Artigos Anteriores

Ronaldo Dias

O que a Bahia tem II?

"Costa do Sauípe investirá US$3 mi para atrair turistas estrangeiros. Programa de divulgação definido vai priorizar mercado europeu"
"O complexo tem registrado ocupação inferior à meta de 50%

O Complexo Costa do Sauípe, que reúne cinco hotéis e seis pousadas, investirá cerca de US$3 milhões no segundo semestre para divulgar o empreendimento no exterior. A estratégia, segundo Thomas Humpert, presidente da Sauípe S/A, empresa que administra o complexo, tem como foco o mercado europeu, apostando no empenho que a Secretaria de Cultura e Turismo do estado vem demonstrando para captar vôos internacionais diretos de Madrid, Frankfurt, Paris e Miami. Na verdade, reativar vôos que já existiam quando o projeto Sauípe foi planejado, mas que foram suspensos em função da conjuntura internacional.

"Para dar viabilidade aos vôos temos que divulgar bastante o destino Bahia, não só Sauípe", sustenta Humpert. O grupo está selecionando uma empresa que será encarregada de dar visibilidade ao complexo no mercado internacional, com foco no mercado europeu. Os escritórios europeus das companhias hoteleiras com unidades em Sauípe (Accor, Marriott e SuperClubs) também serão bases importantes dessa estratégia de divulgação.

A Sauípe S/A não perdeu de vista a meta inicial de chegar a 50% de clientes internacionais (hoje é apenas 15%) até o final de 2004, mesmo sabendo que houve uma mudança dramática no quadro de vôos internacionais.

Para chegar lá, Humpert reconhece que "talvez demande mais tempo e investimentos". A vantagem, segundo ele, é que a Bahia não é uma ilustre desconhecida para os turistas europeus, que sempre demonstraram afinidade "e até mesmo uma certa paixão pelo estado".

A campanha de captação de turistas, portanto, não está partindo da estaca zero. A ênfase será em divulgar que o estado está voltando a ser um destino direto, sem escalas ou conexões. Além dos vôos que deverão ser retomados, em junho a TAP inaugura um quinto vôo direto de Portugal para Salvador.

Para manter uma taxa de ocupação média durante o ano em torno de 50%, o que não é uma tarefa fácil para um empreendimento com quase 1.600 apartamentos, a empresa tem buscado atrair congressos e eventos esportivos. O segmento corporativo, segundo Humpert, já representa 35% do total dos negócios do complexo. "Essa taxa de ocupação é uma meta bastante agressiva, mas não é impossível", pondera o presidente da Sauípe S/A, observando que no primeiro trimestre a taxa média, prevista para 43%, foi de 46%, apesar das férias escolares terem terminado no início de fevereiro."

Monica Bichara- Correio da Bahia

Um investimento de 3 U$$ apenas em divulgação para ampliar a ocupação dos 1600 apartamentos (3200 pessoas) deste complexo é de causar indignação quando o Estado de São Paulo abandona este segmento. O Abandono não só no que tange a divulgação das cidades e estancias turísticas, bem como de qualquer investimento em infraestrutura.

Nós do Litoral Norte, nunca "vimos" qualquer quantia, nem mesmo "uns poucos dinheiros" em investimentos de base. Os parcos e pré- direcionados recusos do DADE não convencem nem "matam a sede" da necessidade social de investimentos no turismo (o maior e mais barato segmento criador de emprego e renda). O Estado de São Paulo, nem mesmo conhece estes municípios, tão protegidos ambientalmente, por legislação pertinente (feita muito longe da realidade local e por técnicos no ar refrigerado) onde os habitantes vivem de um "turismo" cada vez mais predatório e pratica um comércio desordenado, aplicando a lei do salve-se quem puder.

Diferente de outras políticas aplicadas por outros estados que insistem no horário nobre da Globo que " o que tem de melhor a gente mostra", "morremos" de fome, contemplando o palmito" . O meio ambiente (protegido) a serviço ou a disposição do homem. Preservar para usar. Cabe lembrar, que recebemos da "melhor" maneira possivel, não 3200 pessoas do total da ocupação da Costa do Sauípe, mas, mais de 1.500.000 só no Reveillon!!!

Por que será que somos tão "mansos"? Será que São Paulo é tão cego? Será que (como no ICMS) continuaremos exportando divisas turísticas para outros estados? Qual é, se é que existe, a politica para o setor? Chega de planos, comissões, estudos e projetos de todas as cores e cones que nunca sairam do papel ! E o governador ( da região) quer ser reeleito! Pode?

Ubatuba, 17/05/2002

Ronaldo Dias

Artigos Anteriores

Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba
Conheça as cidades do Litoral Norte:
Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba
Home Litoral Virtual - Home Page
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet

info@litoralvirtual.com.br
©1995/2010 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor

Sites do grupo: Litoral Virtual - Jornal Maranduba - PanoTour - Caraguá - Maranduba - Maré Legal - Truckmodelismo Brasil - ECampi