Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Segunda-feira, 07 de Janeiro de 2008 - Nº 1900 Edições Anteriores

Maré Legal Terra Caiçara

Região
Governador lamenta falta de água no LN e Estado promete priorizar a realização de melhorias no saneamento básico


Caraguatatuba
Caraguá promove a segunda edição do projeto “Saúde na Praia”
MACC apresenta a exposição Arte Religiosa Brasileira
Núcleos de Caraguá oferecem recreação nas férias

Ilhabela
Projeto Ecoverão pretende promover qualidade de vida no município


São Sebastião
Planos de ampliação do porto serão debatidos no Plano Diretor
Parceria entre prefeitura e Ambev libera venda de bebida nas praias; ambulantes reclamam
Garagens náuticas são notificadas pela Prefeitura
Mais de mil candidatos participam do processo seletivo de professores no próximo domingo
São Sebastião recebe Festival da Índia na próxima semana

Ubatuba
Ubatubense se mantém na briga pelo título mundial Pro Junior na Austrália
Prefeitura de Ubatuba realiza ações contra dengue voltadas para turistas
Secretário estadual do Meio Ambiente lança Campanha Verão Limpo em Ubatuba
Ubatuba receberá R$ 2, 5 milhões para infra-estrutura turística


Seções
Poesia
Carta do Leitor
Foto do Dia

Notícias da Região Topo

Governador lamenta falta de água no LN e Estado promete priorizar a realização de melhorias no saneamento básico

Litoral Norte -  O Secretário do Meio Ambiente de São Paulo, Xico Graziano, relatou que o Governador do Estado, José Serra, está “muito chateado” com a falta de água que atingiu alguns locais das quatro cidades do Litoral Norte. Segundo Graziano, o governador lamentou o ocorrido e declarou que a região receberá atenção especial e todo o esforço administrativo para que a estrutura de água e esgoto dos quatro municípios seja melhorada. O secretário de Meio Ambiente ressaltou ainda que recursos da ordem de R$ 120 milhões serão destinados à Sabesp, para melhorias na rede do Litoral Norte. Entretanto, ele reconheceu que ainda é preciso avançar muito na questão e admite que a atual estrutura ainda deixa a desejar. “Nós do governo estadual temos uma grande preocupação com o Litoral Norte, não só na questão do saneamento, como também em relação à proteção ambiental. No ano que vem iremos intensificar os trabalhos e investimentos no setor”, promete Xico Graziano, ressaltando um aumento no efetivo da Polícia Ambiental e maior participação da corporação na fiscalização da terra e do mar. O secretário estadual do meio ambiente ainda comentou sobre o problema da destinação do lixo enfrentado pelas cidades da região. Xico Graziano considera fundamental a aceleração do processo de instalação do aterro sanitário regional, que já tem lugar escolhido. Ele espera que até o ano que vem toda a parte burocrática já esteja definida para o inicio dos trabalhos. O secretário lançou, nesta sexta feira em Ubatuba, a vigésima edição da campanha Verão Limpo, que neste ano foi ampliada e estará presente em mais de 200 praias do litoral paulista. A iniciativa tem o objetivo de conscientizar a população sobre a importância de não se jogar lixo na areia e no mar. Além do trabalho informativo, a Secretaria de Meio Ambiente também produziu aventais bonés e sacos de lixo recicláveis, que serão distribuídos a mais de seis mil vendedores ambulantes, que trabalham nos 16 municípios da costa de São Paulo (Ubatuba até Ilha Comprida).

Ubatuba
O prefeito de Ubatuba, Eduardo César, comemorou o fato de Ubatuba ser escolhida como a cidade sede para o lançamento do Verão Limpo 2008. Segundo ele, o prestigio das autoridades vem mostrando que o município está, cada vez mais, inserido em um contexto de importância dentro do Litoral Norte. O Secretário Estadual do Meio Ambiente, Xico Graziano também parabenizou as parcerias feitas com Ubatuba e com as outras cidades da região. Ele explica que o papel do Estado será sempre de incentivar a realização de campanhas e melhorias nos municípios, deixando toda a operação coma as administrações municipais.(Fonte: Imprensa Livre)
 


Notícias de Caraguatatuba Topo

O Guaruçá Caraguatatuba

Caraguá promove a segunda edição do projeto “Saúde na Praia”

Caraguatatuba - Após o sucesso do projeto “Saúde na Praia”, promovido de janeiro a fevereiro de 2007, a Prefeitura de Caraguá, por meio da Secretaria de Saúde, realizará a 2ª edição do projeto de 7 de janeiro de 2008 a 8 de fevereiro. Uma tenda estará atendendo Praça Ton Ferreira (próximo à pista de skate) de segunda a sexta-feira, das 7h às 11h, com um profissional de enfermagem que fará aferição de pressão arterial.De acordo com a Secretaria de Saúde, o objetivo é detectar problemas de pressão arterial nos turistas, veranistas e oradores, que não têm o hábito de verificar a pressão e acabam vindo para o litoral ou tirando férias e aproveitam para praticar exercícios físicos como caminhada, corrida, ciclismo entre outros.“Este ano o diferencial foi que conseguimos uma parceria com o Pampanelli Laboratório de Análises Clínicas. O profissional que atender a população terá contato com duas ambulâncias, caso alguém precise de atendimento emergencial, será contatada uma das ambulâncias e o atendimento será imediato” disse o secretário Olegário Alves dos Santos, que completou ainda que o prefeito José Pereira de Aguilar solicitou que o projeto fosse dado seqüência, para que as pessoas que utilizam a avenida da praia para praticarem exercícios tivessem opção cuidar da saúde. “Muitas pessoas descuidam da saúde devido à correria do dia-a-dia, porém quem passar pela Avenida da Praia, no horário de atendimento, não terá desculpas para não verificar a sua pressão”, enfatizou Santos.Na primeira edição do projeto foram atendidas 1.170 pessoas e além de aferição de pressão, os participantes puderam controlar o peso. A expectativa é que nesta segunda edição do projeto “Saúde na Praia” o número de atendidas ultrapasse a primeira
edição. (Fonte: PMC)

