Artigos Anteriores

Ronaldo Dias

O Dom Quixote da Caraguá-Ubatuba

Dom Quixote! Quem não conhece esta figura da literatura? Aquele que em cima do cavalo de pau, espetando um uma vara o cata-vento, pensava lutar com Dragões. Quer nos parecer que por aqui temos uma figura assim. Com essas exatas características. Todos nós conhecemos a situação precária que se encontra o trecho rodoviário CARAGUA – UBATUBA.

A pista? Esburacada, remendada, cheia de “nuances”, lombadas agressivas tanto quanto as placas que as indicam. Os acostamentos? Quais? A margem do leito carroçável é tão alta e tão esburacada, tomada pelo matagal que quando se tem que utiliza-la é melhor continuar, com o pneu furado do que se arriscar a capotar o veículo. À noite, a coisa piora. E muito. Com chuva então, o risco é eminente. Sabemos, que essa “nossa” estrada não é apenas “nossa” e para trafego local. A cada fim de semana, feriados prolongados ou mesmo no verão, chegam por ela, visitantes. Centena de milhares deles, que não vem andando. Vem com suas famílias em seus respectivos veículos.

Os Dragões. ESTA DEVE SER A PARANÓIA DO NOSSO DOM QUIXOTE o (i) responsável oficial pelo trecho. Medroso, assustado, despreparado, tresloucado, no comando de suas “visões” imagina, cada veículo como um monstro. Um Dragão, que deve ser domado, combatido, enquadrado nas faixas amarelas, duplas e contínuas, e por que não, expulso dos seus precários e perigosíssimos domínios. O que vieram fazer aqui? (deve perguntar-se).

Na cabecinha deste Dom Quixote, cada Dragão, tem que se comportar como ele quer. Não importa a lei. Neste trecho, ela a faz. Não importa para onde os Dragões pretendem ou precisam ir, aqui em seus domínios ele é que determina isso. A sua estratégia é nossa conhecida de longa data. Desorientar o Dragão! Essa atitude poderia ser classificada pela psicopatologia apenas como uma Mania. Primeiro “pensa” deixar a fera aturdida com o “balanço” da pista. De quando em quando (ou de quando em sempre) um forte solavanco em cada lombada ou “sonorizador” (aquele que passando, o veículo é que grita). Como em um matadouro, obriga-os a seguir, um atrás dos outros por longos 40 quilômetro.

Pela estrada (é uma estrada?) escura, sem sinalização, com curvas perigosas e sem indicação alguma (A NÃO SER OS TOTENS de indicação DAS LOMBADAS) os DRAGÕES tem de adivinhar onde estão. Em qual quilometro, em qual praia em qual bairro. Ficam, ao gosto do Dom Quixote, perdidos a cada quilometro ou trevo (se é que se pode chamar de trevo). Para aumentar a “segurança” (DELE) em seus domínios e em nome (imaginem) da segurança dos Dragões, retirou agora todas as placas comerciais indicativas. Afinal, os Dragões podem se “distrair” com tais placas indicativas e causar “acidentes”. Ou as placas, estariam “poluindo” o maravilhoso visual da infeliz estrada? Fora do padrão? Qual é o Padrão? Pode? Selecionou para retirar apenas as placas dos mais educados, hotéis, pousadas e restaurantes. Deixou os verdadeiros problemas comércios (botecos de beira de estrada) favelados, que se proliferam ao longo dos acostamentos da pista (vide Rio Escuro e outros) e é claro, os Back –ligts (luminosos) de proprietários poderosos e a placa da Associação dos Delegados na Enseada.

Acho que esse Dom Quixote se faz de louco, mas não é bobo. Assim, sobre o prisma de sua “esperta” visão, desorientados, os DRAGÕES estarão muito mais seguros. Além do que, ele, o Dom Quixote, fica muito mais tranqüilo, sossegado e sem responsabilidade pelo que possa acontecer “em seus domínios” com os ocupantes (famílias com crianças) dos Dragões.

Pobre Dom Quixote? Pobre de nós, uma cidade Turística, que depende totalmente do dinheiro dos Dragões, e dos milhares de usuários ter de tolerar as variações de Humor de um Dom Quixote e seus cata-ventos. Isso hoje é realmente uma verdade. Tenho dúvidas até quando. Até quando um cargo de tanta responsabilidade, em uma estrada tão precária, em uma região Turística, pode ser ocupado por um Don Quixote? Deve ser alguma “distração” do comando. Não é mesmo Sr Governador? Touché!

Ubatuba, 17/09/2001

Ronaldo Dias

Artigos Anteriores

Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba
Conheça as cidades do Litoral Norte:
Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba
Home Litoral Virtual - Home Page
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet

info@litoralvirtual.com.br
©1995/2010 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor

Sites do grupo: Litoral Virtual - Jornal Maranduba - PanoTour - Caraguá - Maranduba - Maré Legal - Truckmodelismo Brasil - ECampi