Reflexões para uma vida melhor
 
Arquivo

Margareth Bravo
Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba

A origem do mal

“E houve batalha no Céu; Miguel e seus anjos batalhavam contra o dragão, e batalhava o dragão e seus anjos; mas não prevaleceram, nem mais o seu lugar se achou nos Céus. E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, chamada o diabo e Satanás, que engana a todo o mundo; ele foi precipitado na Terra, e seus anjos foram lançados com ele”. (Apocalipse 12:7 a 9).

O Texto acima deixa claro a existência do grande inimigo de Deus e toda a humanidade – Satanás. Ao contrário do que muitos pensam, ele não é uma idéia ou uma força motivadora do mal. Ele é um ser real e pessoal, porém invisível. Está presente neste mundo trazendo tristeza, dor, morte, sofrimento, depravação e corrupção aos seres humanos. Toda maldade que se vê neste mundo tem origem satânica.

Mas qual é a origem do diabo? O que a Bíblia fala sobre o assunto é pouco, mas suficiente para compreendermos que ele é um enganador e mentiroso; (ver S. João 8: 44). Este texto é suficiente para nos ensinar como ficar prevenidos contra os seus ataques. Nossa defesa está em Deus somente. A Bíblia expõe o perigo e as conseqüências do mal. Ela nos aconselha a escolher o melhor caminho a seguir – atentar para os seus ensinos e guardar a Lei que Lúcifer contestou. Este é o único caminho que pode nos trazer paz e felicidade, apesar dos conflitos e problemas que envolvem o ser humano. A perfeita Lei de Deus contestada pelo inimigo, foi estabelecida para a preservação da vida. O desrespeito a ela traz trágicas conseqüências. Não é isto o que temos presenciado neste mundo – tragédias?

Por que houve batalha no Céu? Por que Miguel – Jesus Cristo e seus anjos lutaram contra Satanás e seus anjos? Por que ele rebelou-se contra o governo de Deus e Suas leis? Lúcifer era um ser perfeito, formoso, inteligente e tinha luz própria. (Ver Ezequiel 28: 13 a 19). Orgulhou-se de seus atributos achando que suas idéias eram melhores. Questionou a perfeita lei de Deus, e a terça parte dos anjos do Céu posicionaram-se ao seu lado. A batalha – de argumentos – que se seguiu, foi inevitável. Orgulhoso, Lúcifer recusou o perdão oferecido por seu Criador.

Antes da rebelião de Lúcifer reinava perfeita harmonia em todo Céu. Deus não criou o mal como muitos pensam. Todos os seres criados por Deus são livres. Deus nos criou com livre arbítrio. A possibilidade do mal sempre existiu. Se assim não fosse, não seríamos livres. Suas criaturas simplesmente fariam o bem por não existir a possibilidade de fazer o mal. O mal é a rebelião contra os princípios do bem, e essa foi a escolha de Lúcifer. Ele desejou a posição, a adoração que pertence somente a Deus. Achava-se a pessoa certa para governar o Universo. Em sua opinião, as criaturas seriam mais felizes, livres sem as leis que regem o Universo. Ao longo da história, todo o conflito entre o bem e o mal ocorre pela disputa da obediência e adoração humana.

Inveja, ciúme e orgulho contra Deus – eis o pecado de Lúcifer. Muitos aspectos da origem do mal permanecem em mistério. No entanto, o objetivo do relato bíblico não é dar detalhes, mas ensinar-nos que escolher separar-se de Deus e desobedecer Suas leis, significa caminhar para a destruição.

Agora você pode perguntar: Por que Deus não destruiu Lúcifer quando ele se rebelou? Deus é sábio demais para errar. Se Deus o tivesse destruído no início, suas acusações contra o governo de Deus, poderiam parecer ter fundamento. Suas criaturas obedeceriam por temor e não por amor em liberdade. A dúvida de que talvez Lúcifer tivesse razão para sempre permaneceria entre eles. Era necessário dar tempo ao tempo para que Lúcifer pudesse provar a validade de suas idéias. Era necessário o mal seguir o seu curso até o tempo em que todos no Universo concluíssem que o anjo rebelde estava errado em suas acusações contra Deus.

O tempo passou, e o que temos visto neste mundo são as tragédias que o pecado trouxe: dor, morte, sofrimento, auto-destruição, violência, depravação, egoísmo, etc.

Existem milhões de seres celestiais que estão na expectativa do desfecho da história entre o bem e o mal. Eles não tem mais dúvida alguma de que Lúcifer está errado.

Na próxima semana veremos como este conflito envolveu a Terra.

Margareth Bravo

 Artigos Anteriores

Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba
Conheça as cidades do Litoral Norte:
Caraguatatuba Ilhabela São Sebastião Ubatuba
Home Litoral Virtual - Home Page
O mais completo site do Litoral Norte Paulista na Internet

info@litoralvirtual.com.br
©1995/2010 Emilio Campi - Studio Maranduba - Direitos Reservados
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem a expressa autorização do autor

Sites do grupo: Litoral Virtual - Jornal Maranduba - PanoTour - Caraguá - Maranduba - Maré Legal - Truckmodelismo Brasil - ECampi