MACC apresenta a exposição Arte Religiosa Brasileira

Caraguatatuba - A Fundacc – Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba e a Prefeitura Municipal realizam a exposição Arte Religiosa Brasileira no MACC – Museu de Arte e Cultura de Caraguatatuba até o dia 10 de fevereiro. O horário de visitação é das 13h30 às 21h00. A entrada é franca. O MACC faz parte do Pólo Cultural Profª Adaly Coelho Passos, na Praça Dr. Cândido Motta, 72, no
centro de Caraguá.A curadoria é de Diná Jobst, do UPPM – Unidade de Preservação de Patrimônio Museológico e conta com obras de artistas e artesãos de vários pontos do Brasil – Pernambuco, Piauí, Ceará, Minas Gerais entre outros. Entre eles, um artista plástico e artesão de Caraguatatuba, Eusébio do Carmo, expõe seu presépio natalino em manta acrílica de pneu e juta. O artista fez doação da obra ao acervo do MACC.A Arunã, Galeria de Arte Brasileira da cidade de São Paulo, bem como outros colecionadores, cederam gentilmente para esta mostra, várias obras pertencentes às suas coleções. Portanto, visitar a exposição, torna-se um passeio pelo mundo das cores e da fé. Um alegre percurso que revela a criatividade e o senso estético de cada artista participante.A fé, a esperança e a proteção especial de Deus, dos santos e da Virgem Maria, inspiraram santeiros e artistas por todo o país. Foi por esta razão que Nossa Senhora da Conceição, São Benedito, Santo Antonio, São José, os Divinos e tantos outros santos, estão até hoje, presentes em inúmeros lares brasileiros, criados pela devoção e pela arte de inúmeros artistas e artesãos.

A Religiosidade no Brasil
A religiosidade católica popular tem existência a partir de uma cultura luso-brasileira, desenvolvida no Brasil desde 1500.Com a ocupação do país pelos colonizadores portugueses no início do século XVII, até o final do século XVIII, a população pequena e pobre viveu isolada e dispersa por todo o território. Nasceu assim, o catolicismo, fruto do ardor missionário português. Esta religiosidade ao passar de geração a geração, por meio de capelães, benzedores, rezadores e grupos familiares, tornou-se, uma das mais ricas e marcantes de nossas tradições.Nos séculos XVI, XVII e XVIII, a economia brasileira era tão carente de recursos, que aproximava-se muito de uma economia de trocas. Nesta economia de carência, a importação de produtos estava reduzida ao essencial. As grandes peças sacras eram importadas somente para as igrejas e conventos, sendo dificultada a aquisição de imagens para uso da devoção familiar.Para haver devoção, teria que haver imagens e assim, nasceram os santeiros, que iniciaram uma profissão existente apenas na Metrópole e só posteriormente surgiu no Brasil, como decorrência da necessidade da prática religiosa da época.

Ex-Voto
O ex-voto é um tipo de expressão artística, de índole religiosa, que comemora um voto ou promessa feita em ocasião de doença ou perigo. Os artífices dessa arte são popularmente conhecidos por "santeiros" ou "milagreiros", e exercem sua profissão de preferência nas regiões carismáticas, perto de algum santuário de peregrinação religiosa. Aí, sobretudo nas festas dos padroeiros, são procurados pelos pagadores de promessa, que lhes encomendam os ex-votos (milagres, como são denominados pelo povo), destinados aos santuários milagrosos, em oferenda de gratidão a um santo ou à divindade, por uma graça ou milagre alcançado na cura de algum mal físico ou proteção na hora de um acidente.

Núcleos de Caraguá oferecem recreação nas férias

Caraguatatuba - A Prefeitura Municipal de Caraguatatuba, através da SECER – Secretaria de Esportes e Recreação, como todos os anos, abriu as portas dos Ginásios de Esporte da cidade para as crianças se divertirem nas férias.Com o pensamento no social, visando tirar as crianças das ruas e integrando elas dentro do esporte, a Prefeitura iniciou o trabalho de recreação no dia 2 de janeiro.Os núcleos do Massaguaçu, Olaria, Tinga, Poiares, Perequê-Mirim, Barranco Alto e Morro do Algodão abrem às 13h e fecham às 18h. Crianças de todas as idades podem praticar modalidades como Basquete, Vôlei, Futebol, Queimada, entre outros, sempre acompanhados de professores ou estagiários da SECER. (Fonte: PMC)
 

Notícias de Ilhabela Topo

Vulcano Portal da Palmeira

Projeto Ecoverão pretende promover qualidade de vida no município

Ilhabela - Os moradores de Ilhabela e os turistas que freqüentam a cidade vão poder conferir campeonatos esportivos, oficinas de educação ambiental e happy hour nos finais de tarde durante todo o mês com o projeto Ecoverão.A iniciativa é uma parceria de duas secretarias, a do Meio Ambiente e a de Juventude, Esporte e Lazer. A abertura oficial aconteceu na última quinta-feira, dia 03, no espaço Eco Village, na praia do Perequê, onde vão acontecer as atividades.A secretária do Meio Ambiente, Maria Inêz Fazzini, contou que é o quarto ano do projeto, mas, é a primeira vez que as duas secretarias se unem. “Toda temporada nós organizávamos atividades diferente e este ano, resolvemos juntar as secretarias e aumentar o projeto”, disse. Ela acredita que o principal objetivo do evento é promover educação e consciência ambiental, sempre voltadas para a preservação da cidade. “Como o esporte está muito ligado à juventude e saúde, podemos unir as duas coisas e promover qualidade de vida”, explicou Inêz.A programação do Ecoverão conta com campeonatos esportivos, monitorias nas praias, guias nas trilhas, oficinas de papel, brincadeiras para crianças e outras atividades. “Essa também é uma opção diferente para o turista que geralmente no final da tarde só vai à Vila tomar sorvete”, brincou a secretária.Para o prefeito Manoel Marcos, a população tem que ter consciência de que a preservação de Ilhabela é essencial para a própria subsistência no local. Na ocasião, o chefe do executivo aproveitou para falar sobre três projetos recentemente aprovados pela Câmara Municipal de Ilhabela. Os projetos limitam a circulação de veículos, implantam uma taxa de preservação ambiental a ser cobrada na saída do município e restringem anúncios para controlar a poluição visual.“Aprovamos estes projetos de forma corajosa porque entendemos que essas medidas drásticas são muito importantes para a preservação do meio ambiente”, declarou.Depois da abertura, as pessoas puderam assistir a uma palestra sobre o aquecimento global, ministrada pelo engenheiro agrônomo e deputado federal Antônio Carlos Mendes Thame.O palestrante falou sobre as causas e conseqüências do aquecimento global apresentando gráficos, imagens que comprovam o perigo que o mundo esta correndo. No decorrer da palestra, ele ilustrou a atitude do ser humano com a história do sapo, teoria de Algore, um activista ecológico. Ele contou que se alguém jogar um sapo na água fervente ele da um pulo alto e vai embora, mas se a pessoa coloca o sapo na água morna ele fica feliz e se a pessoa for aumentando a temperatura assim como a temperatura da Terra está subindo, mas o sapo se acostuma e se ninguém o salvar ele morre. Antônio Thame disse que as pessoas estão sentindo o aquecimento gradativamente e achando que não vai acontecer nada. “Temos que mudar a forma de viver e de consumir porque temos atualmente dois problemas vitais que não são previsões já estão acontecendo, que são a escassez generalizada de água e o aquecimento global”, enfatizou. A noite foi encerrada ao som da Orquestra Popular de Ilhabela. (Fonte: Imprensa Livre)

 

Notícias de São Sebastião Topo

São Sebastião Superchic

Planos de ampliação do porto serão debatidos no Plano Diretor

São Sebastião -  O cenário portuário sebastianense, inclusive a atual estrutura física do porto, pode mudar radicalmente em curto espaço de tempo, mais precisamente, ainda na presente gestão do governo estadual. A expansão do porto será em direção ao Sul e, para isso, a área compreendida entre o porto e a ponta do Araçá, incluindo o mangue do local, poderá ser aterrada. Isso somente vai acontecer, após os devidos licenciamentos ambientais e, mais ainda, se paralelamente o governo estadual e a iniciativa privada deflagrarem as obras de um novo sistema viário na cidade, facilitando o acesso ao porto.O presidente da CDSS – Companhia Docas de São Sebastião, Frederico Bussinger, em entrevista exclusiva ao Imprensa Livre, falou com entusiasmo sobre o ambicioso projeto, e alertou que não se trata de promessa política. “No âmbito da Secretaria de Estado dos Transportes posso garantir que esse novo acesso viário para o porto está sendo tratado da forma mais séria possível. Quanto a recursos para a sua execução e conseqüentemente para a ampliação do porto, também posso garantir que já estamos sendo sondados por diversos empresários da iniciativa privada interessados no negócio. Não é um plano complexo que demanda muitos anos, não gosto de falar em tempo, mas, acho perfeitamente possível que ele possa ser executado ainda na administração do governador José Serra”, destacou o presidente da CDSS.O plano de ampliação do porto já vem sendo discutido com a Prefeitura Municipal até porque envolve alteração no sistema viário do município. São nove alternativas em análise partindo da costa norte (por trás da Petrobras) em direção à entrada do orto, onde haverá uma rotatória e de onde sairá também uma avenida em direção ao sul. Além das conversas com a prefeitura, o assunto foi tema também da última reunião do CAP – Conselho da Autoridade Portuária.
Segundo Bussinger, a idéia central “é de um projeto integrado porto-cidade”. Além de dotar a área portuária de uma moderna estrutura para atendimento de vários segmentos, o plano irá contribuir para melhorar significativamente o acesso ao porto, bem como desafogar o trânsito na área central da cidade. A questão também começou a ser debatida com integrantes da Câmara Municipal para que seja incluída no Plano Diretor que está em discussão no Legislativo (veja texto ao lado do assessor ambiental Hipólito do Rego). Novos Berços - O presidente da CDSS está se valendo de sua ampla experiência com passagens em vários portos internacionais para readaptar antigos projetos de ampliação d porto. Além da estrutura atual, o cais terá um melhor aproveitamento do seu berço interno. O plano contempla quatro novos berços de atracação de 300 metros cada após o aterramento do Araçá, além de um novo píer que alcançaria calado de 20 metros e serviria para escoamento do etanol. “Imaginamos trabalhar com vários sub-portos atendendo a demandas diversas com calados de 3,8,12,16 e 20 metros. A nossa expectativa é que essa nova atividade portuária não vai interferir no restante da cidade. Há no mundo basicamente dois tipos de portos o “Hub” que trabalha com operações “água-água” e o “Gateway”, com operações do tipo “terra-água-terra”. O de São Sebastião, por suas características, enquadra-se no primeiro sistema, ou seja, os produtos chegam e saem pelo próprio mar, não provocando impactos negativos no sistema viário do município”, ensinou Frederico Bussinger. O calado de três metros seria no local onde imagina-se uma marina pública, bem em frente onde hoje está a área de lazer da Rua da Praia. O berço interno do atual cais seria dragado até alcançar profundidade de oito metros. Neste ponto, o cais tem aproximadamente 450 metros e ficaria com uma retroárea de 100 mil metros quadrados, com espaço destinado a operações offshore. O cais atual saltaria de oito para 12 metros de calado e à sua frente teria um outro berço com 16 metros de profundidade.Avançando em direção ao sul, com o araçá aterrado, o plano prevê os quatro novos berços de atracação totalizando 1.200 metros de cais, com calado de 12 metros e retorárea de 500 mil m², ideal para operações com containeres. No extremo direito desse aterro uma área seria reservada para armazenamento de etanol e, mais próximo à Ponta do Araçá, partiria o píer para exportação do granel líquido, com 20 metros de profundidade, afim de atender os grandes navios.Frederico Bussinger sabe que terá pela frente a tarefa também de convencimento do setor ambiental, notadamente em função da intervenção no local conhecido como mangue do Araçá. Segundo ele, “na realidade trata-se de um remanso que já vem sendo assoreado naturalmente ao longo do tempo e, em 20 anos estaria aterrada. No local há seis pontos de esgoto que já são danosos à vida. Nesta questão há que se colocar qual o impacto do não-fazer. Além dos ambientais, há os impactos sócio-econômicos a serem discutidos”. Como forma de mitigação dos impactos ambientais, os planos prevêem um canal de drenagem do lado esquerdo aterro e, no outro extremo um grande parque linear de área verde com equipamentos de lazer. Citando uma pichação que viu em um muros no bairro de Pinheiros, na capital paulista, o presidente da CDSS falou de sua preocupação em tornar compatível o crescimento do porto com a questão ambiental. “Não há lugar para uma arte dissociada da vida, com coisas boas para se usar e belas para se apreciar”, diz a anônima citação popular lembrada por Bussinger.  (Fonte: Imprensa Livre)

Parceria entre prefeitura e Ambev libera venda de bebida nas praias; ambulantes reclamam

São Sebastião - Uma parceria firmada entre a Prefeitura de São Sebastião e o Grupo Ambev está sendo alvo de reclamações dos ambulantes que trabalham nas praias da Costa Sul da cidade. Segundo informa a Secretaria de Turismo, a prefeitura recebe neste mês R$ 445 mil para investir nos shows da temporada de verão. A verba é equivalente a dois anos de parceria.
Em contrapartida, a prefeitura liberou a venda de bebidas (cerveja, chá, água e refrigerantes) em oito praias da cidade: Maresias, Boiçucanga, Cambury, Juquehy, Paúba, Baleia, Barra do Sahy e Barra do Una. Porém, conforme apurou a reportagem, a única bebida vendida é chope.Para a temporada 2007/2008, as vendas nas praias vão até o dia 15 de fevereiro de 2008. Já no verão 2008/2009, o comércio será entre os dias 15 de dezembro a 25 de fevereiro de 2009. Ainda de acordo com a Secretaria, ao todo, são 120 carrinhos distribuídos pelas praias.De acordo com o secretário de Cultura e Turismo, Júlio Buzi, com a verba, o município deixa de gastar dinheiro com shows para investir em outros segmentos culturais. “Além disso, São Sebastião ganha credibilidade por fechar uma parceria com este grupo”, afirma Buzi.Mas, a iniciativa caiu como uma bomba para os ambulantes que trabalham nestas praias. “É um absurdo. Pago R$ 205 por ano de licença para trabalhar na praia. Ontem, um desses carrinhos ficou próximo ao meu ponto, vendeu mais de 100 chopes e minha mercadoria ficou parada. A prefeitura quer fazer shows, mas e o nosso direito de ambulante, como fica?”, questiona o ambulante da praia de Juquehy, Abenilton Rodrigues. Ele conta que existe uma lista de espera de ambulantes que reivindicam licença em Juquehy. “Não é justo com tanta gente que está esperando uma oportunidade para poder colocar seu carrinho na praia e, de repente, libera para uma empresa de fora”, acrescenta Abenilton, que pretende reunir uma comissão de ambulantes para ir à prefeitura.Para Vivaldo dos Santos, que há 16 anos trabalha na praia de Juquehy, “é importante que empresas venham patrocinar festas na cidade, mas não pode atrapalhar quem está ralando o ano todo”. É o que pensa também a ambulante Leda Barros: “Esses dias colocaram dois carrinhos de chope ao lado do meu ponto. Eu pedi para eles se afastarem. Eu pago licença e eles vem colocar bem aqui na frente?”, reclama Leda. “A prefeitura tem que entender que esse é o nosso ganha-pão”, reforça Geovania Silva.Curiosamente, em meio ao descontentamento geral, o ambulante Rogério dos Santos, também de Juquehy, se mostrou indiferente. “Para mim não está incomodando, até ajuda”, disse ele, sem explicar como seria esta “ajuda”.Na praia de Cambury, Vagner Souza mantém um carrinho a poucos metros de onde foi montada a tenda da Brahma. Ele reclama da concorrência desleal: “Que estrutura a gente tem para competir com uma empresa dessas? A prefeitura não deixa a gente oferecer guarda-sol e cadeiras aos nossos clientes. Mas, agora eles permitem que essa empresa monte uma estrutura de bar dentro da praia”, aponta Souza. “A gente trabalha o ano inteiro para pagar as contas e na hora do filé mignon acontece essa palhaçada”, desabafa.A insatisfação dos ambulantes contrastava com a alegria de quem foi chamado para trabalhar nos carrinhos de chope. É o caso de Atila Marques, do bairro de Cambury. Ele conta que estava desempregado e agora recebe R$ 35 por dia, mais a comissão, o que dá um ganho de R$ 100 a R$ 150 por dia. “Entendo a reclamação dos ambulantes, mas para mim que estava desempregado esta oportunidade veio numa boa hora e espero aproveitá-la até o final da temporada”, comenta. Na última quinta-feira, Marques vendeu 116 copos de chope. Cada copo de 400ml custa R$ 4.Prefeitura x ambulantes - O conflito entre prefeitura e ambulantes não é novidade em São Sebastião. Em novembro, uma apreensão de carrinhos e mercadorias na praia do Guaecá desencadeou uma briga que envolveu, além dos ambulantes, os vereadores Robson Ceará e Solange Ramos, além do secretário da Fazenda, Amin Nossabein. A polêmica repercutiu na Câmara Municipal com um projeto de lei regulamentando a atividade dos ambulantes. O projeto chegou a ser vetado pelo prefeito Juan Garcia, mas, em seguida, o veto foi derrubado pelos vereadores. Com isso, o prefeito entrou com uma Adin – Ação Direta de Incostitucionalidade – na Justiça contra o projeto.A briga não parou por aí. No final do mês passado, Nossabein registrou um boletim de ocorrência contra um ambulante que o teria ameaçado de morte e contra o vereador Ceará que teria obstruído o trabalho dos fiscais e ofendido o próprio secretário.
(Fonte: Imprensa Livre)

Garagens náuticas são notificadas pela Prefeitura

São Sebastião - A Prefeitura de São Sebastião, por meio da Secretaria de Obras e Planejamento (Seop), começou nesta sexta-feira (4/1) a notificar as garagens náuticas para que não deixem na praia as carretas que transportam as embarcações até o mar. O trajeto dos equipamentos também foi alvo de orientação, que deve ser sempre em linha reta tanto no momento da saída quanto no retorno. O serviço iniciou nos bairros Arrastão e Barequeçaba, região central.A medida atende o artigo 33 da lei municipal 848/92, que estabelece a política ambiental no município, cuja redação determina que é proibido invadir, obstruir ou ocupar via pública ou espaço público de acesso ao mar e à praia. Os infratores estão sujeitos a sanções administrativas. (Fonte: PMSS)

Mais de mil candidatos participam do processo seletivo de professores no próximo domingo

São Sebastião - A Prefeitura de São Sebastião, por meio da Secretaria de Educação (Seduc) e o Instituto Cetro, realizam neste domingo (6/01), às 9h, na EM Henrique Botelho, localizada no Porto Grande, e nas Faculdades São Sebastião, localizada na Vila Amélia, o Processo Seletivo de professores, conforme o edital número 02/2007, disponível no site www.saosebastiao.sp.gov.br. Os cargos são para professor de Educação Infantil, professor de Ensino Fundamental (1ª a 4ª), professor III - 5ª a 8ª (Português, Matemática, História, Geografia, Ciências, Educação Artística e Inglês) e professor de Educação Física. Participam da prova 1.063 candidatos.Não será permitida, em hipótese alguma, realização dos exames fora do local designado. O candidato deverá comparecer 30 minutos antes do horário estabelecido para o fechamento dos portões (8h30), levando documento de identidade original, lápis e caneta esferográfica de tinta azul ou preta. Os portões serão fechados impreterivelmente às 9h.
Os locais das provas serão divulgados na imprensa local nesta sexta-feira (4/01). O edital de divulgação pode ser conferido também no site da Prefeitura. Outras informações pelo telefone (12) 3892-4717 ou no www.cetroconcursos.com.br. (Fonte: PMSS)


São Sebastião recebe Festival da Índia na próxima semana

São Sebastião - Para divulgar e exaltar a cultura milenar será realizado entre os dias 5 e 22 de janeiro em nove cidades brasileiras, o “Festival da Índia Turnê Brasil 2008”. São Sebastião participa na 3ª etapa na próxima terça-feira (8/01), às 16h, na Praça de Eventos da Rua da Praia.A estrutura promete a união de diferentes aspectos da milenar cultura indiana, tais como dança típica, música ao vivo, práticas de yoga, aplicação de tatuagem henna, astrologia védica, literatura, culinária tradicional, Expo-Índia, entre outros. Em São Sebastião, o evento conta com a parceria entre o Consulado Geral da Índia e da Prefeitura, por meio das Secretarias de Cultura e Turismo (Sectur), Educação (Seduc), Esportes (Seesp) e Meio Ambiente (Semam).No palco armado na Rua da Praia devem ocorrer shows musicais e na Praça de Eventos serão montadas tendas com vários estandes. Todas as atrações são gratuitas e começam a partir das 16h. De acordo com a organizadora, Ciça Nogueira, haverá venda de livros, incensos e outros utensílios da cultura indiana. “Todas as pessoas envolvidas no evento são voluntárias e estão em prol da cultura indiana”, afirma Ciça.O secretário de Cultura e Turismo, Júlio Buzi, disse que toda manifestação cultural é importante para divulgação do município. “São Sebastião está inserida em um evento que possui etapas em outras cidades e para nós é muito bom”, declarou.O projeto conta com uma delegação de 55 pessoas entre músicos, artistas e bailarinas, todos profissionais e originários de diferentes partes do mundo, prometendo levar entretenimento, cultura e bem-estar para a população brasileira.Com o sucesso da divulgação do Festival, São Sebastião poderá incluir no ano que vem uma semana dedicada à cultura indiana com novas modalidades. Mais informações pelo telefone (12) 3892-2620.(Fonte: PMSS)

Notícias de Ubatuba Topo

Restaurante Solar das Águas Cantantes Terra Caiçara ACIU

Ubatubense se mantém na briga pelo título mundial Pro Junior na Austrália

Ubatuba- No segundo dia do Mundial Pro Junior que está sendo realizado na Austrália, Wiggoly Dantas, de Ubatuba, venceu sua bateria e avançou no campeonato para surfistas de até 21 anos de idade. Outros três brasileiros também continuam na disputa:Adriano de Souza, Pablo Paulino e Charlie Brown.Wiggolly só pegou duas ondas, mas com notas 5,0 na primeira e 8,5 na última despachou Casey Grant, da África do Sul, por 13,50 x 11,34 pontos. “Foi importante para mim avançar mais uma fase e espero ir mais longe ainda. Essa onda é muito boa, mas hoje estava bem difícil, então preferi escolher bem para não perder tempo e achei duas boas ondas para vencer a bateria”, falou o ubatubense, após a segunda vitória brasileira na sexta-feira em North Narrabeen. (Fonte: Imprensa Livre)

Prefeitura de Ubatuba realiza ações contra dengue voltadas para turistas

Ubatuba- A Prefeitura de Ubatuba, por meio da Superintendência de Proteção à Saúde, está realizando diversas ações preventivas em relação à dengue, voltadas para os turistas que visitam a cidade durante esta temporada de verão. Os agentes de controle de vetores estão realizando panfletagens em supermercados, semáforos e praias mais freqüentadas. Na próxima semana, as equipes farão visitas casa a casa nos bairros Itaguá, Centro e Perequê-Açu, com o objetivo de vistoriar imóveis que costuma ficar fechados durante o resto do ano.O objetivo das ações é impedir que o vírus se instale novamente no município. Apesar de não ter registrado nenhum caso positivo da doença desde agosto de 2007, a preocupação é constante, uma vez que a cidade tem características turísticas que facilitam a migração do vírus de outras localidades.Segundo o coordenador do Programa de Combate à Dengue, Antenor Benetti, além das ações voltadas para os turistas, as atividades de rotina continuam sendo realizadas. “Os nossos agentes estão atendendo muitas denúncias, o que significa que algumas pessoas já estão um pouco mais conscientes e outras não estão fazendo sua parte.”

Dicas ao turista
Em relação aos cuidados necessários para que o vírus da dengue não volte a atacar em Ubatuba, Benetti dá algumas dicas aos turistas: “Ao chegarem em suas casas, façam uma vistoria nas calhas e retirem todos os objetos que possam acumular água. Ao se prepararem para ir embora, tampem os vasos sanitários e ralos e retirem copinhos plásticos, latas, garrafas e tampinhas dos quintais. Em caso de suspeita de dengue, procurem assistência médica e protejam a pessoa com repelentes, evitando assim, que o vírus se espalhe.”(Fonte: PMU)

Secretário estadual do Meio Ambiente lança Campanha Verão Limpo em Ubatuba

Ubatuba- O secretário estadual de Meio Ambiente, Xico Graziano, esteve na Praia Grande, em Ubatuba, nesta sexta-feira, 4, para o lançamento da Campanha Estadual Verão Limpo 2008. Promovida pelo Governo do Estado, em parceria com a Sabesp e as prefeituras dos municípios alvos, a campanha neste ano vai atingir cerca de 200 praias, em todo o litoral paulista.O prefeito de Ubatuba, Eduardo Cesar, percorreu a Praia Grande, junto ao secretário estadual, entregando aos turistas sacolas reaproveitáveis para o depósito dos resíduos. "Esta operação tem o objetivo de garantir a limpeza e a proteção ambiental das praias. É uma campanha tradicional, na qual a parceria e o envolvimento com as prefeituras é fundamental. Neste ano escolhemos Ubatuba para lançar a campanha como demonstração da nossa preocupação com o Litoral Norte, que vem recebendo muitos investimentos. O Governo do Estado quer evitar que aconteça aqui a degradação que aconteceu no Litoral Sul", disse Xico Graziano, acrescentando que a escolha de Ubatuba se deu também pelo fato de Ubatuba ser um município parceiro da Secretaria do Meio Ambiente, "não só o prefeito, como toda sua equipe, sempre se mostraram interessados e solícitos".

Objetivo
O objetivo da campanha é a conscientização para a importância de se manter as praias limpas, estimulando a economia de água, o uso adequado dos recursos naturais e informando sobre como combater o mosquito da dengue. Neste ano, a campanha possui alguns diferenciais, como as 800 mil sacolas, que foram confeccionadas em tecido e não em plástico, estimulando o reaproveitamento. "Queremos incentivar a redução do uso do plástico, distribuindo sacolas retornáveis. Assim, os banhistas depositam os detritos e trazem a sacolinha de novo no dia seguinte", explica o secretário estadual de Meio Ambiente.Para o prefeito Eduardo Cesar, "nosso maior tesouro é o meio ambiente e se queremos viver do turismo, seguindo nossa vocação econômica, temos que cuidar das questões ambientais".

Em ação
Neste ano, o material da campanha foi cedido pelo Governo do Estado e as ações são realizadas pela prefeitura. Nas cinco praias onde está sendo feita a cobrança de Zona Azul (Maranduba, Lagoinha, Domingas Dias, Praia Grande e Tenório), os controladores farão uma capacitação para distribuir o material e orientar os turistas. No Ubatumirim, a ação será feita com voluntários. Serão feitas parcerias com proprietários de quiosques para que os estabelecimentos também sejam divulgadores.
(Fonte: PMU)

Ubatuba receberá R$ 2, 5 milhões para infra-estrutura turística

Ubatuba- O município de Ubatuba foi contemplado com um convênio no valor de R$ 2,5 milhões para ser aplicado em infra-estrutura
turística. O convênio com o Governo do Estado, através da Secretaria Estadual de Economia e Planejamento, foi anunciado pelo governado José Serra, no último dia 31. Além de Ubatuba, outros 13 municípios da região serão beneficiados.Dos 14 municípios, Ubatuba receberá o segundo maior valor, atrás apenas de Caraguatatuba, que terá o repasse de R$ 2,9 milhões. A relação completa dos convênios foi publicada no dia 29 de dezembro no Diário Oficial do Estado (última edição do ano) e as obras deverão ser executadas ainda neste ano.Uma das principais obras será a reurbanização da Praia Grande, onde deverá ser aplicado R$ 1,5 milhão, principalmente nas vias de rolamento, rampas de acesso à praia e infra-estrutura para recebimento de turistas. "A Praia Grande é a destinação mais procurada de Ubatuba e por isso necessita tanto deste montante para que a urbanização do local seja completa. Assim como tantos outros assuntos de interesse público, a administração Eduardo Cesar vai primar pela participação popular, consultando as pessoas e entidades mais envolvidas e interessadas no projeto", explica o secretário municipal de Turismo, Luiz Felipe Azevedo. "Tanto a urbanização da Praia Grande como a sinalização turística são duas reivindicações históricas e necessidades fundamentais", acrescentou o secretário.

Sinalização turística
Dos R$ 2,5 milhões repassados pelo Governo do Estado, R$ 1milhão será aplicado em sinalização turística. "Ubatuba almeja ser uma destinação turística profissional e nossa administração tem trabalhado no sentido do fomento da atividade turística. A chegada deste repasse para sinalização representa um enorme passo rumo a esta profissionalização, que tanto necessitamos", diz Luiz Felipe Azevedo, que explica que a sinalização a ser aplicada em Ubatuba segue o Código Brasileiro de Sinalização Turística, com placas padronizadas em todo o município.Para o prefeito de Ubatuba, Eduardo Cesar, "este novo convênio demonstra, mais uma vez, nosso bom relacionamento com o Governo do Estado, que tem investido como nunca em nossa cidade. Exemplo disto é a presença do governador, que visitará Ubatuba nesta sexta-feira, para o lançamento da Campanha Verão Limpo 2008".(Fonte: PMU)





Cine Porto. 3833 2066

"Bee Movie A história de uma abelha"
Desenho !!!! Dublado !!!Ás 15:00 - 19:00hs

" A bússola de ouro"
Aventura com Nicole Kidman e Daniel Craig
Ás 17:00 - 21:00 hs



cineporto@hotmail.com

Poesia Topo

O mais importante

Há quem queira conforto
Outros querem luxo
José e Maria viviam na pobreza
E foram eleitos para a Realeza

Salomão pediu sabedoria
São Francisco a santidade
Há quem procure a riqueza
Jesus procurou a humildade

Jesus acordou quem dormia
Acudiu quem sofria
E divulgou a boa nova
Do tempo da alegria

É natal, festejemos com a família,
Não esqueçamos a oração
Para pedir um pouquinho da alegria
Presente do coração de Maria

 

Félix Cabral

Carta do Leitor
As mensagens, fotos e opiniões  publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo. O envio de qualquer material para nosso e-mail
será considerado como autorizado a sua publicação e assumida a total responsabilidade pelo seu conteúdo.
As mensagens deverão conter nome completo, RG, endereço, telefone de contato e um e-mail válido.
Reservamos o direito de não publicar cartas que não contenham a devida  identificação do autor.
Topo


Descaso da Secretaria de Saúde com os animais de Ubatuba

No dia 1º de janeiro fui obrigada a dar uma má notícia a minha filha: -Sua cachorra não voltará...”, sem explicar maiores detalhes sobre o fato à uma criança.
No dia anterior, véspera de Ano Novo, em virtude dos fogos de artifício nosso animal da raça pitbull escapou. Apesar de não ter representado ameaça a nenhuma pessoa durante o período em que ficou perdida na rua, foi devidamente realizado um chamado para sua captura pois mesmo sendo um animal dócil sua raça transmite certo grau de periculosidade.
A Guarda Municipal de Ubatuba capturou o animal e transportou para o Centro de Controle de Zoonoses do Município (CCZ). No dia seguinte, logo cedo quando fomos realizar a retirada do animal, o mesmo já se encontrava morto no CCZ, sob causas e circunstâncias ainda não esclarecidas.
Nesta busca por esclarecimentos descobri o quanto a Saúde do Animal no Município é ignorada.
Visitei o CCZ e pude notar o empenho dos profissionais em tentar realizar melhorias, mas que provavelmente nunca são prioridades da Secretaria de Saúde.
Lembrem-se que a atual Administração Municipal extinguiu o serviço de Cardiologia e Neurologia do único Hospital da cidade, imaginem o que eles devem preconizar para um Centro de Zoonoses ...
Visitamos também o Batalhão da Polícia Municipal e pudemos perceber o quanto eles são sobrecarregados por serviços que não pertencem ao setor, até porque para captura de animais deve haver transporte e profissionais treinados com equipamentos adequados.
Por fim, tudo poderia ter sido evitado se na Secretaria de Saúde existisse um carro de captura de animais (as antigas “carrocinhas”) ligado a uma central de atendimento, sendo o referido Serviço essencial e obrigatório para qualquer CCZ.
Em se falando nos Serviços da Secretaria de Saúde faço aqui algumas observações sobre os novos Serviços:
- Unidade Estratégica de Saúde (no Calçadão): Acredito que ninguém na sua sã consciência irá andar no Calçadão com a finalidade de fazer um chek-up “rapidinho”. Até soaria estranho: -Vamos dar uma “rapidinha” na sua Saúde? As vezes que por ali passei, apenas percebi a presença de funcionários ociosos aguardando algum paciente...
- Unidade Móvel de Esterilização: Necessária e essencial, a rotina da Unidade Móvel de Esterilização tem formas peculiares de atendimento. Não existe uma fila de espera para castração dos animais, nem um cadastro geral de proprietários interessados na
realização da cirurgia. Seu animal só poderá ser castrado se a Unidade Móvel estiver no seu Bairro. Mais difícil ainda é você saber quando ela estará no seu bairro, pois ninguém soube informar um cronograma da Unidade.
Portanto, espero que os Cidadãos de Ubatuba percebam aquilo que é Serviço de verdade e necessário para o Município e aquilo que vem sendo criado, utilizando dinheiro Público, para realizar “campanha política” de forma disfarçada oferecendo serviços de baixa resolutividade.
Quanto a nossa cadela, sabemos que perdemos um animal querido que fazia parte da nossa família, devido o descaso do Poder Público Municipal que deixou de oferecer Serviços realmente necessários à sociedade, no caso o Transporte de Captura de Animais do Município que é obrigatório nos CCZ.
Para finalizar, tive a feliz oportunidade de descobrir que Ubatuba possui uma Associação Protetora dos Animais mas que não recebe apoio nenhum do Município, pelo contrário, vem sendo perseguida inclusive com instalação de processos jurídicos por se tratar de uma entidade que realiza exigências e devidas cobranças em prol dos animais da cidade. Podemos perceber (novamente) que na atual Administração Municipal, realizar cobranças é não concordar , e consequentemente deve ser extinguido!
E enquanto nada se faz, somos obrigados a assistir em vias públicas o “Nunca se fez tanto por Ubatuba ...” espalhado compulsivamente pela cidade...
... É realmente, nunca se fez tanta placa e tanta maquiagem nesta cidade!
Acorda Ubatuba!
 

Dra. Luciana Satie Hikichi
Ubatuba, SP


Escolhas

....Nem tão longe dali, na praia de Maresias, a preferida da moçada e dos surfistas, a trilha sonora traça o perfil dos freqüentadores. Ninguém gosta de (nem ouve) samba. É lounge, aquela música eletrônica um pouco mais tranqüila.
A consultora empresarial Camila Bortollo e a dentista Graziella Roland, na praia desde o dia 26, R$ 700 a diária da casa alugada, dizem que preferem Maresias pelo público e pela água limpa. Passaram o Réveillon no Sirena, a balada hype, R$ 300 para mulheres, R$ 500 para homens. "Comemos fora todo dia", diz Bortollo, coquetel de frutas vermelhas na mão.
Nenhuma das veranistas enfrentou a falta d'água dos últimos dias nem viu aquelas águas-vivas que queimaram para lá de 900 banhistas na Praia Grande e vizinhança.
Mais limpo e mais bem preservado, o litoral norte não tem tanto ambulante e "farofada", no dizer dos veranistas, quanto o sul, como Guarujá e Praia Grande, que, mais perto da capital, recebem um fluxo maior de turistas. "O preço mais alto daqui e o acesso mais difícil inibem", explica Vasconcellos"
 

VINÍCIUS QUEIROZ GALVÃO (Em São Sebastião/ folha)
Enviado por Ronaldo Dias


“O TENDILHÃO DA AV. IPEROIG”

De início deixamos claro que nada temos contra ninguém. Menos contra aqueles que vivem do comércio miúdo da quinquilharia. A todos dedicamos respeito e consideração.
Já o poder público que autoriza, apóia e, supostamente, financia o apocalíptico tendilhão instalado, na Av. Iperoig, merece repúdio, de todos os cidadãos conscientes.
O município e seus munícipes não podem jogar, no “saco do olvido”, o ofício n° 416/2006, de 28 de Junho de 2006, da Secretaria do Patrimônio Geral da União, ao Sr. Prefeito Municipal, proibindo cobertura naquela área, entre outras, pelas razões a seguir:
- “impedir a visão ampla e aberta ao mar em grande extensão na orla marítima em faixa de marinha”;
- “a edificação ao longo da orla impede o livre acesso ao mar”;
- “acarreta também prejuízo à visibilidade da Casa Baltazar Fortes”;
- “por se tratar de cobertura para abrigar a “FEIRA HIPPIE”, ou seja, com finalidade comercial, não existe possibilidade de se fazer cessão gratuita da faixa de marinha a esta prefeitura para implantação deste equipamento”.
Todos os argumentos para impedir o primeiro projeto são aplicáveis ao trambolhão instalado.
Pelo último item, relacionado acima, a Prefeitura de Ubatuba está fazendo uso de algo que não lhe pertence e para o qual não pode ser autorizada por determinações legais da UNIÃO.
Como já falamos em “ASSIMILEMOS A LIÇÃO” a sociedade não pode tolerar o desrespeito à lei, à cidadania, ao patrimônio público e ao meio ambiente para atender interesses de poucos em detrimento de toda a sociedade.
Não podemos olvidar e jogar no esquecimento os mais de, supostamente, R$ 200.000,00 (duzentos mil reais) enterrados em fundações precipitadas, para implantar aquele monumento à estupidez contrariando legislação, bom senso, interesses coletivos, destruindo a paisagem, arrancando amendoeiras centenárias, usando laudos fraudulentos e agredindo, física e moralmente, repórteres e ambientalistas contrários ao projeto.
É necessário termos memória e reagir contra os atrevimentos e desrespeitos dos ocupantes do poder para que não ocorra, em Ubatuba, o que a Folha de S.Paulo e Ubatuba Víbora relataram, no dia 02-01-08, do município paulista de Rosana.
VIVA UBATUBA. Sem dengue e sem caluniadores.
 

Corsino Aliste Mezquita.
Ubatuba 04 de Janeiro de 2008.


O VOTO É FORTE

Ano de 2008, mais uma eleição municipal está preste a acontecer.
Os políticos se preparam cada um como pode, porém, certo que todos traçam estratégias. Nem sempre ganha aquele que sai na frente, pois, muito embora seja pouco o tempo para a campanha, os eleitores tiveram quatro anos para avaliar.
Toda avaliação não será em vão se houver opções para votar. A falta de opção influi na escolha uma vez que a limita àqueles que concorrem ao pleito.
Quanto mais candidato, mais favorecido ficará o da situação, tendo em vista que a divisão de votos tende a favorecer os candidatos que possuem base política consistente e, obviamente, assim quem já detém o poder com o pleno controle da “máquina” sai favorecido (mas não vitorioso).
A população para provar da melhor escolha dependerá de muita união e destreza, se quiser eleger aquele que realmente acha que pode governar com habilidade e honestidade que cada cidadão merece.
Ubatuba não pode escolher quem a governará nos próximos quatro anos, ela é a moça que o pai vai escolher com quem a casará (período patriarcal), não tem escolha e, portanto, deverá confiar naqueles que a amem de coração.
O que a cidade precisa a maioria sabe, entretanto, são poucos que podem faze-lo.
O orçamento é bom, as fontes de arrecadação são as mais variadas, os métodos, porém, antiquados. Entendo que o munícipe deve gostar de contribuir, mas para isso ele precisa ver o bom emprego de sua contribuição, ninguém merece o desperdício, afinal, todo dinheiro é suado.
Por outro lado, ninguém tem bola de cristal para saber se o que vem é melhor, daí, deve-se considerar o caráter da pessoa que pretende governar e esse fator se mede pelos atos de cada pretendente.
O eleitor deve ver o que fez, o que faz, o que já foi feito, o que poderia ter sido feito e o que se poderá fazer. Somando, multiplicando, dividindo e subtraindo o pior chegará à conclusão de que votou corretamente.
Esqueçam balelas e propagandas, pois, podem ser falsas, se for preciso mudar que mude sem medo, caso contrário, que fique como está, porém, fiscalize vorazmente para onde vai o dinheiro de sua contribuição e exija por ele o respeito que merece seu próprio suor. O voto é forte se for unido, direcionado e fiscalizada a sua destinação; de outra forma se torna fraco e cai no descrédito. Eleitor que acha que o seu único voto não tem peso é porque não sabe o que é e nem como votar, sobre esses que se sobressaem os maus políticos.
Ubatuba precisa de voto consciente, não desperdice essa chance de mostrar que o eleitor é a verdadeira autoridade e para ele o político deve o legítimo respeito. Caso contrário o povo pode ir às ruas e, de forma pacífica, porém, respeitada, exigir as mudanças necessárias ao interesse comum.Valorize o seu voto e valorize a si próprio.
 

Ivair Pinto de Moura
Membro do PTB de Ubatuba.


Receber veranistas será um PRESENTE DE GREGO ???

As colocações simplórias, para o Agora São Paulo, da tal "diretora" da AGEM mostra claramente como somos vistos. Locais onde os "problemas acontecem". Melhor tapar os olhos por 4 ou 5 dias por ano e varre-los para debaixo do (seu - dela) tapete.
Espero que algum QI uma hora dessas re avalie e, saiba como exigir muito mais (para receber, de graça, tanta gente que mais destrói do que usa) que estes "poucos dinheiros" com que somos contemplados ( pelas benevolências do estado) para essa ou aquela "obrinha" de maquiagem paisagística ou, para cobertura de feirinhas. Quem sabe?

"A diretora da Agem (Agência Metropolitana da Baixada Santista), Débora Blanco Bastos Dias, diz que, neste ano, a situação foi pior por causa do aumento da demanda devido ao caos aéreo e à melhora na renda da classe baixa.
Segundo ela, investimentos estão sendo feitos, mas não resolverão os problemas em feriados em que a população mais do que dobra. "Nem nós nem nenhum país do mundo conseguimos planejar isto."
O diretor do Sinaenco (Sindicato da Arquitetura e da Engenharia), Marcelo Rozenberg, concorda que as cidades não devem ser planejadas para a situação mais extrema. "Acho que cabe aí uma ponderação: É o caso de investirmos por causa de quatro a cinco dias por ano?", pergunta, e responde ele mesmo. "Acho que faz mais sentido investir em metrô, rodoanel e saneamento em cidades carentes." Para ele, a solução seria criar outros pólos de atração e dividir este fluxo de pessoas. "Mas é difícil mudar os hábitos quando todo mundo quer pular ondinhas", destacou."

Ronaldo Dias
Ubatuba

Assista a TV Litoral Virtual
Clique na tela abaixo para iniciar a transmissão
Foto do Dia Topo

Para participar desta seção basta enviar as fotos com crédito do autor e legenda, no tamanho mínimo
de 1024 x 768 pixels com resolução de 72dpi para fotododia@litoralvirtual.com.br.  O envio da foto caracteriza autorizada a sua publicação, assumindo o autor total responsabilidade pela publicação da mesma.

Perequê Açu  ©Emilio Campi

Perequê Açu
©Emilio Campi

Envie sua foto!

Para instalar a foto como papel de parede (wallpaper)
Clique na foto acima. Após carregar a foto ampliada, clique com o botão direito do mouse sobre a imagem e escolha "Definir como papel de parede" ou "Definir como fundo de tela". Para ajustar a imagem em tela cheia, clique em qualquer lugar da área de trabalho com o botão direito do mouse, escolha "Propriedades" / "Fundo de Tela" ou "Papel de Parede" / "Ampliar".

Arquivos:  Foto Saudade  -  Foto do Dia

 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão no Litoral Virtual:
Clique Aqui


As notícias, fotos e cartas publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo. O envio de qualquer material para nosso e-mail
será considerado como autorizado a sua publicação e assumida a total responsabilidade pelo seu conteúdo.
As cartas devem conter nome completo, RG, endereço, telefone de contato e um e-mail válido.
Reservamos o direito de não publicar cartas que não contenham a devida  identificação do autor.

Editor: Emilio Campi

GRÁTIS!!
Receba as Últimas Notícias do Litoral em seu e-mail:

Quero receber GRATUITAMENTE o boletim Últimas Notícias do Litoral:

e-mail:
Cidade:



Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

 

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:

Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br

©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor