Litoral Virtual últimas notícias do litoral
Quarta-feira, 09 de Janeiro de 2008 - Nº 1902 Edições Anteriores

Maré Legal Terra Caiçara

Região
Movimento de turistas na cidade continua intenso mesmo após Réveillon
Aluguel de imóvel na região tem aumento 22%
Cai reincidência entre jovens na Fundação Casa
Depois do Litoral Sul, águas-vivas podem chegar às praias da região


Caraguatatuba
Cia Caraguatá apresenta “Maria Borralheira” para crianças do Interior na Praia
Fiscalização do comércio apreendeu diversos itens de ambulantes irregulares
Prefeitura de Caraguá envia cerca de 73 mil carnes de IPTU
Teatro de Rua invade projeto Coreto em Sol neste sábado 12
Centenas de crianças do interior conhecem o mar em Caraguá pelo “Interior na Praia”

Ilhabela
Prefeitura abre inscrições para interessados no Banho da Dorotéia
Ilhabela nos últimos preparativos para o Carnaval 2008


São Sebastião
Temporada: cresce número de multas de estacionamento em local proibido
Cai infestação por Aedes aegypti no município
Projeto de férias da EM Barequeçaba recebe mais de 100 alunos
Sabesp anuncia plano de emergência para garantir abastecimento no Carnaval
Idade Digital leva conhecimentos em informática a idosos da Faculti
Paralamas do Sucesso apresentam de 25 anos de sucesso neste sábado
Praia da Baleia ganha acesso para portadores de deficiência em parceria entre Prefeitura e SAB
Prefeitura oferece Planta Popular para população de baixa renda de São Sebastião

Ubatuba
Intoxicação alimentar lidera casos de atendimento na Santa Casa durante a temporada
Município recebe nesta quarta o primeiro navio de cruzeiros
Homem mantém mulher refém por 3 horas e atira por ciúmes
Vendas nas passagens de ônibus para Ubatuba aumentam cerca de 5% nesta temporada
2º Festival de Verão “Beira Mar” da Região Sul de Ubatuba.


Seções
Poesia
Carta do Leitor
Foto do Dia

Notícias da Região Topo

Movimento de turistas na cidade continua intenso mesmo após Réveillon

Litoral Norte - .As praias de Ilhabela continuam cheias mesmo depois das festas de final de ano. Alguns turistas resolveram aproveitar o mês inteiro de férias.
O diretor da Divisão de Trânsito, Laudelino Dias, disse que a cidade ainda está com excesso de veículos e avalia que pelo menos 6 mil veículos permaneceram depois do Réveillon.
Ele explica que esse movimento é bom para Ilhabela. "A ilha precisa desse movimento para manter os comércios e, além disso, é um pessoal que respeita as leis de trânsito", conta. Já para a Dersa, o movimento é atribuído ao turista de um dia que faz a travessia para Ilhabela, passa o dia e vai embora no final da tarde. A empresa informou ainda que os carros estão enfrentando cerca de meia hora de fila.
Silvia Pugliese, diretora social da Associação de Hotéis concorda que a cidade está lotada por causa dos turistas que vêm apenas passar o dia na Ilha. "Minha pousada está lotada, mas não são todos os lugares que estão assim", conta. Ela avalia que esse ano está mais fraco que o mesmo período do ano passado. "A associação está achando estranho a não lotação dos hotéis e pousadas", explica.
Para Carlos Nunes, comerciante que depende de movimento no Centro da cidade, a circulação de pessoas no bairro central está bom, ma não se compara com a primeira semana de janeiro. "O movimento durante a noite está muito grande, mas acredito que depois do Réveillon há uma troca de turistas, aqueles que vieram passar as festas vão embora e dão lugar para outras pessoas", diz.
A Dersa, empresa responsável pela travessia Ilhabela/São Sebastião informou que no último feriado compreendido do dia 26 de dezembro à 02 de janeiro entraram 26.424 veículos em Ilhabela e saíram 20.189. Em comparação ao ano passado o número cresceu 1%, mas a grande diferença é que este ano entraram mais veículos e saíram menos.  (Fonte: Imprensa Livre)

Aluguel de imóvel na região tem aumento 22%

Litoral Norte - .Nem a falta de água, o trânsito caótico, a falta de produtos nas prateleiras dos supermercados, e outros problemas, como coleta de lixo deficiente, têm espantado os turistas de passar o verão nas praias. A prova disso é o aumento no preço dos imóveis.
Em 12 cidades do litoral paulista, todos os tipos de imóveis disponíveis para locação nas férias de janeiro estão com diárias mais caras em relação ao ano passado. Os aumentos variam de um mínimo de 2,22% a um máximo de 22,22%. E o Litoral Norte é onde se concentram as maiores altas e o maior valor pedido pelos proprietários - R$ 493,00 pela diária de um apartamento de quatro dormitórios.
Em praias de cidades como São Sebastião e Ilhabela, a locação diária de apartamentos com um dormitório subiu 22,22%, passando da média de R$ 110,00 em 2007 para R$ 134,44 em janeiro próximo. O menor aumento, de 2,22%, foi o de casas de três dormitórios na Baixada Santista, onde estão cidades como Santos e Guarujá. O aluguel médio desse tipo de imóvel subiu de R$ 270,00 para R$ 276,00.
A pesquisa feita pelo Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo (CRECI-SP) com 64 imobiliárias dessas 12 cidades encontrou no Litoral Sul o menor valor de locação para essa temporada. Vai pagar em média R$ 95,00 por dia quem se dispuser a alugar um apartamento do tipo quitinete em cidades como Peruíbe e Praia Grande.
"Os aumentos são conseqüência de uma esperada alta na procura nestas férias de verão em que a economia aquecida com mais empregos e maior renda deixa mais famílias em condições de desfrutar de férias no litoral", afirmou o presidente do CRECI-SP, José Augusto Viana Neto. "Mas é sempre possível negociar valores e obter descontos maiores quanto maior for o tempo de locação", esclareceu.
Valores para todos os bolsos - Entre os extremos do apartamento quitinete e o de quatro dormitórios, as imobiliárias têm ofertas para todos os bolsos e necessidades. Casais com um filho pequeno podem encontrar uma casa de um dormitório por R$ 115,00 no Litoral Sul, R$ 128,00 na Baixada Santista e R$ 142,50 no Litoral Norte.
Os apartamentos de dois dormitórios estão sendo oferecidos por diárias que variam de R$ 180,63 no Litoral Sul a R$ 187,00 na Baixada e R$ 207,00 no Litoral Norte, segundo a pesquisa CRECI-SP. As casas têm valores praticamente idênticos.
Também são mínimas as diferenças entre os valores das diárias das casas e dos apartamentos mais procurados, os de três dormitórios. No Litoral Norte, o valor médio das casas está cotado a R$ 338,89 e o dos apartamentos a R$ 310,83. Na Baixada Santista, as diárias vão de R$ 276,00 (casas) a R$ 285,00 (apartamentos). E no Litoral Sul as casas saem por R$ 240,00 e os apartamentos por R$ 233,00.
O CRECI-SP pesquisou os valores de locação em 64 imobiliárias das cidades de Bertioga, Caraguatatuba, Guarujá, Ilhabela, Itanhaém, Mongaguá, Peruíbe, Praia Grande, Santos, São Sebastião, São Vicente e Ubatuba.  (Fonte: Imprensa Livre)

Cai reincidência entre jovens na Fundação Casa

Litoral Norte - .A reincidência entre os adolescentes que cumprem medida sócio-educativa de internação na Fundação Casa caiu 11 pontos percentuais em 2007, em comparação ao ano retrasado. Segundo dados da instituição, 29% dos adolescentes em 2006 eram reincidentes. No fechamento de 2007, a taxa ficou em 18%.
Este é um dos principais pontos positivos do balanço divulgado no final do ano passado pela presidente da Casa, Berenice Giannella. "O dado mostra que estamos avançando na política de descentralização do atendimento e na reformulação pedagógica da instituição", explica Berenice.
Outro dado que está associado às mudanças na Fundação Casa é a queda no número de rebeliões. "Neste ano de 2007, fechamos com uma marca histórica, de apenas cinco rebeliões", diz a presidente.
Em anos anteriores, em que a Fundação Casa esteve mergulhada em crises, os números eram muito superiores. Para se ter uma idéia, em 2003, foi registrado um total de 80 rebeliões. Em 2005, quando se começou a trabalhar com o conceito de descentralização do atendimento, houve 53 ocorrências do gênero. Em 2006, o número já havia sido reduzido para 28, mas ainda era relativamente alto.
A política de descentralização também avançou nestes dois últimos anos, com a construção de 27 novas unidades no Interior e Grande São Paulo - 15 delas só em 2007.
As novas unidades são geridas em parceria com a sociedade civil, por meio de organizações não-governamentais indicadas pelas prefeituras e pelos conselhos de direitos da Criança e do Adolescente dos municípios que as abrigam. "Isso torna o atendimento mais transparente e dificulta a ocorrência de maus-tratos", diz Berenice. "Para se ter uma idéia do avanço deste modelo, a Pastoral do Menor, que era uma das entidades mais críticas à antiga Febem, administra três unidades em parceria com a Fundação Casa (duas em Sorocaba e uma em Franca)."
As novas casas, uma delas em Caraguatatuba, que atenderá os adolescentes do Litoral Norte, cuja obra já começou, têm capacidade máxima para 56 jovens - 40 em regime de internação e 16 em internação provisória. "São do tamanho de uma sala de aula, o que facilita o atendimento individualizado aos adolescentes", afirma Berenice Giannella. "Além disso, com as novas unidades, os jovens são atendidos próximos de suas famílias, o que facilita no processo de recuperação."
O programa de descentralização ainda está em andamento. Prevê um total de 59 novas unidades no Interior e na Grande São Paulo.
O Litoral Norte tem atualmente 34 adolescentes infratores, sendo que quatro estão em internação provisória, ou seja, aguardando o prazo de 45 dias para que a Justiça decida se ficará internado ou será colocado em liberdade.
Destes, um cometeu homicídio doloso e oito tráficos de drogas. Os outros 30 se encontram internados nas instituições espalhadas pelo Vale do Paraíba. Ubatuba é a cidade que mais detém adolescentes infratores. São 13 jovens. Caraguatatuba e São Sebastião têm 10 e um em Ilhabela.
Embora o número seja pequeno, os crimes cometidos por estes infratores do Litoral Norte são os mais graves. São 11 casos de roubo. Depois vem oito por tráfico de drogas e oito por homicídio. Os demais, que incluem estelionato, estupro e furto, além de latrocínio (com dois menores), têm um caso cada e somam juntos cinco internados. (Fonte: Imprensa Livre)

Depois do Litoral Sul, águas-vivas podem chegar às praias da região

Litoral Norte - .O biólogo, professor e diretor do Cebimar (Centro de Biologia Marinha da Universidade de São Paulo), Dr. Álvaro Esteves Migotto, alerta que é possível que as águas-vivas possam chegar às praias do Litoral Norte. Ele diz: "não é certa a vinda delas para cá, mas existe sim a possibilidade disto ocorrer". Isso porque, elas se movimento devido às condições climáticas, que podem favorecer ou não a chegada delas à região.
Na semana passada, as praias do Litoral Sul tiveram 841 casos registrados de queimaduras por águas-vivas. As cidades de Santos com três casos, São Vicente com quatro, Praia Grande com 303, Mongaguá com 485, Itanhaém com 30 e Peruíbe com 16 casos, compõem o quadro de casos registrados de vitimas por cidade.
As águas-vivas mais comuns, encontradas nas praias do litoral brasileiro, são da espécie caravela portuguesa. Elas flutuam em grupos e encalham na praia, têm um corpo gelatinoso de uma cor roxo-azulada, com a parte superior semelhante a uma bexiga, que é visível acima da linha da água.
Esta espécie possui tentáculos que liberam toxinas e causam queimaduras de 1º e de 2º grau em casos mais graves. Através dos tentáculos das águas-vivas, é liberada uma neurotoxina que ataca o sistema nervoso, mesmo quando o tentáculo é cortado, a neurotoxina continua ativa, por isso, mesmo na areia pode causar queimaduras. As queimaduras causam irritações fortes de dor intensa, e em casos críticos, provocam câimbras, náuseas, desmaios, vômitos, convulsões, problemas respiratórios e até arritmia cardíaca.
O professor Álvaro Migotto comenta que esta espécie de águas-vivas é uma das mais perigosas, e que já ocorreu em outros paises registros de óbitos devido ao contato com as criaturas. As dores causadas dependem da extensão do contato dos tentáculos com a pele da pessoa. Ele avisa que se alguém perceber a presença das águas vivas na praia tem que evitar entrar na água. O professor também alerta que se uma criança de pouca idade, como dois anos tiver um grande contato com a água-viva, pode até chegar a falecer, se a parte do corpo contaminada for muito grande.
Álvaro Migotto explica: "o fato de não estar do lado, mas estar próximo já é perigoso, pois os tentáculos dessas águas-vivas, quando esticados podem chegar até 30 metros. O jeito mesmo é não entrar na água". Ele ainda diz que as águas-vivas não atacam. "É um encontro passivo, na verdade somos nós que se encostamos a elas. Isso porque elas não têm capacidade natatória, na verdade as águas-vivas são carregadas pelo vento", complementa Álvaro Migotto.
De acordo com o professor, as águas-vivas são carnívoras, se alimentam de peixes e pequenos crustáceos e não têm órgãos sensoriais para localizar a presa. Por isso, quando algum peixe passa por entre seus tentáculos é liberada uma toxina para se paralisar a presa então poder se alimentar, já que estas águas-vivas não têm capacidade de perseguição. "Elas não conseguem ir atrás de um peixe a meio metro, elas dependem dos ventos para se locomover, por isso, desenvolveram uma arma química para se paralisar a presa quando em contato com seus tentáculos, na verdade, o alimento delas se dá por uma espera passiva", acrescenta o professor Álvaro. Ele ainda comenta: "as águas-vivas são um sistema nervoso primitivo, por isso, quando algo encosta, elas têm a informação que é uma presa e libera a toxina. A queimadura é algo involuntário", acrescenta.
O professor comenta que se trata de um organismo colonial, e são oceânicas, vivem longe das costas, mas estão à mercê dos ventos e de condições climáticas e atmosféricas. Ele explica que as águas-vivas não procuram as costas, pois elas acabam encalhando e morrem.
Referente ao número alto de casos registrados no Litoral Sul, o professor comenta que se deu por uma coincidência de fatores. Ele afirma: "as 'caravelas' chegaram em um número grande, em uma época de maior índice de banhistas. As condições de mar calmo, muito calor, fazem que as pessoas permaneçam por mais tempo na água, o que aumenta as chances de contato".
O professor e biólogo, Álvaro Migotto, fala que se alguém se queimar deve sair imediatamente da água e verificar se ficou algum resto de tentáculo na área atingida. Se sim, retirar os tentáculos com algum palito ou graveto, mas nunca com as mãos. Pode-se também, de acordo com o professor, Álvaro Migotto, fazer compressas com vinagre para se diminuir a ação das toxinas, ou também com água fria, ou com a própria água do mar.
Mas Álvaro lembra que em hipótese alguma se deve urinar na área atingida, pois é anti-higiênico, não tem efeito nenhum e pode causar alguma infecção secundaria. Ele recomenda para que nunca se jogue areia na área atingida, pois também pode originar uma infecção, não jogar também água doce no local, pode-se promover as toxinas que não entraram em ação e, principalmente, tem que procurar atendimento especializado em um pronto-socorro ou hospital.  (Fonte: Imprensa Livre)


Notícias de Caraguatatuba Topo

O Guaruçá Caraguatatuba

Cia Caraguatá apresenta “Maria Borralheira” para crianças do Interior na Praia

Caraguatatuba - A Cia Caraguatá de Teatro também fará parte do programa Caravanas do Conhecimento – Interior na Praia, nesta quarta-feira, dia 9 de janeiro. Caraguá está recebeu no dia 7 de janeiro 240 crianças de 6 cidades do Estado de São Paulo, entre elas Bady Bassit, Cândido Motta, Mombuca, Nova Europa, Ribeira e Ribeirão Corrente.
A participação da Cia Caraguatá no Interior na Praia, é parte da parceria da FUNDACC (Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba) com a Secretaria de Educação, que recebe crianças do interior que nunca viram o mar, todo o ano, graças ao programa realizado pelo CEPAM – Centro de Estudos e Pesquisas em Administração Pública.
O conto “Maria Borralheira”, de Silvio Romero, montado pelos 11 atores da Cia Caraguatá em outubro, por meio do projeto de incentivo à leitura “Letras de Luz” (da Fundação Victor Civita e Energias do Brasil), será apresentado para todos os visitantes de Caraguá, na EMEF João Benedito Marcondes, no Barranco Alto, às 20h.
Segundo o diretor do trabalho, Adbaílson Cuba, o objetivo da FUNDACC é oferecer entretenimento. “Como já tínhamos esse trabalho montado, tivemos a idéia de oferecê-lo ao programa Interior na Praia, assim, além de conhecer o mar, os alunos do interior terão um contato mais próximo com as artes em geral”, finalizou. (Fonte: PMC)

Fiscalização do comércio apreendeu diversos itens de ambulantes irregulares

Caraguatatuba - A Prefeitura de Caraguatatuba, por meio da Fiscalização do Comércio, da Secretaria da Fazenda, em parceria com as Secretarias de Urbanismo, Habitação e Trânsito, e Saúde/ Vigilância Sanitária tem atuado efetivamente no sentido de combater o comércio irregular.
Isso está relacionado principalmente aos vendedores ambulantes, que agem de forma clandestina, vendendo produtos sem uma permissão municipal.
No primeiro fim-de-semana foram apreendidos mais de 2 mil produtos, e a fiscalização prosseguirá durante toda a temporada, com um reforço maior nos finais de semana.
Neste sábado e domingo, dias 5 e 6 de janeiro, os fiscais do comércio da Prefeitura de Caraguá trabalharam, tanto na região central como nas praias, onde normalmente, na alta temporada, o número de vendedores ambulantes cresce bastante em relação aos demais meses do ano.
As apreensões deste fim-de-semana foram de 8 caixas de isopor com cerveja em lata, 6 mostruários de peças hippies (painéis) e 6 bandejas de churros, além de 8 apreensões de churrasquinho de queijo coalho.
Conforme explicam os fiscais da prefeitura, os produtos apreendidos, se aproveitáveis, são encaminhados a instituições sociais da cidade, como asilos, CIEC (Casa da Criança), e produtos alcoólicos são despejados.
No caso de apreensões de artesanato, os proprietários do material recolhido têm prazo de 7 dias úteis para retirar os produtos, mediante ao pagamento da multa correspondente a 50 VRM – Valor de Referência do Município. Após esta data, todo o material recolhido é encaminhado ao Fundo Social de Solidariedade do município. De acordo com a Prefeitura de Caraguá, o valor atual do VRM é de R$ 1,8415, até dezembro deste ano. (Fonte: PMC)

Prefeitura de Caraguá envia cerca de 73 mil carnes de IPTU

Caraguatatuba - A prefeitura de Caraguatatuba já enviou os carnes de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) para todos os munícipes. As remessas foram postadas no correio nos dias 2 e 3 de janeiro. Cerca de 73 mil carnes já foram enviados aos munícipes que terão desconto, caso optem por pagar o débito em cota única.
De acordo com o setor de Cadastro, quem desejar quitar todo débito, a primeira cota única terá até o dia 20 de janeiro para pagar a dívida com 10% de desconto. Para a 2ª cota única, o vencimento será no dia 10 de fevereiro e o contribuinte, que pagar de uma só vez, terá 5% de desconto.
O setor informou ainda, que para o proprietário de imóvel que não tem condições de pagar a dívida em cota única, o valor total foi divido em 11 parcelas , e o primeiro vencimento será no dia 10 de fevereiro e os vencimentos serão todo dia 10 de cada mês. Até o vencimento, as parcelas podem ser pagas em qualquer agencia bancária, após o vencimento, somente na agencia do Banco do Brasil.
“Se por algum motivo a pessoa não receber o carne pode vir até o setor de Cadastro da prefeitura e retirar a segunda via, ou então retirá-lo no site da prefeitura”, disse Ana Cláudia Ribeiro dos Santos, chefe do setor.
Para mais informações, o munícipe pode entrar em contato com o setor de Cadastro pelos telefones 3897-8221 ou 3897-8170.
Site da prefeitura: www.caraguatatuba.sp.gov.br   (Fonte: PMC)

Teatro de Rua invade projeto Coreto em Sol neste sábado 12

Caraguatatuba - O projeto Coreto em Sol terá atrações diferentes aos sábados, durante o mês de janeiro. Os amantes de teatro poderão assistir grandes espetáculos de rua, com três companhias teatrais que participarão do projeto da FUNDACC – Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba.
Neste sábado, dia 12, o primeiro grupo a se apresentar na cidade será a Cia Controvérsias, com o espetáculo Bumba Meu Boi, às 20h30, em frente o coreto da Praça Cândido Motta.
No sábado, dia 20, a Cia Gente Falante, de Porto Alegre (RS) apresenta o teatro de bonecos “João e Maria”, também às 20h30, e para encerrar o mês de janeiro com chave-de-ouro, a cidade recebe “A Farsa do Bumba Meu Boi”, com a Cia De Quatro no Ato, do Rio de Janeiro.
Segundo o coordenador de Artes Cênicas da FUNDACC, Adbaílson Cuba, os grupos convidados a participar do projeto Coreto em Sol em janeiro já vieram para a cidade. “As companhias de teatro que tiveram maior aprovação do público, durante a Mostra Nacional de Teatro de Rua, foram convidadas a voltar. As peças têm censura livre, portanto, fica registrado o convite da FUNDACC para que todos compareçam à praça Cândido Motta e prestigie o teatro de rua em Caraguá”, finalizou. (Fonte: PMC)

Centenas de crianças do interior conhecem o mar em Caraguá pelo “Interior na Praia”

Caraguatatuba -  O verão na praia está sendo uma novidade para milhares de crianças do interior de São Paulo. Vindas de todos os cantos do estado, elas realizam o sonho de passar as férias escolares na praia.
Em Caraguatatuba, 240 crianças chegaram ontem à cidade. Elas vieram lugares que ficam a quilômetros de distância do litoral, mais de 600 km em alguns casos. Para muitos desses visitantes estão tendo a oportunidade de ver o mar pela primeira vez. “Essa é minha primeira vez na praia, estou gostando muito. A cidade é bonita, se pudesse, ficaria muito mais tempo aqui”, declarou João Vitor Francisco, 11 anos, de Bady Bassitt.
Na tarde de ontem (07), as 240 crianças que passam a semana em Caraguá fizeram a primeira visita a praia. “Era exatamente do jeito que eu imaginava. As ondas, as montanhas, é tudo muito legal”, afirmou Amanda Gomes de Melo, da cidade Cândido Mota. “Eu nem conhecia Caraguatatuba, mas gostei de tudo na cidade. A praia é muito gostosa.” Após visitar a praia do Indaiá, as crianças voltaram para os alojamentos e puderam se divertir com sessões de cinema e diversas brincadeiras.
Na manhã de hoje, os estudantes, divididos em dois grupos, foram a praias diferentes. As caravanas de Ribeira, Ribeirão Corrente e Nova Europa 01 foram à Prainha, e as cidades de Bady Bassitt, Candido Mota e Mombuca foram à Mococa. As amigas Aline, Vanderli e Sheila comentaram gostar mais da praia da Mococa. “Aqui as ondas são mais calmas, e no caminho até aqui dá pra ver mais casas bonitas e prédios.”
No decorrer da semana, além das visitas diárias à praia, as crianças conhecerão o MACC (Museu de Arte e Cultura de Caraguatatuba) e participarão de outras atividades nas escolas municipais onde estão hospedadas. Amanhã (08), por exemplo, elas poderão assistir encenações teatrais e na quinta-feira haverá uma festa a fantasia.
João Fernandes Lenzico, técnico esportivo na cidade Candido Mota, acompanhou as crianças de sua cidade em todas as edições. “Já é o terceiro ano que participo do programa e é maravilhoso estar junto dessas crianças que, na maioria dos casos, nunca puderam ver o mar e talvez não tenham outra oportunidade.” Ele explica que o município de Candido Mota está localizado a 650 km de Caraguatatuba, o equivalente a oito horas de viagem até o litoral. Segundo conta, a maioria das crianças que vieram não têm condições financeiras de realizar uma viagem dessas. “Muitos pais chegaram a perguntar se não poderiam viajar junto, pois também não conhecem o mar”, brincou João.
Referindo-se a importância educacional do passeio para as crianças, João disse que eles estão adquirindo uma bagagem cultural de valor imensurável. “Conhecer a história de uma outra cidade, pessoas diferentes, a cultura da região, tudo isso será importante na formação deles. Além da experiência de ficar um período longe dos pais”, finalizou.(Fonte: PMC)

Notícias de Ilhabela Topo

Vulcano Portal da Palmeira

Prefeitura abre inscrições para interessados no Banho da Dorotéia

Ilhabela - O setor cerimonial da prefeitura abriu inscrições aos interessados em participar do desfile dos Blocos do tradicional Banho da Dorotéia. O evento é antigo na cidade.
Caiçaras de Ilhabela contam que o Banho da Dorotéia provem das antigas folias de carnaval da década de 1940. Outros dizem que o tradicional banho nasceu por conta da preferência das famílias, em aproveitar não só as noites de carnaval, mas também os dias.
Segundo o prefeito de Ilhabela, Manoel Marcos de Jesus Ferreira, mais do que um desfile de blocos, “a folia é um movimento criado nas ruas, que vai agregando pessoas por onde passa, com sua contagiante alegria e irreverência”.
Os desfiles são realizados na passarela do samba, montada tradicionalmente na rua Carvalho, na Vila, Centro da Cidade.
Após percorrer aproximadamente 300 metros, os blocos ganham a entrada do Píer da Vila, onde o desfile é encerrado quando os foliões mergulham com as roupas, confeccionadas com papel crepom, colorindo as águas transparentes do canal.
Em Ilhabela, desde 1950, o evento acontece no último dia do carnaval, terça-feira, às 14h, a concentração é em frente a Câmara Municipal.
Para desfilar no Banho da Dorotéia, além de ser obrigatório que as fantasias sejam feitas com papel crepom, o bom humor é fundamental.  (Fonte: Imprensa Livre)

Ilhabela nos últimos preparativos para o Carnaval 2008

Ilhabela - Este ano, o carnaval chega mais cedo e as Escolas de Samba de Ilhabela estão a todo o vapor nos barracões confeccionando as fantasias para o desfile.
O Carnaval de Ilhabela é realizado pela Prefeitura Municipal em parceria com a LECI - Liga das Entidades Carnavalescas de Ilhabela, sob a direção da presidente Noemi Petarnella, e conta com a responsabilidade na avenida da Comissão de Carnaval, dirigida pelo presidente Norberto B. Oliveira.
O desfile do Bloco Educativo da Saúde abre o Carnaval na sexta-feira, 01 de fevereiro às 22:00 horas.
Sábado, 02, e domingo, 03 desfilam os Blocos filiados a LECI:

Sábado:
Unidos do Pequeá – 22:30
Segura no Bagre – 23:25
Unidos do Morro – 14:20

Domingo:
Unidos do Tim Malha – 22:30
Banda das Bonitas – 23:25
Bloco do Ditinho – 24:20
Bloco Azul e Branco – 01:15

Segunda-Feira
Desfile das Escolas de Samba, seguindo a ordem estipulada por sorteio:
Mocidade Sul da Ilha – 22:30
Unidos de Padre Anchieta – 23:45
Unidos do Garrafão – 01:00
Escola de Samba Água da Boca Perequê – 02:15
Mocidade Independente da Ilha – 03:30

Terça-Feira
Apuração – 11:00
Banho da Dorotéia – 14:00
Premiação e desfile das Campeãs – 22:30

Os desfiles serão realizados na passarela do Samba, Rua Dr. Carvalho – Vila, e todas as noites após os desfiles, acontecerá o Carnaval de Rua.
Para participar, tanto a comunidade como os visitantes poderão passar nos barracões das escolas e escolher sua fantasia. (Fonte: Imprensa Livre)

Notícias de São Sebastião Topo

São Sebastião Superchic

Temporada: cresce número de multas de estacionamento em local proibido
Costa Sul é a recordista na infração

São Sebastião -  Em função de várias reclamações por parte dos moradores e comerciantes da Costa Sul de São Sebastião em relação ao trânsito, a Divisão de Tráfego (Ditraf), órgão ligado a Secretaria da Segurança Urbana (Segur), intensificou a ação dos agentes visando coibir as infrações dos motoristas.
O trabalho é executado durante o dia e a noite com apoio da Polícia Militar e deve ser intensificado até o final de semana após o feriado de Carnaval.
Segundo o diretor da Ditraf, Márcio Nonato, o maior número de autuações se refere ao estacionamento em local proibido, cujos valores variam de R$ 53,20 a R$ 127,69 e acarretam pontos na Carteira Nacional de Habilitação do motorista, sendo de 3 quando a infração for leve, 4 quando for média, e 5 para a grave. "É a infração recordista em todas as praias da Costa Sul", afirma. Ele conta que os locais mais problemáticos são Juquehy, Baleia, Cambury, Boiçucanga e Maresias.
A orientação da Ditraf é para que os condutores de veículos respeitem a sinalização de trânsito para evitar o recebimento de multa. Caso não haja local permitido em via pública, a recomendação é para que procure um estacionamento particular.
Nonato pede ainda para que os motoristas não acreditem nos "flanelinhas" ou guardadores de carros uniformizados porque, além de cobrarem um valor alto, eles não têm autorização da Prefeitura para atuar no sistema viário.
De acordo com ele, no bairro de Cambury, os "flanelinhas" cobravam cerca de R$ 20 de cada motorista enquanto que nas áreas particulares o estacionamento fica em torno de R$ 10. De acordo com o diretor, a Ditraf esteve no local para sanar o problema e verificou que os envolvidos vêm da cidade de São Paulo, entre outras localidades, para agir na região.  (Fonte: Imprensa Livre)

Cai infestação por Aedes aegypti no município
São Sebastião está fora da faixa de risco de epidemia causada pelo mosquito Aedes aegypti, responsável pela transmissão da dengue.

São Sebastião -  O LIRA (Levantamento de Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti) - estudo feito pela Secretaria de Saúde (Sesau) para a prevenção do combate à Dengue no município - apontou um nível de infestação do mosquito em 2.25%. Esse índice se enquadra na faixa de alerta, de acordo com os parâmetros estabelecidos pelo Ministério da Saúde.
O resultado é positivo, segundo explica a diretora da Vigilância em Saúde da Sesau, Márcia Saavedra, uma vez que em anos anteriores, o mesmo levantamento realizado nesse período do ano apontou índices que colocaram a cidade na faixa de risco de epidemia. São Sebastião encerrou 2007 com 132 casos positivos da doença, sendo 127 autóctones e cinco importados.
O método do LIRA, aplicado sob orientação da Sucen (Superintendência de Controle de Endemias), foi realizado no município no mês de outubro de 2007. Para controlar a doença e atingir a meta de zerar os casos na cidade, a equipe de agentes continua efetuando as ações de rotina como pesquisa e tratamento de pontos estratégicos, imóveis especiais, avaliação de densidade larvária e atividades educativas e de bloqueio de transmissão.
Outra ação que a Vigilância está desenvolvendo é a intensificação da visita às casas de veraneio, já que durante os outros períodos do ano essas residências permanecem fechadas, dificultando o trabalho dos agentes de controle da Dengue.
Nesta semana, a equipe da Vigilância em Saúde deve realizar um novo balanço para reavaliar o quadro da doença no município. (Fonte: Imprensa Livre)

Projeto de férias da EM Barequeçaba recebe mais de 100 alunos

São Sebastião -  Pais e alunos da EM de Barequeçaba, na região central de São Sebastião, acompanharam nesta segunda-feira (7/1), o lançamento do projeto de férias “Lazer Cidadão”, que será desenvolvido até o próximo dia 19 nas dependências da unidade escolar. Esta é a terceira edição de programa que vai receber mais de 100 crianças e moradores da comunidade com idade entre 3 e 14 anos.
O principal objetivo do projeto é recepcionar as crianças que neste período de alta temporada ficariam mais em casa enquanto seus pais trabalham. “A maioria dos pais trabalha em casas de veraneio como caseiro, jardineiro e essa é a época mais exigida deles”, explica a diretora da EM Barequeçaba, Edilene Alves de Matos Campos.
Para os participantes do Lazer Cidadão esse é um período de muita festa e brincadeira. Talita Carvalho de Laura, 11 anos, já participou das outras edições e disse que gosta de fazer mais amigos e brincar. A pequena Maria Eduardo Santos Melo, 7 anos, também gosta das novidades e diversidade das ações. “É melhor que ficar na rua”.
O programa também é esperado pela caseira Márcia Petrocinas do Carmo, 52 anos, que leva o filho Thiago Petrocinas do Carmo, 10 anos, para ficar na escola nesse período. “Nem bem acabaram as aulas ele já queria saber quando poderia voltar para cá”, disse.
A ação terá o envolvimento da equipe gestora, funcionários e estagiários da escola, além de voluntários de Barequeçaba que serão monitores do projeto. O “Lazer Cidadão” terá seis oficinas nas áreas de dança, artes plásticas, cinema, música e informática, além de contar com uma brinquedoteca. Às terças e quintas-feiras, os inscritos serão reunidos em times que vão disputar pontos nos jogos recreativos.
Além disso, os alunos vão participar de um “Acantonamento” no dia 18, às 18h, que é um acampamento dentro da escola.
Durante o lançamento do projeto, a diretora Edilene Campos agradeceu aos voluntários e a própria comunidade que entendeu o objetivo do projeto. “São pessoas que deixaram suas férias de lado para estar aqui com nossas crianças”
A secretária da Educação, Marilene Ramachotti Leite, disse que o exemplo da unidade foi seguido e este ano todas escolas que têm laboratório de informática ficarão abertas para a comunidade durante as férias. “O que dá certo temos de ampliar”.
O prefeito de São Sebastião, Dr. Juan Garcia, compareceu à abertura do projeto, elogiou a iniciativa e ressaltou os investimentos realizados pela Prefeitura na Educação. Até o final do ano vamos instalar mais 201 computadores nas 50 escolas municipais. Também investimentos em creches e ampliação no número de salas de aula. Nenhuma criança estuda mais dentro de contêineres”, disse o prefeito.
Ele acrescentou ainda que serão construídas escolas nos bairros da Topolândia e Morro do Abrigo, na região central, e Enseada, na Costa Norte, e Juquehy, na Costa Sul. A unidade de Maresias está quase pronta.
O encerramento do projeto, com a certificação dos participantes, será no dia 19, às 10h, após o café comunitário. (Fonte: PMSS)

Sabesp anuncia plano de emergência para garantir abastecimento no Carnaval

São Sebastião -  O presidente da Sabesp, Gesner Oliveira, garantiu nesta terça-feira (8/1) que não faltará água em São Sebastião durante o feriado prolongado de aniversário de São Paulo, comemorado em 25 de janeiro, e o Carnaval, que este ano cai na primeira semana de fevereiro. O anúncio foi feito após reunião com o prefeito Dr. Juan Garcia. Na virada do ano, vários bairros da região central e da Costa Norte ficaram sem água.
Segundo ele, a médio prazo a empresa buscará alternativas de aportes de suprimento de água para São Sebastião que poderiam aumentar a oferta e deixar a situação mais confortável.
Oliveira adiantou que a Sabesp vai investir cerca de R$ 119 milhões no Litoral Norte nos próximos dois anos. O recurso é para implantação de adutoras, ampliação da rede e das estações, entre outras obras consideradas necessárias e urgentes.
Paralelo a isso, outros R$ 350 milhões serão aplicados pela empresa em todo o Litoral Paulista voltados para a redução de perdas de água ao longo da rede. “É uma política da empresa a redução desses gastos.”
A identificação dos pontos críticos nos bairros mais afetados foi mapeada pela Unidade de Negócio Litoral Norte. Conforme o superintendente Benedito Felipe Oliveira Costa, entre os dias 26 de dezembro e 1º de janeiro houve um grande consumo de água da parte baixa e a população da parte alta sofreu os efeitos. “Foi algo sem precedentes e tivemos problemas nos bairros da Topolândia, Olaria e Topovaradouro”.
Para contornar a situação, a moto-bomba da Olaria foi trocada, na Topolândia foi colocado um anel de reforço para elevar a pressão e foi feita uma interligação no conjunto de moto-bomba para enviar água para o Topovaradouro, que em breve também vai receber um anel de reforço.
Na Costa Sul, a Sabesp identificou um consumo acima da média. Só no sistema de Barra do Una, entre o Natal e Ano Novo a abastecimento passou de 6,8 milhões de litros na virada para 2007 contra 13, 9 milhões nesta temporada. Em Juquehy, foram 20 milhões de litros contra 38 milhões em seis dias.

Conscientização
Durante encontro com o prefeito Juan Garcia, o presidente da Sabesp solicitou apoio no sentido de realizar uma campanha de conscientização dos usuários para o uso racional da água. Município e empresa vão produzir uma cartilha que será entregue a veranistas e moradores com orientações para não lavar a calçada, desligar o chuveiro na hora que for se ensaboar, não usar água para lavar o carro, entre outras medidas. A empresa fará a distribuição do material nos pedágios.
O secretário do Meio Ambiente de São Sebastião, Teo Balieiro, propôs ao presidente a confecção de sacolinhas de pano com informações sobre a campanha visando, ao mesmo tempo, fazer um trabalho de educação ambiental com os visitantes da cidade.
Gesner Oliveira acrescentou ainda que sua equipe está à disposição da Prefeitura para eventuais sugestões de legislação municipal que combata o desperdício de água.
Para o prefeito Juan Garcia, o encontro com a Sabesp foi proveitoso no sentido de garantir que a crise no abastecimento de água não vai se repetir no feriado de 25 de janeiro e no Carnaval. “A Sabesp local sempre nos atendeu muito bem, e a presença do presidente reforça a exigência de uma postura de investimento na cidade.”
Garcia ressaltou ainda que sua luta foi sempre no sentido da empresa cumprir com os compromissos na cidade, concluído a implantação do sistema de esgoto de Paúba/Maresias, Barra do Sahy/Baleia, e outras pendências que já foram solicitadas. (Fonte: PMSS)

Idade Digital leva conhecimentos em informática a idosos da Faculti

São Sebastião -  A Faculti (Fraternidade e Assistência Cultural à Terceira Idade) de São Sebastião realizou a aula inaugural do curso de computação para idosos na última segunda-feira (7/1). O projeto, denominado Idade Digital, tem o objetivo de quebrar paradigmas, inserindo o idoso no universo do computador, fazendo com que seja capaz de realizar operações básicas no micro, como digitar textos, elaborar planilhas e acessar a internet, integrando-o à sua família. O prefeito Dr. Juan Garcia foi prestigiar os alunos, acompanhado da presidente do Fundo Social de Solidariedade, Rosa Mota e da secretária do Trabalho e Desenvolvimento Humano, Ana Margarida Freire.
As aulas serão ministradas pela analista de sistemas Viviane Ramalho de Azevedo, que apresentou aos presentes um esboço do programa de ensino que será desenvolvido com os idosos. “Vou usar linguagem mais simples possível e sem pressa, sem exigências, acompanhando o ritmo deles. Vou aprender muito com eles também, pois nunca trabalhei com esse público antes”, declarou a professora.
O prefeito explicou que o desejo da administração é ajudar cada vez mais entidades como a Faculti. “Hoje existem 17 sociedades mantidas com dinheiro público em São Sebastião, uma verba total de R$ 3,5 milhões ao ano, muito bem empregada. E desde 2005, os repasses em dia permitem que as instituições se programem e viabilizem projetos de extrema importância como esse”, enfatizou. Dr. Juan lembrou ainda que antigamente, a falta de leitura caracterizava o analfabetismo, mas hoje isso é caracterizado pela falta de conhecimento e operação de um computador, ressaltando a importância do projeto Idade Digital para a comunidade.
A aluna Palmina Moraes, 68 anos, compartilhou da opinião do prefeito, acrescentando ser a primeira vez que vai lidar com um computador. Ela, que é professora aposentada, disse já ter alfabetizado muita gente e hoje sente que o “mundo digital” faz falta em sua vida. “Quero me sentir mais útil e mais tarde, com esse novo conhecimento, ajudar o próximo, a comunidade”.
O projeto Idade Digital foi viabilizado com o apoio da Prefeitura de São Sebastião e contou também com a parceria do setor de incentivo cultural do Banco do Brasil, de São Paulo, que doou os dez computadores que compõem a sala, batizada de “Miguel Santoro”, numa homenagem póstuma ao fotógrafo aposentado, poeta, artista e um dos alunos mais queridos da Faculti, falecido em dezembro passado.
A Fraternidade e Assistência Cultural à Terceira Idade atende mais de 250 idosos, divididos em grupos de alfabetização, artes plásticas, condicionamento físico e social, dança de salão, direito e cidadania, educação artística, educação musical, língua portuguesa, psicologia e viver saudável e informática.
Para conhecer o trabalho da Faculti ou mesmo participar das atividades oferecidas é só se dirigir à sede da entidade na rua João Batista Fernandes, 38, no Centro, de segunda à sexta-feira, das 13 às 18h, ou ligar para (12) 3892.6551.(Fonte: PMSS)

Paralamas do Sucesso apresentam de 25 anos de sucesso neste sábado

São Sebastião -  Os Paralamas do Sucesso é o segundo grupo de renome nacional a subir no palco da Praça de Eventos da Rua da Praia dentro da tradicional Festa do Padroeiro. O show será realizado neste sábado (12/1), a partir das 23h, com entrada franca.
O amor pelo Rock e o Reggae/Ska levou Herbert Vianna, Bi Ribeiro e João Barone a formar os “Paralamas do Sucesso” no início dos anos 80, inspirados pelo som de grupos como The Police, The Beat e The Specials, que reciclavam os ritmos criados na Jamaica.
A apresentação promete rever canções do CD “Hoje”, de 2005, além de músicas que emocionam jovens e adultos em 25 anos de carreira. Mesmo sem um novo disco após três anos de lançamento, o grupo percorre várias cidades do Brasil e depois do Carnaval as atenções se voltam para um CD de inéditas, a ser lançado ainda este ano.
É a segunda vez que os Paralamas do Sucesso se apresentam em São Sebastião e de acordo com o músico João Barone, é muito bom voltar aos lugares onde o grupo já se apresentou para rever o público. “Como estamos no verão, com certeza a festa será muito boa. Shows abertos à comunidade costumam levar um grande público o que nos faz tocar com mais empolgação ainda”, relatou.
Barone também garante que as melhores músicas que embalam o público estarão presentes no show. É o caso de “Alagados”, “Que país é este?”, “Seguindo Estrelas”, “Cuide bem do seu amor”, “Longo Caminho”, e “Lanterna dos Afogados”.
Após o show dos Paralamas do Sucesso passam ainda pelo palco na Rua da Praia: Djavan (19/1), Beth Carvalho (20/1), Calcinha Preta (25/1), Pitty (26/1) e Tihuana (27/1). Mais informações pelo telefone (12) 3892-2620 ou no site www.saosebastiao.sp.gov.br(Fonte: PMSS)

Praia da Baleia ganha acesso para portadores de deficiência em parceria entre Prefeitura e SAB

São Sebastião -  A praia da Baleia, na Costa Sul de São Sebastião, agora conta com uma rampa de acesso para portadores de deficiência. Desta maneira, pessoas que utilizam cadeiras de rodas podem chegar até a areia da praia.
A obra foi realizada em parceria entre a Prefeitura de São Sebastião, por meio da Secretaria das Subprefeituras (Subprefeitura da Costa Sul), que cedeu o maquinário, e a Sociedade Amigos da Baleia, com a doação de todo o material necessário e mão-de-obra.
Esta é mais uma medida que reflete o compromisso da Prefeitura de São Sebastião e da sociedade civil em atender a Lei de Acessibilidade, dentro do propósito de “Cidade para Todos”. Em São Sebastião, todas as obras da Prefeitura estão adequadas à lei, bem como os estabelecimentos comerciais que têm sido fiscalizados para o atendimento à legislação federal.
Segundo o secretário das Subprefeituras, José Carlos Moreno, o trabalho em parceria tem gerado bons resultados. “Além da acessibilidade, também facilita para os pescadores, moradores e turistas na praia da Baleia. Temos conseguido várias melhorias em parcerias, como praça em Juquehy, pavimentação de ruas, entre outras”, destaca Moreno.
Em setembro de 2006, a Prefeitura de São Sebastião foi a grande vencedora do Prêmio Sentidos, na categoria Menção Honrosa- Empresa/Governo, graças ao projeto “Cidade para Todos - Inclusão de Deficientes Físicos e com Mobilidade Reduzido”. O reconhecimento veio após o município aderir à Lei de Acessibilidade buscando ações para tornar a cidade acessível a todo cidadão. O concurso foi promovido pela Associação de Valorização e Promoção do Excepcional (Avape), a Revista Sentidos e o Instituto Ressoar.(Fonte: PMSS)

Prefeitura oferece Planta Popular para população de baixa renda de São Sebastião

São Sebastião -  A Prefeitura de São Sebastião, por meio da Secretaria de Obras e Planejamento (Seop), em parceria com a Associação dos Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos da cidade (AEAASS), acertou toda a documentação para que a população de baixa renda do município tenha direito à Planta Popular. Os interessados já podem solicitar o benefício, mas devem atender alguns requisitos como não ter outro imóvel no território nacional, possuir renda mensal familiar até cinco salários mínimos e a área a ser edificada ter até 70 metros quadrados.
O convênio para a prestação de serviços foi assinado entre a municipalidade e a AEAASS no início de dezembro de 2007 e será válido pelo período de um ano. Os documentos necessários para reivindicar a planta popular são: comprovante de renda; cópia do RG e do CPF do proprietário; cópia da capa do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU); cópia do documento de propriedade do imóvel (escritura do terreno ou contrato/compromisso de compra e venda); e declaração do interessado de que é o único imóvel que possui no território nacional (reconhecer firma da assinatura).
De acordo com Claudia Lima Pereira de Castro, chefe da Divisão de Habitação, o convênio não abrange a regularização das casas existentes nos núcleos congelados, pois as mesmas são regularizadas conforme os locais vão sendo decretados como Zona de Especial Interesse Social (Zeis). Ou seja, a concessão da planta popular serve apenas para novas construções e ampliações dos imóveis, o que também vai beneficiar moradores das áreas congeladas. O benefício, segundo Claudia, atende a todos os munícipes que comprovem os requisitos necessários conforme estabelece a lei 1850/07.
Com base na parceria, o profissional (engenheiro ou arquiteto), devidamente cadastrado na AEAASS vai confeccionar plantas populares, elaborar memorial descritivo, dar orientação técnica e acompanhar novas obras residenciais referentes ao programa.
Segundo o prefeito Dr. Juan Garcia, o objetivo do convênio é auxiliar o morador que quer ter a sua casa e vai fazer com a ajuda de um técnico responsável. Toda a documentação deve ser entregue à Divisão de Habitação, que irá conferir e encaminhar o requerente à Associação dos Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos da cidade. O respectivo setor está localizado na avenida Antônio Januário do Nascimento (avenida da balsa), 213, Centro.(Fonte: PMSS)

Notícias de Ubatuba Topo

Restaurante Solar das Águas Cantantes Terra Caiçara ACIU
Intoxicação alimentar lidera casos de atendimento na Santa Casa durante a temporada

Ubatuba-A intoxicação alimentar foi o problema que mais levou gente à Santa Casa, nestas duas últimas semanas de alta temporada em Ubatuba. Segundo a diretoria do hospital, muitas pessoas e, principalmente, crianças procuraram atendimento médico com os sintomas de intoxicação, causada por algum tipo de alimento ou bebida consumidos na cidade.
Segundo o Diretor Técnico da Santa Casa, Marcos Alexandre de Souza, os números e as declarações dos pacientes apontam que o município ainda sofre com a má manipulação e armazenamento dos produtos que são ingeridos pela população.
Ele lembra que o Sol forte e o calor dificultam ainda mais a conservação de certos alimentos, que, se servidos, poderão causar algum tipo de problemas aos consumidores. Além disso, com o movimento grande nos estabelecimentos, o “abre e fecha” das geladeiras também prejudica a qualidade de alguns produtos, que não ficam armazenados na temperatura ideal.
“Os adultos ainda são mais resistentes e muita gente acaba arranjando alguma solução caseira para o mal estar, entretanto, as crianças, até uns 8 anos, precisam de auxílio médico”, relata o Diretor Técnico da Santa Casa, Marcos de Souza, ressaltando que o medicamento com mais saída até agora foi o Plasil, utilizado, justamente, em casos de intoxicação alimentar.
Além dos problemas com os alimentos, o atendimento no hospital, também pôde constatar a falta de cuidado dos turistas com o Sol forte. “Muitos casos de insolação também foram prontamente atendidos pela nossa equipe médica”, completa o Doutor Marcos.
Pequenos cortes e acidentes, como queda em pedras e afogamentos, completam a lista dos casos mais atendidos pelo hospital de Ubatuba. “É preciso alertar mais os turistas sobre o risco de quedas, principalmente, nas cachoeiras e costeiras do município. Geralmente, os pacientes chegam bem machucados e necessitam até de transferência”, acrescenta o Diretor Técnico da Santa Casa, Marcos Alexandre, ressaltando que, com relação à dengue, as noticias são animadoras. Ele informa que não foi registrado nenhum caso ou suspeita da doença durante as últimas semanas. É preciso lembrar que a cidade terminou o verão passado em estado de epidemia da doença. (Fonte: Imprensa Livre)

Município recebe nesta quarta o primeiro navio de cruzeiros
A chegada do navio Island Escape marcará o ingresso de Ubatuba na rota dos cruzeiros marítimos

Ubatuba-Ubatuba vai receber na próxima quarta-feira, dia 9, o primeiro navio de cruzeiros, que desembarcará no município cerca de mil passageiros, que ficarão na cidade entre 9h e 22h. A chegada do navio Island Escape, da empresa Island Cruises, marcará o ingresso de Ubatuba na rota dos cruzeiros marítimos, fortalecendo o município dentro da atividade turística, vocação natural das cidades litorâneas.
"Nossa administração tem sido marcada pela superação de grandes desafios, como a vinda dos Jogos Regionais, a recuperação de áreas públicas e a intervenção na Santa Casa.
A chegada de navios de cruzeiros é mais um desafio que certamente será um marco histórico para a cidade e para nos firmarmos como destino de cruzeiros marítimos, um ramo turístico que está em grande expansão no país", disse o prefeito de Ubatuba, Eduardo César. "Possuímos todas as características necessárias, muita beleza natural e estamos muito empenhados em deixar tudo preparado para mostrarmos o melhor de Ubatuba a estes turistas", complementou.
Organização - O transatlântico que vai aportar em águas ubatubenses inicia sua viagem no Porto de Santos, na próxima terça-feira, dia 8, e também vai passar por Ilha Grande, no Rio de Janeiro. O desembarque dos passageiros deve ser feito no Píer do Itaguá e para que tudo aconteça de forma organizada, foi preparada uma operação especial, com aumento no número de policiais e salva-vidas, disponibilidade de transporte gratuito e cinco opções de pacotes turísticos, como passeios de escuna, vôos panorâmicos de helicópteros, visita a praias, aulas de surfe e mergulho.
Duas lanchas da Polícia Ambiental e duas viaturas do Corpo de Bombeiros também estarão a postos para agir em caso de emergência. "O dia 9 de janeiro marcará definitivamente a história de Ubatuba, como uma nova era para o nosso turismo. Estamos nos empenhando incansavelmente desde o início de 2007 para que possamos fazer desta chegada do Island Escape como um passo definitivo para a inserção de Ubatuba no mercado nacional e internacional de cruzeiros marítimos", explicou o secretário de Turismo de Ubatuba, Luiz Felipe Azevedo.  (Fonte: Imprensa Livre)

Homem mantém mulher refém por 3 horas e atira por ciúmes

Ubatuba-Um homem de 25 anos manteve, durante a madrugada deste sábado, a namorada como refém, na própria residência do casal. Após o cárcere privado, ele atirou em Cláudia de Souza Santos, 23 anos, a atingindo na região das nádegas. V.A.C foi detido pela polícia Militar e será acusado por porte ilegal de arma, cárcere privado e tentativa de homicídio.
A jovem foi encaminhada para Santa Casa e não corre risco de morte. De acordo com o boletim de ocorrência, o fato aconteceu devido a uma discussão conjugal. V.A.C teria chegado em casa do serviço e não encontrou a namorada. Ele, então, aguardou Cláudia de Souza armado, na própria residência, no bairro do Silope, região central de Ubatuba. Quando a namorada chegou, imediatamente a discussão começou, o que fez com que os vizinhos acionassem a Polícia Militar. V.A.C permaneceu com a jovem por cerca de três horas, mesmo com a presença dos policiais na parte externa da casa.
Antes de se entregar, ele efetuou um disparo contra Cláudia de Souza, que a atingiu na região dos glúteos. Segundo testemunhas, V.A.C não teria aceitado o retorno tardio da namorada à residência do casal, na Rua Batista de Oliveira, no Silope e a acusava de ter saído para uma festa sem ter avisado nada.
A crise de ciúme deverá custar caro para o detido, que responderá por três crimes, incluindo o de tentativa de homicídio. Cláudia de Souza permanece em observação na Santa Casa de Ubatuba.  (Fonte: Imprensa Livre)

Vendas nas passagens de ônibus para Ubatuba aumentam cerca de 5% nesta temporada

Ubatuba- A principal empresa de transportes, que atende o Litoral Norte, apresentou um aumento, de em média 5%, nas vendas de passagens rodoviárias com destinação à Ubatuba, nesta temporada, em relação à mesma época do ano passado.
Segundo o diretor da Litorânea, Fernando Cesar, os números do transporte viário, de certa forma, confirmam a sensação do comércio regional, de que o movimento de turistas, neste ano, está maior que os feriados de dezembro e janeiro de 2006/2007.
A empresa lembra que, a crise no setor aéreo e o tempo firme também colaboraram para uma maior procura pelo meio rodoviário e a destinos mais próximos, fato que, segundo Fernando Cesar, pode ser confirmado pelos enormes congestionamentos que se formaram nas estradas litorâneas e nas que ligam a região ao resto do Estado de São Paulo. “O movimento foi tão intenso que, na ligação entre as cidades do Litoral Norte, a empresa operou 24 horas por dia, com cerca de 180 veículos”, Ressalta o diretor da Litorânea, Fernando Cesar, lembrando que nos dias 1 e 2 de janeiro, a linha Ubatuba-São Paulo, operou com um intervalo de apenas meia hora e, mesmo assim, a média de lotação, só iria garantir o embarque, cerca de 10 horas depois da compra.
Ainda segundo a direção, a empresa se preparou para esta temporada, renovando boa parte da frota. A litorânea também realizou uma campanha de incentivo à visitação do Litoral Norte. Os ônibus carregam banners com fotos das quatro cidades da região, ressaltando as belezas naturais de cada município. A empresa afirma ainda que o aumento, de em média 5%, em relação à temporada passada, ocorreu em toda região, com um nível ainda maior para Costa Sul de São Sebastião, onde o movimento no transporte viário cresceu quase 9%.  (Fonte: Imprensa Livre)

2º Festival de Verão “Beira Mar” da Região Sul de Ubatuba.

Ubatuba-Na Praça de Eventos da Praia da Maranduba está acontecendo todas as sextas e sábados, o 2º Festival de Verão “Beira Mar”. O evento é promovido pela Prefeitura Municipal de Ubatuba através da SETUR - Secretaria de Turismo e FUNDART - Fundação de Arte e Cultura em parceria com a ABAMVITUR – Associação do Mar Virado para o Turismo da Região Sul de Ubatuba e conta com várias apresentações culturais e shows com bandas ao vivo. A Praça de Eventos da Praia da Maranduba fica ao lado da “Feira de Artesanato da Maranduba”, onde quem passar pelo local poderá ver e levar o verdadeiro artesanato de Ubatuba.
Os shows começam a partir das 21:00 horas , confira abaixo a programação para os próximos finais de semana:
2º Festival de Verão 2007/2008 - Programação de Shows

Dia 11/01/08 – Sexta –Feira
Show com a cantora LAINE

Dia 12/01/08 – Sábado
Banda os Blackout

Dia 18/01/08 – Sexta-Feira
Banda Level 5

Dia 19/01/08 – Sábado
Banda Pracaniz

Dia 24/01/08 – Quinta – Feira
Banda do Flavinho

Dia 25/01/08 – Sexta - Feira
Banda Contato Imediato

Dia 26/01/08 – Sábado
Show com o cantor João Terra

Venham participar e se divertir !!!
Contato : abamvitur@hotmail.com

 


Cine Porto. 3833 2066

"Bee Movie A história de uma abelha"
Desenho !!!! Dublado !!!Ás 15:00 - 19:00hs

" A bússola de ouro"
Aventura com Nicole Kidman e Daniel Craig
Ás 17:00 - 21:00 hs



cineporto@hotmail.com

Poesia Topo

Tem bicho no mato

De madrugada,
quando os pássaros
começam a cantar,
eu escutei o vento
sacudindo as folhas
para acordar as árvores
e um grito de macaco
ou de qualquer outro bicho,
só pra avisar,
na minha opinião,
que é tempo de retornar.

Félix Cabral

Carta do Leitor
As mensagens, fotos e opiniões  publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo. O envio de qualquer material para nosso e-mail
será considerado como autorizado a sua publicação e assumida a total responsabilidade pelo seu conteúdo.
As mensagens deverão conter nome completo, RG, endereço, telefone de contato e um e-mail válido.
Reservamos o direito de não publicar cartas que não contenham a devida  identificação do autor.
Topo


“CORRUPÇÃO DECEPCIONA CIDADE”

A Folha de São Paulo (FOLHA A8), de 02-01-08, publicou matéria sob o título: “Corrupção deixa em crise cidade de São Paulo”. A matéria foca o município de ROSANA, às margens da hidrelétrica Sérgio Motta, (antiga Primavera). A corrupção decepcionou, irritou e movimentou a população contra seus políticos.
A cidade, com 19.919 habitantes, tem orçamento de R$ 52.000.000,00 (cinqüenta e dois milhões de reais) e, segundo o Dr. Promotor, Marcelo Creste, que apurou a corrupção: “Rosana, pela arrecadação que tem, era para ser uma cidade com nível de vida europeu. Isso se todo esse dinheiro desviado tivesse sido destinado para benefício da população”. O dinheiro, a que o Dr. Promotor refere-se, são os R$ 60.000.000,00 (sessenta milhões de reais) desviados dos cofres públicos, nos últimos três anos, pelo sistema de corrupção instalado no município e denominado pelo pomposo nome de “PARCERIA COMERCIAL”. Sistema que envolvia empresários, funcionários públicos, seis dos nove vereadores e o prefeito, já cassado, Jurandir Pinheiro.
Como conseqüência da corrupção, Rosana sofre hoje:
-“Dívida de R$ 40.000.000,00 (quarenta milhões)”.
-“Postos de Saúde sem remédios”.
-“Hospital com parte do atendimento suspenso por falta de verbas”.
-“Prédios públicos abandonados”
-“Emigração de jovens por falta de empregos e de oportunidades”.
Esse vandalismo todo foi derrotado pela união da população em torno da “ASSOCIAÇÃO PELA ÉTICA E MORALIDADE ADMININISTRATIVA”, Ministério Público, Justiça e Polícia. Esta prendeu 41 pessoas. Entre elas o prefeito cassado, os seis vereadores, (que davam apoio incondicional ao prefeito cassado), empresários e funcionários públicos. A união de forças da população e o cumprimento do dever das autoridades desbarataram a gangue de ladrões.
Ao ler e analisar a matéria jornalística fiquei impressionado com a similitude de efeitos vivida em Ubatuba. Como em Rosana, em Ubatuba temos:
-Postos de saúde sem remédios;
-Hospital com parte do atendimento suspenso por falta de verba;
-Prédios públicos abandonados;
-Emigração de jovens por falta de empregos e oportunidades;
-Obras, supostamente, superfaturadas;
-Obras concluídas, com atrasos de meses ou anos, após ter vencido o contrato inicial, e que, entregues, permanecem meses sem uso. Etc. Etc. Etc.
Efeitos, necessariamente, têm causas. Não sabemos se são as mesmas de Rosana ou outras. O que é necessário e urgente é buscar as causas desses efeitos que tanto empobrecem, perturbam e aviltam Ubatuba e, como Rosana, sana-las.
VIVA UBATUBA. Sem dengue e sem caluniadores.
 

Corsino Aliste Mezquita
Ubatuba 09 de Janeiro de 2008.


IPTU de Ubatuba + Taxa de Bombeiro

Caro Editor, leitores,munícipes e Prefeito de Ubatuba.
Acabo de receber novo carne de Ubatuba que além de ser um dos mais altos do país, anexo ao carnê uma nova taxa de Bombeiro!
Estranhamente esta nova cobrança é baseada em metragem quadrada de meu imóvel.
Curiosamente o município de Ubatuba até onde sei não possui carro de combate a incêndio.
Gostaria de perguntar a prefeitura: Caso meu imóvel pegar fogo, e os bombeiros de Ubatuba não tiverem equipamento de combate ao fogo, serei indenizado pela prefeitura?
Ou esta taxa é apenas mais uma maneira de engordar os cofres da Prefeitura?
Ou vamos esquecer que tivemos epidemia de dengue.
Da falta de planejamento com falta de água em alta estação.
Não estou querendo criticar o trabalho dos bombeiros que ao meu ver são heróis, que arriscam suas vidas para salvar outros, com total falta de equipamento ou em quantidade suficiente para atender tantas ocorrências.
Se esta taxa for destinada integralmente para os bombeiros posso até achar justo.
Gostaria que alguém pudesse me passar mais informações sobre mais esta cobraça?
 

Álvaro Dias/ SP


Uma questão de respeito!

Em contato com diversos empresários da Av. Guarani, senti uma forte insatisfação quanto as ações empreendidas pela Prefeitura no local, ações executivas, que não levaram em consideração o dia/dia de suas atividades. O empresário de Ubatuba é um guerreiro, sobrevive á sazionalidade e aos atos inconseqüentes se seus governantes, na temporada “trabalham duro” para cumprir com suas obrigações, seja com fornecedores, funcionários e principalmente com o cliente á ser atendido. Vale lembrar que eles pagam altos impostos e taxas Federais, Estaduais e Municipais durante o ano todo. O que eles pedem é um pouco mais de respeito por parte do Poder Público Municipal, pois são geradores de emprego e renda em nosso Município. O que fica latente é a falta de um canal de dialogo verdadeiro entre o Executivo, o que se fala não se cumpre, mesmo que isto tenha sido acordado em reunião oficial. Atender com urbanismo o cidadão/contribuinte é uma questão de respeito. Diante de tamanho desrespeito para com estes empreendedores, coloco-me a disposição para as ações que se fizerem necessárias em defesa da cidadania de quem verdadeiramente trabalha pelo desenvolvimento de Ubatuba.
Em tempo: Um abaixo assinado esta sendo feito. O que se pede? Respeito.
 

Charles Medeiros
vereador

 

Perdendo a esperança...

Meu nome é Walter Calil Elias Jr., Sou médico e cirurgião dentista, formado em 2 faculdades que me custaram 11 anos de minha vida e quase toda minha juventude estudando e trabalhando para pagar as mesmas. Hoje enquanto se discute se a carga horária deve baixar de 40 para 30 horas semanais, trabalho em média de 90 horas semanais, além de fazer cursos, especializações e ler todos os dias como minhas 2 profissões exigem. Com tudo isso, trato de meus pacientes como se fossem meus parentes, com empenho e a firmeza que cada situação exige. Porém estou perdendo a esperança em nosso país e principalmente no ser humano, tão desonesto, tão mesquinho e tão mentiroso... No último dia 31 de dezembro, em meio há um "massacre" que foi submetido o Pronto Atendimento de Boiçucanga, com mais de 380 atendimentos por dia, muitos destes casos emergências, tudo realizado por 3 médicos, com a referência mais próxima localizada há 35 km, recebi às 0h43min, a paciente Tereza de Oliveira, trazida pela filha e pela Sra. Sidney (mãe do vereador Vagner Teixeira, que me permito citar, por ambos serem pessoas maravilhosas e de caráter), com história de Câncer de colo de útero, metástase (quando o câncer passa para o resto do corpo), caquexia (magreza intensa), hemorragias vaginais à repetição, anemia intensa pela perda de sangue pela hemorragia, insuficiência renal crônica (quando os rins não funcionam), em tratamento com radioterapia e quimioterapia em um hospital de São José dos Campos, regido pela UNIFESP, no qual estava internada e pasmem, foi dado alta e liberado para dirigir-se ao litoral norte, onde temos um único hospital, há 35 km de distância de onde ficaria a paciente alojada, num momento em que mais de 1,5 milhões de turistas inundavam todas as rodovias e sistemas de nossa região. Como já disse, a paciente retro-citada deu entrada às 0h43min, e quando estava sendo levada, sem esperar sequer um segundo, para sala de GO, fui explicado da situação e de pronto já ordenei que preparassem uma ambulância para translado para o Hospital de Clinicas de São Sebastião, enquanto eu e a enfermeira Cristina, realizávamos na sala de emergências a medição da pressão arterial (90X60 mmHg), colocação de Soro (RL 500ml) e analgésicos (Buscopam Composto) via endovenosa, tamponamento vaginal, limpeza da paciente e colocação de compressas vaginais e fralda geriátrica, a medicação e o soro estão checados às 0h50min (07 minutos da entrada da paciente!!!!), e translado realizados 27 minutos da entrada da paciente, todo este processo acompanhado e explicado à filha presente, e também comprovado, tanto pela folha de atendimento que pode ser vista por qualquer pessoa na Secretaria de Saúde como pela Sra. Sidney (mãe do vereador Vagner Teixeira) que estava presente. Pois bem, logo depois fui acionado para tratar do paciente Ed Carlos, que havia levado um tiro na cabeça, caso que foi muito divulgado na imprensa, e que nos custou muito sacrifícios e trabalho para manter-lo vivo, infelizmente dias depois foi a óbito, porém graças à equipe do PA de Boiçucanga, várias pessoas puderam receber seus órgãos, mas durante este atendimento a enfermeira Cristina foi chamada, a pedido da família da Sra. Tereza de Oliveira para interferir num suposto problema no Hospital de Clínicas de São Sebastião, e a enfermeira Cristina, muito prestativa, assim que a situação acalmou na sala de emergências, foi ao telefone tentar ajudar a família, e conseguiu, segundoinformações. Em face de tudo isto, tenho algumas indagações: 1. Como esta família pode mentir ao alegar que "sequer examinamos a paciente"??? 2. Como um jornal do porte da "Imprensa Livre" publica uma carta - denuncia com nomes de trabalhadores que dependem de seus nomes para sustentar suas famílias, e sequer faz uma ligação telefônica para os mesmos para que possam expressar sua versão do caso, junto com a denúncia, já que muitas pessoas leram a primeira notícia não lerão à resposta, isto é "imprensa livre"??? ou está mais para politicagem baixa e nojenta???? 3. Como o Hospital de São José dos Campos - regido
pela UNIFESP, o mesmo que rege há quase 5 anos,com pouquíssimas exceções, os inúteis e vergonhosos PSF da região, autoriza a família levar uma paciente nestas condições para uma região que estaria imerso num caos e com o hospital mais próximo a 35 km e nestes dias, pelo menos 1h30min de ambulância de distancia????? 4. Será que a família não estaria mais preocupada com as festas do que com a saúde da paciente, pois se estou com uma pessoa neste estado em minha família, a última coisa que faria seria levar-la para a praia no final de ano, onde até para comprar pão e sacar dinheiro nos caixas eletrônicos existem filas de horas????? 5. Até quando nossos nomes serão difamados e insultados por inverdades???? 6. Não será hora de começarmos a processar, por injúrias e difamação, pessoas irresponsáveis e maldosas, e meios de comunicação e políticos que usam de politicagem para sobreviver???? No meio de tudo está a paciente, envergonhada, deprimida e esquecida pela família, pela "Imprensa
livre" e pela tal da UNIFESP, e que somente eu e a enfermeira Cristina pusemos as mãos......
 

Dr. Walter Calil Elias Jr
São Sebastião, 05 de janeiro de 2008.


Endêmicos & Exóticos

Naquele tempo, viviam felizes naquilo que eram. Habitavam um dos lugares mais lindos do planeta. Ali, nada lhes faltava. Água, frutas, de vez em quando uma paca ou um gambá, mandioca, feijão, milho e, muito, muito peixe. Para que mais? Felizes, enquanto os séculos sedimentavam seus costumes, crenças, mitos e, religiosidades. O biótipo era marcado pelos raios do sol e pelas remadas vigorosas na canoa. A população tinha crescimento vegetativo, quase imperceptível, para as inexistentes estatísticas demográficas. Isolados, sem acesso, de difícil contato com o mundo externo, mantinham-se senhores de suas vidas e, de seus desejos. Um modelo de vida de explícita sustentabilidade, ao som afinado dos sabiás, decorado com o colorido alegre dos tiés e das saíras. Do paredão da Espia, vigiavam a aproximação dos cardumes de carapaus e de tainhas. Com esta forma de vida, revidavam, quase comemorando, o esquecimento e, o abandono total de quaisquer governos, ou, de qualquer outra interferência externa, mesmo daquelas transvertidas, como sempre, das “melhores das intenções”. Pela estrada do progresso, vieram inúmeras espécies exóticas e, suas respectivas interferências alteraram, profundamente, aquele balanceado equilíbrio. Unindo-se a caravana dos exóticos, os “bem feitores” da vida alheia, em suas ongs, vieram com a pretensão convicta de ensinar-lhes (imaginem) (ao contrário de aprenderem com eles) como deveriam viver. Daí para chegar onde estamos, foi um pulo. Um “pulico” de nada. Não mais do que duas gerações. Quando cheguei, procurei adaptar-me ao meio, aos usos e costumes. O tempo, os filhos, depois os netos, incumbiram-se de pintar em toda a minha alma, todas as tonalidades caiçaras. Algumas espécies exóticas, mesmo com o tempo, não se comportam com o respeito peculiar de quem chega. Não se adaptam ao meio. São insolúveis! São espécies invasoras.
 

Ronaldo Dias

 

Assista a TV Litoral Virtual
Clique na tela abaixo para iniciar a transmissão
Foto do Dia Topo

Para participar desta seção basta enviar as fotos com crédito do autor e legenda, no tamanho mínimo
de 1024 x 768 pixels com resolução de 72dpi para fotododia@litoralvirtual.com.br.  O envio da foto caracteriza autorizada a sua publicação, assumindo o autor total responsabilidade pela publicação da mesma.

Trilha na Itamambuca  ©Márcio Naves

Trilha na Itamambuca
©Márcio Naves

Envie sua foto!

Para instalar a foto como papel de parede (wallpaper)
Clique na foto acima. Após carregar a foto ampliada, clique com o botão direito do mouse sobre a imagem e escolha "Definir como papel de parede" ou "Definir como fundo de tela". Para ajustar a imagem em tela cheia, clique em qualquer lugar da área de trabalho com o botão direito do mouse, escolha "Propriedades" / "Fundo de Tela" ou "Papel de Parede" / "Ampliar".

Arquivos:  Foto Saudade  -  Foto do Dia

 Faça seu comentário, crítica, opinião ou sugestão no Litoral Virtual:
Clique Aqui


As notícias, fotos e cartas publicadas neste boletim são de inteira responsabilidade de suas fontes e autores,
não expressando necessariamente a opinião deste informativo. O envio de qualquer material para nosso e-mail
será considerado como autorizado a sua publicação e assumida a total responsabilidade pelo seu conteúdo.
As cartas devem conter nome completo, RG, endereço, telefone de contato e um e-mail válido.
Reservamos o direito de não publicar cartas que não contenham a devida  identificação do autor.

Editor: Emilio Campi

GRÁTIS!!
Receba as Últimas Notícias do Litoral em seu e-mail:

Quero receber GRATUITAMENTE o boletim Últimas Notícias do Litoral:

e-mail:
Cidade:



Obs.: Você poderá cancelar o recebimento das notícias a qualquer momento.

 

Conheça as cidades do Litoral Norte Paulista:

Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

Litoral Virtual
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet
Sugestões, críticas e informações, entre em contato:
info@litoralvirtual.com.br

©1995/2001 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor