Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Segunda-Feira, 15 de Janeiro de 2007 - Nº 1685 Edições Anteriores

Pousada das Cachoeiras

Região
-

Caraguatatuba
-

Ilhabela
-

São Sebastião
São Sebastião recebe museu itinerante da USP com exposição sobre a água
Casamento comunitário concretiza sonho de casais no domingo
Carnaval 2007: escolas de samba se preparam para o desfile no mês que vem
Estado vai excluir quatro escolas de São Sebastião do “Programa Escola da Família”
Estado, Prefeitura e Câmara vão discutir Plano Diretor de São Sebastião
“Caminho das Artes” mostra o artesanato no Centro de São Sebastião
CAE da Vila Amélia recebe o projeto “Ação entre Amigos”
Alunos do projeto “Ventos e Vela” participam de palestra sobre Meio Ambiente


Ubatuba
Fundart prepara apresentações musicais para o mês de janeiro
Cine Elektro exibe filmes na Avenida Iperoig
Ubatuba tem novo secretário de Saúde
Ubatuba aguarda chegada da segunda turma do programa Interior na Praia
Santa Casa finaliza convênio com Samesp
Trilha histórico-cultural com “Filhos da Ilha” já é sucesso neste verão
Trilhas subaquáticas são opções de lazer e educação ambiental na Ilha Anchieta
Estão abertas as inscrições para o VESTIBULAR DA FACULDADE EDUCON

Seções
Poesia
Carta do Leitor

Notícias da Região Topo

Litoral Norte -

Notícias de Caraguatatuba Topo

O Guaruçá Caraguatatuba

Caraguatatuba -

Notícias de Ilhabela Topo

Vulcano Portal da Palmeira

Ilhabela -

Notícias de São Sebastião Topo

São Sebastião Superchic

São Sebastião recebe museu itinerante da USP com exposição sobre a água
Em cinco blocos é contada a importância da água desde a formação do planeta até os dias atuais e os riscos da poluição para o líquido

São Sebastião - O Teatro Municipal de São Sebastião recebe na próxima quarta-feira (17/01) a quinta etapa da exposição itinerante “Água: uma viagem no mundo do conhecimento”, do Museu de Ciências da Universidade de São Paulo (USP).
Em parceria com a Prefeitura de São Sebastião e o Centro de Biologia Marinha da USP (Cebimar), a exposição ficará aberta ao público de 18 de janeiro a 22 de abril.
Dividida em cinco blocos, a exposição mostra como acontece a poluição da água e como é possível usar o conhecimento e a tecnologia para recuperar o que já está deteriorado e gerar desenvolvimento sem modificar o curso da natureza ou colocar em risco a qualidade de vida.
Traçando um paralelo, o Museu conta a história da água, que possibilita a Terra ser um planeta diferente. Ao mesmo tempo mostra que a água que deu suporte à vida, a vida humana deu origem à civilização, que deu origem à tecnologia. Só que, em grande parte dos casos, a mesma tecnologia que traz o progresso também traz poluição. A poluição contamina a água, a água contaminada prejudica a natureza e isso modifica as condições do Planeta, atingindo suas formas de vida.
As visitas podem ser feitas de terça a sexta-feira, das 15 às 21h, e de sábado e domingo, das 14 às 22h. Os interessados em fazer agendamento de grupos devem ligar para (12) 3892-2620.A entrada é franca.
O Teatro Municipal de São Sebastião fica na avenida Dr. Altino Arantes (Rua da Praia), 2, Centro, São Sebastião. Mais informações pelo site www.museudeciencias.usp.br (Fonte: PMSS)

Casamento comunitário concretiza sonho de casais no domingo

São Sebastião - Para quem pensa que a Festa do Padroeiro é sinônimo de shows na Rua da Praia, novenas realizadas a partir de hoje (11/01) na Igreja Matriz e a procissão no dia 20 de janeiro está enganado. Neste domingo (14/01), a partir das 10h30, a Paróquia São Sebastião promove em parceria com a Prefeitura de São Sebastião, a união de 20 noivos em um casamento comunitário.
O evento é tradição nesta época em que São Sebastião recebe homenagens no mês inteiro. Com as bênçãos do padroeiro, a Igreja Matriz fica responsável pela realização da cerimônia e as bênçãos com o sacramento do matrimônio, enquanto que o Fundo Social de Solidariedade presenteou 15casais com o casamento civil ao custo de R$ 3.624,00.
De acordo com padre Jaime Matheus, o casamento comunitário é a oportunidade de muitos casais se unirem e celebrarem o amor que vem de Deus. "O casamento comunitário já virou tradição nesta época, São Sebastião abençoará todos os noivos para que permaneçam unidos para sempre", disse o padre.
Além disso, existem casais que desejam apenas o sacramento do matrimônio. É o caso de Lindete de Souza Alves Gonçalves e José Gonçalves que pelo civil já estão casados há 20 anos. Neste ano, o casal resolveu receber as bênçãos de Deus. "É um sonho que tenho há muito tempo. É muito bom porque meus três filhos vão participar da cerimônia", disse Lindete.
A noiva também acredita que o casamento comunitário é uma forma de união mais bonita. "Com muitos casais, a energia positiva é maior, a cerimônia fica mais alegre e a Igreja prepara tudo pra nossa união", completou Lindete.
Informações pelo telefone (12) 3892-1110. (Fonte: PMSS)

Carnaval 2007: escolas de samba se preparam para o desfile no mês que vem

São Sebastião - O Carnaval de São Sebastião é conhecido não só pelos bailes populares gratuitos realizados todas as noites, mas também pela qualidade de suas escolas de samba. Este ano não será diferente. As agremiações já se preparam para o desfile no dia 18 de fevereiro (domingo), que terá a seguinte seqüência: X-9 do Canto do Mar e Acadêmicos de São Francisco pelo Grupo 1, seguidas por Mocidade Independente da Topolândia, Ki-Fogo (Pontal da Cruz) e Sol de Verão (Vila Amélia) pelo Grupo Especial. A primeira colocada do Grupo 1 garante o acesso em 2008, enquanto que a última colocada do Grupo Especial é rebaixada. Nos barracões das entidades carnavalescas, a movimentação já começou.
A Prefeitura de São Sebastião manteve a verba de R$ 200 mil, dividida entre escolas e blocos carnavalescos. A Secretaria de Cultura e Turismo também irá oferecer arquibancadas e os bailes populares todas as noites.
A abertura do Carnaval acontece na sexta-feira, 16 de fevereiro, com o desfile do Rei Momo, Rainha e Princesas. No sábado, o tradicional Bloco dos Sujos, com homens travestidos de mulher e vice-versa, invade a Rua da Praia a partir das 21h. A segunda-feira, 19 de fevereiro, está reservada para os blocos carnavalescos, enquanto que na terça-feira, 20 de fevereiro, acontece o desfile da Apoteose com as escolas campeãs.
X-9 do Canto do Mar - A X-9 do Canto do Mar, em seu terceiro ano como escola de samba, representará a Costa Norte de São Sebastião com o enredo “Nas ondas da Comunicação”. De acordo com a presidente Nanci Rett, a agremiação contará a história do setor, desde a escrita na pedra até a era da internet. “Vamos passar pelo rádio, TV, jornais, teatro e ainda lembrar formas inusitadas de comunicação como os sinais de fumaça dos índios”, contou a presidente. “Também vamos homenagear o saudoso Chacrinha, o maior comunicador de massa do Brasil. Quem não se comunica, se trumbica”, completou Nanci.
Os ensaios gerais da X-9 são realizados sextas e sábados, a partir das 21h, na praia do Canto do Mar, próximo ao campo de futebol do bairro. De 1º a 16 de fevereiro, os ensaios serão realizados diariamente. A escola ainda instituiu no ano passado a escolinha de bateria.
Acadêmicos de S. Francisco - A Acadêmicos de São Francisco, que no ano passado ficou em 3º lugar no Grupo Especial e acabou rebaixada, vem com uma nova ideologia de trabalho para conquistar o título no Grupo 1 e garantir o acesso. “Estamos reestruturando toda a escola de samba para que em 2008 possamos novamente competir no Grupo Especial. Este será um ano de muitas experiências, inclusive levaremos um breque ousado da nossa bateria, carros alegóricos diferentes e outras novidades”, disse o diretor administrativo Oyama Yagu.
Os ensaios da bateria da Acadêmicos já começaram na Praça da Figueira, de segunda a sexta-feira, a partir das 21h30. A partir do dia 15 de janeiro, os interessados já poderão reservar fantasias no barracão instalado no Clube 7 de Setembro, ao lado da Emei Chapeuzinho Vermelho, na rua Martins do Val, no Bairro de São Francisco. A agremiação levará cerca de 300 componentes para a Rua da Praia no domingo de Carnaval.
Mocidade - A Mocidade Independente da Topolândia, que representa o bairro mais populoso do município, será a primeira escola do Grupo Especial a desfilar. Campeã do Grupo 1 no ano passado, a Mocidade vem cheia de gás com o enredo “Um Sonho BR”, contando a história da Petrobras em São Sebastião.
Pelo menos 400 componentes deverão participar do desfile, segundo o presidente Francisco Paulo Alves, o Chicão. “Vamos fazer um carnaval para brigar pela vitória, competindo em igualdade no Grupo Especial. Acredito que este ano o movimento na Rua da Praia será ainda maior e o comércio estará satisfeito”, comentou. Os ensaios são realizados de segunda a sexta na Praça da Bíblia, na Topolândia, onde os interessados podem obter informações sobre fantasias. Outras informações pelo telefone 9714-2316 (Chicão).
Ki-Fogo - A Ki-Fogo, escola de samba mais antiga da cidade e vice-campeã em 2006, vai para a avenida com o enredo “Faça-se a Luz”. Segundo o presidente Willer Frederico Borges, o tema conta a origem do universo. “É um enredo bem místico”, adiantou.
A agremiação levará 370 componentes. “Agora, com a Rua da Praia nova, cresce o movimento e no Carnaval não será diferente. Quanto ao desfile, eu acredito que a disputa será bem acirrada”, concluiu. O trabalho de criação e montagem das fantasias é feito na sede da Sampoc – Sociedade Amigos do Pontal da Cruz, que fica no final da rua São Nicolau. Os ensaios da bateria são realizados na quadra de esportes do Pontal, na rua Maria Francisca Tavolaro. Informações pelo telefone 9767-6849 (Willer).
Sol de Verão - Atual bicampeã do Carnaval sebastianense, a escola de samba Sol de Verão chega com o enredo “Roma, a cidade imperial (Veni, Vide, Vice)” em busca do tricampeonato. Detentora do maior número de títulos, 12 no total, a agremiação contará a história do império de Roma, de Rômulo e Remo a César. Em 2006, a escola mostrou a cultura do povo chinês.
Em média, a Sol de Verão leva cerca de 500 componentes para a avenida. Os ensaios acontecem de segunda a sexta-feira, a partir das 20h, na sede da escola, na rua Mansueto Pierotti, ao lado do novo CAE da Vila Amélia. No local também estão sendo confeccionadas as fantasias. “Levaremos de novo para a avenida um Carnaval de muita qualidade, honrando o dinheiro público investido”, afirma o presidente José Ramos. (Fonte: PMSS)

Estado vai excluir quatro escolas de São Sebastião do “Programa Escola da Família”
Todas as unidades são da Costa Sul; Litoral Norte caiu de 38 para apenas 14 escolas

São Sebastião - A nova secretária de Educação do Estado, Maria Lúcia Vasconcelos, anunciou na última quinta-feira, 11 de janeiro, em São Paulo, que das 38 escolas atendidas no Litoral Norte, 24 serão excluídas do “Programa Escola da Família”, mantido pelo Governo do Estado desde 2003.
O programa tem o objetivo de desenvolver projetos culturais, esportivos e de empreendedorismo junto às unidades escolares. Para isso, as escolas são abertas aos sábados e domingos e as atividades são promovidas por bolsistas universitários e voluntários.
Em São Sebastião, o corte será de 50%. Das oito escolas atendidas pelo programa, quatro serão extintas.
Continuarão com o programa as escolas Maísa Theodoro da Silva, centro da cidade, Nair Ferreira Neves, bairro de São Francisco, Maria José da Penha Frúgoli, bairro da Enseada, e Josepha de Santana Neves, bairro da Topolândia. Serão excluídas as escolas Walkir Wergani, bairro de Boiçucanga, Dulce César Tavares, bairro de Maresias, Sebastiana Costa Bittencourt, bairro de Barra do Una, e Plínio Gonçalves de Oliveira Santos, bairro de Juquehy.
Segundo informações, a extinção dessas escolas tem a ver com a baixa freqüência de alunos e da comunidade na participação do programa.
Nota - Segundo nota divulgada pela Secretaria Estadual de Educação, o redimensionamento do programa foi para reduzir custos e investir em outros programas de ensino, como por exemplo, manter dois professores na primeira série do ensino fundamental do Estado. (Fonte: PMSS)

Estado, Prefeitura e Câmara vão discutir Plano Diretor de São Sebastião

São Sebastião - O secretário de Meio Ambiente do Estado, Francisco Graziano Neto, em visita à cidade de São Sebastião, anunciou que uma equipe da secretaria vai auxiliar no trabalho de conclusão e alterações do Plano Diretor da cidade.
“A Prefeitura e a Câmara estarão ao lado do Governo do Estado. O desenvolvimento deve chegar, mas não podemos comprometer o Meio Ambiente”, analisa o secretário.
Ainda segundo ele, há necessidade de se resolver com urgência o problema de moradias. “Assim como eu estive aqui, o secretário de Habitação do Estado também estará aqui para discutir o tema”.
O promotor de Urbanismo e Habitação de São Sebastião, Bruno Márcio de Azevedo, disse que o Ministério Público vai acompanhar o trabalho e propor soluções para suprir possíveis falhas.
Ele informou que a ação judicial impetrada pelo MP continua e que a Prefeitura vai recorrer da liminar que questiona o processo participativo.
Segundo o secretário de Meio Ambiente de São Sebastião, Teo Balieiro, uma farta documentação foi entregue ao MP provando a transparência do processo participativo do Plano Diretor.
“Foram 17 audiências e a participação de mais de 5 mil pessoas. Mesmo com a ação judicial, achamos importante a discussão das propostas do Plano Diretor em diferentes esferas. Queremos um consenso”, resumiu Balieiro.
Já o presidente da Câmara de São Sebastião, Marcos Leopoldino, explicou que após as reuniões técnicas será feita uma conferência para votar as propostas alteradas.
“Acredito que em até 60 dias o Plano Diretor entre para votação na Câmara”, explica.
O prefeito de São Sebastião, Dr. Juan Garcia, não participou do encontro, pois estava em viagem previamente agendada.
Além do secretário de Meio Ambiente, Teo Balieiro, o prefeito foi representado pelo secretário de Governo, Thirso Silveira Júnior.
Aterro Sanitário - Após discutir assuntos referentes ao Plano Diretor de São Sebastião, o secretário de Estado tirou dúvidas e ouviu pedidos referentes a outras questões ambientais do Litoral Norte.
Em seguida, acompanhado do secretário de Meio Ambiente de São Sebastião, Teo Balieiro, visitou as instalações do aterro sanitário da Baleia, interditado por medida judicial.
Ele informou que o Estado vai se empenhar, em parceria com a Prefeitura, na recuperação do passivo da área.
Outros pedidos - Além de Plano Diretor e aterro sanitário, o secretário de Meio Ambiente de São Sebastião, Teo Balieiro, entregou uma série de pedidos a Graziano, entre eles, o trabalho de parceria na realização de operações integradas de fiscalização.
Balieiro solicitou ainda ajuda financeira na recuperação de áreas degradadas do município, bem como a agilização de licenças para a implantação do Parque de Valorização de Resíduos Urbanos. (Fonte: PMSS)

“Caminho das Artes” mostra o artesanato no Centro de São Sebastião

São Sebastião - O Centro de São Sebastião não se resume só à história. Em cada quadra das construções antigas é possível encontrar alguma novidade artística e até mesmo diferente nos espaços dos artesãos que trabalham na cidade. E este ano, para divulgar esses atrativos, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo (Sectur), elaborou o “Caminho das Artes & Compras”.
Por ele, é possível passar por 12 estabelecimentos que comercializam ou expõem utensílios domésticos, artesanato indígena, chás e ervas medicinais, cafés, bicicletas antigas, réplicas de peças náuticas e artesanato em caixeta e taboa.
O diretor de Turismo de São Sebastião, Rogério Barroso, o objetivo da nova rota de visitação é mostrar o trabalho desenvolvido pelos artistas que trabalham na cidade e divulgar o que é produzido no município.
Em cada espaço o visitante pode conhecer um pouco mais sobre o objeto que está exposto para a venda ou apreciação.
Para a comerciante Elisabete de Aquino, da Casa do Mel, a iniciativa é um incentivo para os comerciantes e também para os turistas/consumidores que sabem aonde ir e que os produtos comercializados são confiáveis. Ela ressaltou os produtos orgânicos que farão parte da opção para os clientes.
Quem também aprova a iniciativa é a comerciante Gláucia Pires, da Cozinha e Cia, que vê a idéia como forma de uma divulgação maior dos produtos e artesanato vendidos na cidade. Em seu estabelecimento, ela mantém o cantinho da literatura com livros escritos por caiçaras. Também há peças devidamente etiquetadas com informações dos artistas.
Conhecer a confecção de uma peça de artesanato é possível no atelier Nicinho Artesanato – Chão Caiçara. Pai e filhos confeccionam as peças assim como artesãos locais. Lindomar dos santos, o Nicinho Filho, ressalta a importância da criação do Caminho das Artes. “É a valorização do nosso trabalho.”
Para fazer esse roteiro, o interessado pode procurar o Centro de Informações Turísticas (CIT) e requisitar um monitor. Os horários são às 10h30, às 15h e às 17 h, esse último com exceção às quartas-feiras. Mais informações pelo telefone (12) 3892.2620, opção 4.
Conheça cada espaço
1 - Cozinha & Cia: utensílios domésticos, artigos para decoração, arte indígena e artesanato local
2 - Armazém das Artes: artesanato local e de outras regiões
3 - Casa do Mel: ponto de encontro que oferta uma variedade de chás e ervas medicinais, além de oferecer seções de massagens. Especialista em produtos naturais
4 - Coreto Antiguidades: antiguidades, arte local, café expresso e exposição de bicicletas antigas
5 - Bel Galvanesi – Pousada Sesmaria: técnicas em cerâmica
6 - Farmácia Nossa Senhora Aparecida: farmácia tradicional que oferta uma diversidade de objetos de arte, beleza e perfumaria;
7 - Sportmar Empório Náutico: artigos náuticos, cartas de navegação, réplicas de peças de naufrágios
8 - Vila Abreu Shopping: artigos para decoração, arte e artesanato nacional, café e viveiro de plantas
9 - Cooperativa de Artesanato de São Sebastião: técnicas em cerâmica;
10 - Shopping Villa Mares: vestuário, artigos para decoração, cinema, gastronomia, café, banco eletrônico, farmácia, beleza e artesanato;
11 - Nicinho Artesanato – Chão Caiçara: artesanato em caixeta e taboa;
12 - Casa Esperança: tradicional loja de tecidos e armarinho, a sua técnica construtiva por si só é um atrativo turístico. Anexo a loja encontra-se o Espaço Cultural Adriana Vasques Fernandes que realiza vernissage, exposição de arte contemporânea e a sua arquitetura que retrata o período de ocupação do litoral norte. (Fonte: PMSS)

CAE da Vila Amélia recebe o projeto “Ação entre Amigos”

São Sebastião - Quem compareceu nesta sexta-feira (12/11) no Centro de Apoio Educacional (CAE) “Joaquim de Libaino”, na Vila Amélia, na região central de São Sebastião, pôde curtir horas de muita descontração com o projeto “Ação entre Amigos”, coordenado pela professora de educação física Ciça Nogueira.
O projeto é um trabalho voluntário que integra lazer, entretenimento e responsabilidade social, com o apoio da Prefeitura de São Sebastião.
O evento teve início às 16h com a Oficina de Bonecas, da caiçara Neide Palumbo, que ensinou as senhoras presentes como confeccionar “bonequinhas” utilizando retalhos de pano. “Aprendi essa técnica na infância com a minha avó. São bonecas fáceis de criar com custo muito baixo, utilizando apenas agulha, linha e tesoura.” Além disso, a caiçara contou diversos “causos” ocorridos na cidade.
Para a criançada foi montada uma “Oficina de Brincadeiras” com diversas atividades como tênis de mesa, jogo de xadrez, dança da cadeira, além de outros coordenado por monitores da Secretaria de Esportes (Seesp).
Para o estudante Luiz Paulo dos Santos, 10 anos, poderia sempre haver atividades como essa no bairro. “Estou me divertindo muito nesse período de férias quando não tem muita coisa pra fazer e ter atividades assim para a gente é muito bom.”
As atividades continuam no dia 18 de janeiro, com uma palestra da esteticista Maria Auxiliadora, com o tema “Beleza, um caminho para a busca interior”. No dia 19, às 18h30, a mestra de Reiki e Yoga, Claudete Onishi, trata do tema “Ética, Cidadania e Yoga”.
A artista plástica Meire Pereira ministrará uma Oficina de Mosaico no dia 23, às 19h. Nos dia 26, 27 e 28, às 19h30, a "Vivência de Yoga" terá a palestra com o professor Anderson Allegro, seguida pela dança indiana.
A terapeuta holística Ana Pedras ministra no dia 30, às 18h30, a palestra "As Pedras e os Cristais, como utiliza-los para adquirir energia e cura". Encerrando o ciclo do mês de janeiro, no dia 31 haverá palestra com o terapeuta holístico Roberto Coimbra do Prado, com o tema "A importância da busca pela qualidade de vida".
Outras informações com a professora Ciça Nogueira pelo telefone 9102-0408. A programação das escolinhas da Secretaria de Esporte no CAE da Vila Amélia será retomada no mês de fevereiro. (Fonte: PMSS)

Alunos do projeto “Ventos e Vela” participam de palestra sobre Meio Ambiente

São Sebastião - Os alunos do projeto “Ventos e Vela”, da Prefeitura de São Sebastião, participaram nesta sexta-feira (12/01), de uma palestra ministrada pelo professor do Instituto de Biociências da USP (Universidade de São Paulo), Dr. José Carlos de Freitas, que abordou o tema “A Importância do Ambiente Marinho”.
Durante a palestra os alunos puderam aprender diversas curiosidades sobre a vida marinha, além de noções e cuidados com o meio ambiente. Logo após, o professor levou os alunos para uma aula prática na Praia Deserta, onde pode esclarecer diversas curiosidades sobre as espécies ali encontradas.
Essa foi à última atividade realizada pelo professor no Brasil, que no próximo dia 19/01 embarca para a Antártica, para uma expedição de dois meses para realizar pesquisas.
De acordo com o aluno do projeto, Sivaldo Batista, 14 anos, esse tipo de iniciativa é muito importante para o aprendizado. “Aqui não aprendemos somente a velejar, temos a oportunidade de tratar sobre outros temas como o meio ambiente e sua preservação. Podemos levar isso para diversas outras áreas das nossas vidas”, completa.
De acordo com o chefe de Divisão de Esportes Náuticos, Rafael Mendes, todas as sextas-feiras acontecem atividades diferentes com temas relacionados à vela.
Ainda segundo Mendes, as próximas palestras serão com o biólogo André Cabral, o coordenador geral da ALN Norte, Daniel Pascallichio e o secretário de Meio Ambiente Téo Balieiro.
O projeto “Ventos e Vela” é realizado por meio da parceria entre as secretarias de Esportes e Educação. Na “Casa da Vela” diversos cursos são realizados. Mais informações no telefone (12) 3892-2106. (Fonte: PMSS)

Notícias de Ubatuba Topo

Restaurante Solar das Águas Cantantes Arabi

 

Fundart prepara apresentações musicais para o mês de janeiro

Ubatuba - A Prefeitura de Ubatuba, por meio da Fundação de Arte e Cultura, realiza neste mês diversas apresentações musicais, que pretendem agradar a todos os gostos e idades. Serão quatro grupos diferentes, todos derivados da Banda Lira Padre Anchieta, que levarão ao público o melhor da música popular e erudita. A primeira apresentação acontece neste sábado, 13, com o quarteto de clarinetas chamado "Saia Justa", especializado em música erudita, geralmente interpretada por grupos pequenos, como esse. O evento acontecerá na Praça Exaltação à Santa Cruz, a partir das 20h45.
Ao longo do mês, os amantes da boa música poderão assistir também às apresentações do grupo "Tupinambrás", especializado em música brasileira, com ênfase no choro e bossa nova. O diferencial dessa banda são os arranjos personalizados e a experimentação musical.
Outro grupo interessante de ver e ouvir é o "Solstício Maior", que é mais voltado ao público infantil e abrange vários gêneros, misturando música, teatro e poesia. Durante a apresentação o grupo realiza diversas performances e toca desde cirandas infantis e folclore, até música popular.
A Banda Lira Padre Anchieta também realizará apresentações, com um repertório bem variado que inclui sucessos do cinema, da Música Popular Brasileira, Jazz e Rock. Vale a pena conferir. Anote a programação em sua agenda e participe da vida cultural de Ubatuba!

20 - SÁBADO
20h45 - Pça Exaltação à Santa Cruz
Apresentação Musical
GRUPO TUPINAMBRÁS

21 - DOMINGO
21h - Pça Anchieta - Casarão do Porto
Apresentação Musical
BANDA SINFÔNICA LIRA PADRE ANCHIETA

27 - SÁBADO
20h - Casarão do Porto
SERESTAS E SERESTEIROS
20h45 - Pça Exaltação à Santa Cruz
Apresentação Musical
GRUPO SOLSTÍCIO MAIOR

28 - DOMINGO
21h - Pça Exaltação à Santa Cruz
Apresentação Musical
BANDA SINFÔNICA LIRA PADRE ANCHIETA
(Fonte: PMU)

Cine Elektro exibe filmes na Avenida Iperoig

A empresa Elektro, em parceria com a Prefeitura de Ubatuba, realiza mais uma vez no município, o projeto Cine Elektro. O evento acontecerá no próximo dia 21, um domingo, na Avenida Iperoig, ao lado do Centro de Informações Turísticas. O projeto promete chegar à cidade causando impacto com uma carreata que percorrerá as principais ruas do Centro.
Os filmes serão exibidos em uma tela de 4 x 10 metros. O primeiro filme, voltado para o público infantil, será exibido às 20h20 e chama-se "Carros", uma animação produzida pela Disney. O segundo filme tem início marcado para as 22h20 e trata-se da superprodução "Superman – O Retorno". (Fonte: PMU)

Ubatuba tem novo secretário de Saúde

Ubatuba - Tomou posse nesta semana, o novo secretário municipal de Saúde de Ubatuba, Maurício Oliveira Silva. Ele foi escolhido pelo prefeito Eduardo Cesar por sua capacidade técnica em administração. Maurício é graduado em Ciências Políticas e Sociais, com especialização em Administração de Recursos Humanos e pós-graduado em Administração de Empresas.
O novo secretário é um profissional com mais de 20 anos de experiência, adquirida principalmente em empresas. Sua atuação se destaca nas áreas administrativa, financeira e de recursos humanos. Seu último cargo foi justamente na Secretaria de Saúde de Caraguatatuba, atuando na gestão das unidades básicas de Saúde e Programa de Saúde da Família, além das unidades de atendimentos específicos, como a de Atenção às Moléstias Infecto-Contagiosas, incluindo Programa de Doenças Sexualmente Transmissíveis DST/AIDS; Centro de Atenção Psicossocial; Clínica de Fisioterapia e Reabilitação e Centro de Especialidades Médicas.
(Fonte: PMU)


Ubatuba aguarda chegada da segunda turma do programa Interior na Praia

Ubatuba - Chegam a Ubatuba nesta segunda-feira, 15, as delegações da segunda turma de participantes do projeto “Caravanas do Conhecimento - Interior Na Praia”, versão 2007.
Desta vez Ubatuba receberá alunos entre 9 e 12 anos, das cidades de Guaira, Hortolândia, Piraju, Rancharia, Taquarituba, Tatuí e Valparaíso, que verão o mar pela primeira vez.
A delegação de Valparaiso, que fica na região de Araçatuba, a 784 Km de distância (mais de 9 horas de viagem) é a que enfrentará a maior viagem entre todas que virão à Ubatuba este ano.
Cada delegação terá quatro monitores, um policial militar ou guarda municipal e um motorista, totalizando aproximadamente 280 pessoas que ficarão alojadas na E.M. Padre José de Anchieta.
Despedida - Na manhã de sexta-feira, 12, as delegações de Iacanga, Macedônia, Nova Luzitania, Pirassununga, Ribeirão Bonito e Pradópolis, deixaram o alojamento da Escola Anchieta, levando na bagagem momentos inesquecíveis. O último passeio foi à praia do Perequê-Açu, na tarde de quinta-feira,11, em um momento em que o tempo nublado, que predominou durante toda a semana, deu uma trégua, e permitiu que os jovens visitantes aproveitassem momentos de verdadeiro verão em Ubatuba.
Edison Soller, coordenador das atividades em Ubatuba, comentou a primeira semana do projeto em Ubatuba. “Para as crianças e também para alguns monitores, tudo era novidade. As praias, ondas, os passeios e brincadeiras, tudo era motivo de festa e alegria. Agora vamos nos preparar para receber, da mesma forma, nossos próximos visitantes”, disse o coordenador. (Fonte: PMU)

Santa Casa finaliza convênio com Samesp

Ubatuba - A Santa Casa de Ubatuba finalizou, nesta semana, o convênio com a empresa Samesp. O motivo da suspensão foi a falta de acordo na nova tabela de cobrança de serviços hospitalares da Santa Casa. O serviço de auditoria da Santa Casa está revendo os contratos de todos os convênios existentes na instituição. Segundo os auditores da Santa Casa, existe uma grande defasagem nos valores das tabelas dos convênios, que deverão ser corrigidos brevemente. (Fonte: PMU)

Trilha histórico-cultural com “Filhos da Ilha” já é sucesso neste verão
O diferencial é que a trilha é monitorada por pessoas que viveram ali na época em que o Instituto Correcional da Ilha Anchieta ainda estava em funcionamento

Ubatuba - A trilha histórico-cultural oferecida aos visitantes do Parque Estadual da Ilha Anchieta tem atraído muitos curiosos para conhecer a história do antigo presídio que ali funcionava e da rebelião de 1952, considerada a maior de toda a história com sucesso de fugas. O grande diferencial da trilha é que os relatos são contados aos turistas por pessoas que nasceram ou viveram ali na época, os chamados “Filhos da Ilha”, o que torna o passeio muito mais atraente e interessante, já que os monitores falam, emocionados, sobre aspectos que, muitas vezes, a história não conta.
“Para nós está sendo maravilhoso. Nós amamos este lugar!”, diz Neuza Almeida, filha do Cabo Herodi, que trabalhava no presídio na época da rebelião. Neuza e o irmão Célio são alguns dos monitores “Filhos da Ilha” que estão trabalhando voluntariamente para não deixar que a história se perca no tempo.
Dionéia da Cruz, filha de um guarda civil, conta que a oportunidade de passar às pessoas as experiências que ela e a família viveram na Ilha está sendo recompensadora. “Não queremos deixar a história morrer. Estar aqui está sendo o maior presente que Deus poderia me dar”, fala emocionada a “filha da Ilha”, que nasceu ali e tinha apenas cinco anos quando ocorreu a rebelião.
O visitante que chega na Ilha Anchieta tem a oportunidade de escolher diferentes tipos de trilhas, todas oferecidas gratuitamente: interpretação ambiental, histórico-cultural ou subaquática. A trilha histórico-cultural monitorada pelos “filhos da Ilha” possui horário fixo para saída, de quinta-feira a domingo, durante todo o mês de janeiro e o feriado de carnaval, em fevereiro. Esta trilha possui oito pontos de interpretação, entre eles as ruínas do presídio, as vilas civil e militar e a capela onde aconteciam os casamentos e batizados, nos quais os monitores vão passando as informações mais interessantes.
O cirurgião-vascular, Lúcio Rodrigues Gomes, turista vindo de Taubaté, ficou impressionado com a trilha: “nós gostamos muito, exatamente porque as informações foram passadas por uma pessoa que viveu aquilo e por isso pode contar os detalhes da história. É um passeio diferente, que mistura cultura e contato com a natureza, num banho de história”, disse o médico.
Rafael, filho do médico Lúcio, tem apenas nove anos, mas ficou encantado com a trilha: “achei muito legal porque gosto de conhecer a cultura de outros lugares. Fiquei um pouco assustado com a história da rebelião porque isso não é comum. O mais legal para mim é que tivemos uma pessoa que conhece a história de verdade para nos contar porque se a gente só visse os lugares não saberíamos de nada”, disse o menino.
A trilha histórico-cultural pode ser feita com agendamento prévio, através do telefone 3832-9059. Recomenda-se o uso de tênis e roupas confortáveis para a realização da trilha.
A trilha com os “Filhos da Ilha” é uma parceria da diretoria do Parque Estadual da Ilha Anchieta com a Prefeitura de Ubatuba, através da Secretaria de Turismo.
Confira os horários de saída:
Quintas, sextas, sábados e domingos: 9h, 11h, 13h e 15h. Com duração prevista de cerca de uma hora cada trilha. (Fonte: PMU)

Trilhas subaquáticas são opções de lazer e educação ambiental na Ilha Anchieta
O visitante tem ainda a oportunidade de escolher entre três modelos de trilhas subaquáticas

Ubatuba - Os visitantes do Parque Estadual da Ilha Anchieta estão sendo presenteados com diversas opções de lazer durante esta temporada de verão. Além das belas praias e do Centro de Visitantes, onde o turista recebe informações sobre o Parque e sobre a postura que deve adotar enquanto está na Ilha, estão sendo oferecidas diferentes trilhas, que devem agradar todos os gostos.
As trilhas subaquáticas são das mais procuradas, já que oferecem o contato direto com o ambiente marinho, proporcionando a oportunidade de apreciar algas, corais, estrelas-do-mar, peixes e parte do ecossistema da região, com acompanhamento de monitores devidamente capacitados. O visitante não precisa, necessariamente, saber nadar, mas deve sentir-se à vontade na água.
Integração com o meio ambiente - Além de poder realizar as trilhas subaquáticas gratuitamente, o visitante da Ilha Anchieta tem três modelos de trilhas para escolher: o mergulho autônomo, o mergulho livre e o aquário natural. Antes do início da atividade, as pessoas ouvem uma pequena explanação sobre a importância do mar e os impactos ambientais, bem como instruções de como se comportar durante a trilha. Ainda parte da preparação para a trilha subaquática, o alongamento e sensibilização.
“O preparo é importante porque além de ser uma atividade esportiva, a trilha envolve a ação da pessoa em todo o ambiente ao redor. Procuramos fazer com que a pessoa apure seus sentidos para estar integrada com o meio e perceber o próprio corpo”, explica o professor do Instituto de Biociências da USP, Flávio Berchez, idealizador do projeto.
Berchez explica também que as trilhas subaquáticas fazem parte de um projeto de educação ambiental que as utiliza como instrumento. “As trilhas não têm tanto a ver com biologia, mas com a transformação interna e externa do indivíduo”, acredita o professor, que desde 2002 trabalha voluntariamente com o projeto de trilhas subaquáticas.
Modelos - Todos os modelos de trilhas subaquáticas têm acompanhamento de monitores e iniciam da mesma forma: palestra, alongamento e sensibilização. O mergulho autônomo é realizado com cilindro e tem a duração de 45 minutos, com acompanhamento individual.
O livre é feito com snorkel e máscara, seguindo um trajeto demarcado ao longo do costão rochoso, utilizando balsas de flutuação e fichas plastificadas com informações sobre os organismos que normalmente podem ser avistados durante a trilha. Este modelo tem duração de uma hora e pode ser realizado com até quatro pessoas por monitor. Há paradas em pontos de interpretação, quando o monitor passa informações aos visitantes. “O ponto principal para nós é o ganho afetivo dos que participam das trilhas. Muitos ficam emocionados e sensibilizados com o que vêem e ouvem durante as atividades”, acrescenta o professor Berchez.
A outra opção é a visita ao aquário natural, que dura trinta minutos e a pessoa fica com a água na altura da cintura, tendo a oportunidade de enxergar os organismos marinhos com a utilização de cones que funcionam como máscaras de mergulho. Esta trilha pode ser feita por até cinco pessoas por monitor. Todos os modelos de trilha podem ser agendados quando o visitante chega na Ilha Anchieta, junto aos monitores, mediante o preenchimento de ficha de inscrição, diariamente, até o dia 31 de janeiro.
Capacitando monitores da comunidade local - Com a intenção de criar novas opções de turismo e, ao mesmo tempo, gerar emprego e renda para a comunidade local, o professor e coordenador do projeto de trilhas subaquáticas, Flávio Berchez, em parceria com a Prefeitura de Ubatuba, está oferecendo o curso de capacitação em monitoria para quatro jovens da Vila Picinguaba, no extremo norte do município. Andressa, Nilmara, Amanda e Tatiane estão recebendo aulas teóricas e práticas, juntamente com a conceituação correta sobre a educação ambiental.
Para Berchez, o fato de haver monitores locais pode fazer com que as trilhas subaquáticas se estendam durante outros meses do ano e sirvam como base para concepções de outros modelos de trilhas, inclusive em terra.
“O turismo, normalmente, é baseado sempre nas mesmas atrações e isto é ruim. A criação de novas opções que, simultaneamente, sejam fonte de renda e alternativas que proporcionam a evolução do monitor e do participante, são muito menos impactantes que o turismo convencional. Estes monitores podem se tornar multiplicadores e levar a idéia do projeto a outros lugares e pessoas”, explica o professor. Uma das idéias é a realização de trilhas subaquáticas na Ilha das Couves, também na região norte de Ubatuba.
“Nossa intenção é ensinar outras pessoas, aplicar o que aprendemos aqui na Vila Picinguaba e na Ilha das Couves. Espero dar continuidade a este trabalho, proporcionando oportunidades e despertando interesses”, conta Andressa Fernandes Tenório.
Para o administrador da Regional Norte, José Roberto Junior, a participação de moradores da comunidade da região norte no projeto das trilhas é uma oportunidade única e que deve ser muito bem aproveitada. “O professor Berchez abriu mão de seu tempo livre para capacitar estas moças, por isso quero agradecê-lo em nome de toda a prefeitura e de todo o município, que também tem muito a ganhar com a continuação deste projeto em outros pontos de Ubatuba”. Mais informações sobre as trilhas subaquáticas podem ser obtidas através do telefone 3832-9059. (Fonte: PMU)

Estão abertas as inscrições para o VESTIBULAR DA FACULDADE EDUCON

Ubatuba - Estão abertas as inscrições para o VESTIBULAR DA FACULDADE EDUCON ATÉ DIA
19/01 para os cursos de GRADUAÇÃO em PEDAGOGIA, LETRAS (PORTUGUÊS E
ESPANHOL), MATEMÁTICA, SERVIÇO SOCIAL, ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE
SISTEMAS, ADMINISTRAÇÃO E CIÊNCIAS CONTÁBEIS. O vestibular será realizado no dia 28 DE JANEIRO ÀS 14:00 na escola CAPITÃO DEOLINDO. Inscrições abertas também para PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO
Av. Maria Alves, 671- Centro Ubatuba- tel. 12-38361576. Cel. 81291887 Inscrições também pelo site www.educon.com.br (Fonte: geruza.rocha@hotmail.com )






Semana de 12/01 à 18/01/2007

 

CINE PORTO (Ubatuba)
 

"Uma Noite no Museu"
Às 13:30 hs - 15:40 hs -17:50 hs -20:00 hs -22:10 hs.



CINE PASSEIO (Ubatuba)
 

"Xuxa Gêmeas"
Ás 14:50 hs.

"Por Água Abaixo"
Ás 16:50 hs -18:30 hs.

"Eragon"

Ás 20:10 hs.

"007-Cassino Royale"
Ás 22:10 hs.
 

Acesse nosso site www.cinemasdolitoral.com.br

 

 

 

Ação Litoral
 

Poesia Topo

O maior prova de fé

No almoço
Teve peixe com banana verde
Escaldado de farinha
E um copo de caipirinha
Depois do almoço
Teve a esteira na sala
E a preguiça tomou conta da tarde
Até Tio Maneco
Tocar o sinal da missa
No sino da igreja
E corre gente
Pra refrescar a cabeça
Debaixo da bica
E afugentar a lassidão
Para ir à igreja com devoção.

Félix Cabral

Carta do Leitor
As mensagens, fotos e opiniões  publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo. O envio de qualquer material para nosso e-mail
será considerado como autorizado a sua publicação e assumida a total responsabilidade pelo seu conteúdo.
As mensagens deverão conter nome completo, RG, endereço, telefone de contato e um e-mail válido.
Reservamos o direito de não publicar cartas que não contenham a devida  identificação do autor.
Topo

"Comentários, Só Comentários"
Observamos os caminhos seguidos, nestes dois últimos anos, pela Secretária Municipal de Educação. Uma secretária por ano. Também mais uma interina. Eduardo de Souza César nomeou, nos últimos dias, o terceiro titular. É um Record. Esperamos que agora acerte, tenha sucesso e a Secretaria encontre seu rumo.
Aquelas que não quiseram conhecer a realidade, recusaram-se a receber quaisquer informação, tentaram negar o que estava nos olhos de todos, enxovalharam à administração anterior, fizeram montagem mostrando prédios deteriorados após grandes trombas d água, mostraram essas montagens, em filmes, que foram apresentados, na TV Vanguarda e, nos CEM DIAS DE GOVERNO, na Câmara Municipal, publicaram toda série de mentiras para denegrir o passado, etc...etc.... não conseguiram se manter, por um ano, à frente da Secretaria e entregaram a batuta deixando a orquestra desafinada e os músicos descontentes. Dominadas pelo ódio ao passado nada conseguiram administrar. Escolas foram desativadas e, até hoje, estão vazias ou emprestadas a terceiros particulares. Enquanto isso, as crianças, que necessitam de creche e tem direito a serem matriculadas, continuam sem serem atendida. Os recursos da EDUCAÇÃO foram desviados para atender outras secretarias, fornecer transporte a particulares e igrejas, construir piscinas e desapropriar cinema. Histórico vergonhoso para quem queria "resgatar".
O tempo caminhou célere.Rápido foi avisando às "odiosas", "impetuosas", "agressivas" e "caluniosas" que a imprudência, o despreparo, a mentira e a calúnia, aos poucos, desabam sobre a cabeça, de quem tem esse comportamento, como tempestade de verão. Essas nuvens pretas podem reservar raios e trovões de efeito retardado.
Comparando tempos, "mores" e ambientes somos obrigados a homenagear às equipes que nos acompanharam durante quatro longos anos, com as palavras de Joseph Conrad:
"Foi, na verdade, uma bela experiência, vista em perspectiva, pelo olho da mente, e colorida por aquela afeição que não se consegue deixar de sentir por aqueles acontecimentos de nossa vida dos quais não se tem motivo para sentir vergonha". (A LINHA DE SOMBRA- Biblioteca Folha-pg. 07).
Ao novo, Sr. Secretário, auguramos sucesso. Que ELE consiga resgatar algo do que foi perdido, nestes dois últimos anos. Cuidados especiais deverá ter com, o conhecimento e o respeito, à história da Educação Municipal e com leviandades, ambições, intromissões e traições daqueles que o cercam. Seu sucesso será o da Educação e de Ubatuba.

Corsino Aliste Mezquita
Ubatuba, 11 de Janeiro de 2007

Dasabafo de uma deficiente que tem amparo da Lei, mas não consegue trabalhar.
Dona Damiana Bezerra da Silva, com deficiência física, quer saber quanto tempo ainda a Prefeitura vai precisar para retirar um quiosque de sorvete que está instalado indevidamente no ponto lhe foi concedido, na Praia das Toninhas, Avenida dos Golfinhos.
Damiana tem em mãos, cópias de documentos de 2005, onde a dona do quiosque de sorvete, Adalgisa Terezinha Graça, pede à Prefeitura, prazo para regularizar documentação para trabalhar na praia da Sununga, embora esteja instalada na praia das Toninhas. Por duas vezes a Prefeitura concedeu o prazo e acabou dando-o por encerrado, no dia 10 de agosto de 2005, mas até hoje o quiosque está funcionando no mesmo local. Entre os documentos que estão com Damiana existe uma denúncia de falta de licenciamento, nº. 087/06, de José Caboclo da Silva Filho, contra Adalgisa Graça. Como resposta o SFP - Serviço de Fiscalização da Prefeitura - conclui que a denunciada não possui mesmo licença, pede a imediata remoção do quiosque e reconhece que a licença concedida, para trabalhar na Avenida dos Golfinhos, foi para Damiana Bezerra da Silva, que é deficiente físico - conforme dispõe Lei Municipal. O documento assinado por Lucilene Maria Pereira Tavares, gerente de Tributos Mobiliários, em 16 de dezembro de 2006, foi encaminhado para a Secretaria de Obras, órgão competente para a remoção do quiosque. Ao invés de resolver definitivamente a questão, a Secretaria enviou o processo para instrução e ciência da Assessora de Expediente de Gabinete, que, por sua vez, determinou a tomada das devidas providências. A aflição de Damiana é que os dias da temporada estão passando e conclui que, mesmo com tudo regularizado, não está podendo trabalhar por causa da negligência da Administração, que não cumpre com destreza o seu papel que é o de garantir os direitos dos munícipes.

Amarildo Cezario do Prado
 

 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão no Litoral Virtual:
Clique Aqui

As notícias, fotos e cartas publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo. O envio de qualquer material para nosso e-mail
será considerado como autorizado a sua publicação e assumida a total responsabilidade pelo seu conteúdo.
As cartas devem conter nome completo, RG, endereço, telefone de contato e um e-mail válido.
Reservamos o direito de não publicar cartas que não contenham a devida  identificação do autor.

Editor Chefe: Emilio Campi
Atualização: Juliano Gregori

GRÁTIS!!
Receba as Últimas Notícias do Litoral em seu e-mail:

Quero receber GRATUITAMENTE o boletim Últimas Notícias do Litoral:

e-mail:
Cidade:



Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

 

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:

Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br

©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor