abelhas.
A chefe de divisão de Zoonoses da Secretaria da Saúde de São Sebastião (Sesau), Carolina Kakimoto, acredita que o principal benefício da instalação da unidade é a promoção da saúde humana nos mais diversos ambientes.
No Centro de Zoonoses serão oferecidos serviços como registro geral de animal, remoção de pequenos, médios e grandes animais de estabelecimentos ou locais públicos, castração, além de oferecer educação e orientação aos proprietários.
O investimento da Secretaria da Saúde é de R$ 368.658,46 e o prédio está dividido em dois blocos. O primeiro é voltado à administração, com estacionamento, recepção, canil de doação, banheiros, sala de vacinação, sala técnica, copa e almoxarifado. O segundo bloco conta com canil coletivo, sala de observação, sala de procedimentos, sala de necropsia e gatil. Ao todo são 338,92 m².
O CCZ fica avenida Dario Leite Carrijo, 2.598, no Jaraguá. Outras informações pelo telefone 3892-1744 (Sesau).
Salas de Aula - Ainda nesta quinta-feira a Secretaria de Obras e Planejamento (Seop) entrega, oficialmente, às 16h30, duas novas salas de aula da Escola Municipal de Educação Infantil Mundo Encantado.
A coordenadora pedagógica do Núcleo Educacional, Kátia Maria Furtado Sampaio, declara que a construção das novas salas vai propiciar a inclusão de mais 100 vagas destinadas às crianças da comunidade. A obra durou aproximadamente três meses e custou R$ 88 mil, verba da Secretaria de Educação.
A Emei faz parte do Núcleo Educacional do Canto do Mar, que conta ainda com a Creche Diva Bernardino, atendendo mais de 350 crianças da Costa Norte. (Fonte: PMSS)

Casos de dengue em São Sebastião deixam a população em estado de alerta

São Sebastião - Com base em dados da Secretaria de Saúde, a cidade de São Sebastião já está em estado de epidemia de dengue. Até a última coleta de exames feita pela Sesau foram constatados 401 casos positivos da dengue no município. Para se decretar a epidemia em São Sebastião, bastava a confirmação de 300 casos.
Ao todo, foram notificadas mais de 1 mil pessoas, sendo que 401 pessoas apresentaram resultados positivos, 199 resultados negativos e 41 casos ficaram inconclusos. Cerca de 420 aguardam o resultado do exame feito pelo Instituo Adolfo Lutz (IAL).
São Sebastião é a cidade que mais disponibiliza material e técnicos para tentar impedir a proliferação do Aedes aegypti, mosquito transmissor da doença, no Litoral Norte. Atualmente, 80 agentes trabalham em todo o município, com ações de fiscalização, entrega de material de orientação, aplicação de nebulização, palestras e mutirões. Desde o mês de outubro, a Sesau atua firmemente na campanha contra a dengue. Os principais meios de comunicação como folders, cartazes e propaganda em rádio e TV são as armas utilizadas para mostrar os meios que devem ser usados para combater a dengue.
Além dessas ações, a Sesau tenta a parceria de empresas e comércio para divulgação da campanha. O supermercado Garça já aderiu à campanha e divulga, através de suas sacolas plásticas, os meios para combater a proliferação da dengue.
A diretora de Vigilância em Saúde, Márcia Saavedra, afirma que em novembro estão sendo programadas diversas atividades, tendo como foco o Dia “D”, de combate a dengue. O intuito dessas atividades é orientar a população e o comércio sobre a dengue. “Queremos conscientizar todos os setores sobre a importância da luta contra a dengue”.
Para o dia 16, está programada a realização de um seminário, voltado à comunidade, sociedades de amigos, associações de bairros e associação comercial. (Fonte: PMSS)
 

Notícias de Ubatuba Topo

Restaurante Solar das Águas Cantantes Arabi

 

Votação de lei para músicos sofre adiamento em Ubatuba

Ubatuba - A Câmara de Ubatuba adiou a votação do projeto de lei que liberará o trabalho dos músicos na cidade. O projeto seria votado anteontem, mas o vereador Jairo dos Santos (PT), autor da proposta, decidiu apresentar um substitutivo, reduzindo o índice de decibéis.
Segundo Santos, o projeto deverá ser votado na próxima terça-feira, dia 31. "Reduzi o limite de decibéis de 70 para 65 para adequar o projeto às normas federais." Segundo ele, a proposta deverá ser aprovada pela maioria dos vereadores.
Santos afirmou ainda que uma emenda de autoria do vereador Marquinhos Tio Sam (PSC) também foi retirada do projeto. A emenda obrigava os bares a manter suas portas fechadas durante a exibição de música ao vivo.
O projeto de Santos pretende revogar uma lei de 2001, de autoria de Tio Sam, que praticamente acabou com o trabalho dos músicos na cidade, por ser bastante restritiva. "A idéia é disciplinar a atividade, respeitando o sossego público e as normas federais, garantindo no entanto o trabalho dos músicos", disse Santos.
Santos decidiu apresentar o projeto depois de um protesto feito na Câmara pelos músicos da cidade no mês passado. Os músicos decidiram iniciar um movimento para modificar a lei municipal de 2001, em vigor desde o início deste ano na cidade, que estaria prejudicando a categoria.
O cantor e compositor Joãozinho Terra disse que a lei atualmente em vigor impede a execução de música ao vivo e ambiente, até mesmo durante o dia, prejudicando os músicos e os turistas. "Ubatuba é uma cidade turística e a música sempre foi um de seus atrativos", disse.
Segundo ele, a categoria sempre respeitou legislação federal, que disciplina a execução de música nos estabelecimentos. Ele disse que a lei que será votada a semana que vem irá garantir a sobrevivência de cerca de 100 músicos e de 300 pessoas que vivem do trabalho nos bares e quiosques. (Fonte: ValeParaibano)

Brasileiros são destaques no Onbongo Pro Surfing de Ubatuba
O ubatubense Wiggolly Dantas fez uma boa bateria e se classificou para a próxima fase

Ubatuba - As competições do Onbongo Pro Surfing reiniciaram na manhã desta quarta-feira, 25, em ondas de 1 metro na praia de Itamambuca. Além das quatro baterias complementares da primeira rodada, foram realizadas as 16 primeiras da segunda fase, sendo que a quinta-feira, 26, inicia com as oito que restaram.
A previsão é que os principais cabeças-de-chave desta etapa do WQS comecem a estrear às 11h20. Está programada a realização de doze das 24 baterias, com a outra metade sendo disputada a partir das 8h da sexta-feira, na paradisíaca Praia de Itamambuca, que tem recebido um ótimo público desde o primeiro dia do evento.
Melhores apresentações - Enquanto as principais estrelas do Onbongo Pro Surfing não entram na água, os brasileiros estão se destacando nas ondas de Itamambuca. No primeiro dia, a melhor apresentação foi a do cearense Fábio Silva com uma nota 8,83. Já na quarta-feira, todos os recordes do campeonato foram batidos pelo carioca Simão Romão, que igualou a nota 8,83 e ainda tirou um 9,4 para totalizar 18,23 pontos de 20 possíveis, na bateria contra o pernambucano Sávio Carneiro, o sul-africano Warwick Wright e o neozelandês Bobby Hansen.
A nova geração do surfe brasileiro também fez bonito no segundo dia de competições. O local de Itamambuca, Wiggolly Dantas conquistou a segunda colocação contra o catarinense Alejo Muniz, o potiguar Jadson André e o carioca Marcelo Trekinho, que venceu a bateria. “Consegui achar uma onda boa no meio da bateria e estou feliz por ter passado. Acho que ajudou um pouco o fato de eu conhecer melhor as ondas daqui, pois o mar está muito difícil”, analisou Wiggolly Dantas, irmão da surfista Suelen Naraisa, que há muitos anos está entre as 5 melhores do Brasil.
Marcelo Trekinho foi um dos atletas que elogiou a volta de Ubatuba ao Circuito Mundial de Surfe: “aqui é um lugar especial, tem história no esporte e sempre dá onda, não pode ficar fora do circuito”, opinou o surfista carioca.
Destaques nesta quinta-feira - Alguns dos grandes destaques que farão suas primeiras apresentações nesta quinta-feira são o defensor do título do Onbongo Pro Surfing, Heitor Alves, os tops do WCT Mikael Picon (FRA), Travis Logie (AFR), David Weare (AFR) e os brasileiros Raoni Monteiro (RJ) e Paulo Moura (PE), além do atual vice-líder do ranking WQS, Michael Campbell (AUS).
Já o número 1 do ranking, Jeremy Flores, está escalado na vigésima bateria e só estréia na sexta-feira. Com apenas 18 anos de idade, o francês da Ilha Reunião adora vir para o Brasil e ainda não conhecia a cidade de Ubatuba. “Achei Itamambuca muito legal, o lugar é maravilhoso, com boas ondas e pessoas muito amigáveis. Eu adoro o Brasil, mas é muito complicado competir aqui, porque os surfistas brasileiros são muito bons”, falou o novo representante da França na elite mundial que vai disputar o WCT no ano que vem. O Onbongo Pro Surfing segue até domingo, 29, com início das baterias sempre às 8h.(Fonte: PMU)

Vôlei mirim de Ubatuba joga pela classificação neste sábado

Ubatuba - O vôlei de Ubatuba entra em quadra no dia do aniversário da cidade. Neste sábado, 28, as equipes mirim fazem suas últimas partidas pela fase classificatória da Liga de Vôlei do Vale do Paraíba e Litoral Norte (LIVOVALI).
O Ginásio de Esportes Tubão recebe a partir das 10 horas a partida do time mirim masculino. Ocupando o quarto lugar na classificação, Ubatuba precisa da vitória contra São Sebastião para não depender de outros resultados para se classificar para a fase semifinal.
O time mirim feminino entra em quadra às 14 horas para enfrentar a equipe de Taubaté. As meninas já estão classificadas para a semifinal, restando apenas a definição do adversário.
Pré mirim - A equipe pré mirim masculina de Ubatuba ficou em segundo lugar na primeira etapa do torneio da LIVOVALI, disputada no dia 22 em Taubaté. A equipe somou três vitórias (2 X 1 contra São José e Pinda e 2 X 0 contra Taubaté) e uma derrota ( 2 X 0 contra Jacareí).
A próxima etapa do torneio pré mirim acontece dia 15 de novembro em Mogi das Cruzes.
 (Fonte: PMU)

Entidades de Ubatuba apresentam atividades desenvolvidas com portadores de deficiências
O Conselho Municipal para Assuntos da Pessoa com Deficiência (CMAPPD) de Ubatuba, promove no próximo dia 6 uma apresentação das atividades desenvolvidas por entidades que trabalham com pessoas portadoras de deficiência na cidade.

Ubatuba - Deverão ser apresentados as atividades da UNIR - Unidade de Reabilitação, ADUBA – Associação dos Deficientes de Ubatuba, APAE – Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais e Projeto EROI – Educação Resgatando Oportunidades. “Precisamos conhecer os trabalhos de nossos parceiros, trocar informações, enfim tentarmos, juntos, lutar pelos interesses dos deficientes de Ubatuba”, diz Yara Camargos, presidente do CMAPPD. A apresentação das atividades será restrita aos membros do conselho e acontecerá no salão de reuniões da Secretaria de Educação de Ubatuba, a partir das 19 horas. (Fonte: PMU)

Concurso “Pintando Ubatuba” homenageia a beleza da cidade em seu aniversário
A característica deste concurso é fazer com que o artista retrate as belezas do município em um só dia

Ubatuba - No dia de aniversário da cidade, dia 28 de outubro, os artistas de Ubatuba terão o dia todo para registrar sua beleza, personagens ou situações típicas. A Prefeitura de Ubatuba, por meio da Fundação de Arte e Cultura de Ubatuba (Fundart), está promovendo a VII Maratona Pintando Ubatuba, destinada aos pintores e desenhistas, que poderão utilizar as mais variadas técnicas e cenários. Poderão participar dos concursos os artistas locais e visitantes.
O evento "Pintando Ubatuba" é uma iniciativa do Grupo Setorial de Artes Plásticas da Fundart e tem como objetivo incentivar e sensibilizar a produção das artes plásticas no município. Um dos organizadores do evento, Paulo Alves, afirma que esse tipo de concurso tem a função de motivar e valorizar os talentos da cidade. “A Fundart, por meio de seus grupos setoriais, vem incentivando a união dos artistas das mais diversas áreas. Isso possibilita troca de informações, exposições dentro e fora da cidade, além de concursos que vêm acrescentando prêmios e reconhecimento aos artistas e ao município”.
Os participantes deverão inscrever-se nas categorias "Infantil" ou "Adulto", nas modalidades "Desenho" e "Pintura". O horário das inscrições é das 8 às 10 horas da manhã do dia 28 de Outubro de 2006. Os interessados deverão estar no Casarão do Porto, que fica na Praça Anchieta, 38, no Centro, munidos do material a ser utilizado nas produções artísticas. Um corpo de jurados realizará a premiação dos trabalhos que serão expostos durante o dia 29 na VII Exposição da Maratona Pintando Ubatuba. A cerimônia de abertura acontecerá no próprio dia 28, a partir das 20h. Os trabalhos escolhidos, do primeiro ao terceiro lugar, nas duas categorias (adulto e infantil), receberão kits de pintura como prêmio.
Se você tem grandes idéias na cabeça e um pincel na mão, use sua criatividade e aproveite as maravilhas que Ubatuba possui. Participe! Sua obra pode ser premiada e exposta na Fundação.
Regulamento
- As inscrições para a maratona de pintura serão gratuitas, feitas no próprio dia 28, das 8 às 10 horas, na sede da Fundart. As telas deverão ter, no mínimo, 30x40 cm e no máximo, 1x1,5 m. Os desenhos devem ter formato mínimo de A4 e máximo de A3. Papéis e telas receberão um carimbo de identificação do Grupo Setorial de Artes Plásticas, para validar o material a ser utilizado.

- A entrega das obras deve ser feita até, impreterivelmente, às 17h, sob pena de serem desclassificadas automaticamente. Os trabalhos devem ser entregues sem assinatura. Eles serão identificados por meio de uma numeração no ato da entrega.

- O julgamento será feito por um júri integrado por artistas escolhidos pelo coordenador do Grupo Setorial de Artes Plásticas que lavrarão ata constando o nome e a colocação dos premiados.

- A entrega do prêmio de cada categoria (adulto e infantil), será no dia 6 de novembro e somente após essa data poderão ser retirados.

- Será cobrada uma comissão de 15% no caso de venda das obras expostas.
(Fonte: PMU)

Polícia Militar de Ubatuba realizará “Ação Global”
Além da participação de outras unidades da Polícia Militar, várias entidades da cidade estarão presentes no evento, que oferecerá serviços e lazer para a comunidade

Ubatuba - No próximo mês a Polícia Militar de Ubatuba realizará o I Ação Global da 3ª Cia – POLÍCIA E COMUNIDADE – Somando Forças”. O evento tem como intuito promover a integração entre as polícias e a comunidade, estimulando assim uma boa convivência comunitária.
Estão previstas as apresentações da Banda e Canil da Polícia Militar do Estado de São Paulo (PMESP), Polícia Rodoviária Estadual, Corpo de Bombeiros e outras unidades da PMESP. O evento ainda terá a presença dos Bombeiros Mirins, Escoteiros, Guarda Municipal, Alcoólicos Anônimos, Ordem do Advogados do Brasil, Delegacia de Defesa da Mulher, Procon, DENARC, Conselho Tutelar, Banco do Povo, Projeto Tamar e atividades da Casa do Brinquedo. Estão programadas exposições de artes, artesanatos, agricultura e fotos de Ubatuba. O “Ação Global” ainda irá oferecer serviços de corte de cabelo, aferição de pressão, tipagem sanguínea e glicemia, pesagem, distribuição de camisinhas, serviço odontológico e 1ª e 2ª vias de RG.
“O I Ação Global da 3ª Cia” será realizado no dia 26 de novembro, das 10 às 16 horas, na sede da Companhia, localizada à rua João Ramalho, nº 2, no Parque Vivamar.Mais informações pelo telefone 3832-3598 ou 3832-6094 (Fonte: PMU)

Passado e futuro se encontram num paraíso chamado Ubatuba
Cem quilômetros de extensão, mais de cem praias, dezenas de ilhas, trilhas e cachoeiras compõem o cenário natural de Ubatuba. Agora, com um grande investimento na infra-estrutura turística, a cidade se prepara para receber os milhares de turistas que visitam Ubatuba durante o ano todo

Ubatuba - Ubatuba chega aos 369 anos, unindo características capazes de agradar qualquer turista exigente. Conservando a natureza extremamente preservada, a cidade agora passa por um processo de revitalização de sua infra-estrutura, visando aliar a modernidade ao primitivismo paradisíaco. Em termos de natureza, o município já é considerado uma das cidades mais bonitas do país. Agora, Ubatuba se prepara para tornar-se também um dos pólos turísticos mais importantes do litoral paulista.
Neste ano, diversas mudanças significativas foram realizadas no sentido de modernizar a infra-estrutura urbana. As principais avenidas da orla central estão passando por reurbanizações. Todo este investimento em infra-estrutura turística garantirá uma Ubatuba nova, com mais opções de lazer para os visitantes dos próximos anos.
A Avenida Iperoig, principal via do centro de Ubatuba, está passando por uma reurbanização completa, que fará com que ela tenha asfalto em toda a sua extensão e três faixas de tráfego em mão única, evitando o congestionamento em dias de maior movimento. Uma moderna iluminação deixará a avenida ainda mais bonita, realçando o novo mobiliário urbano. A calçada será maior do que antes, proporcionando espaço de sobra para os turistas apreciarem os deliciosos pratos servidos pelos restaurantes com vista para o mar e passearem calmamente pela avenida, admirando o horizonte da Praia do Cruzeiro.
Seguindo pela rota das praias, em sentido ao norte do município, chega-se a outra orla que está passando por total revitalização. A Praia do Perequê-Açu, que já foi considerada uma das mais bonitas da cidade e um dos bairros mais valorizados de Ubatuba, terá sua beleza e atratividade restauradas. A obra de reurbanização contempla recuperação do pavimento, espaços de lazer, playground, jardins, estacionamento, ciclovia e calçadão.
Quem pensa que as únicas opções de lazer da cidade são as mais de cem praias, dezenas de cachoeiras, trilhas e ilhas, está enganado. Ubatuba possui diversos outros atrativos. O lazer pode ser vivido também em áreas públicas, como praças, campos de futebol, playgrounds e quadras poliesportivas. Para tanto, os moradores e turistas contam com novas praças e quadras para a prática de esportes. Isso, sem falar dos espaços dedicados ao descanso e ao passeio, com arborização e total tranqüilidade.
A área da saúde também foi alvo de um grande investimento. Além da descentralização do atendimento, com postos e prontos-atendimentos em todas as regiões da cidade, a Santa Casa de Misericórdia, único hospital da cidade, foi totalmente reformado e ampliado, apto a atender os moradores e turistas que por ventura venham a precisar de cuidados médicos. No piso superior do edifício está sendo construída uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), com 10 leitos e uma clínica médica com, aproximadamente, 20 leitos. Considerando que o número de pessoas na cidade chega a triplicar durante a alta temporada, investir em saúde significa investir em turismo de qualidade.
Bonita por natureza - Ubatuba é uma cidade litorânea marcada pela extensão e pela diversidade. São 102 praias em 100 km de costa, sendo que dez dessas praias estão divididas entre as 23 ilhas e ilhotes existentes no município. A geografia entrecortada permite as mais diversas formações de praias, enseadas, baías e ondas. Mas não é só água salgada que Ubatuba pode oferecer aos seus turistas. São dezenas de cachoeiras e trilhas, abrigadas pela mais preservada e exuberante Mata Atlântica. Essas características especiais proporcionam inúmeras possibilidades de lazer e esportes aos visitantes. Definitivamente, uma temporada é muito pouco para descobrir todas as belezas desse paraíso.
Ubatuba oferece dezenas de opções para quem quer parar o carro e pisar na areia, sentar-se na cadeira de praia e beber uma cerveja gelada, petiscar frutos do mar e ficar admirando a paisagem. Tem também praias selvagens e distantes, que exigem um bocado de aventura, um bom par de tênis, mochila, garrafinha de água e um guia para encarar a trilha. Outras pedem um belo passeio de barco, por ser essa a única forma de chegar. Existem também as praias que justificam o título de “Ubatuba – Capital do Surfe”. Diferentes formações e intensidades de ondas, para surfistas iniciantes, amadores ou profissionais. Para quem possui barco e não dispensa uma boa pescaria, Ubatuba reserva também, dezenas de praias abrigadas, próprias para apoitar, pescar, tomar banho e levar toda a família.
As mais badaladas - Para quem gosta de agito, a praia mais freqüentada de Ubatuba é a Praia Grande, com dezenas de quiosques. É também uma praia apropriada para a prática do surf, pela formação de suas ondas. Possui sanitários, duchas e posto salva-vidas. É perigosa em alguns trechos que, embora sinalizados, fazem com que a Praia Grande não seja muito indicada para quem tem crianças pequenas. A praia do Lázaro, por sua vez, desfruta também de boa infra-estrutura e fácil acesso, somando a isso, o mar extremamente calmo, muita sombra de amendoeiras, areia fina e belíssimo pôr-do-sol, devido à sua posição privilegiada.
A praia do Itaguá, próxima ao Centro, é uma praia bastante urbanizada que começa na foz do Rio Acaraú e vai até a foz do Rio da Lagoa. A avenida que margeia a praia possui restaurantes, hotéis, pousadas, bares, lojas, sorveterias e shoppings. Por essa razão, tornou-se um importante ponto de vida noturna. A praia em si é muito utilizada para pesca e náutica, porém, imprópria para banho.
A Praia da Maranduba, no extremo sul do município também é bastante movimentada, com comércio local, campings, hotéis, pousadas, quiosques, aluguel de barcos e passeios a ilhas da região. Também no sul, encontra-se a praia da Fortaleza, com acesso mais restrito. A praia possui infra-estrutura para oferecer ao turista boa comida e descanso. As águas, geralmente, são calmas e claras, próprias para mergulho, pesca e náutica.
Muitas outras praias merecem destaque por proporcionar infra-estrutura e badalação aos turistas. Entre elas, o Tenório, que fica ao lado da Praia Grande, também indicada para o surf, tem posto salva-vidas e infra-estrutura de quiosques. A praia das Toninhas é internacionalmente conhecida. Possui bons hotéis, pousadas, restaurantes e quiosques. Com ondas fortes, é indicada para a prática de esportes náuticos. Leva esse nome devido ao acasalamento de golfinhos perto da praia, no início do verão.
Passeios náuticos - Para quem gosta de sentir o balanço do mar, uma boa dica são os passeios de barcos, que podem partir de diversas praias, para diferentes rumos. Dependendo da quantia que se pretende gastar, pode-se escolher, desde um passeio de escuna, que é mais barato, até um passeio de lancha ou veleiro, no qual o turista escolhe o rumo a ser tomado e leva consigo apenas a família e os amigos.
Os passeios de escuna saem do Saco da Ribeira, da Praia da Enseada, Lázaro ou Itaguá. Os destinos, geralmente, são ilhas, como a famosa Anchieta, que abriga um presídio desativado, Promirim e Couves. Se a turma for grande, é possível fretar uma escuna para fazer um churrasco a bordo ou uma pescaria em pontos mais distantes.
Quem estiver disposto a desembolsar uma quantia maior, pode escolher a agilidade de uma lancha ou o romantismo de um veleiro, com destino a escolher e comidinhas a bordo.
Dicas de praias para navegar - A praia das Sete Fontes é um recanto especial, muito apreciado pelos donos de lancha. Mar calmo e transparente, ótimo para a prática de mergulho. Na areia branca, muita sombra de abricoeiros e chapéus de sol. Seu acesso por terra começa no Saco da Ribeira, passando pela praia da Ribeira e Flamengo, em uma trilha de mais ou menos uma hora de duração. Até o Flamengo, a trilha é leve, depois, tem uma subida mais difícil. Quem não quiser enfrentar o morro novamente, pode fretar um barquinho para voltar.
Assim como a Sete Fontes, diversas praias são ideais para passeios de lancha. A Domingas Dias é uma praia rústica e bonita, de areia grossa e água limpa. Localizada ao lado da Praia do Lázaro, ela abriga um sofisticado condomínio residencial.
Saco da Ribeira, o píer - O Saco da Ribeira é o porto dos aventureiros marítimos. O contorno geográfico arredondado proporciona ao Saco da Ribeira um abrigo ideal para barcos de pequeno, médio e grande porte. Esse ambiente náutico formou em torno de si um pólo de atividades afins, com agências de turismo, garagens náuticas, oficinas diversas, estaleiros para construção e reformas de barcos e postos de abastecimento, inclusive flutuantes.
O comércio geral também é bem formado nessa região, contando com terminais bancários, lanchonetes, restaurantes, supermercados, padaria, bares, lojas de artesanato, farmácia e outros. Além disso, o Saco da Ribeira é um dos cartões postais mais famosos de Ubatuba.
Anchieta, uma ilha paradisíaca - A Ilha Anchieta é um recanto de ecoturismo e proteção ambiental que pertence hoje ao Parque Estadual da Ilha Anchieta. São 828 hectares de terra, divididos por sete praias, que fazem dela a segunda maior ilha do estado, visitada por turistas e pesquisadores de todo o mundo. Pesca, caça e coleta de mudas são proibidos, mas o desembarque para visitação e o mergulho contemplativo é liberado, com acesso máximo de 1.050 pessoas por dia. A taxa de desembarque é de R$ 2,00.
Em terra, as ruínas de um presídio desativado, trilhas autoguiadas, dezenas de espécies de aves e animais e infra-estrutura de sanitários, área para churrasco, mini-ambulatório para ferimentos leves e duchas. No mar, visibilidade de 2 a 10 metros, descortinando um universo aquático de algas, arraias, peixes diversos, corais, tartarugas e esponjas.
Palco de importantes histórias - Desde o tempo dos Tamoios, os “primeiros da terra”, a Ilha Anchieta foi marcada por grandes histórias e acontecimentos. Na época dos Tupinambás, no século XVI, ela era chamada de “Tapira”, ou seja, lugar calmo. Depois, virou “Ilha dos Porcos”. Quando os colonizadores aportaram em nossa costa, ela foi povoada por portugueses, ingleses, franceses, holandeses e africanos, virando assim, a “Freguesia do Senhor Bom Jesus da Ilha dos Porcos”, em 1885. Anos mais tarde, em 1902, a Ilha foi transformada em Colônia Correcional e em 1928 em presídio – primeiro para presos políticos e depois para presos comuns. O presídio foi desativado em 1955, após uma grande rebelião. Essa história transformou-se no livro "O Levante da Ilha Anchieta", escrito por um soldado que servia no presídio na época.
Diversas empresas de turismo realizam esse passeio em escuna, com serviço de bordo, saindo do Saco da Ribeira, Enseada ou Itaguá. Existe também a opção de alugar lanchas e botes infláveis.
Cenários subaquáticos - Ubatuba é uma cidade especial para quem gosta de praticar esportes náuticos, como o mergulho e o surf. Pela variedade de sua geografia, como já foi dito anteriormente, é possível encontrar mar calmo ou agitado, dependendo da preferência e do esporte.
Quem gosta de mergulhar encontra em Ubatuba uma região privilegiada. A cidade possui cerca de 40 pontos de mergulho, com peculiaridades diferentes. Os lugares mais visitados ficam no máximo a 21 milhas do continente, como as Ilhas das Couves, Rapada, Laje Grande, Cabras, Anchieta, Palmas e Vitória. Esta última conta com abundante fauna marinha.
O mar é calmo quase o ano todo e oferece condições ideais para o mergulhador. Apresenta intensa vida marinha e relevo submarino constituído basicamente por rochas com algumas formações de coral, profundidades variando de 5 a 30 metros e visibilidade podendo chegar a mais de 15 metros nas ilhas próximas. Suas águas limpas e despoluídas formam um habitat perfeito para os peixes da região como jaguariçás, ciliares, ornamentais diversos, lagostas, polvos, e outros de maior porte como badejo, garoupa ou anchova.
Existem várias empresas especializadas em mergulho, que prestam serviços de manutenção, aluguel e venda de equipamento, recarga cilindros, cursos e saídas de barcos para mergulho. Para mais informações, acesse o site da Associação de Operadoras de Mergulho de Ubatuba (www.aomu.org.br). Neste site, você encontra links para diversas operadoras.
Ubatuba, Capital do Surfe - Não é à toa que Ubatuba é palco de grandes campeonatos nacionais e internacionais de surf. Suas ondas são dropadas por grandes surfistas desde a década de 50. Na década de 80, aconteceu o famoso evento Sundek. Desde então, Ubatuba continuou recebendo importantes eventos de surfe, inclusive uma das etapas do SuperSurf, a única que nunca saiu do calendário da divisão principal do circuito brasileiro profissional. Agora, com a vinda do Onbongo Pro Surfing, Ubatuba volta a brilhar como sede de circuitos internacionais.
Neste ano, as areias da Praia da Itamambuca, receberam a última das quatro etapas do WQS 2006 (divisão de acesso à elite do surfe profissional) realizadas em ondas brasileiras. Ubatuba terá a honra de receber uma das duas únicas competições de nível máximo (seis estrelas) disputadas na América do Sul pelo WQS deste ano, o Onbongo Pro Surfing, que vai distribuir 2.500 pontos, US$ 125 mil, além de decidir o campeão sul-americano da temporada.
Ondas para dropar - Entre as praias mais procuradas pelos surfistas está a Itamambuca. Ela é uma das praias mais constantes do país no quesito "ondas", recebendo todo tipo de ondulação, sendo que a ondulação de sul proporciona as melhores. Longas direitas proporcionam muitas manobras e o rio que desemboca no canto direito produz um canal, que conduz mais facilmente os surfistas para além da arrebentação. Por todas essas características, Itamambuca é uma das principais praias do Brasil em termos de competição, sendo sede de campeonatos municipais, estaduais, brasileiros e até mesmo internacionais.
A Praia Grande recebe ondulações leste, sul e sudeste. O chamado canto do Baguari, do lado esquerdo é o mais requisitado para a realização de campeonatos. Nesse canto, funciona também a Escolinha de Surf da cidade, de onde saiu a maior parte dos surfistas locais que hoje brilham mundo afora. Feras como: Tadeu Pereira, Renato Galvão, Ricardo Toledo e seus filhos, Filipe e Mateus Toledo, os irmãos Suelen Naraísa e Wiggolly Dantas, Odirley Coutinho, Edgley Santos, dentre tantos outros que estão se destacando no cenário mundial.
Na Praia das Toninhas, as ondas longas e bem manobráveis com algumas sessões de tubo no inside, as melhores ondas quebram com ondulação de Leste e com intensidade bem acentuada (Ressacas). Essa praia possui ondas por toda a sua extensão, sendo o canto direito a melhor opção nos dias de ondas grandes, e o canto esquerdo, onde faz junção com a Praia Grande, uma segunda opção com esquerdas poderosas quebrando próximo às pedras, conhecido como "Rocky Point".
Ubatuba possui três Praias Vermelhas. A Vermelha do Norte é muito procurada pelos surfistas. É uma praia de tombo, areias grossas, ondas fortes e tubulares. Possui infra-estrutura de quiosques, banheiros e duchas. No canto direito, as ondas não quebram tão forte e, além disso, tem uma quedinha natural de água doce, sendo local propício para banhistas e crianças.
A Vermelha do Centro é o point da galera. Fica ao lado do Tenório e reúne as tribos, inclusive à noite, com luaus, fogueiras e músicas. Vermelhinha, como é chamada por ser a menor das Vermelhas, é uma praia de tombo. Suas ondas são cavadas, rápidas e tubulares e quebram sempre muito próximo da areia. Por ter um fundo irregular e com muitas depressões não é muito apreciada por banhistas. No canto esquerdo, chamado Saco das Bananas, as ondas são consideradas as melhores do município.
Paraísos selvagens e trilhas radicais - Devido à preservação de 80% de seu território, muitas praias só têm acesso por barco ou a pé. São perfeitas para quem gosta de caminhadas e aventuras, em diversos níveis de dificuldade. Embora algumas trilhas sejam consideradas bastante fáceis, a recomendação da Secretaria Municipal de Turismo para os aventureiros é sempre requisitar o acompanhamento de um guia.
A cidade possui uma associação de monitores que estão credenciados para percorrer, inclusive, as trilhas que entrecortam o Parque Estadual da Serra do Mar. O monitor Claudiney Bernardes diz que a presença do guia enriquece bastante o passeio. “Além de afastar o risco de se perder na mata, o guia ajuda o visitante a adquirir mais conhecimento sobre o lugar que está visitando, ele fala sobre as espécies de plantas e animais encontrados no caminho. Esse trabalho faz com que o turista leve para a casa, além da boa lembrança, o esclarecimento e a consciência ecológica”. Ney, como gosta de ser chamado, lembra ainda que na mochila do trilheiro não pode faltar repelente, protetor solar, roupa de banho, capa de chuva, água e lanchinhos leves, como frutas e barras de cereais, além de um calçado confortável nos pés.
Para quem gosta de andar bastante, a sugestão do monitor Ney é a Trilha do Bonete, que passa por sete praias. Ela começa na Praia da Fortaleza e passa pelas praias Cedro, Deserto, Bonete, Bonetinho, Oeste e Perez, finalizando na Praia da Lagoinha. São 8 km de caminhada, num passeio que dura o dia todo. Outra trilha do mesmo estilo é a do Saco das Bananas. A diferença é que ela é bem mais longa, com 21 km. Considerada de nível difícil, com diversas subidas, é preciso ter bom preparo físico para encará-la. A trilha começa na Praia da Caçandoca e vai até a Tabatinga, passando pela Caçandoquinha, Raposa, Saco das Bananas, Simão e Praia da Lagoa.
Os adultos que quiserem levar crianças para um passeio pela Mata Atlântica poderão apreciar a trilha para a Praia de Fora, que sai da Enseada. Trilha limpa, sem morros, cerca de meia hora de caminhada e uma bela prainha deserta ao final. E para os surfistas que quiserem se aquecer antes de cair no mar, uma dica interessante é fazer uma caminhada até a Praia Brava do Camburi. Saindo do Camburi, cerca de 40 minutos andando. Depois, é só correr, com a prancha nos braços, ao encontro das ondas.
Os aventureiros veteranos, já acostumados a viver no limite da resistência física e o contato intenso com a natureza, poderão gostar bastante da subida ao ponto mais alto de Ubatuba, o Pico do Corcovado. São sete horas de subida em solo acidentado e bem íngreme. Quem já foi, garante que vale a pena. A vista lá de cima é deslumbrante. O monitor Claudiney explica que não é permitido pernoitar no pico, portanto, é preciso voltar no mesmo dia. Outra trilha de nível difícil é a do Corisco. Utilizada na época dos engenhos para escoar mercadorias, ela começa na Fazenda da Caixa, na Praia da Fazenda e termina em Paraty, percorrendo o Parque Estadual da Serra do Mar e o Parque Estadual da Serra da Bocaina. Muitas trilhas conduzem também à mais pura água doce e a belíssimos cenários.
Para solicitar os serviços de um monitor é preciso contratar uma agência de turismo ou procurar o Centro de Informações Turísticas da cidade que fica na Av. Iperoig. Para saber mais informações sobre passeios e trilhas, ligue: 3833-9123.
Água doce em abundância - Nos dias de hoje, em que a água doce é um bem raro e precioso, Ubatuba tem cachoeiras, rios e nascentes espalhados por todo o município. Alguns com fácil acesso, outros nem tanto, mas todos representam um espetáculo da natureza. Nesse ambiente novo, cheio de quedas, piscinas e pedras, é preciso ter cuidado, principalmente com as crianças.
A Cachoeira do Promirim fica na beira da Rodovia Rio/Santos (BR 101), na direção norte, a 18 km do Centro, ao lado da ponte do rio Promirim. Tem diversas quedas d’água, formando piscinas. A paisagem inclui uma bela vista do mar e da ilha do Promirim, ao fundo.
A Cachoeira da Escada é uma das maiores da região. Ela está situada próxima ao Camburi, que é a última praia de Ubatuba, no sentido norte. Depois dela, já é estado do Rio de Janeiro. Há duas maneiras de conhecê-la. Pela rodovia, bem próximo à entrada do Camburi, ou pela trilha que começa na praia. São várias piscinas naturais que se formam, em um tipo de escada. É um cenário belíssimo e uma surpresa a cada degrau.
O turista já pode se deliciar com a água doce de Ubatuba antes mesmo de chegar à cidade, a 8 km do Centro, quando termina de descer a serra pela Rodovia Oswaldo Cruz. É a Cachoeira do Pé da Serra, porém, é preciso ter cuidado ao estacionar no acostamento da pista sinuosa, para evitar acidentes.
Já a Cachoeira da Água Branca é o destino ideal para aventureiros. Situada no Sertão da Quina, exige uma caminhada de 10 km em meio à vegetação da Mata Atlântica, passando por diversas quedas, até chegar ao "Véu de Noiva", uma queda d'água de 300 metros de altura.
Programinhas para a noite ou para dias chuvosos - Depois da praia ou, quem sabe para um dia chuvoso, Ubatuba oferece diversas atrações, para diferentes públicos e interesses, capazes de agradar toda a família. A cidade conta com aquário de vida marinha, museu de carros e uma base do Projeto Tamar
Museu do Automóvel - Inaugurado no início deste ano, o Museu do Automóvel de Ubatuba é mais uma opção de turismo para quem está na cidade. O acervo do museu conta com 24 veículos que vão de 1918 até 1972, com destaques como o Dodge Six-Phaeton de 1928, o Hupmobile Sedan de 1929, o Packard Club Coupê de 1939 e o Cadillac Coupê de Ville de 1972. Rompendo o modelo tradicional dos Museus de Automóvel, o de Ubatuba procura substituir os veículos a cada seis meses para que a exposição se torne diferenciada, abrindo espaço para outros carros. Outra idéia original dos curadores do espaço é que estão expostos no museu carros originais e em processo de restauração para que os visitantes possam compará-los quando já estiverem restaurados. Além dos carros, os visitantes podem conferir modelos de bomba de combustível, bicicletas com aro de madeira, lambretas, entre outras peças e equipamentos. Na pista de autorama as crianças se divertem enquanto os pais apreciam um pouco da história do automóvel, acompanhando os painéis, cartazes, descritivo de cada veículo e os fatos curiosos que envolvem os raros modelos. A decoração do museu acompanha a temática e remete o carro antigo como personagem da história da região. O museu funciona de quinta-feira à domingo, das 10 às 20 horas, e durante a temporada permanece aberto todos os dias. Os ingressos custam R$ 6,00 para adultos e R$ 3,00 para crianças, estudantes e aposentados. Preços especiais são oferecidos para os visitantes que compram ingressos integrados com o Museu da Vida Marinha, Aquário e Museu do Automóvel. Visitas especiais podem ser agendadas pelo telefone (12) 3832-1267. O Museu está instalado na rua Tapajós, 65, no bairro do Itaguá.
Museu da Vida Marinha - O Museu conta com uma exposição de diversos animais marinhos, retratando a evolução e a biodiversidade dos mares com pequenos invertebrados como o plâncton e grandes mamíferos marinhos como as baleias. Focado na fauna e flora do Litoral Norte Paulista, o local apresenta também alguns exemplares exóticos, principalmente conchas de moluscos provenientes de diversos países.
As peças expostas foram conservadas por diferentes técnicas como esqueletos montados, peças taxidermizadas, fixadas em formol e diafanizadas. Réplicas em tamanho real de tubarões e golfinhos também foram utilizadas. O material que compõe o acervo é proveniente dos 10 anos de funcionamento e pesquisa do Aquário de Ubatuba, de parcerias com Instituições como FUNDAMAR, Museu Oceanográfico da FURG, Museu da Univali bem como de doadores particulares tais como a família do Sr. Jorge Sisla e do escultor Victor Brecheret.
Algumas das maiores atrações do Museu são os esqueletos da baleia jubarte, de tubarões e golfinhos. Além de todo o acervo e conteúdo informativo/educativo, o Museu possui um laboratório que permite a observação pelos visitantes do trabalho dos oceanógrafos, biólogos e veterinários ao vivo, presenciando os tratamentos e montagem das peças da coleção.
O horário de funcionamento é das 10 às 20 horas, às segundas, terças e quintas-feiras e às sextas, sábados e domingos das 10 às 22 horas. O preço do ingresso é R$ 6,50 a meia e R$ 13,00 a inteira. Às quartas-feiras o Museu é fechado para manutenção.
O Museu fica na rua Guarani, 835, Itaguá. Os telefones para contato são (12) 3832-7491 ou 3832-1382.
Aquário de Ubatuba - O Aquário de Ubatuba oferece aos seus visitantes a oportunidade de conhecer de perto um pouco do complexo mundo marinho, tendo como atrativos 12 tanques de água salgada (entre eles o maior tanque marinho do Brasil, com 80 mil litros), com representantes da fauna local e de outros oceanos.
Entre os peixes da fauna nacional, destacam-se: coloridos cavalos marinhos e moréias, o tubarão lixa, o curioso peixe-morcego, além de garoupas, baiacus e outros peixes regionalmente conhecidos. Os exemplares exóticos são adquiridos de importadoras legalmente registradas junto ao IBAMA, entre eles diversas e multicoloridas espécies típicas de recifes de corais, o peixe leão, o tubarão leopardo do Pacífico, além dos límulos que são parentes marinhos das aranhas e escorpiões e que são considerados verdadeiros fósseis vivos. Complementando a exposição, vários painéis fotográficos explicam os principais ecossistemas marinhos, existindo ainda uma sala com exposição de conchas e exóticos exemplares da fauna malacológica de vários oceanos.
Uma das grandes atrações é o tanque de contato e manuseio que permite o contato dos visitantes com diversos exemplares de invertebrados marinhos, como pepinos e estrelas do mar, ouriços, quítons e outros, sempre com a orientação de monitor especializado.
Com o objetivo de estimular e divulgar programas que visem a preservação do meio ambiente, o Aquário criou uma Sala de Projetos, atualmente expondo o Tamar-IBAMA, que protege as tartarugas marinhas do Brasil e uma belíssima exposição fotográfica do Projeto Alcatrazes que defende o Arquipélago de mesmo nome, localizado no litoral norte paulista.
O Aquário abre às segundas, terças e quintas-feiras das 10 às 20 horas. Às sextas, sábados e domingos, o horário de funcionamento é das 10 às 22 horas. Às quartas-feiras o Aquário é fechado para manutenção. Os ingressos custam R$ 6,50 (meia) e R$ 13,00 (inteira). Para outras informações os telefones são: (12) 3832-7491 ou 3832-1382. O Aquário de Ubatuba está localizado na Avenida Guarani, 859, no bairro do Itaguá.
Projeto Tamar - A Base do Projeto Tamar é mais um atrativo turístico interessante em Ubatuba. Localizada em uma área de 3.600 metros quadrados, cedida pela prefeitura, no bairro do Itaguá, é a única base do Projeto Tamar no Estado de São Paulo, aberta para visitação pública.
No Centro de Visitantes, exemplares vivos de quatro diferentes espécies de tartarugas marinhas estão expostas em tanques. Além disso, o visitante pode contar com réplicas e silhuetas de tartarugas em tamanho natural, painéis fotográficos, museu com peças naturais, auditório para exibição de vídeos, sala para recreação infantil, loja de souvenirs, lanchonete e ainda, o Museu Caiçara, com mais de 200 peças em seu acervo. Nesse local, podem ser encontradas cestarias produzidas pelos índios guaranis, da Aldeia Boa Vista de Ubatuba.
Na Base do Tamar também fica a sede administrativa, o alojamento para pesquisadores e centro de reabilitação das tartarugas. Para operar toda a infra-estrutura física e as ações de pesquisa e conservação, o Tamar conta com cerca de 60 pescadores colaboradores e uma equipe com 35 pessoas, a maioria cooperados da comunidade, incluindo equipe técnica com veterinário, biólogos e oceanólogos. Há também os estagiários e voluntários já formados que procuram Ubatuba por sua proximidade com São Paulo.
O Centro de Visitantes funciona diariamente, das 10 às 18 horas. Nas sextas, sábados, feriados e férias escolares, até as 20 horas. Às quartas-feiras a base é fechada para manutenção. Agendamentos de grupos devem ser feitos por telefone. O endereço do Projeto Tamar em Ubatuba é Rua Antonio Athanásio da Silva, 273, Itaguá. Os telefones são (12) 3832-6202 e 3832-7014.
Compras - Uma boa dica para compras de uma forma geral está na Avenida Guarani, no bairro do Itaguá. Roupas, biquínis de fabricação própria, artesanato e muitas lembranças da cidade podem ser adquiridas no local. Na pausa para o lanche, a avenida Guarani oferece cafés, rotisserias e sorveterias artesanais.
Ainda no bairro do Itaguá, está localizado o Shopping Porto Itaguá, com cinema, restaurantes, supermercado, farmácia, lanchonetes, cafés, uma banca de jornais e revistas.
Já no centro, os serviços estão concentrados na avenida Iperoig que tem infra-estrutura bem desenvolvida para receber visitantes o ano todo e que atualmente passa por um grande processo de reurbanização. Lá estão localizados muitos restaurantes, lanchonetes, sorveterias e algumas lojas, além da tradicional Feira Hippie, um espaço destinado para a venda de produtos artesanais da cidade. Ao lado da Feira, estão concentrados vários carrinhos de lanche.
A noite tem vários points - A vida noturna de Ubatuba oferece como opções casas noturnas, barzinhos e quiosques à beira-mar. Nas casas noturnas estão concentrados os points da galera, onde se destacam o Amanari Balada Bar (Itaguá), a Tribo Club (Morro da Prainha), o Areia (Praia Vermelha do Norte) e Nexus (Centro). Já para quem prefere os barzinhos com música ao vivo a cidade oferece o Beethoven Bar (Itaguá), Bar do Ulisses (Centro) e o Bar do Pirata (Centro). Além disso, as avenidas à beira-mar são repletas de quiosques que oferecem petiscos de frutos-do-mar como porções de peixes, camarões, lulas, casquinhas de siri, pastéis, variadas batidas de frutas e caipirinhas.
Hospedagem para todos bolsos - Acostumada com o grande movimento de turistas, a cidade de Ubatuba é muito bem estruturada, tanto em termos de hospedagem quanto na área gastronômica. Há desde sofisticados hotéis até pousadas mais simples, flats e áreas para camping; basta escolher.
Ubatuba hoje tem 26 mil leitos, somando-se os formais e os informais. A cidade conta com 180 locais para hospedagens, entre hotéis e pousadas e 10 campings, todos legalizados.
A rede de hospedagem em Ubatuba vai de luxuosos hotéis a simples pousadas à beira-mar.
Nos hotéis mais sofisticados, a maioria de frente para o mar, o turista encontrará quadra de tênis, salão de jogos, fitness center, área para convenções, piscinas, restaurantes, entre outras opções. As decorações se harmonizam com as belezas naturais de Ubatuba. As opções estão nas praias das Toninhas, Enseada, Centro e Itamambuca. Para os mais despojados vale a hospedagem em pousadas rústicas e aconchegantes, espalhadas pelos 100 km de costa de Ubatuba. Como dica, vale conferir as pousadas nas praias da Picinguaba, Almada e Itamambuca, na Região Norte do município. Os campings são opções de hospedagem para quem procura contato direto com a natureza e preços módicos.
Gastronomia para todos os gostos - A culinária caiçara mescla os ingredientes indígenas com os portugueses. A influência africana começou a surgir com o início da plantação de cana na região. Em Ubatuba, desde muito cedo, o caiçara baseava sua culinária no peixe como ítem básico da alimentação, ao lado da banana e da farinha de mandioca ou milho. Por isso, o Azul Marinho (peixe em postas cozido com banana verde) é considerado o prato típico da cidade.
Outros frutos do mar, como camarão, ostras, mariscos e mexilhões também são facilmente encontrados nos restaurantes de Ubatuba, que valorizam a cultura caiçara de alimentar-se com o que o mar oferece de melhor.
Mas Ubatuba não vive apenas da tradição caiçara. A chegada de migrantes e imigrantes proporcionou um enorme leque de opções e em Ubatuba foram abertos restaurantes para agradar a todos os bolsos e paladares. É possível encontrar boas pizzarias, churrascarias e culinária típica, como a japonesa, a mexicana, a portuguesa, a árabe e a brasileira, especialmente a mineira, servida em fogões à lenha. Nos quiosques de praia é possível encontrar porções de peixes, camarões, lulas, mariscos, entre outros.
Para quem não quer perder tempo, diversos restaurantes self-service oferecem comida por quilo, principalmente no centro da cidade e também na avenida Leovigildo, no Itaguá. Para quem prefere um lanche rápido há opções de lanchonetes, casas de sucos e carrinhos de lanches.
Para as sobremesas, Ubatuba possui muitas sorveterias, docerias e a tradicional fábrica de doces caseiros “Tachão de Ubatuba”, fundada em 1977. O “Tachão” prepara hoje diversos tipos de doces e compotas, mas o carro chefe da casa continua sendo a bananada, coberta com açúcar, chocolate ou na versão diet.
Um dos melhores pontos de observação de aves do mundo - Todos os anos, centenas de observadores de aves visitam a cidade, que tem fama de ser uma das melhores do mundo para essa atividade. Isso acontece porque a diversidade da avifauna local é privilegiada. Ubatuba possui uma diversidade de aves equivalente a cerca de 10% das espécies encontradas na América Latina. São cerca de 380 espécies, sendo que 42 são endêmicas, ou seja, só é possível encontrá-las aqui.
Em plena cidade, pode-se avistar tiês-sangue, saíras e outros pássaros coloridos. O “birder” (guia de observação) Carlos Rizzo diz que os pássaros silvestres são os primeiros indicadores da degradação ambiental. “Ao menor sinal, eles batem asas para longe, em busca de segurança. Nesse caso, Ubatuba é privilegiada, tanto por ter 80% de sua área verde preservada, como por abrigar em suas árvores cerca de 10% das espécies de pássaros catalogadas em toda a América Latina”.
A observação de pássaros é uma atividade muito difundida no mundo todo. Segundo Rizzo, a organização de observadores de pássaros Birdlife International (www.birdlife.org) tem cerca de um milhão de associados. Em Ubatuba, os primeiros passos estão sendo dados para reconhecer a importância dessa atividade que tem o potencial de levar o nome do município para o mundo. Em 2004, foi instituído o Dia Municipal de Observação de pássaros, comemorado juntamente com o Dia Mundial, em 4 de outubro. Nesse dia também é comemorado o Dia da Ave-Símbolo de Ubatuba, o Tangará-Dançador, que tem a bela cor azul claro em seu corpo e o topete vermelho vivo, cores que figuram também na bandeira do município.
Na temporada passada, um pássaro endêmico que causou sensação foi a Iodopleura Pipra, uma ave que, pousada, não tem grandes diferenciais, mas ao alçar vôo, deixa à mostra uma penugem lilás embaixo das asas. Em 2006, a cidade vai sediar o I Festival de Observação de Aves de Ubatuba, promovido pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, em parceria com a iniciativa privada. O evento acontecerá até o dia 17 de dezembro, com safáris fotográficos para amadores e profissionais, cursos de observação, e discussões com autoridades no assunto. Segundo o coordenador do evento, Carlos Rizzo, o objetivo do Festival é promover essa atividade no município, valendo-se das características naturais que Ubatuba proporciona.
Ubatuba: sede dos Jogos Regionais de 2007 - De dois anos para cá, muitos eventos esportivos importantes vêm acontecendo em Ubatuba: Campeonato Brasileiro de Pára-quedismo, Campeonato Paulista de Pesca, Circuito Paulista de Águas Abertas, Supersurf, Campeonato Nacional de Ciclismo de Longa Distância - Granfondo Pinarelo e muitos outros.
Agora, a cidade está se preparando para receber o maior evento esportivo de sua história. Os Jogos Regionais de 2007 farão de Ubatuba uma cidade a ser lembrada por receber mais de 10 mil atletas, de até 50 municípios, que agitarão a cidade, movimentando não só o comércio local, mas trazendo a mídia regional para conhecer as belezas de Ubatuba.
Infra-estrutura - Serão sete ginásios poliesportivos, uma piscina semi-olímpica, duas canchas de bocha e duas de malha, seis campos de futebol, uma pista de atletismo oficial e uma pista de skate que, durante 15 dias, brilharão com os talentos de esportistas de mais de 20 modalidades, oriundos do Vale do Paraíba, Serra da Mantiqueira, Alto Tietê e Litoral Norte para competir em Ubatuba.
E a cidade já está em clima de Jogos Regionais: são mais de dez obras para compor a infra-estrutura necessária. Não há tempo a perder, mas até julho de 2007, tudo estará pronto para o evento no qual mais de R$ 2 milhões serão investidos.
Vantagens - Por ser uma cidade turística, Ubatuba só tem a ganhar com a vinda de tantos visitantes. Além dos atletas, familiares, amigos, imprensa e toda a equipe envolvida nos Jogos terão a oportunidade de conhecer a cidade, levando a experiência para outras pessoas e mostrando que Ubatuba tem potencial para receber grandes eventos.
Isso não é novidade, visto que Ubatuba já é palco de importantes acontecimentos esportivos, sempre com sucesso de crítica e, sobretudo, de público. SuperSurf (circuito brasileiro de surfe profissional), Campeonato Brasileiro de Pára-quedismo e grandes provas de triatlo, entre outros, são exemplos que Ubatuba tem capacidade para oferecer o que há de melhor em termos de infra-estrutura e acolhimento.
Modalidades extras - E por falar em surfe, já está garantida a inclusão do esporte como modalidade extra dos Jogos Regionais de Ubatuba. Além do esporte símbolo da cidade, que é conhecida como capital do surfe, ainda estão previstas como modalidades extras beach soccer, futevôlei, triatlo, pesca, iatismo, futebol de mesa, skate, kung-fu e jiu-jitsu. Alguns destes esportes foram escolhidos por utilizarem a natureza disponível em Ubatuba como área de competição. É o caso do beach soccer, do futevôlei, do triatlo, da pesca e do iatismo.
Estrelas - Além das que enfeitam as noites agradáveis de julho, muitas outras estrelas brilharão em Ubatuba em 2007. Atletas de renome nacional e internacional darão a honra de se apresentarem em Ubatuba, incentivando os jovens a ver o esporte como uma oportunidade de subir na vida e estar longe das drogas e violência que tanto nos afligem nos dias atuais.
Ubatuba tem a política de não contratar atletas de outras cidades para compor sua equipe, enaltecendo, assim, os talentos locais e dando oportunidade de cada um ver sua estrela brilhar em busca de uma boa colocação para sua cidade.
Mantendo as tradições - Uma das características atuais da cidade é valorizar a cultura e as tradições do povo caiçara, nativo da terra. Por essa razão, os visitantes de Ubatuba podem apreciar, durante todo o ano, festas, comidas típicas, artesanatos e costumes. A cidade tem em seu calendário festas tradicionais como a de São Pedro, do Divino, das Nações entre outras.
Em junho acontece a Festa de São Pedro Pescador, uma homenagem ao padroeiro dos pescadores. A festa conta com apresentações culturais, barracas de doces, salgados e a da tradicional tainha assada na brasa. No dia 29 de junho, dia de São Pedro, acontece a procissão marítima, em que os barcos dos pescadores saem enfeitados pelo canal da barra e o padre realiza a benção dos anzóis, para trazer fartura.
Só no mês de julho, Ubatuba conta com três festas: no bairro do Ubatumirim acontece a "Festa da Mandioca", com shows musicais e a comercialização de vários pratos preparados com essa raiz, com destaque para a “vaca atolada”. Logo em seguida, a Igreja Católica promove a "Festa do Divino Espírito Santo", na praça Exaltação à Santa Cruz. Na programação, estão shows musicais, gastronomia, missas e procissões. Ainda no mês de julho, a Sociedade Amigos do Bairro da Almada realiza o "Festival do Camarão". Como o próprio nome já diz, na festa são vendidos os mais variados pratos a base de camarão, além de shows musicais e apresentações culturais. A festa acontece em barracas montadas na praia.
Dentro da programação do aniversário da cidade, entre os meses de outubro e novembro, acontecem duas festas: a Caiçarada, um encontro da cultura caiçara, com apresentações tipicamente regionais e culturais de diversas cidades do país e a "Feira das Nações", promovida pelo Rotary Clube, onde é possível degustar a culinária de vários países.
Outras festas também merecem destaques como a "Festa Caiçara Divino Espírito Santo", na Capela Nossa Senhora das Dores, no bairro do Itaguá; a Festa da Tainha, na Maranduba; Fest SABE, no bairro da Estufa II e Festival do Marisco, na praia da Barra Seca.
Mistura de povos marca artesanato local - Os traços da criação do povo caiçara, com a fusão do português com o índio, estão sempre presentes em Ubatuba. Esta mistura está refletida no artesanato desenvolvido pelos índios, com palha, taquara e vime, mesclados com o barro e a madeira, que foram introduzidos com a cultura européia. Os artesãos do município, em sua maioria, produzem cestaria, trançado, entalhe e escultura em madeira. Os pintores tradicionais utilizam cores vivas e vibrantes sobre peças de cerâmica ou madeira, modeladas e estruturadas com as mesmas formas desenvolvidas. Toda a inspiração vem da fauna e da flora presentes em abundância em Ubatuba.
O comércio de artesanato local concentra-se, basicamente, nas lojas do centro e nos sertões espalhados pelo município. Ubatuba também participa de feiras e exposições em vários Estados do Brasil, mostrando a arte desenvolvida por várias gerações do povo caiçara.
Cestaria - Os cestos são feitos de imbé, taquara, palha, em tamanhos variados, para finalidades diferentes. A trama aberta ou fechada depende da inspiração de quem faz. Em cada bairro há um tipo de trabalho. No Sertão da Quina a trama é aberta e leve. No Sertão do Araribá, Almada e Ubatumirim o forte é o cesto, grande ou pequeno. No Ipiranguinha faz-se peneira. No Perequê-Açu, as cestinhas com tampa e o abajur, de vários modelos.
Trançado - A trança pode ser feita de embira, palha ou taboa. A primeira é extraída da mata e requer esforço para o corte. O processo de secagem e a trança encarecem os tapetes, redes, porta-vasos etc. Trabalhos trançados podem ser encontrados no Sertão da Quina, nas Toninhas, no Itaguá, Morro das Moças, Marafunda e Ipiranguinha.
Madeira - Entalhes, esculturas e móveis rústicos compõem o artesanato em madeira de Ubatuba. Os temas, quase sempre, são inspirados na natureza como as flores, os animais etc. As imagens religiosas são feitas em louro, bicuíba, guaica, guairana, cajarana etc. Foices, machados, facões, gamelas, trabucos, pilões e móveis rústicos podem ser encontrados nos bairros do Taquaral e da Casanga (estrada velha para Itamambuca).
O conhecimento para a elaboração de canoas (embarcação monóxila, comprida, impelida a remos, ou por uma vela de pendão, ou por motor de popa, usada pelos pescadores), hoje, é detido por pouquíssimas pessoas. A legislação de proteção ambiental impede o desenvolvimento desta atividade.
Artesanato Indígena - O Sertão do Prumirim abriga uma aldeia de índios guaranis. Embora prefiram manter distância dos brancos, esses índios expõem seu produto artesanal na rodovia Rio-Santos, próximo à cachoeira do Prumirim, nos finais de semana. São cestos, balaios, arco e flecha, machadinha, chocalhos, colares de penas, conchas e contas, utilizando o cipó, o imbé e a taquara.
A história do Brasil passa por aqui - Ubatuba traz vários episódios, marcos e registros históricos vinculados à própria história do Brasil, como o primeiro acordo de paz entre índios e brancos, que ficou conhecido como a Paz de Iperoig. Os índios tupinambás foram os primeiros habitantes da região de Ubatuba. Eram excelentes canoeiros e viviam em paz com os índios tupiniquins, da região de São Vicente, até a chegada dos portugueses e franceses. Os franceses mantinham relações de escambo com os tupinambás e os incitaram contra os portugueses. Os portugueses, por sua vez, mantinham relações de escambo com os tupiniquins e procuravam escravizar os tupinambás. Então, tupinambás e tupiniquins se organizaram, formando a Confederação dos Tamoios (tamoios, os mais antigos da terra) e passaram a enfrentar os portugueses. Foi nessa época que o alemão Hans Staden ficou prisioneiro dos índios e dessa experiência resultou o livro: "Duas Viagens ao Brasil". Em 1563, os jesuítas Manoel da Nóbrega e José de Anchieta partiram de São Vicente com destino à aldeia de Iperoig, com a missão de pacificar os índios. Como os tamoios desconfiaram da palavra dos portugueses, Anchieta ficou preso durante vários meses, enquanto Nóbrega voltou a São Vicente para finalizar o tratado "A Paz de Iperoig" (o primeiro tratado de paz firmado nas Américas). Anchieta, enquanto prisioneiro, escreveu na areia da Praia do Cruzeiro, o célebre "Poema à Virgem".
Com a paz restabelecida, o Governador Geral do Rio de Janeiro, tomou providências para colonizar a área, com a intenção de assegurar a posse para a colônia de portugueses. A aldeia foi elevada à categoria de Vila em 28/10/1637 com nome de Vila Nova da Exaltação da Santa Cruz do Salvador de Ubatuba.
Os povoadores, gradativamente, instalaram-se ao longo da costa, utilizando o mar como principal meio de transporte. Ainda hoje são encontradas ruínas de fazendas nas planícies, nos recôncavos das baías e enseadas e nas ilhas que defrontam o litoral. A prosperidade das fazendas refletiu nos centros urbanos, onde grandes construções começaram a surgir e pequenas indústrias se instalaram: engenhos de açúcar, serrarias, fornos de olaria, estaleiros e embarcações.
Em 1787, o Presidente da província de São Paulo decretou que todas as embarcações do litoral fossem obrigadas a se dirigirem a Santos, onde, aliás, os preços obtidos eram bastante inferiores. A partir dessa pressão do governo, Ubatuba entrou em franca decadência com fazendeiros abandonando muitos canaviais. Quem ficou, cultivou apenas o necessário para a subsistência.
Em 1808, a Família Real Portuguesa, fugindo das tropas napoleônicas transferiu-se para o Brasil devido à pressão dos ingleses que ajudaram na fuga. D. João abriu os portos brasileiros ao comércio estrangeiro e beneficiou diretamente o porto de Ubatuba. O comércio reacendeu suas atividades através do café, recentemente trazido do Norte do Brasil, do ressurgimento dos canaviais, do fumo e dos cereais. O movimento do porto de Ubatuba intensificou-se passando para o primeiro lugar no Litoral Norte, ajudado pela estrada da serra que ligava Ubatuba ao Vale do Paraíba, via Taubaté, uma estrada que chegou a ser calçada com pedras naturais para sustentar o intenso tráfego de burros carregados de mercadorias. Inúmeras fazendas se instalaram ao longo da costa, a maioria hoje lembrada apenas pela presença de algumas ruínas ou pelo nome dado a praia ou ao local, como Lagoinha (ruínas do moinho e da fábrica de garrafas), Picinguaba, Maranduba, Jundiaquara e Ubatumirim. Na cidade, ergueram-se sobrados que atestavam os recursos fartos dos comerciantes. Hoje, resta apenas o Casarão do Porto, antiga residência e armazém de Manoel Baltazar Fortes, ocupado agora pela Fundação de Arte e Cultura Fundart. Os outros foram demolidos em nome do progresso.
Ubatuba viveu seu apogeu no decorrer do império até os primórdios da República. Quando a estrada de ferro D. Pedro II foi construída entre o Rio de Janeiro e São Paulo desviando as exportações do porto de Ubatuba, a cidade entrou em crise novamente. Uma tentativa de construir uma ferrovia entre Taubaté e Ubatuba foi vista com muita esperança sendo importados trilhos da Inglaterra, porém o Governo Federal do presidente Floriano Peixoto suspendeu a garantia de juros sobre o valor do material importado, provocando a falência do Banco de Taubaté, e, em conseqüência à da Companhia Construtora. Com o fracasso da estrada de ferro, Ubatuba entrou em franca decadência. A população diminuiu até duas mil pessoas. A estrada da serra sumiu no meio do mato e o tráfego marítimo foi reduzido a um navio de dez em dez dias, no caminho entre Santos e Rio de Janeiro. Ubatuba virou uma cidade isolada, necessitando uma viagem de seis dias para chegar a São Paulo e uma viagem de dois dias de mula para subir a serra até Taubaté. Não havia estrada terrestre ao longo do litoral, e toda a comunicação era feita através de canoas.
Em 1952 a cidade volta a se recuperar com a construção da rodovia ligando Ubatuba a Taubaté e depois a rodovia Rio-Santos. A energia chegou em 1969 depois da instalação da Petrobrás em São Sebastião e, desde então, a principal atividade econômica da cidade passou a ser o turismo. Hoje, Ubatuba recebe cerca de 800 mil pessoas durante a temporada de verão.
Ubatuba mantém seu passado vivo - A riqueza e a curiosidade da história de Ubatuba ainda hoje são mantidas vivas através dos pontos históricos que a cidade preserva. Atualmente, o município tem como órgãos tombados pelo Condephaat, o edifício Paço da Nóbrega, hoje Câmara Municipal; Ruínas do Engenho da Lagoinha; Unidades Habitacionais da Picinguaba (onde está inserida a Casa da Farinha) e o Sobradão do Porto Ubatuba. Vale a pena conferir um pouco da curiosidade de cada local tombado.
Câmara Municipal - Em meados do século XIX a Câmara Municipal de Ubatuba adquiriu o sobrado que na época pertencia ao Dr. José Paulo da Rosa e Bonsucesso Galhardo, instalando-se nele em 5 de janeiro de 1864. Não se sabe ao certo o ano de construção do mesmo. No dia 6 de abril de 1872, o Fórum foi instalado em uma das dependências do prédio e em 1908, com a reforma administrativa que estabeleceu a função executiva dos primeiros prefeitos, a Prefeitura Municipal também passou a funcionar cumulativamente no mesmo lugar. Em 1959, o prédio do Fórum foi construído e finalmente, em 1964, Francisco Matarazzo Sobrinho, prefeito na época, construiu a sede da prefeitura, quando a Câmara voltou a ocupar totalmente o Paço.
O Paço Nóbrega, como é conhecido, segundo informações de Washington de Oliveira (Seu Filhinho), em um de seus livros, em 1936 sofreu reformas que resultaram nas divisões de espaços da área, mas a fachada é a mesma desde o começo do século passado. Por volta de 1960 algumas reformas internas foram feitas para a recuperação do telhado, forro, piso e esquadrias. Em janeiro de 1985, a solicitação de tombamento foi feita pelo vereador Cícero José de Jesus Assunção, ano em que foi presidente da Casa. Atualmente, a Câmara Municipal de Ubatuba, localizada à avenida Iperoig nº 218 ocupa também um segundo prédio, localizado à rua Salvador Corrêa nº 46.
Ruínas da Lagoinha - Antiga construção da fazenda do Engenho do Bom Retiro, construída no final do século XVII. Além do cultivo do café e do açúcar mascavo, também fabricava-se aguardente. Alguns ainda dizem que essa fazenda era usada para o tráfico negreiro na época. O processo de tombamento foi concluído em 1986. Ainda podemos encontrar em seu interior o que restou de uma roda d'água, uma pedra de granito de 1,60 metros de diâmetro em formato circular e pelo lado de fora podemos observar a canalização que levava água da roda, que passava atrás da construção para mover a grande roda d'água que funcionava como mecanismo dentro da casa. Distante a 25 km do centro da cidade, o acesso é feito a 1 km da Praia da Lagoinha (Região Sul de Ubatuba) em direção ao sertão, entrando à direita das Ruínas da Fábrica de Vidro, numa estrada a 500 m da rodovia.
Unidades Habitacionais da Picinguaba - A Picinguaba é uma vila de pescadores artesanais cujo nome significa refúgio de peixes em tupi-guarani, localizada na Região Norte de Ubatuba, quase na divisa com Paraty(RJ). Tombada pelo Condephaat como área de preservação permanente em 1983, está inserida dentro dos limites do Parque Estadual da Serra do Mar (PESM), junto ao Núcleo Picinguaba. Essa vila é uma das poucas ainda existentes no litoral paulista que mantém algumas das tradições e costumes caiçaras, como casas típicas, formas de organização de atividades ligadas à pesca artesanal, valores regionais, entre outros. Para os aventureiros o local é uma boa opção para trilhas para se chegar à Cachoeira do Saco da Guarda ou Saco da Cabeçuda e o Morro do Baú que dá acesso à praia do Praiano. Muitos que visitam o local pela primeira vez acabam se apaixonando, como é o caso do Senador Eduardo Suplicy, que mantém residência de veraneio na Picinguaba, assim como diversos estrangeiros e artistas plásticos. O acesso é feito pela rodovia Rio-Santos.
Sobradão do Porto - Hoje o Sobradão abriga parte dos cursos da Fundação de Arte e Cultura de Ubatuba (Fundart). Trata-se de uma construção colonial de 1846, rica em detalhes arquitetônicos, com gradis autênticos, madeiramento e algumas pinturas originais. É o único casarão colonial que restou dos áureos tempos do café na segunda metade do século XIX em Ubatuba.
Aberto à visitação, oferece espaço para exposições de arte, artesanato, fotografia, além de oficinas culturais, cursos e concursos que incentivam a produção artística, o resgate e valorização da cultura caiçara e suas tradições. Além das atividades da Fundação, o prédio por si só já vale uma visita, pois em suas paredes e janelas estão registradas passagens singulares do nosso passado.
O Sobradão do Porto foi erguido por um rico comerciante, o fazendeiro plantador de café e armador português Manoel Baltazar da Cunha Fortes, em 1846, época em que Ubatuba representava o mais importante corredor de escoamento das riquezas produzidas no Vale do Paraíba, mais precisamente café, algodão, fumo e cana-de-açúcar e foi construído nas proximidades do porto.
Foi o primeiro prédio de Ubatuba a ter três pavimentos, sendo o último andar menor centralizado na fachada, estilo bastante difundido no Brasil, de Belém até o Rio, na primeira metade do século XIX. As paredes de alvenaria européia (tijolo e pedra) alternada com a técnica brasileira da taipa de pilão lembram uma versão litorânea da arquitetura urbana dos países europeus da época. No andar térreo funcionava um entreposto comercial e os pavimentos superiores serviam de moradia para a família de Baltazar. Na construção, foram usadas vigas mestras, gradis das varandas e portais de pedra provenientes de Portugal e as pinturas decorativas nas paredes são todas de artistas franceses.
Com a decadência econômica de Ubatuba, iniciada com a construção das Ferrovias São Paulo Railway e a D. Pedro II, que praticamente relegaram ao abandono a antiga estrada imperial da Serra do Mar e o porto de Ubatuba, muitos casarões da elite local foram abandonados. Com o tempo, praticamente todos ruíram ou foram demolidos, com exceção do Sobradão do Porto, que em 1926 passou a abrigar o Hotel Budapest. Em 1934, foi vendido à Cia. Taubaté Industrial, de propriedade de Félix Guisard, e usado como casa de veraneio. Em 1959, o imóvel foi tombado pelo IPHAN e em 1975 pelo Condephaat. Em 1981, o Sobradão foi desapropriado pela prefeitura e somente em 1987 tornou-se sede da Fundart. Dos grandes casarões construídos para a elite ubatubana, apenas o Sobradão do Porto ainda existe, porém com vários problemas na sua estrutura. Foram desenvolvidos projetos de restauro que agora aguardam liberação de recursos por parte de patrocinadores.
O Sobradão do Porto está localizado na praça Anchieta, 38, centro. Os telefones são (12) 3833-7000 / 3833-7001. A programação cultural do mês é disponibilizada no site www.fundart.com.br
Como chegar - Via Rodoviária: saindo da cidade de São Paulo há duas opções. Uma pela Rodovia Presidente Dutra ou Ayrton Senna/Carvalho Pinto até São José dos Campos, seguindo pela Rodovia dos Tamoios até Caraguatatuba e pela Rodovia Rio-Santos (sentido Rio de Janeiro) até Ubatuba. A outra é pela Rodovia Presidente Dutra ou Ayrton Senna/Carvalho Pinto até Taubaté, seguindo pela Rodovia Osvaldo Cruz. A distância de São Paulo até Ubatuba é de 250 quilômetros. (Fonte: PMU)

Ações de vândalos atrapalham andamento de obras em praças de Ubatuba

Ubatuba - Vândalos quebraram esta semana cerca de 15 m² da parede de alvenaria que faz parte da construção da cancha de malha na Praça Cícero Gomes. A praça, que foi devolvida à população, depois de passar anos servindo como depósito da prefeitura, está sendo totalmente urbanizada pela Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos.
A inauguração da Praça Cícero Gomes, que estava prevista para acontecer no último dia 22, foi adiada devido às chuvas que atingiram o município durante quase todo o mês de outubro e atrasaram as obras. Agora, com a ação dos vândalos, a parede da cancha de malha terá que ser reconstruída, o que vai demandar mais tempo de trabalho.
Praça 13 de Maio - A Praça 13 de Maio, que está recebendo especial atenção da Prefeitura de Ubatuba, com obra de reurbanização e revitalização, também foi vítima da ação de vândalos. Há cerca de dois meses, pessoas cortaram arbustos, derrubaram guias que já estavam prontas e fincaram pedaços de ferro marcadores de calçadas em algumas das árvores da praça.
Para o prefeito Eduardo Cesar, este tipo de atitude atinge a própria população. “Estas pessoas que destroem os patrimônios públicos estão atrapalhando a si mesmas, já que as obras estão sendo realizadas para atender à comunidade. Com o vandalismo, as obras atrasam e a população, que paga seus impostos em dia, sai perdendo por causa da ação de poucos que não tem a visão de que não estão atingindo a administração e sim todos os moradores e visitantes de Ubatuba”. (Fonte: PMU)


Semana de 27/10 à 02/11

 

CINE PORTO (Ubatuba)

"O Bicho vai Pegar"
Ás 15:30 hs -17:20 hs

"O Grito 2"
Ás 19:10 hs - 21:10 hs.

CINE PASSEIO (Ubatuba)
 

"O Maior Amor do Mundo"
Ás 15:10 hs - 19:20 hs

"Terror em Silent Hill"
Ás 17:10 hs - 21:20 hs.

 

Parabéns Ubatuba!
(Clique na imagem abaixo para assistir nossa homenagem)

 

 

 

Ação Litoral
 

Poesia Topo

Ipê-Amarelo

Todas as horas do dia
Todos os dias do ano
O ipê se prepara
Para
Em certa época de inverno
Despir-se das folhas
Vestir-se de ouro
E
Nos dias seguintes
Derramar todo seu tesouro
Aos pés dos transeuntes.

Félix Cabral

Carta do Leitor
As mensagens, fotos e opiniões  publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo. O envio de qualquer material para nosso e-mail
será considerado como autorizado a sua publicação e assumida a total responsabilidade pelo seu conteúdo.
As mensagens deverão conter nome completo, RG, endereço, telefone de contato e um e-mail válido.
Reservamos o direito de não publicar cartas que não contenham a devida  identificação do autor.
Topo

Viva a Democracia!
O ano é de 2008. Muita coisa mudou. Até o regime em determinada cidade passou a vigorar de uma forma, digamos um pouco mais ortodoxa. Existem somente dois lados: ou você esta a favor, ou está contra. E coitado se você estiver contra! Sem nenhum paradoxo com o que ocorreu durante a ditadura militar há mais de 40 anos, você poderá ser considerado um "subversivo", ter sua vida vasculhada, ser perseguido, ou até mesmo (de uma forma menos agressiva), torturado.

Foi criado até um órgão denominado DEOPS (Departamento de Evangelização Obrigatória da Palavra Suprema), no qual você poderá ser detido, e submetido a sessões diárias de doutrinamento, até se convencer que está a favor do regime, ou se converter...

Caso você resista, ai a coisa engrossa. Além da perseguição, processos, prisão e torturas, você acaba recebendo uma lavagem cerebral até esquecer quem você é. Ai é levado até uma cidade distante de deixado como um mendigo. Alguns até conseguirão voltar para casa, outros não terão a mesma sorte e serão considerados "desaparecidos políticos" ou "fanáticos religiosos".

A imprensa (quase toda ela virtual), sofrerá censura, publicando somente o que é de interesse do regime. Quem desobedecer terá seu fio de telefone ou banda larga arrancado, e vendido por quilo aos depósitos de ferro-velho.

O poder reinará supremo, inflexível e arrogante. Ainda bem que isso acontecerá apenas em uma cidade. Já imaginaram se a coisa pega no país todo?

Esta é uma obra de ficção, e qualquer semelhança com a realidade será uma mera coincidência, pois eu não sou adivinho, mas pelo jeito que as coisas vão...

Viva a Democracia!

 Lourival dos Santos
Ubatuba – SP

"DESCONHECIMENTO OU MALDADE?"
O cidadão Walter Gama, do Perequê-Açu, perguntou ao Sr. Prefeito: "Sr. Prefeito, alguns carros da frota da Prefeitura, estão sem condições de trabalho, falta extintor, manutenção elétrica e até o documento está atrasado?".(Agito, ano II, Ed 99, de 20 a 26-10-06 pg. 24).

Como costumeiramente acontece a pergunta não foi respondida. O Sr. Prefeito, Eduardo de Souza César, não disse porque alguns carros estão sem condições de trabalho hoje, outubro de 2006, final do vigésimo segundo mês de seu mandato.

Não disse porque falta extintor, manutenção elétrica e porque o documento está atrasado. O documento é renovado todos os anos. As outras providências devem ocorrer no dia a dia.

Não tendo argumentos para justificar o abandono, o descalabro, o uso constante dos veículos sem proceder às revisões necessárias e periódicas, como sempre, tenta culpar o passado, com a frase a seguir: "POREM GOSTARIA DE LEMBRAR QUE AO ASSUMIR A PREFEITURA, EM JANEIRO DE 2005, ENCONTRAMOS UMA FROTA TOTALMENTE SUCATEADA". Isso não é verdade, Sr. Prefeito. Político honesto fala a verdade. Caso tivesse acontecido deveria ter reclamado na transmissão do governo. Não o fez porque não podia, considerando o volume de veículos que assinou ter recebido em perfeitas condições. Conhecendo a Prefeitura, nos últimos trinta anos, posso afirmar que, nenhum prefeito, anteriormente, recebeu uma frota tão numerosa e em condições tão favoráveis. Se,como afirma o Sr. Walter Gama, agora está sem condições de trabalho a responsabilidade é da administração do resgate. Aliás, resgatou a equipe que deteriorou, a frota, na administração 1997-2000.

Para não proclamar inverdades e tentar resolver o problema levantado pelo Sr. Walter Gama, o Sr. Prefeito poderia ouvir os motoristas que, no período 2001-2004, trabalharam na Secretaria Municipal de Educação. Poderão informa-lo do tratamento que ELES (motoristas) e os carros que usavam recebiam. A maior parte, dos veículos da secretaria, transportam, diariamente, crianças e jovens. Sua vida e integridade física não tem preço e exige-se, de quem cuida dos veículos e dos motoristas, todo cuidado.

Corsino Aliste
Ubatuba, SP

Foto do Dia Topo

Para participar desta seção basta enviar as fotos com crédito do autor e legenda, no tamanho mínimo
de 1024 x 768 pixels com resolução de 72dpi para fotododia@litoralvirtual.com.br.  O envio da foto caracteriza autorizada a sua publicação, assumindo o autor total responsabilidade pela publicação da mesma.

Ubatuba

Pôr do Sol visto da balsa em Ilhabela ©Silas Azocar

Pôr do Sol visto da balsa em Ilhabela
©Silas Azocar

Envie sua foto!

Para instalar a foto como papel de parede (wallpaper)
Clique na foto acima. Após carregar a foto ampliada, clique com o botão direito do mouse sobre a imagem e escolha "Definir como papel de parede" ou "Definir como fundo de tela". Para ajustar a imagem em tela cheia, clique em qualquer lugar da área de trabalho com o botão direito do mouse, escolha "Propriedades" / "Fundo de Tela" ou "Papel de Parede" / "Ampliar".

Arquivos:  Foto Saudade  -  Foto do Dia

 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão no Litoral Virtual:
Clique Aqui


As notícias, fotos e cartas publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo. O envio de qualquer material para nosso e-mail
será considerado como autorizado a sua publicação e assumida a total responsabilidade pelo seu conteúdo.
As cartas devem conter nome completo, RG, endereço, telefone de contato e um e-mail válido.
Reservamos o direito de não publicar cartas que não contenham a devida  identificação do autor.

Editor Chefe: Emilio Campi
Atualização: Juliano Gregori

GRÁTIS!!
Receba as Últimas Notícias do Litoral em seu e-mail:

Quero receber GRATUITAMENTE o boletim Últimas Notícias do Litoral:

e-mail:
Cidade:



Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

 

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:

Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br

©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor